[SP] Restaurante Da Marlene Resiste! |

[SP] Restaurante Da Marlene Resiste!

Nos ajude a pagar nossas dívidas e continuar produzindo e disseminando alimentação orgânica e saudável na periferia de São Paulo.

Projeto por: Keila Pereira
R$ 15.000,00
arrecadado
meta R$ 15.000,00

42 benfeitores
apoiaram essa campanha

Conseguimos \o/

Obrigado a todos os Benfeitores por mais um projeto bem sucedido. Agora, acompanhe as novidades e comentários do projeto.


POR

Keila Pereira

Keila Pereira
R$ 20
Germinando a semente
7 benfeitores apoiando
Agradecimento em nossas redes sociais e acesso à 1 (uma) vídeo-aula exclusiva da Marlene com a receita da nossa Costelinha de Porco com Molho de Cambuci.

43 disponíveis.
R$ 30
O emergir do Cambucizeiro
10 benfeitores apoiando
Agradecimento em nossas redes sociais e acesso à 2 (duas) vídeo-aulas exclusivas da Marlene com a receita da nossa Costelinha de Porco com Molho de Cambuci; e Xinxin de Galinha.

40 disponíveis.
R$ 50
Buscando luz para crescer
17 benfeitores apoiando
Agradecimento em nossas redes sociais e acesso à 3 (três) vídeo-aulas exclusivas da Marlene com a receita da nossa Costelinha de Porco com Molho de Cambuci; Xinxin de Galinha; e Moqueca Baiana.

13 disponíveis.
R$ 100
Fortificar para florescer
12 benfeitores apoiando
Agradecimento em nossas redes sociais e acesso à 4 (quatro) vídeo-aulas exclusivas da Marlene com a receita da nossa Costelinha de Porco com Molho de Cambuci; Xinxin de Galinha; Moqueca Baiana; e Tilápia à Parmegiana com Molho de Cambuci.

7 disponíveis.
R$ 300
Para não dizer que não falei das flores
1 benfeitor apoiando
Agradecimento em nossas redes sociais e acesso à 5 (cinco) vídeo-aulas exclusivas da Marlene com a receita da nossa Costelinha de Porco com Molho de Cambuci; Xinxin de Galinha; Moqueca Baiana; Tilápia à Parmegiana com Molho de Cambuci; e Dobradinha.

4 disponíveis.
R$ 500
Colhendo os frutos
1 benfeitor apoiando
Agradecimento em nossas redes sociais e acesso à 6 (seis) vídeo-aulas exclusivas da Marlene com a receita da nossa Costelinha de Porco com Molho de Cambuci; Xinxin de Galinha; Moqueca Baiana; Tilápia à Parmegiana com Molho de Cambuci; Dobradinha; e Baião de Dois.

4 disponíveis.
R$ 1.000
Do mato ao prato, resistiremos!
Seja o primeiro a apoiar!
Agradecimento em nossas redes sociais e acesso à 7 (sete) vídeo-aulas exclusivas da Marlene com a receita da nossa Costelinha de Porco com Molho de Cambuci; Xinxin de Galinha; Moqueca Baiana; Tilápia à Parmegiana com Molho de Cambuci; Dobradinha; Baião de Dois; e Feijoada.

5 disponíveis.

 

Somos um negócio familiar. Foi através desse negócio que a Marlene - negra, baiana, 56 anos - sustentou seus sete filhos. Hoje, com a nossa identidade em torno do território definida, cresce a responsabilidade com nossos parceiros, pois são escolhas baseadas nessa mesma identidade que consiste em empreender com consciência
ambiental, social, política e cultural.

Nessa trajetória, o Cambuci, um fruto nativo da Mata Atlântica, tem um significado imenso para nós. Foi a partir dele que nos desenvolvemos e nos tornamos uma das
referências na produção de receitas com frutos nativos e uso de orgânicos na produção de alimentos na região de Parelheiros.

Antes da pandemia tínhamos duas unidades, nos desfizemos de ambas. Montamos novo espaço, mais adequado para as necessidades atuais. Ficamos mais de um ano
apenas com entregas a domicílio. Agora além das dívidas antigas, temos as novas que foram feitas para colocar de pé o nosso atendimento presencial, quando
esperávamos estar numa situação mais favorável.

 

No primeiro momento, faremos o pagamento das dívidas em atraso, cada uma delas consiste em uma ou mais pessoas que também fazem parte da cadeia econômica do bairro. O Esmeraldo é morador de Parelheiros, marceneiro e cenógrafo, foi responsável pelos detalhes do nosso novo espaço (letreiro, textura de parede, biombo, etc.). O Raimundo tem uma pequena empresa de instalação de calhas e coifas, inclusive instalou as coifas da nossa cozinha. O Tim e o Fifo são artistas e articuladores culturais da região, fizeram um belíssimo trabalho com tinta à base de terra expondo em nossa entrada plantas e frutas nativas da Mata Atlântica. O Adan nasceu e cresceu em Parelheiros, hoje possui uma construtora em sociedade com o Eduardo, e foi quem estruturou nossas ideias do novo espaço para as nossas
necessidades.

Além dos parceiros, temos débitos em atraso com alguns colaboradores. A Maria e a Taciana são mães jovens, o Benê é o provedor da casa e cuida dos pais idosos sem aposentadoria. Todos moradores também de Parelheiros.

 

 

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$15.000 seja alcançado.

 

 


 

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 1.500.000,00 ( um milhão e 500 mil reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo para recuperação de micro e pequenos negócios das periferias afetados pela pandemia. O Fundo Colaborativo segue aberto para novos parceiros que desejam destinar recursos para as periferias urbanas brasileiras.


 

Keila Pereira ainda não publicou nenhuma notícia.

 

Somos um negócio familiar. Foi através desse negócio que a Marlene - negra, baiana, 56 anos - sustentou seus sete filhos. Hoje, com a nossa identidade em torno do território definida, cresce a responsabilidade com nossos parceiros, pois são escolhas baseadas nessa mesma identidade que consiste em empreender com consciência
ambiental, social, política e cultural.

Nessa trajetória, o Cambuci, um fruto nativo da Mata Atlântica, tem um significado imenso para nós. Foi a partir dele que nos desenvolvemos e nos tornamos uma das
referências na produção de receitas com frutos nativos e uso de orgânicos na produção de alimentos na região de Parelheiros.

Antes da pandemia tínhamos duas unidades, nos desfizemos de ambas. Montamos novo espaço, mais adequado para as necessidades atuais. Ficamos mais de um ano
apenas com entregas a domicílio. Agora além das dívidas antigas, temos as novas que foram feitas para colocar de pé o nosso atendimento presencial, quando
esperávamos estar numa situação mais favorável.

 

No primeiro momento, faremos o pagamento das dívidas em atraso, cada uma delas consiste em uma ou mais pessoas que também fazem parte da cadeia econômica do bairro. O Esmeraldo é morador de Parelheiros, marceneiro e cenógrafo, foi responsável pelos detalhes do nosso novo espaço (letreiro, textura de parede, biombo, etc.). O Raimundo tem uma pequena empresa de instalação de calhas e coifas, inclusive instalou as coifas da nossa cozinha. O Tim e o Fifo são artistas e articuladores culturais da região, fizeram um belíssimo trabalho com tinta à base de terra expondo em nossa entrada plantas e frutas nativas da Mata Atlântica. O Adan nasceu e cresceu em Parelheiros, hoje possui uma construtora em sociedade com o Eduardo, e foi quem estruturou nossas ideias do novo espaço para as nossas
necessidades.

Além dos parceiros, temos débitos em atraso com alguns colaboradores. A Maria e a Taciana são mães jovens, o Benê é o provedor da casa e cuida dos pais idosos sem aposentadoria. Todos moradores também de Parelheiros.

 

 

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$15.000 seja alcançado.

 

 


 

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 1.500.000,00 ( um milhão e 500 mil reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo para recuperação de micro e pequenos negócios das periferias afetados pela pandemia. O Fundo Colaborativo segue aberto para novos parceiros que desejam destinar recursos para as periferias urbanas brasileiras.


 

Keila Pereira ainda não publicou nenhuma notícia.