[AC] Ajude a Costura Trans-Amazônica! |

[AC] Ajude a Costura Trans-Amazônica!

Vamos ajudar o negócio Costura Trans-Amazônica a continuar produzindo costuras especiais feitas especialmente por homens e mulheres transgênero do Acre.

Projeto por: Marcelo Pereira de Souza
R$ 15.110,00
arrecadado
meta R$ 15.000,00

8 benfeitores
apoiaram essa campanha

Conseguimos \o/

Obrigado a todos os Benfeitores por mais um projeto bem sucedido. Agora, acompanhe as novidades e comentários do projeto.


POR

Marcelo Pereira de Souza

Marcelo Pereira de Souza
R$ 10
Agradecimentos coloridos!
1 benfeitor apoiando
Aqui irá o nosso muito obrigado por contribuir não apenas com nosso negócio mas com uma causa trans!
R$ 20
Carta de agradecimento
3 benfeitores apoiando
Uma carta escrita a mão por nossos colaboradores, agradecendo seu apoio e enviada por e-mail aos colaboradores.
R$ 30
Vídeo do negócio
3 benfeitores apoiando
Um vídeo do negócio, mostrando como funciona e com depoimentos dos participantes dele.
R$ 50
Kit Anti-coronavírus
1 benfeitor apoiando
Kit contendo máscara personalizada, álcool em gel de 150ml, sabonete de ucuuba produzido na região para quem doar esse valor.

indisponível.
R$ 100
Ecobag + Kit Anti-coronavírus
1 benfeitor apoiando
Ecobag personalizada do negócio e e Kit Anti-coronavírus para quem doar esse valor.

9 disponíveis.
R$ 200
Curso de costura
2 benfeitores apoiando
Acesso gratuito ao nosso curso de costura online, a ser produzido com o valor da campanha.

4 disponíveis.

 

Costura Trans-Amazônica é um negócio de confecção de roupas produzidas exclusivamente por homens e mulheres transgênero que, por algum motivo, tiveram de sair de suas casas - geralmente expulsos - e não tinham para onde ir e nem como sobreviver. E encontraram na costura um meio para não apenas trabalhar mas ter uma nova vida.

Por ser um homem trans passei por vários preconceitos na minha vida, o que inclui ser expulso de casa quando estava ainda em processo de transição. Não foi uma vida fácil, mas logo aprendi a costurar e comecei a ter clientes. Como sei que a vida não é fácil para nós, trans, resolvi ensinar o ofício para outras/os trans e assim montamos um pequeno negócio há 6 anos.

Nosso negócio ia bem até a pandemia, mas com ela tivemos de suspender o atendimento presencial, o que acarretou em problemas financeiros e estamos com dificuldade para nos manter ativos nos dias atuais. Mas também foi nesse período que aproveitamos as sobras de tecidos e fizemos máscaras e distribuímos a famílias carentes de Acrelândia e arredores, de forma gratuita, fazendo nossa parte nesse momento conturbado a nível mundial. Nos ajude a dar novamente a volta por cima!

Para atender as orientações dos órgãos de saúde na prevenção do Coronavírus iremos trabalhar de máscaras, disponibilizaremos álcool em gel na entrada do estabelecimento, atenderemos de forma individualizada, evitando aglomeração, e distribuiremos máscaras grátis a cada cliente – além de continuar a produção e distribuição gratuitamente com sobras de tecido a pessoas carentes do município.

 

 

Com esse valor pretendemos manter o negócio vivo, para que tenhamos o que comer, pagar dívidas, acertar um salário descente para os funcionários que precisam de pagamento para se alimentar, além de poder ofertar um curso pela internet para dar uma luz para outras pessoas trans e a quem possa interessar.

Essa ajuda se faz necessária para manter nosso negócio vivo, dando dignidade a pessoas trans trabalhadoras de Acrelândia, no interior do Estado do Acre.

 

 

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$15.000 seja alcançado.

 

 

 

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 1.500.000,00 ( um milhão e 500 mil reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo para recuperação de micro e pequenos negócios das periferias afetados pela pandemia. O Fundo Colaborativo segue aberto para novos parceiros que desejam destinar recursos para as periferias urbanas brasileiras.

 

 

 

Marcelo Pereira de Souza ainda não publicou nenhuma notícia.

 

Costura Trans-Amazônica é um negócio de confecção de roupas produzidas exclusivamente por homens e mulheres transgênero que, por algum motivo, tiveram de sair de suas casas - geralmente expulsos - e não tinham para onde ir e nem como sobreviver. E encontraram na costura um meio para não apenas trabalhar mas ter uma nova vida.

Por ser um homem trans passei por vários preconceitos na minha vida, o que inclui ser expulso de casa quando estava ainda em processo de transição. Não foi uma vida fácil, mas logo aprendi a costurar e comecei a ter clientes. Como sei que a vida não é fácil para nós, trans, resolvi ensinar o ofício para outras/os trans e assim montamos um pequeno negócio há 6 anos.

Nosso negócio ia bem até a pandemia, mas com ela tivemos de suspender o atendimento presencial, o que acarretou em problemas financeiros e estamos com dificuldade para nos manter ativos nos dias atuais. Mas também foi nesse período que aproveitamos as sobras de tecidos e fizemos máscaras e distribuímos a famílias carentes de Acrelândia e arredores, de forma gratuita, fazendo nossa parte nesse momento conturbado a nível mundial. Nos ajude a dar novamente a volta por cima!

Para atender as orientações dos órgãos de saúde na prevenção do Coronavírus iremos trabalhar de máscaras, disponibilizaremos álcool em gel na entrada do estabelecimento, atenderemos de forma individualizada, evitando aglomeração, e distribuiremos máscaras grátis a cada cliente – além de continuar a produção e distribuição gratuitamente com sobras de tecido a pessoas carentes do município.

 

 

Com esse valor pretendemos manter o negócio vivo, para que tenhamos o que comer, pagar dívidas, acertar um salário descente para os funcionários que precisam de pagamento para se alimentar, além de poder ofertar um curso pela internet para dar uma luz para outras pessoas trans e a quem possa interessar.

Essa ajuda se faz necessária para manter nosso negócio vivo, dando dignidade a pessoas trans trabalhadoras de Acrelândia, no interior do Estado do Acre.

 

 

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$15.000 seja alcançado.

 

 

 

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 1.500.000,00 ( um milhão e 500 mil reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo para recuperação de micro e pequenos negócios das periferias afetados pela pandemia. O Fundo Colaborativo segue aberto para novos parceiros que desejam destinar recursos para as periferias urbanas brasileiras.

 

 

 

Marcelo Pereira de Souza ainda não publicou nenhuma notícia.