Luz Peregrina, Gravação CD Nádia Campos |

Luz Peregrina, Gravação CD Nádia Campos

Esta campanha é para viabilizar a gravação do meu terceiro CD, LUZ Peregrina. Conto com vocês! PARTICIPE, APOIE, COMPARTILHE!

Projeto por: Nádia Moreira Campos
R$ 15.060,00
arrecadado
meta R$ 15.000,00

114 benfeitores
apoiaram essa campanha

Conseguimos \o/

Obrigado a todos os Benfeitores por mais um projeto bem sucedido. Agora, acompanhe as novidades e comentários do projeto.

POR

Nádia Moreira Campos

Nádia Moreira Campos

R$ 30
o seu CD garantido
80 benfeitores apoiando
Assim que o disco chegar da fábrica enviamos para você com dedicatória!

207 disponíveis.
R$ 150
1 kit de 5 discos para você presentear
16 benfeitores apoiando
Assim que os discos chegarem da fábrica enviamos para você com dedicatórias para quem você escolher!

34 disponíveis.
R$ 250
Caixa com 10 Discos
11 benfeitores apoiando
Você pode presentear amigos ou familiares, vender, ou distribuir da forma que achar melhor e será um grande apoiador para que este projeto aconteça!

29 disponíveis.
R$ 500
Caixa com 20 discos
3 benfeitores apoiando
Você pode presentear amigos ou familiares, vender, ou distribuir da forma que achar melhor e será um grande apoiador para que este projeto aconteça!

37 disponíveis.
R$ 600
Oficina "Caminhando e Criando"
1 benfeitor apoiando
Está oficina será para o público de sua escolha como uma proposta de vivência musical com exercícios rítmicos, melódicos, de composição e criação musical. Duração: 2 horas Público: de todas as idades até 40 pessoas por oficina Caso não seja no Sul de Minas ou na Região de Belo Horizonte, buscaremos formas de viabilizar o deslocamento em parceria com o anfitrião e hospedagem e alimentação podem ser solidárias, em casa de amigos, ou da forma que prefira proporcionar o anfitrião.

19 disponíveis.
R$ 1.200
Uma apresentação de Lançamento do CD
Seja o primeiro a apoiar!
Apresentação de aproximadamente 100 minutos, de lançamento do disco na sua casa ou comunidade para o público de sua escolha. Apresentação poderá ser feita acústica ou com sonorização dependendo das condições do espaço e quantidade de pessoas.Se houver sonorização, ou iluminação ficará de responsabilidade do anfitrião. Caso não seja no Sul de Minas ou na Região de Belo Horizonte, buscaremos formas de viabilizar o deslocamento em parceria com o anfitrião e hospedagem e alimentação podem ser solidárias, em casa de amigos, ou da forma que prefira proporcionar o anfitrião.

20 disponíveis.
R$ 2.000
Seja o primeiro a apoiar!
Vincular a marca ou da sua empresa no encarte do disco

4 disponíveis.

Neste disco teremos canções autorais, parcerias, releituras, temas tradicionais brasileiros e dos nossos países vizinhos. É a narração de um roteiro que nos integra com os caminhos, as paisagens, os encontros. E principalmente o encontro com nossas raízes latino- americanas, com a nossa ancestralidade. Para que este disco aconteça é importante o sucesso desta campanha! É uma campanha de Tudo ou Nada. Existem várias possibilidades de trocas! Façam parte deste caminho sonoro!!

Desde menina eu tive a sorte de banhar meus ouvidos com a música de raiz brasileira, com música clássica, com músicas do mundo, com Mercedes Sosa, Tarancón, Violeta Parra... graças ao que eu chamo de bom gosto musical dos meus pais. A música sempre fazia parte de viagens malucas, com roteiros alternativos, estradas de terra que eles inventavam e colocavam a gente (filhos) no bojo! A música estava também sempre ligada à um sentimento que eles também passaram para a gente: de que é preciso sonhar e construir um mundo mais justo. Contando-nos sobre as desigualdades sociais que existem, no meu modo de ver nos ensinaram um amor maior, sem necessariamente um embasamento religioso por traz disso, mas que mais tarde eu fui entender que era este o pilar da nossa religação. 

A música me chamou muito cedo e nunca consegui fugir dela. Não faltaram esforços da família, dos amigos para me apoiarem. Por isso considero que tudo que tem brotado artisticamente de mim, é um trabalho feito à várias mãos.

Para além da questão humanitária presente na cultura dos anos 60 e 70, não poderia deixar de citar toda a influência que a obras dos irmãos Marques,  João Bá, Luiz Perequê, Fernando Guimarães e tantos outros seres pirilampos espalhados por aí viriam me influenciar e tocar numa questão fundamental para nossa sobrevivência como humanidade, a conexão com a natureza, com o cosmos, com os elementais que são nossa essência ancestral, que somos nós.

A cultura popular do nosso continente é um caldo nutritivo, uma universidade de saberes que contém a chave da compreensão de quem somos e só assim podermos intuir para onde iremos neste barco,  nesta casa, nesta nave mãe em busca da paz, da tolerância, da comunhão na diversidade.

Por isso à Luz, que vem nos clareando a cada passo dou "gracias" pela misteriosa vida cheia de encontros, desencontros, paisagens, caminhos que criamos ao caminhar!

 

Neste disco teremos canções autorais, parcerias, releituras, temas tradicionais brasileiros e dos nossos países vizinhos. É a narração de um roteiro que nos integra com os caminhos, as paisagens, os encontros. E principalmente o encontro com nossas raízes latino- americanas, com a nossa ancestralidade. Para que este disco aconteça é importante o sucesso desta campanha! É uma campanha de Tudo ou Nada. Existem várias possibilidades de trocas! Façam parte deste caminho sonoro!!

Desde menina eu tive a sorte de banhar meus ouvidos com a música de raiz brasileira, com música clássica, com músicas do mundo, com Mercedes Sosa, Tarancón, Violeta Parra... graças ao que eu chamo de bom gosto musical dos meus pais. A música sempre fazia parte de viagens malucas, com roteiros alternativos, estradas de terra que eles inventavam e colocavam a gente (filhos) no bojo! A música estava também sempre ligada à um sentimento que eles também passaram para a gente: de que é preciso sonhar e construir um mundo mais justo. Contando-nos sobre as desigualdades sociais que existem, no meu modo de ver nos ensinaram um amor maior, sem necessariamente um embasamento religioso por traz disso, mas que mais tarde eu fui entender que era este o pilar da nossa religação. 

A música me chamou muito cedo e nunca consegui fugir dela. Não faltaram esforços da família, dos amigos para me apoiarem. Por isso considero que tudo que tem brotado artisticamente de mim, é um trabalho feito à várias mãos.

Para além da questão humanitária presente na cultura dos anos 60 e 70, não poderia deixar de citar toda a influência que a obras dos irmãos Marques,  João Bá, Luiz Perequê, Fernando Guimarães e tantos outros seres pirilampos espalhados por aí viriam me influenciar e tocar numa questão fundamental para nossa sobrevivência como humanidade, a conexão com a natureza, com o cosmos, com os elementais que são nossa essência ancestral, que somos nós.

A cultura popular do nosso continente é um caldo nutritivo, uma universidade de saberes que contém a chave da compreensão de quem somos e só assim podermos intuir para onde iremos neste barco,  nesta casa, nesta nave mãe em busca da paz, da tolerância, da comunhão na diversidade.

Por isso à Luz, que vem nos clareando a cada passo dou "gracias" pela misteriosa vida cheia de encontros, desencontros, paisagens, caminhos que criamos ao caminhar!

 

Nádia Moreira Campos ainda não publicou nenhuma notícia.