Reconstruir vidas invisíveis |

Reconstruir vidas invisíveis

O Projeto Amet veio como uma oportunidade de reinserir ex moradores de rua no mercado de trabalho e na sociedade por meio da nossa fábrica de tijolos ecológicos

Projeto por: Anna Luiza Nunes Ferreira
R$ 11.910,00
arrecadado
meta R$ 49.500,00

77
benfeitores

24%
arrecadado

9
dias restantes

É tudo ou nada! Precisamos bater a meta até 21/12/2018 - 23:59

POR

Anna Luiza Nunes Ferreira

Anna Luiza Nunes Ferreira

R$ 20
Uma segunda chance
16 benfeitores apoiando
E-mail especial de agradecimento
R$ 50
Um recomeço
20 benfeitores apoiando
E-mail especial de agradecimento + postagem de agradecimento na página do facebook do projeto
R$ 100
Transformando uma história
14 benfeitores apoiando
E-mail + vídeo especial, postado no facebook, com os colaboradores agradecendo diretamente para você
R$ 300
Quebrando barreiras
4 benfeitores apoiando
E-mail + vídeo + chaveiro com o logo do projeto. Frete grátis para o sudeste.
R$ 500
Mudando um mundo de cada vez
4 benfeitores apoiando
E-mail + vídeo no facebook com agradecimento dos colaboradores + meu copo eco Amet. Frete grátis para o sudeste.
R$ 1.000
Tornando o sonho realidade
3 benfeitores apoiando
E-mail + vídeo no facebook com agradecimento dos colaboradores + copo + tijolo ecológico. Frete grátis para o sudeste.
R$ 2.500
Sendo a mudança que eu quero no mundo
Seja o primeiro a apoiar!
Email + vídeo + copo + tijolo + conhecer nossa produção e os colaboradores. Frete grátis para o sudeste.


Nosso propósito

O projeto Amet tem como propósito ajudar moradores de rua a reconstruir suas vidas de forma a serem protagonistas de suas próprias histórias, ganharem uma renda e ainda ajudar o meio ambiente. Mas para que tudo isso aconteça, é preciso que o preconceito não seja uma barreira para essas pessoas, e no mercado de trabalho é onde se encontra a maior dificuldade de inclusão. Não pelo fato de não possuírem experiência ou força de vontade, mas por serem pessoas em situação de rua, não possuindo um simples, mas importante documento: o comprovante de residência.

Foi então que em janeiro de 2017 vimos a oportunidade de trabalhar com um Lar de ex moradores de rua situado em Santo André. Vendo a empolgação deles para mudar de vida apresentamos uma solução para ajudá-los e ao mesmo tempo colaborar positivamente para um dos setores que mais impactam o meio ambiente: a construção civil.

Cerca de 75% do que é extraído do meio ambiente é destinado a esse setor e a argila vermelha, é um dos insumos mais utilizados. Destinada à produção de tijolos cerâmicos, necessita da combustão de óleo diesel e da queima de lenha para o processo de cura. Diante desse contexto, encontramos o tijolo do tipo solo-cimento, que possui uma fabricação fácil, de baixo custo e com muitas qualidades.

Tendo a comunidade e o produto que seria vendido, conseguimos arrecadar, junto com nossos parceiros, uma quantia necessária para a compra do maquinário e iniciar a produção da fábrica.

Nosso objetivo é tirar o maior número possível de  pessoas em situação de rua e fazê-los voltarem a acreditar. O Projeto veio como uma oportunidade  de reinserir ex moradores de rua no mercado de trabalho e na sociedade por meio da nossa fábrica de tijolos ecológicos. Aqui, os colaboradores que  são os verdadeiros protagonistas, participando de cada etapa da produção.

 

Protagonistas de suas próprias histórias 

Hoje existem mais de 100 mil brasileiros que vivem em situação de rua e o número vem aumentando, de acordo com pesquisas. Diante dessa realidade descobrimos que muitos sonhos ali estavam sendo deixados para trás por conta da realidade que viviam. O sonho de ter saúde, emprego, sua própria casa e deixar de ser uma simples paisagem para virar engrenagem da sociedade e desenhar com as próprias mãos um novo futuro.

Trabalhamos com a comunidade do Centro de Acolhimento Especial Parque Miami, gerenciado pela Associação Apoio, que traz para o dia a dia dos moradores os mesmos princípios do Amet: empoderar pessoas para se tornarem protagonistas de suas próprias histórias.

Conhecendo mais sobre o Manoel, o Alencar, o Hermes, o Júlio, o Pedro e o João, descobrimos que a maioria já havia trabalhado na área de construção civil como pedreiros ou até mestres de obra. Utilizavam suas mãos para construir um legado na sociedade e hoje não são valorizados.

Desde o início do projeto, a comunidade foi capacitada com treinamentos de matemática básica, dinâmicas de autoconhecimento, curso de segurança do trabalho com profissional da área, além de treinamentos sobre o tijolo ecológico e o processo de produção, tanto na teoria como na prática. E pretendemos levar outros profissionais especializados em marketing, logística e administração, para ministrar aulas de capacitação.

Atualmente, os colaboradores estão altamente engajados e já produzem os tijolos por conta própria.

 

 

Conversa com Seu Manoel: o ponto de vista dele

Conversa com Alencar: o Amet como uma segunda chance

 

Porquê o tijolo ecológico

Nosso produto destoa quando comparado ao tijolo convencional. Constituído apenas por água, cimento e solo arenoso,ao invés de ser queimado para adquirir sua resistência, fica 28 dias curando: processo em que “descansa” na sombra.

Além disso, o solo arenoso utilizado na composição do tijolo ecológico pode ser de áreas de terraplanagem e/ou bota-foras. Essa terra seria uma terra de descarte, portanto, daríamos um novo destino a esse insumo que seria jogado fora. Já o tijolo cerâmico utiliza argila procedente de mananciais. Cerca de 98,7 milhões de m3 de argila são retirados de suas fontes naturais mensalmente,causando um grande dano ao meio ambiente.  

Atualmente, devido a nossas circunstâncias, não conseguimos comprar essa terra de descarte e por isso utilizamos o saibro que vem de jazidas de saibro. Entretanto, nossas intenções são utilizar a terra proveniente de terraplanagem e bota-foras assim que possível, além de testar outros tipos de matéria prima, como resíduos de obra.

São muitas vantagens ecológicas, de fato. Mas, além dessas, há também benefícios  no próprio tijolo, graças aos dois furos que possui. Por conta deles, o tijolo é melhor isolante térmico e acústico, garante uma obra mais limpa  (pode-se passar fios, conduítes e canos d’água por esses furos) e utiliza significativamente menos argamassa. Por ser um produto de encaixe, seu assentamento ocorre por encaixamento, como se estivesse montando um “lego”, em que se pode utilizar até cola branca para unir os blocos.

O tijolo ecológico ainda é muito pouco conhecido, todavia. Apesar das inúmeras vantagens quando comparado, o desafio está em mostrar à novas pessoas esses benefícios, pois aqueles que conheceram e compararam, compraram de nós. Todos tijolos já produzidos foram vendidos e todos em produção já tem compradores. O produto tem de fato potencial.

 

Fonte: https://aaronguide.com/tijolo-ecologico-sp/tijolo-ecologico-sp-elegant-sobra-de-obra-conduite-alisar-e-tijolo-r/

Por quê fazemos o que fazemos

Enactus é uma organização internacional sem fins lucrativos dedicada a inspirar os alunos a melhorar o mundo através da Ação Empreendedora. A Enactus Brasil é um dos 36 países ao redor do mundo que faz parte dessa rede. Somos estudantes, líderes executivos e líderes acadêmicos, onde fornecemos uma plataforma para os universitários criarem projetos de desenvolvimento comunitário que colocam capacidade e talento das pessoas em foco. Com isso, nossos alunos fazem da Ação Empreendedora a ferramenta que transforma vidas. E a transformação acontece dos dois lados: as pessoas que servimos e os alunos, que desenvolvem valores para se tornarem os verdadeiros líderes do futuro.

A Enactus Mauá surgiu em 2014, no Instituto Mauá de Tecnologia, com o propósito de impactar vidas e mudar realidades por meio do empreendedorismo social. Nós temos como principal objetivo empoderar comunidades e torná-las auto-sustentáveis, transformando pessoas em empreendedores e donos do próprio negócio, sempre tendo como base os três pilares da Enactus: conscientização ambiental, econômica e social. O Projeto Amet faz parte da Enactus Mauá e hoje é composto por 7 membros. Buscamos sempre nos atualizar fazendo cursos, entrando em contato com professores e profissionais de áreas do mercado, montando eventos com parceiros, para que assim, alcancemos nossos sonhos de fazer essas pessoas mudarem de vida. 

Orçamento

Meta 1

Item Unidade Qtde. Preço Unitario Preço Final
Prensa Hidraulica un. 1 R$ 40.000,00 R$ 40.000,00
Peneira Elétrica un. 1 R$ 3.500,00 R$ 3.500,00
Pallet un. 20 R$ 25,00 R$ 500,00
Recompensas un. 1 R$ 783,00 R$ 783,00
Taxas un. 4,50% R$ 2.015,24 R$ 2.015,24
Taxas un. 6,00% R$ 2.686,98 R$ 2.686,98

 

Meta 2

Item Unidade Qtde. Preço Unitario Preço Final
Terra 84 R$ 100,00 R$ 8.400,00
Paleteira un. 1 R$ 1.200,00 R$ 1.200,00
Cimento CP II - P (saco 50kg) un. 314 R$ 18,50 R$ 5.809,00
Triturador de Terra un. 1 R$ 1.800,00 R$ 1.800,00
Betoneira un. 1 R$ 1.300,00 R$ 1.300,00
Aluguel un. 1 R$ 4.000,00 R$ 4.000,00
Carrinho de Mão un. 2 R$ 105,00 R$ 210,00
Balde 15 L un. 3 R$ 15,00 R$ 45,00
un. 2 R$ 25,00 R$ 50,00
Protetor auricular un. 7 R$ 30,00 R$ 210,00
Luva Poliamida un. 7 R$ 4,00 R$ 28,00
Máscara un. 7 R$ 10,00 R$ 70,00
Óculos un. 7 R$ 4,00 R$ 28,00
Salário Administrativo un. 1 R$ 954,00 R$ 954,00
Marketing un. 1 R$ 500,00 R$ 500,00
Limpeza, Higiene e Manutenção un. 1 R$ 1.000,00 R$ 1.000,00
Luz un. 1 R$ 500,00 R$ 500,00
Internet un. 1 R$ 200,00 R$ 200,00
Taxas un. 4,50% R$ 3.198,92 R$ 3.198,92
Taxas un. 6,00% R$ 4.265,22 R$ 4.265,22

 

Apoiadores

Mantenha-se Informado

Facebook: /projetoamet    /enactusmaua

Instagram: @enactusmaua

Email: projeto.amet@gmail.com    lballarati.enactusmaua@gmail.com

 

** As recompensas são opcionais


Nosso propósito

O projeto Amet tem como propósito ajudar moradores de rua a reconstruir suas vidas de forma a serem protagonistas de suas próprias histórias, ganharem uma renda e ainda ajudar o meio ambiente. Mas para que tudo isso aconteça, é preciso que o preconceito não seja uma barreira para essas pessoas, e no mercado de trabalho é onde se encontra a maior dificuldade de inclusão. Não pelo fato de não possuírem experiência ou força de vontade, mas por serem pessoas em situação de rua, não possuindo um simples, mas importante documento: o comprovante de residência.

Foi então que em janeiro de 2017 vimos a oportunidade de trabalhar com um Lar de ex moradores de rua situado em Santo André. Vendo a empolgação deles para mudar de vida apresentamos uma solução para ajudá-los e ao mesmo tempo colaborar positivamente para um dos setores que mais impactam o meio ambiente: a construção civil.

Cerca de 75% do que é extraído do meio ambiente é destinado a esse setor e a argila vermelha, é um dos insumos mais utilizados. Destinada à produção de tijolos cerâmicos, necessita da combustão de óleo diesel e da queima de lenha para o processo de cura. Diante desse contexto, encontramos o tijolo do tipo solo-cimento, que possui uma fabricação fácil, de baixo custo e com muitas qualidades.

Tendo a comunidade e o produto que seria vendido, conseguimos arrecadar, junto com nossos parceiros, uma quantia necessária para a compra do maquinário e iniciar a produção da fábrica.

Nosso objetivo é tirar o maior número possível de  pessoas em situação de rua e fazê-los voltarem a acreditar. O Projeto veio como uma oportunidade  de reinserir ex moradores de rua no mercado de trabalho e na sociedade por meio da nossa fábrica de tijolos ecológicos. Aqui, os colaboradores que  são os verdadeiros protagonistas, participando de cada etapa da produção.

 

Protagonistas de suas próprias histórias 

Hoje existem mais de 100 mil brasileiros que vivem em situação de rua e o número vem aumentando, de acordo com pesquisas. Diante dessa realidade descobrimos que muitos sonhos ali estavam sendo deixados para trás por conta da realidade que viviam. O sonho de ter saúde, emprego, sua própria casa e deixar de ser uma simples paisagem para virar engrenagem da sociedade e desenhar com as próprias mãos um novo futuro.

Trabalhamos com a comunidade do Centro de Acolhimento Especial Parque Miami, gerenciado pela Associação Apoio, que traz para o dia a dia dos moradores os mesmos princípios do Amet: empoderar pessoas para se tornarem protagonistas de suas próprias histórias.

Conhecendo mais sobre o Manoel, o Alencar, o Hermes, o Júlio, o Pedro e o João, descobrimos que a maioria já havia trabalhado na área de construção civil como pedreiros ou até mestres de obra. Utilizavam suas mãos para construir um legado na sociedade e hoje não são valorizados.

Desde o início do projeto, a comunidade foi capacitada com treinamentos de matemática básica, dinâmicas de autoconhecimento, curso de segurança do trabalho com profissional da área, além de treinamentos sobre o tijolo ecológico e o processo de produção, tanto na teoria como na prática. E pretendemos levar outros profissionais especializados em marketing, logística e administração, para ministrar aulas de capacitação.

Atualmente, os colaboradores estão altamente engajados e já produzem os tijolos por conta própria.

 

 

Conversa com Seu Manoel: o ponto de vista dele

Conversa com Alencar: o Amet como uma segunda chance

 

Porquê o tijolo ecológico

Nosso produto destoa quando comparado ao tijolo convencional. Constituído apenas por água, cimento e solo arenoso,ao invés de ser queimado para adquirir sua resistência, fica 28 dias curando: processo em que “descansa” na sombra.

Além disso, o solo arenoso utilizado na composição do tijolo ecológico pode ser de áreas de terraplanagem e/ou bota-foras. Essa terra seria uma terra de descarte, portanto, daríamos um novo destino a esse insumo que seria jogado fora. Já o tijolo cerâmico utiliza argila procedente de mananciais. Cerca de 98,7 milhões de m3 de argila são retirados de suas fontes naturais mensalmente,causando um grande dano ao meio ambiente.  

Atualmente, devido a nossas circunstâncias, não conseguimos comprar essa terra de descarte e por isso utilizamos o saibro que vem de jazidas de saibro. Entretanto, nossas intenções são utilizar a terra proveniente de terraplanagem e bota-foras assim que possível, além de testar outros tipos de matéria prima, como resíduos de obra.

São muitas vantagens ecológicas, de fato. Mas, além dessas, há também benefícios  no próprio tijolo, graças aos dois furos que possui. Por conta deles, o tijolo é melhor isolante térmico e acústico, garante uma obra mais limpa  (pode-se passar fios, conduítes e canos d’água por esses furos) e utiliza significativamente menos argamassa. Por ser um produto de encaixe, seu assentamento ocorre por encaixamento, como se estivesse montando um “lego”, em que se pode utilizar até cola branca para unir os blocos.

O tijolo ecológico ainda é muito pouco conhecido, todavia. Apesar das inúmeras vantagens quando comparado, o desafio está em mostrar à novas pessoas esses benefícios, pois aqueles que conheceram e compararam, compraram de nós. Todos tijolos já produzidos foram vendidos e todos em produção já tem compradores. O produto tem de fato potencial.

 

Fonte: https://aaronguide.com/tijolo-ecologico-sp/tijolo-ecologico-sp-elegant-sobra-de-obra-conduite-alisar-e-tijolo-r/

Por quê fazemos o que fazemos

Enactus é uma organização internacional sem fins lucrativos dedicada a inspirar os alunos a melhorar o mundo através da Ação Empreendedora. A Enactus Brasil é um dos 36 países ao redor do mundo que faz parte dessa rede. Somos estudantes, líderes executivos e líderes acadêmicos, onde fornecemos uma plataforma para os universitários criarem projetos de desenvolvimento comunitário que colocam capacidade e talento das pessoas em foco. Com isso, nossos alunos fazem da Ação Empreendedora a ferramenta que transforma vidas. E a transformação acontece dos dois lados: as pessoas que servimos e os alunos, que desenvolvem valores para se tornarem os verdadeiros líderes do futuro.

A Enactus Mauá surgiu em 2014, no Instituto Mauá de Tecnologia, com o propósito de impactar vidas e mudar realidades por meio do empreendedorismo social. Nós temos como principal objetivo empoderar comunidades e torná-las auto-sustentáveis, transformando pessoas em empreendedores e donos do próprio negócio, sempre tendo como base os três pilares da Enactus: conscientização ambiental, econômica e social. O Projeto Amet faz parte da Enactus Mauá e hoje é composto por 7 membros. Buscamos sempre nos atualizar fazendo cursos, entrando em contato com professores e profissionais de áreas do mercado, montando eventos com parceiros, para que assim, alcancemos nossos sonhos de fazer essas pessoas mudarem de vida. 

Orçamento

Meta 1

Item Unidade Qtde. Preço Unitario Preço Final
Prensa Hidraulica un. 1 R$ 40.000,00 R$ 40.000,00
Peneira Elétrica un. 1 R$ 3.500,00 R$ 3.500,00
Pallet un. 20 R$ 25,00 R$ 500,00
Recompensas un. 1 R$ 783,00 R$ 783,00
Taxas un. 4,50% R$ 2.015,24 R$ 2.015,24
Taxas un. 6,00% R$ 2.686,98 R$ 2.686,98

 

Meta 2

Item Unidade Qtde. Preço Unitario Preço Final
Terra 84 R$ 100,00 R$ 8.400,00
Paleteira un. 1 R$ 1.200,00 R$ 1.200,00
Cimento CP II - P (saco 50kg) un. 314 R$ 18,50 R$ 5.809,00
Triturador de Terra un. 1 R$ 1.800,00 R$ 1.800,00
Betoneira un. 1 R$ 1.300,00 R$ 1.300,00
Aluguel un. 1 R$ 4.000,00 R$ 4.000,00
Carrinho de Mão un. 2 R$ 105,00 R$ 210,00
Balde 15 L un. 3 R$ 15,00 R$ 45,00
un. 2 R$ 25,00 R$ 50,00
Protetor auricular un. 7 R$ 30,00 R$ 210,00
Luva Poliamida un. 7 R$ 4,00 R$ 28,00
Máscara un. 7 R$ 10,00 R$ 70,00
Óculos un. 7 R$ 4,00 R$ 28,00
Salário Administrativo un. 1 R$ 954,00 R$ 954,00
Marketing un. 1 R$ 500,00 R$ 500,00
Limpeza, Higiene e Manutenção un. 1 R$ 1.000,00 R$ 1.000,00
Luz un. 1 R$ 500,00 R$ 500,00
Internet un. 1 R$ 200,00 R$ 200,00
Taxas un. 4,50% R$ 3.198,92 R$ 3.198,92
Taxas un. 6,00% R$ 4.265,22 R$ 4.265,22

 

Apoiadores

Mantenha-se Informado

Facebook: /projetoamet    /enactusmaua

Instagram: @enactusmaua

Email: projeto.amet@gmail.com    lballarati.enactusmaua@gmail.com

 

** As recompensas são opcionais

Anna Luiza Nunes Ferreira ainda não publicou nenhuma notícia.