[RJ] Mulheres Negras contra o Covid-19 |

[RJ] Mulheres Negras contra o Covid-19

Ajude o Coletivo de Mulheres Negras ARB Winnie Mandela a distribuir 200 cestas básicas, 200 kits de higiene pessoal e 100 cobertores.

Projeto por: Cristina Moraes
R$ 16.935,00
arrecadado
meta R$ 30.000,00

34 benfeitores
apoiaram essa campanha

Conseguimos \o/

Obrigado a todos os Benfeitores por mais um projeto bem sucedido. Agora, acompanhe as novidades e comentários do projeto.


POR

Cristina Moraes

Cristina Moraes
R$ 20
Apoiar essa campanha com R$ 20
5 benfeitores apoiando
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 50
Apoiar essa campanha com R$ 50
2 benfeitores apoiando
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 60
1 livro
2 benfeitores apoiando
Livro cientifico “Altas habilidades/superdotação em crianças e adolescentes negras" – autora Dra. Cristina Moraes

48 disponíveis.
R$ 80
Apoiar essa campanha com R$ 80
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 100
Apoiar essa campanha com R$ 100
4 benfeitores apoiando
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 200
Apoiar essa campanha com R$ 200
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 300
Apoiar essa campanha com R$ 300
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 500
Apoiar essa campanha com R$ 500
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 1.000
Apoiar essa campanha com R$ 1000
1 benfeitor apoiando
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 3.000
Apoiar essa campanha com R$ 3000
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pela sua colaboração!

Nosso projeto visa atender a população periférica de Angra dos Reis, através de cestas básicas, kit de higiene e distribuição de cobertores. Usaremos como critérios: população negra, periférica, em vulnerabilidade social, em situação de rua. Como também os desempregados em virtude da pandemia do novo Coronavírus.

Como distribuiremos: Temos um cadastro de 316 pessoas, destes escolheremos os mais necessitados para ajudarmos. As cestas e o kit de higiene vão junto. Mas os cobertores não necessariamente vão para a mesma família, priorizaremos os moradores em situação de rua e as famílias em vulnerabilidade social.

A entrega será na sede da ONG. As cestas e os kit de higiene. Os cobertores iremos na rua para doarmos. Usaremos mascaras e álcool gel. Também visitaremos as residências em vulnerabilidade social.

Sou Cristina Moraes, professora doutora aposentada há 7 anos e venho dedicando todo o meu tempo para realização de trabalho social. Há 22 anos trabalho neste campo, mas depois de aposentada trabalho em tempo integral. Ministro nas comunidades carentes cursos de teatro afro, dança, musica, artesanato. Fazemos atendimentos psicologia em especial para a população que veio do tráfico. Mães que perderam os filhos na violência ou filhos que perderam seus pais para as drogas.

Realizo palestras diversas, entre elas: sexualidade, saúde da população negra, educação, história da África, dentre outras.

Periferias beneficiadas: Sapinhatuba I,II e III, Camorim Pequeno, Camorim Grande,Morro da  Lambicada I e II, Praia do Machado, Jacuacanga, Morro do Moreno, Monsuaba, Morro do Carmo, Morro da fortaleza e Vale da Banqueta.

Comunidades periféricas de muita pobreza. Drogas, prostituição, filhos indesejados, pais separados, mães solteiras, chefes de família. Com o Covid-19 a situação se agravou devido ao desemprego, muitos faziam “bico” mulheres eram diaristas e agora tudo acabou e a fome chegou.

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$30.000 seja alcançado.

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 4.000.000,00 (quatro milhões de reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo de iniciativas que enfrentem os efeitos do Coronavírus nas periferias urbanas brasileiras. Por se tratar de um Fundo Colaborativo e aberto a novos parceiros, o montante destinado a triplicação dos projetos pode ainda aumentar, possibilitando um número maior de iniciativas contempladas.

Cristina Moraes ainda não publicou nenhuma notícia.

Nosso projeto visa atender a população periférica de Angra dos Reis, através de cestas básicas, kit de higiene e distribuição de cobertores. Usaremos como critérios: população negra, periférica, em vulnerabilidade social, em situação de rua. Como também os desempregados em virtude da pandemia do novo Coronavírus.

Como distribuiremos: Temos um cadastro de 316 pessoas, destes escolheremos os mais necessitados para ajudarmos. As cestas e o kit de higiene vão junto. Mas os cobertores não necessariamente vão para a mesma família, priorizaremos os moradores em situação de rua e as famílias em vulnerabilidade social.

A entrega será na sede da ONG. As cestas e os kit de higiene. Os cobertores iremos na rua para doarmos. Usaremos mascaras e álcool gel. Também visitaremos as residências em vulnerabilidade social.

Sou Cristina Moraes, professora doutora aposentada há 7 anos e venho dedicando todo o meu tempo para realização de trabalho social. Há 22 anos trabalho neste campo, mas depois de aposentada trabalho em tempo integral. Ministro nas comunidades carentes cursos de teatro afro, dança, musica, artesanato. Fazemos atendimentos psicologia em especial para a população que veio do tráfico. Mães que perderam os filhos na violência ou filhos que perderam seus pais para as drogas.

Realizo palestras diversas, entre elas: sexualidade, saúde da população negra, educação, história da África, dentre outras.

Periferias beneficiadas: Sapinhatuba I,II e III, Camorim Pequeno, Camorim Grande,Morro da  Lambicada I e II, Praia do Machado, Jacuacanga, Morro do Moreno, Monsuaba, Morro do Carmo, Morro da fortaleza e Vale da Banqueta.

Comunidades periféricas de muita pobreza. Drogas, prostituição, filhos indesejados, pais separados, mães solteiras, chefes de família. Com o Covid-19 a situação se agravou devido ao desemprego, muitos faziam “bico” mulheres eram diaristas e agora tudo acabou e a fome chegou.

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$30.000 seja alcançado.

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 4.000.000,00 (quatro milhões de reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo de iniciativas que enfrentem os efeitos do Coronavírus nas periferias urbanas brasileiras. Por se tratar de um Fundo Colaborativo e aberto a novos parceiros, o montante destinado a triplicação dos projetos pode ainda aumentar, possibilitando um número maior de iniciativas contempladas.

Cristina Moraes ainda não publicou nenhuma notícia.