Ronei Jorge - Disco "ENTREVISTA" |

Ronei Jorge - Disco "ENTREVISTA"

O projeto tem o objetivo de viabilizar a finalização do disco Entrevista, álbum de estreia da carreira solo do cantor e compositor baiano Ronei Jorge.

Projeto por: Carolina Morena Cunha Vilar
R$ 12.800,00
arrecadado
meta R$ 15.000,00

125
benfeitores

85%
arrecadado

9
dias restantes

É tudo ou nada! Precisamos bater a meta até 04/05/2018 - 23:59

POR

Carolina Morena Cunha Vilar

Carolina Morena Cunha Vilar

R$ 20
Agradecimento no site e link do single
6 benfeitores apoiando
Agradecimento no site + link do single (um dia antes do lançamento oficial).
R$ 50
CD "Entrevista" autografado
29 benfeitores apoiando
Agradecimento no site + link do single (um dia antes do lançamento oficial) + CD “Entrevista”, autografado por Ronei Jorge.

271 disponíveis.
R$ 70
LambeLambe + CDs
16 benfeitores apoiando
Agradecimento no site + link do single (um dia antes do lançamento oficial) + CD “Entrevista”, autografado por Ronei Jorge + Lambe-lambe feito especialmente pelo artista Edson Rosa + CD “Frascos Comprimidos Compressas”, de Ronei Jorge e Os Ladrões de Bicicleta, autografado por Ronei Jorge.

84 disponíveis.
R$ 100
Camisa de Ronei Jorge
39 benfeitores apoiando
Agradecimento no site + link do single (um dia antes do lançamento oficial) + CD “Entrevista”, autografado por Ronei Jorge + Lambe-lambe feito especialmente pelo artista Edson Rosa + CD “Frascos Comprimidos Compressas”, de Ronei Jorge e Os Ladrões de Bicicleta, autografado por Ronei Jorge + camisa.

60 disponíveis.
R$ 130
Ingresso pro show de lançamento
28 benfeitores apoiando
Agradecimento no site + link do single (um dia antes do lançamento oficial) + CD “Entrevista”, autografado por Ronei Jorge + Lambe-lambe feito especialmente pelo artista Edson Rosa + CD “Frascos Comprimidos Compressas”, de Ronei Jorge e Os Ladrões de Bicicleta, autografado por Ronei Jorge + camisa + ingresso para o show de lançamento em Salvador (BA).

71 disponíveis.
R$ 250
Passaporte para 5 shows de Ronei
4 benfeitores apoiando
Agradecimento no site + link do single (um dia antes do lançamento oficial) + CD “Entrevista”, autografado por Ronei Jorge + Lambe-lambe feito especialmente pelo artista Edson Rosa + CD “Frascos Comprimidos Compressas”, de Ronei Jorge e Os Ladrões de Bicicleta, autografado por Ronei Jorge + camisa + ingresso para o show de lançamento em Salvador (BA) + passaporte para 5 shows (a escolher) de Ronei Jorge (validade: 2 anos).

6 disponíveis.
R$ 350
Plano trimestral em coworking Tropos!
Seja o primeiro a apoiar!
Agradecimento no site + link do single (um dia antes do lançamento oficial) + CD “Entrevista”, autografado por Ronei Jorge + Lambe-lambe feito especialmente pelo artista Edson Rosa + CD “Frascos Comprimidos Compressas”, de Ronei Jorge e Os Ladrões de Bicicleta, autografado por Ronei Jorge + camisa + ingresso para o show de lançamento em Salvador (BA) + passaporte para 5 shows (a escolher) de Ronei Jorge (validade: 2 anos) + plano de trabalho trimestral de 6h por dia em coworking na Tropos, no bairro do Rio Vermelho, em Salvador (BA).

4 disponíveis.
R$ 500
Show virtual voz e violão exclusivo!
1 benfeitor apoiando
Agradecimento no site + link do single (um dia antes do lançamento oficial) + CD “Entrevista”, autografado por Ronei Jorge + Lambe-lambe feito especialmente pelo artista Edson Rosa + CD “Frascos Comprimidos Compressas”, de Ronei Jorge e Os Ladrões de Bicicleta, autografado por Ronei Jorge + camisa + ingresso para o show de lançamento em Salvador (BA) + passaporte para 5 shows (a escolher) de Ronei Jorge (validade: 2 anos) + show virtual de Ronei Jorge, voz e violão, com cinco músicas, em data a combinar, de acordo com a disponibilidade do artista (duração: 30 minutos | Validade: dezembro 2018). IMPORTANTE: Para que ocorra com sucesso a entrega desta recompensa, pedimos: Conexão de internet: Conexão de banda larga de 1Mbps dedicada* ou superior. Configurações de software: Plug-in do Adobe Flash Player 10.1 ou posterior Windows XP SP3 ou posterior Google Chrome, Internet Explorer 8, Firefox 4 ou posteriores Configurações mínimas para o computador: Processador 2.33 GHz ou superior Memória RAM 1Gb ou superior Memória gráfica 128 Mb (placa de vídeo) ou superior HD com 10Gb livres Monitor 1024x768 pixels

3 disponíveis.
R$ 3.000
Pocket show de Ronei Jorge!
Seja o primeiro a apoiar!
Agradecimento no site + link do single (um dia antes do lançamento oficial) + CD “Entrevista”, autografado por Ronei Jorge + Lambe-lambe feito especialmente pelo artista Edson Rosa + CD “Frascos Comprimidos Compressas”, de Ronei Jorge e Os Ladrões de Bicicleta, autografado por Ronei Jorge + camisa + ingresso para o show de lançamento em Salvador (BA) + passaporte para 5 shows (a escolher) de Ronei Jorge (validade: 2 anos) + pocket show com banda reduzida e duração de 1h (custos de logística e estrutura não inclusos, apenas cachê).

4 disponíveis.
R$ 4.000
Show de Ronei Jorge!
Seja o primeiro a apoiar!
Agradecimento no site + link do single (um dia antes do lançamento oficial) + CD “Entrevista”, autografado por Ronei Jorge + Lambe-lambe feito especialmente pelo artista Edson Rosa + CD “Frascos Comprimidos Compressas”, de Ronei Jorge e Os Ladrões de Bicicleta, autografado por Ronei Jorge + camisa + ingresso para o show de lançamento em Salvador (BA) + passaporte para 5 shows (a escolher) de Ronei Jorge (validade: 2 anos) + show com banda completa e duração de 1h (custos de logística e estrutura não inclusos, apenas cachê).

2 disponíveis.

Olá! Me chamo Ronei Jorge, sou cantor e compositor, natural da cidade de Salvador (BA).


Venho através desta campanha viabilizar a finalização e lançamento do primeiro disco da minha carreira solo, intitulado “Entrevista”, gravado em 2017, no estúdio Casa das Máquinas, com produção musical de Pedro Sá e participações de Moreno Veloso, Joana Queiroz e Luana Carvalho. As 10 faixas do disco já foram gravadas e mixadas, mas precisamos de suporte para sua finalização (master/fábrica), além do show de lançamento, que deverá acontecer no mês de maio. 

 


O álbum tem dez faixas inéditas. Neste trabalho, parti do ponto de vista de que o ofício do compositor é uma investigação a todo o momento, um formigamento, uma consumição. É chamar a canção pra conversar, remexer o baú de lembranças, causar desconforto, se emocionar, fazer perguntas. Quase como elaborar um questionário em que ela te responda muitas vezes imperfeita, mentindo, fingindo amizade ou até se revelando por inteira.


Comecei a minha trajetória no inicio dos anos 1990, tocando, cantando e compondo para as bandas de rock Mutter Marie e Saci Tric. Com esta última, lancei em 1997 o meu primeiro CD demo com canções autorais, além do disco “Saci Tric Ao Vivo no Theatro XVIII”. Minhas canções sempre guardaram uma aproximação com a música brasileira, principalmente a praticada na década de 70 por nomes como Luiz Melodia, Caetano Veloso, Lô Borges, Milton Nascimento, Walter Franco, dentre outros. Essas influências, com o passar do tempo, ficaram mais explícitas nos meus trabalhos posteriores com o grupo Ladrões de Bicicleta, que dividia rocks de sonoridade contemporânea com sambas e melodias mineiras. À frente da banda, a qual contava também com Edson Rosa (guitarra), Sergio Kopinski (baixo) e Mauricio Pedrão (bateria), lancei dois CDs, sobretudo com faixas autorais, que tiveram projeção nacional e figuraram em diversas listas entre os álbuns destaques nos seus respectivos anos de estreia.

 

Para desenvolver esse novo trabalho, reuni um grupo de músicos especiais que foi fundamental na concepção dos arranjos do disco e os apelidei carinhosamente de Dziga Tupi. Neste primeiro disco solo, serão trazidas à tona canções emolduradas de frevos, sambas, xotes e rocks, mas que, à primeira vista, não se parecem com nenhum destes gêneros. Tudo já reprocessado por anos e anos de cultura pop, mas resistente à caricatura. Canções pra cantar junto, pra assoviar, se emocionar e causar estranhamento. Cheias de encontros, arestas, dúvidas e contradições. Cheias de perguntas. Entrevista.

 

A Dziga Tupi é:

Carla Suzart

Aline Falcão

Ian Cardoso

Maurício Pedrão

 

Participam: Moreno Veloso, Joana Queiroz e Luana Carvalho.

A construção desse trabalho teve o carinho e a colaboração artística de Lívia Nery e Taciano Vasconcelos.

 

Produzido por Pedro Sá

Gravado por Tadeu Mascarenhas

Mixado por Igor Ferreira

Masterizado por Daniel Carvalho

Arte do disco (pintura e design gráfico) por Edson Rosa

Fotos (encarte) por Rana Tosto

Produção executiva por Giro Planejamento Cultural

Gestão de carreira por Carol Morena (Tropicasa Produções)

Assessoria de comunicação por Paula Berbert (Marcatexto)

 

 

Fotos:

Rana Tosto

 

Vídeo:

Imagens: Rana Tosto

Edição: Andréa Martins

Carolina Morena Cunha Vilar ainda não publicou nenhuma notícia.

Olá! Me chamo Ronei Jorge, sou cantor e compositor, natural da cidade de Salvador (BA).


Venho através desta campanha viabilizar a finalização e lançamento do primeiro disco da minha carreira solo, intitulado “Entrevista”, gravado em 2017, no estúdio Casa das Máquinas, com produção musical de Pedro Sá e participações de Moreno Veloso, Joana Queiroz e Luana Carvalho. As 10 faixas do disco já foram gravadas e mixadas, mas precisamos de suporte para sua finalização (master/fábrica), além do show de lançamento, que deverá acontecer no mês de maio. 

 


O álbum tem dez faixas inéditas. Neste trabalho, parti do ponto de vista de que o ofício do compositor é uma investigação a todo o momento, um formigamento, uma consumição. É chamar a canção pra conversar, remexer o baú de lembranças, causar desconforto, se emocionar, fazer perguntas. Quase como elaborar um questionário em que ela te responda muitas vezes imperfeita, mentindo, fingindo amizade ou até se revelando por inteira.


Comecei a minha trajetória no inicio dos anos 1990, tocando, cantando e compondo para as bandas de rock Mutter Marie e Saci Tric. Com esta última, lancei em 1997 o meu primeiro CD demo com canções autorais, além do disco “Saci Tric Ao Vivo no Theatro XVIII”. Minhas canções sempre guardaram uma aproximação com a música brasileira, principalmente a praticada na década de 70 por nomes como Luiz Melodia, Caetano Veloso, Lô Borges, Milton Nascimento, Walter Franco, dentre outros. Essas influências, com o passar do tempo, ficaram mais explícitas nos meus trabalhos posteriores com o grupo Ladrões de Bicicleta, que dividia rocks de sonoridade contemporânea com sambas e melodias mineiras. À frente da banda, a qual contava também com Edson Rosa (guitarra), Sergio Kopinski (baixo) e Mauricio Pedrão (bateria), lancei dois CDs, sobretudo com faixas autorais, que tiveram projeção nacional e figuraram em diversas listas entre os álbuns destaques nos seus respectivos anos de estreia.

 

Para desenvolver esse novo trabalho, reuni um grupo de músicos especiais que foi fundamental na concepção dos arranjos do disco e os apelidei carinhosamente de Dziga Tupi. Neste primeiro disco solo, serão trazidas à tona canções emolduradas de frevos, sambas, xotes e rocks, mas que, à primeira vista, não se parecem com nenhum destes gêneros. Tudo já reprocessado por anos e anos de cultura pop, mas resistente à caricatura. Canções pra cantar junto, pra assoviar, se emocionar e causar estranhamento. Cheias de encontros, arestas, dúvidas e contradições. Cheias de perguntas. Entrevista.

 

A Dziga Tupi é:

Carla Suzart

Aline Falcão

Ian Cardoso

Maurício Pedrão

 

Participam: Moreno Veloso, Joana Queiroz e Luana Carvalho.

A construção desse trabalho teve o carinho e a colaboração artística de Lívia Nery e Taciano Vasconcelos.

 

Produzido por Pedro Sá

Gravado por Tadeu Mascarenhas

Mixado por Igor Ferreira

Masterizado por Daniel Carvalho

Arte do disco (pintura e design gráfico) por Edson Rosa

Fotos (encarte) por Rana Tosto

Produção executiva por Giro Planejamento Cultural

Gestão de carreira por Carol Morena (Tropicasa Produções)

Assessoria de comunicação por Paula Berbert (Marcatexto)

 

 

Fotos:

Rana Tosto

 

Vídeo:

Imagens: Rana Tosto

Edição: Andréa Martins

Carolina Morena Cunha Vilar ainda não publicou nenhuma notícia.