Documentário "Nova Redenção" |

Documentário "Nova Redenção"

Campanha para finalização do curta-metragem que retrata o trabalho e a vida cotidiana de três mulheres moradoras de uma pequena cidade da Chapada Diamantina.

Projeto por: Julia Araujo
R$ 2.650,00
arrecadado
meta R$ 7.200,00

30
benfeitores

37%
arrecadado

25
dias restantes

É tudo ou nada! Precisamos bater a meta até 09/09/2018 - 23:59

POR

Julia Araujo

Julia Araujo

R$ 20
Vamos juntos!
3 benfeitores apoiando
Nosso mais sincero muito obrigada! Com esse valor você tem seu nome citado nos créditos finais e em um post de agradecimento nas redes sociais do filme. - Nome dos créditos do filme - post nas redes sociais
R$ 30
Um carinho especial.
7 benfeitores apoiando
Todo o carinho dessas mulheres maravilhosas que compartilharam seus dias com a gente pra você também! Com esse valor, além de ter seu nome citado nos créditos finais e em um post de agradecimento nas redes sociais do filme, você também recebe por email um vídeo de agradecimento aos benfeitores feito pelas personagens do documentário. - Nome dos créditos do filme - post nas redes sociais - vídeo de agradecimento das personagens
R$ 50
Cinema em casa.
7 benfeitores apoiando
Uma pré-estréia na sua casa! Com esse valor, além das recompensas anteriores, você também recebe um link exclusivo do filme e vai poder vê-lo antes de entrar no circuito de festivais. - Nome dos créditos do filme - post nas redes sociais - vídeo de agradecimento das personagens - link exclusivo para assistir o filme
R$ 80
Caminhando juntos.
5 benfeitores apoiando
Você andando com um pouquinho do filme por aí! Com esse valor, além do nome nos créditos e vídeo de agradecimento feito pelas personagens, você também recebe uma ecobag com a frase da Eliane Brum usada no documentário. - Nome nos créditos do filme - post nas redes sociais - vídeo de agradecimento das personagens - ecobag
R$ 100
Experiências compartilhadas.
5 benfeitores apoiando
Experiências compartilhadas são bem mais gostosas! Com esse valor você recebe os agradecimentos, o vídeo das personagens e ainda vai compartilhar com a equipe do filme uma exibição seguida de roda de conversa sobre a experiência da gravação e exibição de vídeo das personagens falando sobre as gravações e a exibição do filme em Nova Redenção. (no Rio de Janeiro) - Nome nos créditos do filme - post nas redes sociais - vídeo de agradecimento das personagens - convite para exibição exclusiva
R$ 200
Capa de almofada da Carla.
2 benfeitores apoiando
Quer uma lembrança feita com o carinho da Carla só pra você? Com esse valor você recebe os agradecimentos, o vídeo das personagens e leva pra casa uma linda capa de almofada feita pela Carla, uma das personagens do documentário. Corre que essa recompensa é limitada! - Nome nos créditos do filme - post nas redes sociais - vídeo de agradecimento das personagens - capa de almofada feita por Carla

3 disponíveis.
R$ 200
Tapete de Maria e Alaíde.
3 benfeitores apoiando
Essa sorte é pra poucos! Com esse valor você recebe os agradecimentos, o vídeo das personagens, o link exclusivo do filme e leva pra casa um tapete de pano feito por Maria e Alaíde, personagens do documentário. - Nome dos créditos do filme - post nas redes sociais - vídeo de agradecimento das personagens - tapete feito por Maria e Alaíde

2 disponíveis.
R$ 500
Cota de apoio.
Seja o primeiro a apoiar!
Essa recompensa é pra valorizar as empresas que estão ajudando esse filme a existir! Com esse valor você recebe os agradecimentos, o vídeo das personagens, e ainda vai ter a logo da sua marca nos créditos e um post exclusivo nas redes sociais do filme agradecendo seu apoio. - Nome dos créditos do filme - post nas redes sociais - vídeo de agradecimento das personagens - marca como apoiadora do filme

        

Produzido no início de 2018 por um grupo de estudantes do curso de Comunicação da UFRJ, de forma totalmente independente, o curta documentário retrata o trabalho e a vida cotidiana de três mulheres moradoras de uma pequena cidade da Chapada Diamantina, no interior da Bahia. O filme se passa em Nova Redenção, cidade que dá nome ao documentário, e é única a ter uma prefeita mulher, dos 16 municípios que compõem a Chapada Diamantina.

Inspirado no livro-reportagem “A vida que ninguém vê”, de Eliane Brum, o curta tem uma linguagem muito sensível ao acompanhar a vida cotidiana de pessoas comuns sob seus aspectos mais humanos. O documentário tem um recorte muito forte de gênero, ao retratar a vida de mulheres e também de classe, pois acontece numa cidade muito carente do nordeste.

O curta nasce da urgência em se falar, cada vez mais, sobre vida de mulheres brasileiras e criar narrativas sobre suas realidades, sobretudo sobre as trabalhadoras do interior do país e que vivem fora dos grandes centros urbanos, onde a maioria dos filmes são feitos.

O documentário agora precisa ser finalizado e, para isso, contamos muito com o apoio e a colaboração de vocês para que esse projeto fique pronto e possa ser exibido. Além de fazer parte da rede que produziu esse filme, você ainda pode levar diversas recompensas! Não esquecendo que a nossa campanha é TUDO OU NADA: nós só recebemos o dinheiro se batermos nossa meta, caso contrário, o dinheiro volta aos apoiadores, as recompensas não são entregues e não conseguiremos finalizar o filme. Mas é muito simples e seguro colaborar! =)

 

AS MULHERES DO DOCUMENTÁRIO

                    

Carla, 46 anos, é uma costureira que nasceu no Piauí, mas mudou para São Paulo ainda nova para trabalhar e lá passou sua vida toda. Depois de muitos anos, ela decidiu abandonar a vida na cidade grande e ir morar na Bahia com o marido e Bia, a filha pequena deste último casamento. Carla trabalha como costureira na cidade e também ajuda o marido na plantação e na colheita dos alimentos na roça. Uma mulher muito animada, religiosa e resistente, Carla busca na Chapada Diamantina, um lugar mais tranquilo para viver.

                  

Alaíde, 82 anos, mora com sua irmã Maria, com quem viveu a maior parte de sua vida. Deficiente visual, Alaíde perdeu a visão poucos dias após nascer, o que nunca a impediu de ser uma mulher muito ativa e sonhadora. Ela divide as tarefas domésticas com sua irmã e é a principal responsável pela limpeza da casa. Alaíde é tocadora de pandeiro e participa do grupo de idosos do CRAS (Centro de Referência da Assistência Social) de Nova Redenção onde canta canções regionais e também de sua autoria.

             

Conhecida como “a negona da seresta” - mas que toca todo tipo de música em suas apresentações pela Chapada Diamantina - e a grande voz da banda “Espaço Livre”, Meire, de 54 anos, é uma cantora que vive com sua esposa Raquel, sua principal parceira na vida e na produção dos shows. Apaixonada pela música, ela encontra na arte um lugar de realização e reconhecimento.

                           

Preparamos, com muito carinho, diversas opções de recompensas para agradecer a todos que estão fazendo com que o filme seja finalizado e exibido em Nova Redenção, na Chapada Diamantina – e em muitos outros lugares depois!

R$20,00 Nosso mais sincero muito obrigada! Com esse valor você tem seu nome citado nos créditos finais e em um post de agradecimento nas redes sociais do filme.

R$30,00 - Todo o carinho dessas mulheres maravilhosas que compartilharam seus dias com a gente pra você também! Com esse valor, além de ter seu nome citado nos créditos finais e em um post de agradecimento nas redes sociais do filme, você também recebe por email um vídeo de agradecimento aos benfeitores feito pelas personagens do documentário.

R$50,00 - Uma pré-estréia na sua casa! Com esse valor, além das recompensas anteriores, você também recebe um link  exclusivo do filme e vai poder vê-lo antes de entrar no circuito de festivais.

R$80,00 - Você andando com um pouquinho do filme por aí! Com esse valor, além do nome nos créditos e vídeo de agradecimento feito pelas personagens, você também recebe uma ecobag com a frase da Eliane Brum usada no documentário.

                                                        

R$100,00 - Experiências compartilhadas são bem mais gostosas! Com esse valor você recebe os agradecimentos, o vídeo das personagens e ainda vai compartilhar com a equipe do filme uma exibição seguida de roda de conversa sobre a experiência da gravação e exibição de vídeo das personagens falando sobre as gravações e a exibição do filme em Nova Redenção. (no Rio de Janeiro)

R$200,00 - Quer uma lembrança feita com o carinho da Carla só pra você? Com esse valor você recebe os agradecimentos, o vídeo das personagens e leva pra casa uma linda capa de almofada feita pela Carla, uma das personagens do documentário. Corre que essa recompensa é limitada!

R$200,00Essa sorte é pra poucos! Com esse valor você recebe os agradecimentos, o vídeo das personagens e leva pra casa um tapete de pano feito a mão por Maria e Alaíde, personagens do documentário.

R$500,00 - Essa recompensa é pra valorizar as empresas que estão ajudando esse filme a existir! Com esse valor você recebe os agradecimentos, o vídeo das personagens e ainda vai ter a logo da sua marca nos créditos e um post exclusivo nas redes sociais do filme agradecendo seu apoio.

 

          

Aqui no Benfeitoria é possível definir diferentes metas para cada projeto, assim podemos colocar uma meta mínima para garantir que o projeto saia do papel, já que não podemos esquecer que aqui é tudo ou nada. Mas isso não quer dizer que não tenhamos mais objetivos a alcançar! Planejamos três metas para a nossa campanha e se conseguirmos atingir todas elas, garantiremos a exibição do filme em Nova Redenção ainda este ano! 

Meta 1: R$7.200 - Com esse valor faremos a finalização do filme que inclui os serviços de montagem, edição de som e correção de cor, além de ferramentas de acessibilidade como audiodescrição, legendagem descritiva e janela de libras.

Meta 2: R$10.700 - Com esse valor, além de finalizar o filme, poderemos levá-lo para a exibição em Nova Redenção (BA) e depois exibi-lo em festivais.

Meta 3: R$13.200 - Agora que vamos ter o filme pronto e sendo visto, com esse valor cobriremos as despesas da equipe na produção do filme possibilitando novos investimentos nesse e em próximos projetos.

 

 

                  

                  

"Nova Redenção' nasceu como projeto de TCC de Rafael, diretor do documentário e também filho de Carla, uma das mulheres do filme. A equipe de produção foi formada por Rafael Rodrigues, Carla Villa Lobos, Julia Araujo e Ezequiel Alves (Gão), quatro jovens que acreditam muito na importância de se falar, cada vez mais, sobre vida de pessoas comuns e histórias de mulheres. 

Rafael Rodrigues é recém-formado em Comunicação na UFRJ e trabalha com planejamento de projetos de entretenimento e produção audiovisual na gravadora Sony Music. Já montou o curta documentário "Corpo Gay" (2017), fez fotografia no curta de ficção "Casa Vermelha" (2018) e dirigiu e editou "Submersa" (2016) um filme de videodança.  

Carla Villa Lobos é diretora, assistente de direção, roteirista e montadora e já dirigiu dois curtas, além de ter seis anos de experiência como assistente de direção em diversos projetos como séries de tv, longas e curtas-metragens.

Julia Araujo é produtora e já participou da equipe de séries de tv e longas-metragens documentais, além de curtas-metragens de ficção. As duas são ex-alunas de Comunicação na UFRJ e já realizaram juntas dois curtas com temas relacionados à questões sociais ligadas à mulheres: Mercadoria (2016) e MC Jess (2018).

Ezequiel Alves, mais conhecido como Gão, é um jovem poeta morador de Nova Redenção e vizinho de Carla, personagem do filme. Gão foi responsável pela pesquisa e contato inicial com as moradoras da cidade ao lado de Carla, além de fazer a produção local durante toda a filmagem do documentário.

Igor Moreira é roteirista, redator e montador formado em Rádio e TV pela Escola de Comunicação da UFRJ. Atualmente trabalha na área de conteúdo da Globosat.

Carla Rodrigues é costureira, mãe do diretor e moradora de Nova Redenção, onde o documentário é filmado. Carla foi responsável pela pesquisa das personagens durante o processo de pré-produção. 
 

MUITO OBRIGADA! Acompanhe nas redes sociais e nos ajude a divulgar esta campanha para que mais vidas de mulheres e suas histórias sejam contadas. 
 

Instagram: instagram.com/novaredencaofilme 
Facebook: facebook.com/novaredencaofilme

 

        

Produzido no início de 2018 por um grupo de estudantes do curso de Comunicação da UFRJ, de forma totalmente independente, o curta documentário retrata o trabalho e a vida cotidiana de três mulheres moradoras de uma pequena cidade da Chapada Diamantina, no interior da Bahia. O filme se passa em Nova Redenção, cidade que dá nome ao documentário, e é única a ter uma prefeita mulher, dos 16 municípios que compõem a Chapada Diamantina.

Inspirado no livro-reportagem “A vida que ninguém vê”, de Eliane Brum, o curta tem uma linguagem muito sensível ao acompanhar a vida cotidiana de pessoas comuns sob seus aspectos mais humanos. O documentário tem um recorte muito forte de gênero, ao retratar a vida de mulheres e também de classe, pois acontece numa cidade muito carente do nordeste.

O curta nasce da urgência em se falar, cada vez mais, sobre vida de mulheres brasileiras e criar narrativas sobre suas realidades, sobretudo sobre as trabalhadoras do interior do país e que vivem fora dos grandes centros urbanos, onde a maioria dos filmes são feitos.

O documentário agora precisa ser finalizado e, para isso, contamos muito com o apoio e a colaboração de vocês para que esse projeto fique pronto e possa ser exibido. Além de fazer parte da rede que produziu esse filme, você ainda pode levar diversas recompensas! Não esquecendo que a nossa campanha é TUDO OU NADA: nós só recebemos o dinheiro se batermos nossa meta, caso contrário, o dinheiro volta aos apoiadores, as recompensas não são entregues e não conseguiremos finalizar o filme. Mas é muito simples e seguro colaborar! =)

 

AS MULHERES DO DOCUMENTÁRIO

                    

Carla, 46 anos, é uma costureira que nasceu no Piauí, mas mudou para São Paulo ainda nova para trabalhar e lá passou sua vida toda. Depois de muitos anos, ela decidiu abandonar a vida na cidade grande e ir morar na Bahia com o marido e Bia, a filha pequena deste último casamento. Carla trabalha como costureira na cidade e também ajuda o marido na plantação e na colheita dos alimentos na roça. Uma mulher muito animada, religiosa e resistente, Carla busca na Chapada Diamantina, um lugar mais tranquilo para viver.

                  

Alaíde, 82 anos, mora com sua irmã Maria, com quem viveu a maior parte de sua vida. Deficiente visual, Alaíde perdeu a visão poucos dias após nascer, o que nunca a impediu de ser uma mulher muito ativa e sonhadora. Ela divide as tarefas domésticas com sua irmã e é a principal responsável pela limpeza da casa. Alaíde é tocadora de pandeiro e participa do grupo de idosos do CRAS (Centro de Referência da Assistência Social) de Nova Redenção onde canta canções regionais e também de sua autoria.

             

Conhecida como “a negona da seresta” - mas que toca todo tipo de música em suas apresentações pela Chapada Diamantina - e a grande voz da banda “Espaço Livre”, Meire, de 54 anos, é uma cantora que vive com sua esposa Raquel, sua principal parceira na vida e na produção dos shows. Apaixonada pela música, ela encontra na arte um lugar de realização e reconhecimento.

                           

Preparamos, com muito carinho, diversas opções de recompensas para agradecer a todos que estão fazendo com que o filme seja finalizado e exibido em Nova Redenção, na Chapada Diamantina – e em muitos outros lugares depois!

R$20,00 Nosso mais sincero muito obrigada! Com esse valor você tem seu nome citado nos créditos finais e em um post de agradecimento nas redes sociais do filme.

R$30,00 - Todo o carinho dessas mulheres maravilhosas que compartilharam seus dias com a gente pra você também! Com esse valor, além de ter seu nome citado nos créditos finais e em um post de agradecimento nas redes sociais do filme, você também recebe por email um vídeo de agradecimento aos benfeitores feito pelas personagens do documentário.

R$50,00 - Uma pré-estréia na sua casa! Com esse valor, além das recompensas anteriores, você também recebe um link  exclusivo do filme e vai poder vê-lo antes de entrar no circuito de festivais.

R$80,00 - Você andando com um pouquinho do filme por aí! Com esse valor, além do nome nos créditos e vídeo de agradecimento feito pelas personagens, você também recebe uma ecobag com a frase da Eliane Brum usada no documentário.

                                                        

R$100,00 - Experiências compartilhadas são bem mais gostosas! Com esse valor você recebe os agradecimentos, o vídeo das personagens e ainda vai compartilhar com a equipe do filme uma exibição seguida de roda de conversa sobre a experiência da gravação e exibição de vídeo das personagens falando sobre as gravações e a exibição do filme em Nova Redenção. (no Rio de Janeiro)

R$200,00 - Quer uma lembrança feita com o carinho da Carla só pra você? Com esse valor você recebe os agradecimentos, o vídeo das personagens e leva pra casa uma linda capa de almofada feita pela Carla, uma das personagens do documentário. Corre que essa recompensa é limitada!

R$200,00Essa sorte é pra poucos! Com esse valor você recebe os agradecimentos, o vídeo das personagens e leva pra casa um tapete de pano feito a mão por Maria e Alaíde, personagens do documentário.

R$500,00 - Essa recompensa é pra valorizar as empresas que estão ajudando esse filme a existir! Com esse valor você recebe os agradecimentos, o vídeo das personagens e ainda vai ter a logo da sua marca nos créditos e um post exclusivo nas redes sociais do filme agradecendo seu apoio.

 

          

Aqui no Benfeitoria é possível definir diferentes metas para cada projeto, assim podemos colocar uma meta mínima para garantir que o projeto saia do papel, já que não podemos esquecer que aqui é tudo ou nada. Mas isso não quer dizer que não tenhamos mais objetivos a alcançar! Planejamos três metas para a nossa campanha e se conseguirmos atingir todas elas, garantiremos a exibição do filme em Nova Redenção ainda este ano! 

Meta 1: R$7.200 - Com esse valor faremos a finalização do filme que inclui os serviços de montagem, edição de som e correção de cor, além de ferramentas de acessibilidade como audiodescrição, legendagem descritiva e janela de libras.

Meta 2: R$10.700 - Com esse valor, além de finalizar o filme, poderemos levá-lo para a exibição em Nova Redenção (BA) e depois exibi-lo em festivais.

Meta 3: R$13.200 - Agora que vamos ter o filme pronto e sendo visto, com esse valor cobriremos as despesas da equipe na produção do filme possibilitando novos investimentos nesse e em próximos projetos.

 

 

                  

                  

"Nova Redenção' nasceu como projeto de TCC de Rafael, diretor do documentário e também filho de Carla, uma das mulheres do filme. A equipe de produção foi formada por Rafael Rodrigues, Carla Villa Lobos, Julia Araujo e Ezequiel Alves (Gão), quatro jovens que acreditam muito na importância de se falar, cada vez mais, sobre vida de pessoas comuns e histórias de mulheres. 

Rafael Rodrigues é recém-formado em Comunicação na UFRJ e trabalha com planejamento de projetos de entretenimento e produção audiovisual na gravadora Sony Music. Já montou o curta documentário "Corpo Gay" (2017), fez fotografia no curta de ficção "Casa Vermelha" (2018) e dirigiu e editou "Submersa" (2016) um filme de videodança.  

Carla Villa Lobos é diretora, assistente de direção, roteirista e montadora e já dirigiu dois curtas, além de ter seis anos de experiência como assistente de direção em diversos projetos como séries de tv, longas e curtas-metragens.

Julia Araujo é produtora e já participou da equipe de séries de tv e longas-metragens documentais, além de curtas-metragens de ficção. As duas são ex-alunas de Comunicação na UFRJ e já realizaram juntas dois curtas com temas relacionados à questões sociais ligadas à mulheres: Mercadoria (2016) e MC Jess (2018).

Ezequiel Alves, mais conhecido como Gão, é um jovem poeta morador de Nova Redenção e vizinho de Carla, personagem do filme. Gão foi responsável pela pesquisa e contato inicial com as moradoras da cidade ao lado de Carla, além de fazer a produção local durante toda a filmagem do documentário.

Igor Moreira é roteirista, redator e montador formado em Rádio e TV pela Escola de Comunicação da UFRJ. Atualmente trabalha na área de conteúdo da Globosat.

Carla Rodrigues é costureira, mãe do diretor e moradora de Nova Redenção, onde o documentário é filmado. Carla foi responsável pela pesquisa das personagens durante o processo de pré-produção. 
 

MUITO OBRIGADA! Acompanhe nas redes sociais e nos ajude a divulgar esta campanha para que mais vidas de mulheres e suas histórias sejam contadas. 
 

Instagram: instagram.com/novaredencaofilme 
Facebook: facebook.com/novaredencaofilme

 

Nossa campanha no Jornal da Chapada!

Em: 11/08/2018 16:34

Um dos maiores jornais da região da Chapada escreveu sobre nosso documentário e o financimento coletivo para finalização do curta. Para ler a matéria, acesse: https://jornaldachapada.com.br/2018/08/08/video-filme-sobre-mulheres-de-nova-redencao-tem-campanha-de-financiamento-para-ser-finalizado/