Rodando Engenhos: turismo comunitário nos engenhos artesanais de farinha de SC |

Rodando Engenhos: turismo comunitário nos engenhos artesanais de farinha de SC

Uma campanha para promover o turismo comunitário e pedagógico em engenhos de farinha catarinenses, mantendo esse patrimônio vivo e de portas abertas à visit

Projeto por: Centro de Estudos e Promoção da Agricultura de Grupo
R$ 70.313,00
arrecadado
meta R$ 68.000,00

207 benfeitores
apoiaram essa campanha

Conseguimos \o/

Obrigado a todos os Benfeitores por mais um projeto bem sucedido. Agora, acompanhe as novidades e comentários do projeto.


POR

CEPAGRO - Rede Catarinense de Engenhos de Farinha

engenhosdefarinha@gmail.com

Centro de Estudos e Promoção da Agricultura de Grupo
R$ 10
Maniva - plantando
3 benfeitores apoiando
Iremos fazer um agradecimento especial em nossas redes sociais com teu nome e de todos os colaboradores!
R$ 20
capote - raspando
39 benfeitores apoiando
3 postais virtuais exclusivos dos Engenhos + e-book "Comida de Engenho" + Agradecimento nas nossas redes sociais
R$ 50
cevando
45 benfeitores apoiando
3 postais impressos exclusivos dos Engenhos + e-book "Comida de Engenho" + Mapa dos Engenhos + Agradecimento nas nossas redes
R$ 80
Prensando
35 benfeitores apoiando
1 Ecobag com arte "Casa da Farinha" do Slow Food Brasil + 1 postal + e - book "Comida de Engenho" + Mapa dos Engenhos + Agradecimento especial em nossas redes sociais
R$ 100
Forneando
40 benfeitores apoiando
1 Camiseta da Rede de Engenhos + 3 postais impressos + Mapa dos Engenhos + e-book Comida de Engenho + Agradecimento nas nossas redes sociais
R$ 200
Receitas dos engenhos
19 benfeitores apoiando
1 livro impresso "Comida de Engenho" com dedicatória exclusiva das famílias engenheiras para você + 1 Camiseta da Rede de Engenhos + 3 Postais impressos + 1 Mapa dos Engenhos

indisponível.
R$ 205
RECEITAS DE ENGENHO - última chance!
2 benfeitores apoiando
1 livro impresso "Comida de Engenho" com dedicatória exclusiva das famílias engenheiras para você + 1 Camiseta da Rede de Engenhos + 3 Postais impressos + 1 Mapa dos Engenho

indisponível.
R$ 260
EXCLUSIVO Vivência no Sertão do Ribeirão
Seja o primeiro a apoiar!
Um dia de vivência para uma pessoa no Sertão do Ribeirão com almoço no Café Hortêncio, visitando Alambique Indaiá e a produção agroecológica no Sítio Flor Bela, sendo possível chegar até o local de bike ou com a van que a empresa parceira Triskel Bike irá disponibilizar! Dia 27 de fevereiro das 8 as 17 h

01 disponível.
R$ 350
Comida de engenho na tua casa
9 benfeitores apoiando
1 ecobag com arte "Casa de Farinha" do Slow Food Brasil + comidas de engenho (licor "Consertada", farinha, açúcar mascavo) + 1 postal físico + Mapa dos Engenhos + Agradecimento especial em nossas redes sociais

11 disponíveis.
R$ 500
Rodando os engenhos
1 benfeitor apoiando
Você e mais uma pessoa poderão passar uma tarde em um dos engenhos da Rede contemplados pelo projeto, com direito a um café com comidas de engenho e uma boa prosa! Você poderá escolher em qual município poderá fazer essa vivência (Bombinhas, Florianópolis, Imbituba e Garopaba) e os agendamentos serão realizados respeitando as restrições impostas pela pandemia. OBS: não inclui o transporte até o engenho.

4 disponíveis.
R$ 1.000
Rodando os engenhos 2
Seja o primeiro a apoiar!
Você e mais 4 pessoas poderão passar uma tarde em um dos engenhos da Rede contemplados pelo projeto, com direito a um café com comidas de engenho e uma boa prosa! Você poderá escolher em qual município poderá fazer essa vivência (Bombinhas, Florianópolis, Imbituba e Garopaba) e os agendamentos serão realizados respeitando as restrições impostas pela pandemia. OBS: não inclui translado até o engenho

4 disponíveis.
R$ 3.000
Crianças rodando os engenhos
1 benfeitor apoiando
A recompensa será destinada para uma turma de uma escola pública que irá vivenciar uma tarde em um dos engenhos de farinha da Rede contemplados pelo projeto. Seu nome será divulgado como parceiro da Rede dos Engenhos em nossas redes sociais, além de ser presentado com uma camiseta com arte exclusiva. O agendamento para a vivência será realizada conforme as restrições da pandemia e em diálogo com a escola contemplada. OBS: não inclui traslado até o engenho.

 

Os engenhos de farinha fazem parte da história e da identidade catarinenses. O barulho do carro de boi passando, as rodas pra descascar mandioca cheias de histórias e piadas, comer farinha quentinha saindo do forno... As memórias dos engenhos mexem com os sentidos de muita gente. 

Mesmo com a industrialização do fazer farinha e ameaças aos seus territórios, os engenhos artesanais seguem vivos e atuantes! Vários deles estão reunidos na Rede Catarinense de Engenhos de Farinha, que agora busca apoio para realizar um sonho antigo: promover o turismo de base comunitária e pedagógico nos engenhos. Recebendo visitantes para conhecer nossas histórias e tradições, vamos manter o patrimônio cultural dos engenhos vivo!

Conheça um pouco do patrimônio dos engenhos na série audiovisual #EngenhoÉPatrimônio:

Agora, a Rede Catarinense dos Engenhos de Farinha quer que as portas dos engenhos estejam abertas para escolas, turistas, coletivos e pessoas como você, para que possam vivenciar a nossa tradição e cultura. Por isso, estamos movendo esse financiamento coletivo, para qualificar mulheres e jovens da nossa Rede no turismo de base comunitária e pedagógico, assim como colaborar na estruturação dos engenhos para esses serviços. 

Teremos 9 meses para rodar nosso projeto: 

 . Serão realizados diagnósticos participativos em 10 engenhos da Rede, em parceria com a Associação de Agroturismo Acolhida da Colônia, identificando nossas particularidades, necessidades, fragilidades e potencialidades;

 . Realizaremos  3 oficinas para qualificar os engenhos no atendimento a turistas e grupos pedagógicos, voltadas especialmente para mulheres e jovens; 

 . Iremos equipar e instrumentalizar os engenhos com recursos e materiais necessários para proporcionar o acesso de toda a sociedade a esse patrimônio vivo;

 . Promoveremos um encontro entre gestores municipais, empresários do ramo do turismo, coletivos, educadores e demais pessoas para apresentarem o projeto e podermos prospectar parcerias para que os engenhos de farinha possam fazer parte de rotas turísticas e como espaço de aprendizagem para as escolas;

A campanha é movida pela Rede Catarinense de Engenhos de Farinha, que reúne famílias que possuem e trabalham em engenhos, órgãos municipais da Cultura e Agricultura, educadores e entusiastas deste patrimônio cultural e agroalimentar do litoral e encostas da Serra de Santa Catarina.

 

 

A Rede começou a ser tecida em 2010, através das atividades do Ponto de Cultura Engenhos de Farinha, que era um programa do antigo Ministério da Cultura. A ONG Cepagro iniciou a articulação das famílias dos engenhos que resistiam e mantinham-se ativos após tantas décadas, incentivando-os a continuarem rodando. Ao longo dos anos, esse coletivo foi ganhando corpo e, além das famílias, a Rede foi envolvendo outros representantes da sociedade civil e do Poder Público. 

Com a aprovação de projetos e premiações, a Rede pôde seguir com suas atividades e criar diferentes estratégias de valorização da cultura dos engenhos. Oficinas, mapeamentos, um livro de receitas, vídeos e um inventário dos bens culturais dos engenhos foram realizados nestes dez anos. Estas ações já foram premiadas até pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), em 2019. Um outro grande passo da Rede nesse ano foi iniciar o processo de registro dos saberes tradicionais dos engenhos como patrimônio cultural imaterial do Brasil. 

Saiba mais sobre a resistência dos engenhos de farinha no litoral de Santa Catarina, clicando aqui.

Você pode ajudar a tirar o nosso projeto do papel! 

Nossa meta de arrecadação é R$ 68.083. A cada 1 real arrecadado o BNDES+ triplica o valor. Ou seja, uma doação sua de R$ 100 é potencializada pelo BNDES e se torna R$ 300 para o projeto! Sua contribuição vale MUITO! E aqui é tudo ou nada, se não batermos a meta, todo o dinheiro captado é devolvido para os doadores. 

 

 
 

 

Para retribuir sua contribuição, criamos recompensas bem especiais:

 

 

Iremos fazer um agradecimento especial em nossas redes sociais com teu nome e de todos os colaboradores!

 

3 postais virtuais exclusivos dos Engenhos + e-book "Comida de Engenho" + Agradecimento nas nossas redes sociais.

3 postais impressos exclusivos dos Engenhos + e-book "Comida de Engenho" + Mapa dos Engenhos + Agradecimento nas nossas redes.

 

1 Ecobag com arte "Casa da Farinha" do Slow Food Brasil + 1 postal + e - book "Comida de Engenho" + Mapa dos Engenhos + Agradecimento especial em nossas redes sociais.

  

1 Camiseta da Rede de Engenhos + 3 postais impressos + Mapa dos Engenhos + e-book Comida de Engenho + Agradecimento nas nossas redes sociais.

 

 

1 livro impresso "Comida de Engenho" com dedicatória exclusiva das famílias engenheiras para você + 1 Camiseta da Rede de Engenhos + 3 Postais impressos + 1 Mapa dos Engenhos.

 

 

 

  

 

 

1 ecobag com arte "Casa de Farinha" do Slow Food Brasil + comidas de engenho (licor "Consertada", farinha, açúcar mascavo) + 1 postal físico + Mapa dos Engenhos + Agradecimento especial em nossas redes sociais. 

 

Você e mais uma pessoa poderão passar uma tarde em um dos engenhos da Rede contemplados pelo projeto, com direito a um café com comidas de engenho e uma boa prosa! Você poderá escolher em qual município poderá fazer essa vivência (Bombinhas, Florianópolis, Imbituba e Garopaba) e os agendamentos serão realizados respeitando as restrições impostas pela pandemia. OBS: não inclui o transporte até o engenho.

 

 

Você e mais 4 pessoas poderão passar uma tarde em um dos engenhos da Rede contemplados pelo projeto, com direito a um café com comidas de engenho e uma boa prosa! Você poderá escolher em qual município poderá fazer essa vivência (Bombinhas, Florianópolis, Imbituba e Garopaba) e os agendamentos serão realizados respeitando as restrições impostas pela pandemia. OBS: não inclui translado até o engenho.

 

  

A recompensa será destinada para uma turma de uma escola pública que irá vivenciar uma tarde em um dos engenhos de farinha da Rede contemplados pelo projeto. Seu nome será divulgado como parceiro da Rede dos Engenhos em nossas redes sociais, além de ser presenteado com uma camiseta com arte exclusiva. O agendamento para a vivência será realizada conforme as restrições da pandemia e em diálogo com a escola contemplada. OBS: não inclui traslado até o engenho.

 

 

 

GOSTOU DAS NOSSAS RECOMPENSAS? 
AGORA BASTA ESCOLHER A SUA, QUE TE ENVIAREMOS, EM BREVE, COM TODO CARINHO E GRATIDÃO!


_________________________________________ 

 

 

 

Centro de Estudos e Promoção da Agricultura de Grupo ainda não publicou nenhuma notícia.

 

Os engenhos de farinha fazem parte da história e da identidade catarinenses. O barulho do carro de boi passando, as rodas pra descascar mandioca cheias de histórias e piadas, comer farinha quentinha saindo do forno... As memórias dos engenhos mexem com os sentidos de muita gente. 

Mesmo com a industrialização do fazer farinha e ameaças aos seus territórios, os engenhos artesanais seguem vivos e atuantes! Vários deles estão reunidos na Rede Catarinense de Engenhos de Farinha, que agora busca apoio para realizar um sonho antigo: promover o turismo de base comunitária e pedagógico nos engenhos. Recebendo visitantes para conhecer nossas histórias e tradições, vamos manter o patrimônio cultural dos engenhos vivo!

Conheça um pouco do patrimônio dos engenhos na série audiovisual #EngenhoÉPatrimônio:

Agora, a Rede Catarinense dos Engenhos de Farinha quer que as portas dos engenhos estejam abertas para escolas, turistas, coletivos e pessoas como você, para que possam vivenciar a nossa tradição e cultura. Por isso, estamos movendo esse financiamento coletivo, para qualificar mulheres e jovens da nossa Rede no turismo de base comunitária e pedagógico, assim como colaborar na estruturação dos engenhos para esses serviços. 

Teremos 9 meses para rodar nosso projeto: 

 . Serão realizados diagnósticos participativos em 10 engenhos da Rede, em parceria com a Associação de Agroturismo Acolhida da Colônia, identificando nossas particularidades, necessidades, fragilidades e potencialidades;

 . Realizaremos  3 oficinas para qualificar os engenhos no atendimento a turistas e grupos pedagógicos, voltadas especialmente para mulheres e jovens; 

 . Iremos equipar e instrumentalizar os engenhos com recursos e materiais necessários para proporcionar o acesso de toda a sociedade a esse patrimônio vivo;

 . Promoveremos um encontro entre gestores municipais, empresários do ramo do turismo, coletivos, educadores e demais pessoas para apresentarem o projeto e podermos prospectar parcerias para que os engenhos de farinha possam fazer parte de rotas turísticas e como espaço de aprendizagem para as escolas;

A campanha é movida pela Rede Catarinense de Engenhos de Farinha, que reúne famílias que possuem e trabalham em engenhos, órgãos municipais da Cultura e Agricultura, educadores e entusiastas deste patrimônio cultural e agroalimentar do litoral e encostas da Serra de Santa Catarina.

 

 

A Rede começou a ser tecida em 2010, através das atividades do Ponto de Cultura Engenhos de Farinha, que era um programa do antigo Ministério da Cultura. A ONG Cepagro iniciou a articulação das famílias dos engenhos que resistiam e mantinham-se ativos após tantas décadas, incentivando-os a continuarem rodando. Ao longo dos anos, esse coletivo foi ganhando corpo e, além das famílias, a Rede foi envolvendo outros representantes da sociedade civil e do Poder Público. 

Com a aprovação de projetos e premiações, a Rede pôde seguir com suas atividades e criar diferentes estratégias de valorização da cultura dos engenhos. Oficinas, mapeamentos, um livro de receitas, vídeos e um inventário dos bens culturais dos engenhos foram realizados nestes dez anos. Estas ações já foram premiadas até pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), em 2019. Um outro grande passo da Rede nesse ano foi iniciar o processo de registro dos saberes tradicionais dos engenhos como patrimônio cultural imaterial do Brasil. 

Saiba mais sobre a resistência dos engenhos de farinha no litoral de Santa Catarina, clicando aqui.

Você pode ajudar a tirar o nosso projeto do papel! 

Nossa meta de arrecadação é R$ 68.083. A cada 1 real arrecadado o BNDES+ triplica o valor. Ou seja, uma doação sua de R$ 100 é potencializada pelo BNDES e se torna R$ 300 para o projeto! Sua contribuição vale MUITO! E aqui é tudo ou nada, se não batermos a meta, todo o dinheiro captado é devolvido para os doadores. 

 

 
 

 

Para retribuir sua contribuição, criamos recompensas bem especiais:

 

 

Iremos fazer um agradecimento especial em nossas redes sociais com teu nome e de todos os colaboradores!

 

3 postais virtuais exclusivos dos Engenhos + e-book "Comida de Engenho" + Agradecimento nas nossas redes sociais.

3 postais impressos exclusivos dos Engenhos + e-book "Comida de Engenho" + Mapa dos Engenhos + Agradecimento nas nossas redes.

 

1 Ecobag com arte "Casa da Farinha" do Slow Food Brasil + 1 postal + e - book "Comida de Engenho" + Mapa dos Engenhos + Agradecimento especial em nossas redes sociais.

  

1 Camiseta da Rede de Engenhos + 3 postais impressos + Mapa dos Engenhos + e-book Comida de Engenho + Agradecimento nas nossas redes sociais.

 

 

1 livro impresso "Comida de Engenho" com dedicatória exclusiva das famílias engenheiras para você + 1 Camiseta da Rede de Engenhos + 3 Postais impressos + 1 Mapa dos Engenhos.

 

 

 

  

 

 

1 ecobag com arte "Casa de Farinha" do Slow Food Brasil + comidas de engenho (licor "Consertada", farinha, açúcar mascavo) + 1 postal físico + Mapa dos Engenhos + Agradecimento especial em nossas redes sociais. 

 

Você e mais uma pessoa poderão passar uma tarde em um dos engenhos da Rede contemplados pelo projeto, com direito a um café com comidas de engenho e uma boa prosa! Você poderá escolher em qual município poderá fazer essa vivência (Bombinhas, Florianópolis, Imbituba e Garopaba) e os agendamentos serão realizados respeitando as restrições impostas pela pandemia. OBS: não inclui o transporte até o engenho.

 

 

Você e mais 4 pessoas poderão passar uma tarde em um dos engenhos da Rede contemplados pelo projeto, com direito a um café com comidas de engenho e uma boa prosa! Você poderá escolher em qual município poderá fazer essa vivência (Bombinhas, Florianópolis, Imbituba e Garopaba) e os agendamentos serão realizados respeitando as restrições impostas pela pandemia. OBS: não inclui translado até o engenho.

 

  

A recompensa será destinada para uma turma de uma escola pública que irá vivenciar uma tarde em um dos engenhos de farinha da Rede contemplados pelo projeto. Seu nome será divulgado como parceiro da Rede dos Engenhos em nossas redes sociais, além de ser presenteado com uma camiseta com arte exclusiva. O agendamento para a vivência será realizada conforme as restrições da pandemia e em diálogo com a escola contemplada. OBS: não inclui traslado até o engenho.

 

 

 

GOSTOU DAS NOSSAS RECOMPENSAS? 
AGORA BASTA ESCOLHER A SUA, QUE TE ENVIAREMOS, EM BREVE, COM TODO CARINHO E GRATIDÃO!


_________________________________________ 

 

 

 

Centro de Estudos e Promoção da Agricultura de Grupo ainda não publicou nenhuma notícia.