Coletivo Ver e Não Ver |

Coletivo Ver e Não Ver

O coletivo ver e não ver é uma cia de dança formada por deficientes visuais e físicos e foi selecionado para o festival Tudanzas, em Barcelona.

Projeto por: Coletivo Ver e Não Ver
R$ 12.510,00
arrecadado
meta R$ 9.000,00

39 benfeitores
apoiaram essa campanha

Conseguimos \o/

Obrigado a todos os Benfeitores por mais um projeto bem sucedido. Agora, acompanhe as novidades e comentários do projeto.

POR

Coletivo Ver e Não Ver

Coletivo Ver e Não Ver

R$ 20
Benfeitor
18 benfeitores apoiando
E-mail com link para fotos e vídeos do coletivo

5 disponíveis.
R$ 100
Benfeitor amigo
15 benfeitores apoiando
Link com fotos do coletivo e participação da oficina

83 disponíveis.
R$ 250
Benfeitorzão
4 benfeitores apoiando
Link com fotos do coletivo e participação da oficina e apresentações

36 disponíveis.
R$ 500
Benfeitor Bronze
4 benfeitores apoiando
Camisa com a foto do coletivo

21 disponíveis.
R$ 1.000
Benfeitor prata
3 benfeitores apoiando
Camisa com a foto do coletivo e convites para as apresentações e participação de uma oficina com os bailarinos

7 disponíveis.
R$ 2.000
Benfeitor ouro
Seja o primeiro a apoiar!
Camisa com a foto do coletivo e convites para as apresentações e participação de uma oficina com os bailarinos

10 disponíveis.

O Ver e não Ver é um grupo de dança contemporêa que promove a inclusão de bailarinos com deficiência visual e física. O grupo fundado há 5 anos foi selecionado para participar de um festival internacional, porém, os bailarinos que compõem o coletivo não possuem recursos para custear as passagens e a alimentação. O projeto funciona através de um programa de residências artísticas localizado no Centro Coreográfico no Rio de Janeiro, sem nenhum suporte financeiro de órgãos públicos e/ou privados. O valor arrecadado será para custear as passagens de 5 bailarinos e 1 acompanhante que também é um dos diretores artísticos do projeto.

Mais informações sobre o projeto: https://coletivoverenaover.com.br/

O Ver e não Ver é um grupo de dança contemporêa que promove a inclusão de bailarinos com deficiência visual e física. O grupo fundado há 5 anos foi selecionado para participar de um festival internacional, porém, os bailarinos que compõem o coletivo não possuem recursos para custear as passagens e a alimentação. O projeto funciona através de um programa de residências artísticas localizado no Centro Coreográfico no Rio de Janeiro, sem nenhum suporte financeiro de órgãos públicos e/ou privados. O valor arrecadado será para custear as passagens de 5 bailarinos e 1 acompanhante que também é um dos diretores artísticos do projeto.

Mais informações sobre o projeto: https://coletivoverenaover.com.br/

Coletivo Ver e Não Ver ainda não publicou nenhuma notícia.