Horta Comunitária do Grajaú |

Horta Comunitária do Grajaú

Mais abundância a ser colhida e compartilhada na Horta Comunitária do Grajaú


Colheita de Chuva: R$ 5.000

Captação de água da chuva, irrigação, composteiras e paisagismo comestível, medicinal e utilitário.

Horta Escola: R$ 5.000

Programa de educação ambiental para escolas, com materiais didáticos e programa de capacitação e consultoria.

Pimp my horta: R$ 5.000

Construção de abrigo para ferramentas e área de convivência junto à área da horta e aquisição de ferramentas.

A Horta Comunitária do Grajaú foi iniciada em junho de.2015 através da união do desejo e empenho de moradores, frequentadores e amigos do bairro e do projeto. Tendo sido constituída de forma cooperativa, em 2 anos de existência, tudo aconteceu de forma orgânica e espontânea e agora chegamos ao momento de amadurecer o projeto e tornar a horta mais produtiva e organizada e.operacional para melhor atender a comunidade, implantando sistema de captação e armazenamento de água da chuva e etc. Gratidão

Aguarde, carregando...



Horta no Globo Tijuca (30/11/17)

Em 30/11/2017 12:49


Variedade. Crianças têm contato com vegetais da horta comunitária da Praça Edmundo Rêgo: há cerca de 46 espécies, entre frutas, ervas, hortaliças, legumes e verduras - Mauricio Peixoto / fotos de mauricio peixoto

.
Em meio à urbanização desenfreada de uma metrópole como o Rio, o Grajaú é um dos poucos bairros onde permanece a atmosfera bucólica, transmitida pelas sombras das árvores centenárias, pelo canto dos passarinhos e pelos canteiros que florescem nas calçadas. Com inspiração nesse clima de cidade do interior, um grupo de moradores e frequentadores do bairro vem, desde junho de 2015, cultivando uma horta e um pomar em dois canteiros da Praça Edmundo Rêgo. A iniciativa, que ganhou o nome de Horta Comunitária do Grajaú, gerou frutos e agora o grupo realiza um financiamento coletivo via internet para modernizar e ampliar a horta.

— A horta surgiu graças à união, ao desejo e ao empenho dos moradores, frequentadores e amigos do projeto. Tendo sido constituída por meio de uma cooperativa, tudo aconteceu de forma orgânica e espontânea. Agora chegamos ao momento de amadurecer o projeto e tornar a nossa horta mais produtiva, organizada e operacional para melhor atender a comunidade — diz Leandro Pagnoncelli, um dos realizadores do projeto.

Caso o crowdfunding dê certo, está programada, primeiramente, a implantação de um sistema de captação e armazenamento de água da chuva para irrigar os vegetais. A meta do financiamento (R$ 5 mil) precisa ser batida até o dia 17 de dezembro, caso contrário o financiamento, feito via site , desde meados de outubro, não será aprovado. Até a última terça-feira, dia 28, data do fechamento desta edição, o valor arrecadado pela ação era de R$ 1.740. Ou seja, em 19 dias que restam, é preciso arrecadar R$ 170 por dia.

Entre as recompensas oferecidas a cada contribuição estão um vaso com mudas de tempero da horta (R$ 20); um curso sobre cultivo em terrenos oferecido pela comunidade (R$ 50); uma composteira em balde (R$ 100); curso de horta em vasos (R$ 300); curso de hortas em apartamentos (R$ 400); serviço de consultoria para implantação de horta em local escolhido (R$ 500); e consultoria e palestra sobre veganismo e implantação do sistema de água da chuva em local a combinar (R$ 1 mil).

Desde o começo das atividades, a água utilizada para a irrigação é gentilmente cedida pela cabine da Polícia Militar que fica ao lado do canteiro. A questão da captação das águas da chuva é um grande sonho dos integrantes.

— Só temos que agradecer aos policiais, que sempre nos ajudaram. Embora a água seja um recurso público, sabemos que eles estão fazendo uma gentileza e o ideal para a irrigação é a água da chuva, mais natural. A época das chuvas se aproxima, e dessa forma conseguiremos acumular — acredita Téo Cordeiro, morador do bairro e que atua no coletivo Águas de Março, uma rede carioca com foco na captação de água de chuva.

Há também outras metas futuras. Entre elas, um programa de educação ambiental para escolas, com fornecimento de material didático e programa de capacitação e consultoria; e a construção de abrigo para ferramentas, além da aquisição de novos equipamentos.

— Queremos capacitar mais pessoas, para que possam sistematizar e replicar projetos similares pela cidade. Além disso, nos mutirões ou em outros encontros é sempre preciso que as pessoas tragam as ferramentas. Caso alguém não venha ou esqueça, o trabalho fica debilitado. Então é necessário dispormos de equipamentos para uso geral aqui — explica Cordeiro.

A horta conta, ao todo, com 800 integrantes em sua página no Facebook, mas apenas cerca de dez se mantêm participativos e atuantes. Nos mutirões, que acontecem no segundo domingo do mês, junto com a Feira Desapegue-se, a mão de obra fica um pouco maior.

— Muitos curiosos e interessados pelo trabalho vêm e nos apoiam. Só que apenas uma pequena fração dessas pessoas sabe a respeito do financiamento coletivo, infelizmente. Se todos que estivessem no grupo do Facebook ou que vêm no mutirão ajudassem, conseguiríamos bater nossas três metas facilmente. Se todo esse pessoal contribuir com R$ 10, conseguiremos. Então venho aqui pedir o apoio de todos para que consigamos concretizar o nosso sonho. E que possamos servir de exemplo para outras iniciativas parecidas — diz Renata Lara, responsável pela Casa Anitcha e uma das idealizadoras da horta.

Na horta e no pomar podem ser encontrados diversos tipos de frutas, legumes, hortaliças, verduras e ervas. Entre boldo, alecrim, salsa, cebolinha, tomate e abacaxi, são ao todo 46 espécies disponíveis.

— Só nos resta otimizar a ação para que horta e pomar se desenvolvam e que os produtos tenham qualidade ainda melhor — diz Érica Ramalho, integrante do grupo responsável pela idealização do projeto de crowdfunding.

A equipe da Horta Comunitária do Grajaú também planeja fazer o mapeamento das árvores frutíferas do bairro e do vizinho Andaraí.

.

— Eu só faço o produto final. É a comunidade que me traz essas informações. Às vezes você está passando por um pé de amora, com amoras deliciosas e, devido à correria da cidade grande, nem percebe que dispõe daquele vegetal ali. Por enquanto, mapeei cerca de 30 árvores, sem contar com as tamarineiras — diz ela.

Mais informações sobre a horta e o mapeamento estão disponívei na página da Horta Comunitária do Grajaú no Facebook.

.
Fonte: https://oglobo.globo.com/rio/bairros/horta-comunitaria-do-grajau-tem-financiamento-na-web-para-crescer-22128754


Benfeitoria + Horta Comunitária do Grajaú

Em 06/11/2017 16:38

 


Colheita de Água da Chuva

Em 25/10/2017 07:58

Que tal reaproveitar os recursos que a Natureza nos oferece gratutamente? Bom, né? 70% Do planeta é coberto por água e também 70% de nosso organismo é composto por água. Coincidência? Não! Água é o recurso mais importante para a existência da vida tal como a conhecemos e fazer uso consciente dele é fundamental. 

Em pouco mais de 2 anos atuando nos canteiros da Praça Edmundo Rego, cultivando à Horta do Grajaú, temos utilizado a água da cabine da PM que está localizada em um desses canteiros. Agradecemos imensamente pelo apoio tanto da PM quanto da comunidade, mas desejamos poupar esse recurso que é público e obtermos autonomia, otimizando as águas pluviais.
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas
O Permacultor Téo Cordeiro (foto) é um dos fundadores e colaboradores da Horta do Grajaú e também integra o coletivo Perma Rio que presta serviços e consultorias para que pessoas e instituições possam fazer uso mais sustentável dos recurso naturais. Ele possui conhecimento e experiência e já desenvolveu o projeto para o aproveitamento das águas das chuvas para a Horta Comunitária do Grajaú!

Se você tem interesse em instalar um sistema de captação de água da chuva onde você mora e/ou trabalha, aqui nessa campanha você pode! Uma das recompensas oferecidas aqui é justamente a implantação desse sistema onde você quiser na cidade do Rio de Janeiro!

Você ajuda a Horta Comunitária a criar o próprio sistema de captação e ainda leva um para o seu local! 

Aproveite!


R$ 3.570,00
arrecadado
meta R$ 5.000
38
benfeitores
71%
arrecadado
5
dias restantes





Financiamento Coletivo

É tudo ou nada! Precisamos bater a meta até 17/12/2017 - 23:59


Escolher recompensa
R$10
Agradecimentos
10 benfeitores apoiando

Agradecemos pelo apoio ao nosso trabalho e esperamos inspirar mais pessoas a realizarem ações similares.


Escolher recompensa
R$20
Vaso com muda de tempero
9 benfeitores apoiando

O maior objetivo dessa recompensa é incentivar a aproximação presencial das pessoas apoiadoras com o projeto, escolhendo na própria horta o tempero que irá levar para cultivar. As pessoas que optarem por essa recompensa deverão resgatá-la no próprio local da Horta, à praça Edmundo Rego no Bairro do Grajaú - Zona Norte da cidade do Rio de Janeiro. A entrega deverá ser realizada na ocasião dos mutirões que são realizados no segundo domingo de cada mês de 9h às 13h ou deverá ser combinada através do grupo no facebook: https://www.facebook.com/groups/460269534146910/

741 disponíveis

Escolher recompensa
R$50
Curso de horta na Horta do Grajaú
6 benfeitores apoiando

O maior objetivo dessa recompensa é incentivar e instrumentalizar quem se interessar a replicar hortas comunitárias em suas localidades e/ou onde for. As pessoas que optarem por essa recompensa deverão resgatá-la no próprio local da Horta, à praça Edmundo Rego no Bairro do Grajaú - Zona Norte da cidade do Rio de Janeiro. O curso deverá ser realizado na ocasião dos mutirões que são realizados no segundo domingo de cada mês de 9h às 13h e deverá ser combinado através do grupo no facebook: https://www.facebook.com/groups/460269534146910/
Curso prático e presencial com 3 horas de duração com apoio de material didático com explicações básicas sobre como realizar um projeto similar ao da Horta Comunitária do Grajaú.

294 disponíveis

Escolher recompensa
R$100
Composteira em baldes
8 benfeitores apoiando

O maior objetivo dessa recompensa é incentivar o reaproveitamento total dos resíduos orgânicos gerados nas residências. As pessoas que optarem por essa recompensa deverão resgatá-la no próprio local da Horta, à praça Edmundo Rego no Bairro do Grajaú - Zona Norte da cidade do Rio de Janeiro. A entrega deverá ser realizada na ocasião dos mutirões que são realizados no segundo domingo de cada mês de 9h às 13h ou deverá ser combinada através do grupo no facebook: https://www.facebook.com/groups/460269534146910/

142 disponíveis

Escolher recompensa
R$300
Curso de hortas em vasos
1 benfeitor apoiando

O maior objetivo dessa recompensa é estimular as pessoas a iniciarem o cultivo, mesmo que em pequena escala. (Válido para moradores locais na cidade do Rio de Janeiro) As pessoas que optarem por essa recompensa deverão resgatá-la no próprio local da Horta, à praça Edmundo Rego no Bairro do Grajaú - Zona Norte da cidade do Rio de Janeiro. O curso deverá ser realizado na ocasião dos mutirões que são realizados no segundo domingo de cada mês de 9h às 13h e deverá ser combinado através do grupo no facebook: https://www.facebook.com/groups/460269534146910/
Curso prático e presencial com 3 horas de duração com apoio de material didático, com passo a passo, imagens e explicações dos processos de escolha de culturas, manutenções, controle biológico de agentes, vetores e demais fatores que influenciam a saúde e a fertilidade das espécies cultivadas.

49 disponíveis

Escolher recompensa
R$400
Curso de horta em apartamentos
Seja o primeiro a apoiar!

O maior objetivo dessa recompensa é estimular o cultivo mesmo para quem vive em apartamento, tentando aproveitar da melhor forma as características, espaços disponíveis e as espécies que melhor se adaptam. (Válido para locais na cidade do Rio de Janeiro).
Curso prático e presencial com 3 horas de duração com apoio de material didático, com passo a passo, imagens e explicações de escolha de culturas, manutenções, controle biológico de agentes, vetores e demais fatores que influenciam a saúde e a fertilidade das espécies cultivadas.

50 disponíveis

Escolher recompensa
R$500
Implantação de Horta
1 benfeitor apoiando

O maior objetivo dessa recompensa é estimular o aproveitamento de terreno indicado pelos apoiadores para iniciar uma horta produtiva.(Válido para locais na cidade do Rio de Janeiro)
Prestação de serviço presencial com duração de 4 horas com escolha do local, instrução sobre os processos de adoção do espaço e burocracias junto a órgãos públicos, engajamento de pessoas, adequação de terreno, escolha de culturas e instrução manutenções, controle biológico de agentes, vetores e demais fatores que influenciam a saúde e a fertilidade das espécies cultivadas.

29 disponíveis

Escolher recompensa
R$1000
Consultoria/palestra Vegana
Seja o primeiro a apoiar!

O maior objetivo dessa recompensa é levar aos apoiadores o conhecimento e a capacitação de replicar esse conhecimento sobre ética em relação aos direitos animais.(Válido para locais na cidade do Rio de Janeiro).
Prestação de serviços com duração de até 3 horas com palestras sobre veganismo e direitos animais ou consultoria para adequação de posicionamento de mercado de empresas, produtos, serviços para eliminar práticas que representem exploração aos animais e/ou meio ambiente.


Escolher recompensa
R$1000
Oficina e implantação de sistema de água
Seja o primeiro a apoiar!

O maior objetivo dessa recompensa é oferecer aos apoiadores o conhecimento e a implantação de sistema de aproveitamento de água da chuva para melhor aproveitamento desse recurso tão fundamental. .(Válido para locais na cidade do Rio de Janeiro).
Prestação de serviços com duração de 5 horas com implantação de calhas, armazenamento e distribuição de água da chuva para otimização de recursos.

É uma forma de viabilizar projetos de impacto positivo. Essa não é uma compra. É um ato de confiança.

A Benfeitoria não pode assegurar a execução do projeto nem a entrega das recompensas. Essa é uma responsabilidade direta dos realizadores. Estamos empenhados em fazer uma nova economia acontecer. Vamos juntos?

Saiba mais sobre as responsabilidades

  • Leandro Guarani-Kaiowá Pagnoncelli
  • Categoria: Cidades, Saúde e Bem-Estar, Sustentabilidade

Leandro Guarani-Kaiowá Pagnoncelli

Ativista e entusiasta por uma realidade sustentável, inclusiva e igualitária para todas as espécies habitantes desse planeta, atualmente atuo como voluntário pela Mercy For Animals e em projetos de hortas urbanas pela cidade do Rio de Janeiro e em meu emprego, como gerente de marketing do Vertical Shopping, estou em campanha para criar lá, no 10º andar, o primeiro Pólo Vegano do país, tendo como objetivo ampliar esse para fazer do shopping um centro de referência em consumo consciente e colaborar para expansáo desse projeto para todos os locais possíveis.

Renata Del Vecchio Gessullo
Leandro Guarani-Kaiowá Pagnoncelli
Marlise Lima
Dominique Dutra
Caroline Soares Barros
Heber Moura
Laila Klair
Etiene Ornelas
Marcello Sodré Moreira
Vanessa Alkmin