Escola de Jornalismo |

Escola de Jornalismo

A partir do olhar e perspectiva do jovem, vamos produzir matérias com conteúdos inéditos e exclusivos.


Projeto por: Associação da Escola de Jornalismo
R$ 1.430,00
arrecadado por mês
meta R$ 2.500,00

36
assinantes

57%
arrecadado

Faça parte desse projeto!
Vire um assinante mensal.



ASSINATURAS
R$ 10 por mês
10 assinantes mensais
R$ 20 por mês
10 assinantes mensais
R$ 40 por mês
6 assinantes mensais
R$ 60 por mês
1 assinantes mensais
R$ 100 por mês
8 assinantes mensais
POR

Associação da Escola de Jornalismo

Associação da Escola de Jornalismo

O jornalismo tá passando por maus bocados: demissões em massa e redações pouco diversas, com maioria de homens brancos.

A gente quer mudar isso fazendo a melhor escola de jornalismo do mundo pra todo mundo.

A Escola de Jornalismo da Énois forma, anualmente, 10 jovens, de 17 a 21 anos, de várias periferias de São Paulo e traz novas formas de olhar e discutir o mundo. Essa galera ganha uma bolsa-estágio de R$ 600 pra ajudar no transporte e dar um gás nas apurações.

Mas a gente precisa da sua contribuição pra manter essa engrenagem funcionando.

Grande parte dos nossos recursos vem de serviços que a gente presta pra marcas e instituições. Com o seu investimento, a gente pode ensinar jornalismo com uma grana independente de projetos de empresas.

Quantos dinheiros isso custa?

Com R$10 por mês (ou mais, claro, por que não, né) você apoia a formação anual dessa moçada e financia suas produções independentes. E você pode acompanhar tudo o que está sendo feito por aqui através das nossas páginas nas redes sociais ou pela nossa newsletter, que você pode se inscrever lá no nosso site. 

Pra gente se conhecer mais

A gente falou bastante e nem se apresentou direito, né? Somos a Escola de Jornalismo da Énois! Temos aulas presenciais às terças, quartas e quintas.

Turma da Escola de Jornalismo 2019

Conheça nossa história completinha clicando aqui.

Por que nós somos diferentões?

A gente te dá quatro motivos:

   Aulas bem preparadas

A gente discute valores e visões de mundo do jornalista, pra enxergar além da bolha de cada um, e convida jornalistas de diversos veículos pra trocar experiências;

   Mão na massa

A cada 3 meses, nossa equipe tem a missão de publicar um produto jornalístico bacaníssimo e distribuir ele por esse mundão;

   Bolsa de estudos

Cada um ganha uma bolsa-estágio de R$600 pra estudar.

   Parcerias

Veículos como UOL TAB, The Intercept Brasil, BBC Brasil, The Guardian, Galileu, Nexo, HuffPost Brasil, Periferia em Movimento, Catraca Livre, Agência Pública e Futura são alguns dos nossos parceiros pra produção e distribuição dos nossos trampos.

O que a gente já fez por aqui

Se liga nas produças que as últimas turmas da Escola de Jornalismo já fizeram por aqui:

   

Através da história de João, morto na chacina do Rosana, a produção, em texto e vídeo, aborda os impactos do genocídio da população negra pela ótica de quem fica e precisa lidar com a perda. (clique e veja)

   

Um projeto de checagem de fatos e boatos que circulavam pelo WhatsApp meses antes da eleição presidencial de 2018 e que poderiam impactar o processo eleitoral.(clique e veja)

   

Quatro empreendedores periféricos mapeados pelo Prato Firmeza discutem o sentido político da comida e como usam a culinária pra tocar seus negócios e valorizar suas trajetórias. (clique e assista)

   Conexão Quebrada

O impacto da falta de conexão ou subconectividade em periferias e favelas de São Paulo e Rio de Janeiro e as gambiarras pra lidar com esse problema. Em parceria com DataLabe, edição Nexo e apoio Google News Lab. (clique e veja)

   Dinheiro pra se contar

Um mini-documentário sobre como o dinheiro ainda é tabu para uma juventude sem educação financeira. (clique e veja)

   Identidade Parcelada

Uma mega reportagem multimídia sobre consumo, identidade e juventude periférica, com direito a webdocumentário, infográfico interativo, quiz, fotos e textos. (clique e veja)

   Prato Firmeza

O primeiro guia gastronômico das periferias de São Paulo, 6º lugar no Prêmio Jabuti 2017 e vencedor do 21º Troféu São Paulo Capital da Gastronomia na categoria Guia Impresso ou Eletrônico, com dois volumes impressos e cerca de 100 lugares mapeados na plataforma online. (clique e veja)

A Agência Énois já produziu mais de 20 reportagens distribuídas em veículos como The Guardian, UOL TAB, The Intercept Brasil e BBC Brasil. Por aqui, jovens que já passaram pela formação da EJ ou que já se envolveram em nossos projetos, produzem reportagens em texto e vídeo. Clique aqui pra conferir o que já produzimos. 

E por que aprender jornalismo é tão importante?

Nos tempos das redes sociais, de notícias falsas sendo compartilhadas, de opinião confundida com informação, é importante estar atento pra não ser engolido por essa avalanche de confusões.

Compreender a mídia é essencial hoje em dia, já que grande parte da formação cultural e social que temos vem daquilo que gente consome nas redes sociais. A mídia já não é mais um dos influenciadores da nossa cultura. Com a evolução da tecnologia, a mídia se tornou a própria cultura.

Só que a produção jornalística tá nas mãos de gente branca e de classe média ou alta.

A gente precisa aprender jornalismo pra saber como ele é feito até chegar na gente, pra gente deixar de ser ingênuo e pra saber como as mensagens podem impactar na nossa sociedade.

Se liga nas nossas reflexões

Aqui, a gente tem alguns textos que mostram o que a gente vem aprendendo ensinando e discutindo jornalismo na Escola de Jornalismo

Associação da Escola de Jornalismo ainda não publicou nenhuma notícia.

O jornalismo tá passando por maus bocados: demissões em massa e redações pouco diversas, com maioria de homens brancos.

A gente quer mudar isso fazendo a melhor escola de jornalismo do mundo pra todo mundo.

A Escola de Jornalismo da Énois forma, anualmente, 10 jovens, de 17 a 21 anos, de várias periferias de São Paulo e traz novas formas de olhar e discutir o mundo. Essa galera ganha uma bolsa-estágio de R$ 600 pra ajudar no transporte e dar um gás nas apurações.

Mas a gente precisa da sua contribuição pra manter essa engrenagem funcionando.

Grande parte dos nossos recursos vem de serviços que a gente presta pra marcas e instituições. Com o seu investimento, a gente pode ensinar jornalismo com uma grana independente de projetos de empresas.

Quantos dinheiros isso custa?

Com R$10 por mês (ou mais, claro, por que não, né) você apoia a formação anual dessa moçada e financia suas produções independentes. E você pode acompanhar tudo o que está sendo feito por aqui através das nossas páginas nas redes sociais ou pela nossa newsletter, que você pode se inscrever lá no nosso site. 

Pra gente se conhecer mais

A gente falou bastante e nem se apresentou direito, né? Somos a Escola de Jornalismo da Énois! Temos aulas presenciais às terças, quartas e quintas.

Turma da Escola de Jornalismo 2019

Conheça nossa história completinha clicando aqui.

Por que nós somos diferentões?

A gente te dá quatro motivos:

   Aulas bem preparadas

A gente discute valores e visões de mundo do jornalista, pra enxergar além da bolha de cada um, e convida jornalistas de diversos veículos pra trocar experiências;

   Mão na massa

A cada 3 meses, nossa equipe tem a missão de publicar um produto jornalístico bacaníssimo e distribuir ele por esse mundão;

   Bolsa de estudos

Cada um ganha uma bolsa-estágio de R$600 pra estudar.

   Parcerias

Veículos como UOL TAB, The Intercept Brasil, BBC Brasil, The Guardian, Galileu, Nexo, HuffPost Brasil, Periferia em Movimento, Catraca Livre, Agência Pública e Futura são alguns dos nossos parceiros pra produção e distribuição dos nossos trampos.

O que a gente já fez por aqui

Se liga nas produças que as últimas turmas da Escola de Jornalismo já fizeram por aqui:

   

Através da história de João, morto na chacina do Rosana, a produção, em texto e vídeo, aborda os impactos do genocídio da população negra pela ótica de quem fica e precisa lidar com a perda. (clique e veja)

   

Um projeto de checagem de fatos e boatos que circulavam pelo WhatsApp meses antes da eleição presidencial de 2018 e que poderiam impactar o processo eleitoral.(clique e veja)

   

Quatro empreendedores periféricos mapeados pelo Prato Firmeza discutem o sentido político da comida e como usam a culinária pra tocar seus negócios e valorizar suas trajetórias. (clique e assista)

   Conexão Quebrada

O impacto da falta de conexão ou subconectividade em periferias e favelas de São Paulo e Rio de Janeiro e as gambiarras pra lidar com esse problema. Em parceria com DataLabe, edição Nexo e apoio Google News Lab. (clique e veja)

   Dinheiro pra se contar

Um mini-documentário sobre como o dinheiro ainda é tabu para uma juventude sem educação financeira. (clique e veja)

   Identidade Parcelada

Uma mega reportagem multimídia sobre consumo, identidade e juventude periférica, com direito a webdocumentário, infográfico interativo, quiz, fotos e textos. (clique e veja)

   Prato Firmeza

O primeiro guia gastronômico das periferias de São Paulo, 6º lugar no Prêmio Jabuti 2017 e vencedor do 21º Troféu São Paulo Capital da Gastronomia na categoria Guia Impresso ou Eletrônico, com dois volumes impressos e cerca de 100 lugares mapeados na plataforma online. (clique e veja)

A Agência Énois já produziu mais de 20 reportagens distribuídas em veículos como The Guardian, UOL TAB, The Intercept Brasil e BBC Brasil. Por aqui, jovens que já passaram pela formação da EJ ou que já se envolveram em nossos projetos, produzem reportagens em texto e vídeo. Clique aqui pra conferir o que já produzimos. 

E por que aprender jornalismo é tão importante?

Nos tempos das redes sociais, de notícias falsas sendo compartilhadas, de opinião confundida com informação, é importante estar atento pra não ser engolido por essa avalanche de confusões.

Compreender a mídia é essencial hoje em dia, já que grande parte da formação cultural e social que temos vem daquilo que gente consome nas redes sociais. A mídia já não é mais um dos influenciadores da nossa cultura. Com a evolução da tecnologia, a mídia se tornou a própria cultura.

Só que a produção jornalística tá nas mãos de gente branca e de classe média ou alta.

A gente precisa aprender jornalismo pra saber como ele é feito até chegar na gente, pra gente deixar de ser ingênuo e pra saber como as mensagens podem impactar na nossa sociedade.

Se liga nas nossas reflexões

Aqui, a gente tem alguns textos que mostram o que a gente vem aprendendo ensinando e discutindo jornalismo na Escola de Jornalismo

Associação da Escola de Jornalismo ainda não publicou nenhuma notícia.