[PE] Angola filmes - Digitalizando memórias |

[PE] Angola filmes - Digitalizando memórias

A ANGOLA FILMES precisa da sua ajuda para digitalizar seu acervo de quase duas décadas.

Projeto por: Adriano José da Silva Lima
R$ 375,00
arrecadado
meta R$ 15.000,00

4
benfeitores

2%
arrecadado

26
dias restantes

PARCELE SEU PAGAMENTO EM ATÉ 6 VEZES

Ajude-nos a bater nossa meta até 19/08/2021 - 23:59


POR

Adriano José da Silva Lima

Adriano José da Silva Lima
R$ 25
CRÉDITOS
3 benfeitores apoiando
VOCÊ GARANTE O SEU NOME NO VÍDEO DE AGRADECIMENTO DA CAMPANHA. Previsão de entrega: 90 DIAS, APÓS O FIM DA CAMPANHA.

7 disponíveis.
R$ 50
ARGUMENTO
1 benfeitor apoiando
NOME NOS CRÉDITOS DOS PRIMEIROS VÍDEOS DIGITALIZADOS E NO VÍDEO DE AGRADECIMENTO DA CAMPANHA. Previsão de entrega: 90 DIAS, APÓS O FIM DA CAMPANHA.

9 disponíveis.
R$ 100
CLAQUETE
Seja o primeiro a apoiar!
PARTICIPAÇÃO DO VÍDEO DE AGRADECIMENTO DA CAMPANHA. Previsão de entrega: 90 DIAS, APÓS O FIM DA CAMPANHA.

5 disponíveis.
R$ 300
CAPA
Seja o primeiro a apoiar!
CRIAÇÃO DE UMA ART DIGITAL PARA REDES SOCIAIS, PARTICIPAÇÃO DO VÍDEO DE AGRADECIMENTO DA CAMPANHA. Previsão de entrega: 90 DIAS, APÓS O FIM DA CAMPANHA.

2 disponíveis.
R$ 700
AÇÃO
Seja o primeiro a apoiar!
REGISTRO FOTOGRÁFICO DE EVENTOS E APRESENTAÇÕES CULTURAIS – 50 FOTOS DIGITAIS. Previsão de entrega: ATÉ 90 DIAS DO FIM DA CAMPANHA.

2 disponíveis.
R$ 1.750
EXTERNAS
Seja o primeiro a apoiar!
REGISTRO AUDIOVISUAL, DUAS CÂMERA, EDIÇÃO BÁSICA, ATÉ 60 MINUTOS. Previsão de entrega: ATÉ 90 DIAS DO FIM DA CAMPANHA / APENAS EM RECIFE E RMR/ A COMBINAR.

01 disponível.

Não encontrou o que queria?

Outro valor

 

Em meados de 2000, eu Adriano Lima, me encontrei no audiovisual de guerrilha, junto a alguns amigos, criamos a Gambiarra Imagem, que se destacava no cenário da comunicação comunitária dos bairros de chão de estrelas e Campina do Barreto, além de se estender para toda a região metropolitana do Recife.

Durante uma década registramos movimentos sociais, shows, o surgimento de alguns grupos culturais e agremiações. As ações não se estendiam apenas para a captação e edição de imagem, havia oferta de oficinas de fotografia e afins. Com o tempo vi a necessidade de criar outros selos para alcançar outros públicos, o primeiro foi o Caracol de arte e comunicação, fizemos a nossa primeira turnê internacional e agora a Angola Filmes que desde 2017 tem documentado diversos segmentos e expressões da cultura popular, periférica e das religiões afro-indígenas.

Com a pandemia, a ausência do carnaval e do São João, vimos as nossas atividades desaparecerem, mediante a isso nosso computador em uso desde 2009 começou a mostrar problemas gráficos, me deixando na mão algumas vezes reduzindo seu desempenho para 30% da sua capacidade. Nosso ambiente de trabalho passará por adequações para comportar mais pessoas, respeitando o distanciamento, compra de insumos de proteção, como máscaras N92 e álcool em gel.

 

 

Com a sua ajuda faremos um Upgrade em nossos equipamentos para digitalizarmos o nosso acervo analogico, disponibilizando no nosso canal do Youtube esses vídeos que são memórias do surgimento de alguns grupos culturais e agremiações pernambucanas.

O dinheiro arrecadado será destinado também ao pagamento da equipe que trabalhará na digitalização dos vídeos, pagamento dos gastos com manutenção e adequação do espaço de trabalho, e na reforma da câmera Canon Vixia HV30 responsável pela digitalização dos vídeos.

 

 

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$15.000 seja alcançado.

 

 

 

 

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 1.500.000,00 ( um milhão e 500 mil reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo para recuperação de micro e pequenos negócios das periferias afetados pela pandemia. O Fundo Colaborativo segue aberto para novos parceiros que desejam destinar recursos para as periferias urbanas brasileiras.

 

 

 

 

 

 

 

Adriano José da Silva Lima ainda não publicou nenhuma notícia.

 

Em meados de 2000, eu Adriano Lima, me encontrei no audiovisual de guerrilha, junto a alguns amigos, criamos a Gambiarra Imagem, que se destacava no cenário da comunicação comunitária dos bairros de chão de estrelas e Campina do Barreto, além de se estender para toda a região metropolitana do Recife.

Durante uma década registramos movimentos sociais, shows, o surgimento de alguns grupos culturais e agremiações. As ações não se estendiam apenas para a captação e edição de imagem, havia oferta de oficinas de fotografia e afins. Com o tempo vi a necessidade de criar outros selos para alcançar outros públicos, o primeiro foi o Caracol de arte e comunicação, fizemos a nossa primeira turnê internacional e agora a Angola Filmes que desde 2017 tem documentado diversos segmentos e expressões da cultura popular, periférica e das religiões afro-indígenas.

Com a pandemia, a ausência do carnaval e do São João, vimos as nossas atividades desaparecerem, mediante a isso nosso computador em uso desde 2009 começou a mostrar problemas gráficos, me deixando na mão algumas vezes reduzindo seu desempenho para 30% da sua capacidade. Nosso ambiente de trabalho passará por adequações para comportar mais pessoas, respeitando o distanciamento, compra de insumos de proteção, como máscaras N92 e álcool em gel.

 

 

Com a sua ajuda faremos um Upgrade em nossos equipamentos para digitalizarmos o nosso acervo analogico, disponibilizando no nosso canal do Youtube esses vídeos que são memórias do surgimento de alguns grupos culturais e agremiações pernambucanas.

O dinheiro arrecadado será destinado também ao pagamento da equipe que trabalhará na digitalização dos vídeos, pagamento dos gastos com manutenção e adequação do espaço de trabalho, e na reforma da câmera Canon Vixia HV30 responsável pela digitalização dos vídeos.

 

 

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$15.000 seja alcançado.

 

 

 

 

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 1.500.000,00 ( um milhão e 500 mil reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo para recuperação de micro e pequenos negócios das periferias afetados pela pandemia. O Fundo Colaborativo segue aberto para novos parceiros que desejam destinar recursos para as periferias urbanas brasileiras.

 

 

 

 

 

 

 

Adriano José da Silva Lima ainda não publicou nenhuma notícia.