Jac Ssone #1ªCASADOVILLAGE |

Jac Ssone #1ªCASADOVILLAGE

De tijolo em tijolo, construímos sonhos. Mas, por quê? Ajudar populações carentes em situações de moradias precárias. Agora, o Village Marie precisa de você!

Projeto por: Jac Ssone Alerte
R$ 19.397,00
arrecadado
meta R$ 45.000,00

152
benfeitores

43%
arrecadado

22
dias restantes

É tudo ou nada! Precisamos bater a meta até 10/02/2019 - 23:59

POR

Jac Ssone Alerte

Jac Ssone Alerte

Sou Haitiano, Engenheiro Civil pela UFRJ e Empreendedor Social . Fundei a organização Village Marie que tem como objetivo ajudar as populações em situação de moradias precárias e, claro, começando na minha própria comunidade onde nasci, Don de l´Amitié. Sou o Autor do livro (Re)Construindo um sonho

R$ 20
HAITI HAITI
27 benfeitores apoiando
HAITI HAITI E-mail e Vídeo de agradecimento Obrigado por fazer parte da nossa causa. Não estamos preocupados com o valor e sim com o gesto. O importante é ajudar o Haiti. Obrigado é pouco o que podemos dizer, com essa contribuição você receberá além de uma mensagem de agradecimento, deixamos souvenirs incríveis com seu nome no vídeo de agradecimento e na lista de contribuintes no site do Village Marie.
R$ 50
TI BEBE
34 benfeitores apoiando
TI BEBE Adesivo do Village Marie + Cópia PDF do livro "(Re)Construindo um sonho" Obrigado por fazer parte da nossa causa! Só as paixões, as grandes paixões podem elevar a alma à grandiosidade. Você no Village Marie é "Ti bebe" que significa uma criança que está dando a primeira pedra pra construir a primeira casa. Obrigado é pouco o que podemos dizer, com essa contribuição você receberá além do adesivo e a cópia PDF do livro "(Re)Construindo um sonho, deixamos souvenirs incríveis com seu nome no vídeo de agradecimento e na lista de contribuintes no site do Village Marie.
R$ 100
TIMOUN
31 benfeitores apoiando
TIMOUN Adesivo do Village Marie + Cópia PDF do livro "(Re)Construindo um sonho" + Bottom do Village Marie Obrigado por fazer parte da nossa causa! Nada grandioso jamais foi realizado sem entusiasmo. Você no Village Marie é "Timoun" que significa um (a) menino (a) que deve crescer com entusiamo de acreditar no possível e seguir com o espírito do Village Vamos que Vamos. Obrigado é pouco o que podemos dizer, com essa contribuição você receberá além do adesivo, a cópia PDF do livro "(Re)Construindo um sonho" e o Bottom do Village Marie, deixamos souvenirs incríveis com seu nome no vídeo de agradecimento e na lista de contribuintes no site do Village Marie.
R$ 250
BON BAGAY
18 benfeitores apoiando
BON BAGAY Adesivo + Cópia do livro + Bottom + seu nome em um tijolo na parede dos colaboradores Obrigado por fazer parte da nossa causa! De nome em nome, construímos uma parede de tijolo com o seu nome e outros colaboradores. É incrível podemos olhar seu nome todo dia no Village. Você no Village Marie é "Bon Bagay" que significa gente boa que deve ser lembrado (a) todo dia. Obrigado é pouco o que podemos dizer, com essa contribuição você receberá além do adesivo, a cópia PDF do livro "(Re)Construindo um sonho", o Bottom e seu nome na Parede de Contribuintes, deixamos souvenirs incríveis com seu nome no vídeo de agradecimento e na lista de contribuintes no site do Village Marie.
R$ 500
GRANMOUN
6 benfeitores apoiando
GRANMOUN Mesmas Recompensas da Cota ADILT + Camisa com a frase " De tijolo em tijolo, construímos sonhos" Obrigado por fazer parte da nossa causa! Quando você se sente inspirado por algum propósito elevado, algum projeto extraordinário, todos os seus pensamentos se desassociam.A sua mente transcende as limitações e você se vê um mundo novo e maravilhoso. Você no Village Marie é "Gramoun" que significa pessoa de idade que deve nos passar a sabedoria. Obrigado é pouco o que podemos dizer, com essa contribuição você receberá além do adesivo, a cópia PDF do livro "(Re)Construindo um sonho", o Bottom, seu nome na Parede de Contribuintes, um livro físico e uma camisa, deixamos souvenirs incríveis com seu nome no vídeo de agradecimento e na lista de contribuintes no site do Village Marie.
R$ 1.000
FANMI
4 benfeitores apoiando
FANMI Mesmas Recompensas da Cota GRANMOUN + Chaveiro exclusivo no formato tijolo solo-cimento feito em impressão 3D Obrigado por fazer parte da nossa causa! Olhar para trás e contemplar conquistas é estímulo a mais para mirar o futuro com esperança e vontade de seguir empreendendo, lutando, conquistando e realizando. Você no Village Marie é "Fanmi" que significa família que deve ser a base do nosso crescimento no Village e na sociedade. Obrigado é pouco o que podemos dizer, com essa contribuição você receberá além do adesivo, a cópia PDF do livro "(Re)Construindo um sonho", o Bottom, seu nome na Parede de Contribuintes, um livro físico, uma camisa e Chaveiro exclusivo no formato tijolo solo-cimento feito em impressão 3D, deixamos souvenirs incríveis com seu nome no vídeo de agradecimento e na lista de contribuintes no site do Village Marie.
R$ 2.500
KOMINOTE
Seja o primeiro a apoiar!
KOMINOTE Mesmas Recompensas da Cota FANMI + Workshop de engenharia de sustentabilidade (Opção Corporativo) Obrigado por fazer parte da nossa causa! Em Don de l´Amitié falta TUDO mas não vai faltar FUTURO. Você no Village Marie é "Kominote" que significa comunidade que deve ser uma inspiração e referência pra fazer diferença na vida de muitas pessoas. Obrigado é pouco o que podemos dizer, com essa contribuição você receberá além do adesivo, a cópia PDF do livro "(Re)Construindo um sonho", o Bottom, seu nome na Parede de Contribuintes, um livro físico, uma camisa, Chaveiro exclusivo no formato tijolo solo-cimento feito em impressão 3D e um Workshop de Engenharia de Sustentabilidade (taxas de locomoção não inclusas), deixamos souvenirs incríveis com seu nome no vídeo de agradecimento e na lista de contribuintes no site do Village Marie.
R$ 5.000
VILAJ
Seja o primeiro a apoiar!
VILAJ Mesmas Recompensas da Cota KOMINOTE + Modelo em miniatura da casa padrão do Village Marie Obrigado por fazer parte da nossa causa! O seu traço de humanidade substitui a desesperança em esperança em Don de l´Amitié. Agora graças a você está nascendo a primeira casa do Village Marie. Você está fazendo história juntos conosco. Você no Village Marie é "Vilaj" que significa Vila que deve ser o Village Marie que nos sonhamos onde nossos (as) irmãos e irmãs podem viver mais felizes. Obrigado é pouco o que podemos dizer, com essa contribuição você receberá além do adesivo, a cópia PDF do livro "(Re)Construindo um sonho", o Bottom, seu nome na Parede de Contribuintes, um livro físico, uma camisa, Chaveiro exclusivo no formato tijolo solo-cimento feito em impressão 3D, um Workshop de Engenharia de Sustentabilidade e o Modelo em Miniatura da casa padrão do Village Marie, deixamos souvenirs incríveis com seu nome no vídeo de agradecimento e na lista de contribuintes no site do Village Marie.

Assim como o Brasil, o Haiti é um país de povo alegre e belezas naturais. Mas, em 2010, um terrível terremoto devastou a população: foram 250 mil mortos! E, para piorar, em 2016 o Furacão Matthew terminou de arruinar a infraestrutura do país, que já era carente, como o Brasil, mas agora muito mais: hoje, 80% da população vive abaixo da linha da pobreza.

Em meio a esse cenário caótico, uma população em particular se encontra ainda mais desamparada, por estar fora dos grandes centros do país.


O bairro Don de l’amitié da pequena cidade de Duchity, localizado no Grande Sul do Departamento de Grand-Anse, à oeste da capital Porto Príncipe, tem a sua base econômica na atividade agrícola praticada por cerca 500 pessoas, aproximadamente 100 famílias. Com moradores que falam predominantemente o crioulo (o francês é muito pouco falado), Don de l´Amitié é historicamente negligenciado pelo poder público e não há presença de equipamentos como hospitais, escolas, comércios e até o sistema de distribuição de energia, o que deixa a população à mercê das suas próprias alternativas: velas e lâmpadas de gás para a iluminação à noite, e fogo a lenha para cozinhar. Também não existe saneamento básico (abastecimento de água, sistema de esgoto, sistema de drenagem e muito menos coleta de resíduos sólidos)

Nossa causa é ajudar essas famílias carentes, em situação de moradia precária, por meio de projetos de villages, utilizando tijolos ecológicos e boas práticas sustentáveis em regime de mutirão. Para isso, contamos com a sua colaboração! Você pode contribuir com alguma das recompensas já definidas (ver ao lado) ou doar qualquer outro valor.

 

MOTIVAÇÃO


A nossa motivação nesse projeto vai além da realização de sonho pessoal. Nosso alvo é toda uma comunidade de pessoas atualmente sem esperança e sem capacidade de resposta financeira.

 já se perguntou porque tantas casas, no Haiti, são vulneráveis a furacões, inundações, terremotos?

A resposta é que não têm uma estrutura adequada, sem a utilização de materiais apropriados, e cada um faz a sua casa sem seguir boas práticas. Então, a grande motivação desse projeto é juntar, capacitar e conjugar o esforço da comunidade, utilizando recursos locais mínimos para construir o que falta de forma mais resiliente e sustentável. Por meio do trabalho coletivo, edificaremos uma nova comunidade, com melhor estrutura e autoestima renovada.

Nossas motivações são inúmeras

  • Desastres naturais: terremotos, furacões, inundações, etc;

  • Escassez de recursos;

  • Falta de saneamento básico nas comunidades carentes, 58% da população haitiana é rural sem recursos;

  • Fortalecer o trabalho coletivo e aumentar auto-estima;

  • Moradias mais resilientes  frente ao grande déficit habitacional.

 

O QUE É O PROJETO VILLAGE MARIE?


Consiste em sistematizar a construção de 15 casas populares planejadas e seguras, pensadas para oferecer o máximo de conforto e qualidade às 15 famílias beneficiárias utilizando-se de tijolos ecológicos e boas práticas sustentáveis em regime de mutirão. Outro grupo será beneficiado com o incremento de serviços de educação, saúde, cultura, lazer e estabelecimentos comerciais. Um espaço organizado onde a comunidade poderá dividir experiências, culturas e serviços.

O nome 'Village Marie' é uma homenagem à Marie Celiane Alexis, mãe de Jac-ssone Alerte, idealizador do projeto. Jac-ssone encontrou na figura da mãe, hoje falecida, o estímulo necessário para continuar em frente mesmo com todas as dificuldades.

 

                                                  

 

O village Marie inicia em Don de l´Amitié onde nasci. Fiz meu projeto final de Engenharia Civil na UFRJ com um estudo de caso pré-selecionando 15 famílias de baixa capacidade de resposta econômica para morar na Vila, ganhamos uma doação de um terreno de 20.000 m2, fizemos o projeto de reflorestamento no final de 2016, fomos buscar capacitação na UFRJ por meio do projeto de extensão SHS (Solução Habitacional Simples) juntos com outros Haitianos e escrevemos o livro “(Re)Construindo um sonho” com o objetivo de arrecadar mais recursos. Agora estamos na fase de iniciar as construções começando com a primeira casa de uma das famílias e para isso se tornar realidade precisamos da sua ajuda.


 

 

(RE)CONSTRUINDO UM SONHO: A TRAJETÓRIA DE JAC SSONE ALERTE


O haitiano, o que fala francês, o cara do tijolo ecológico. Nasci na pequena localidade, chamada Don de l´Amtié (ao pé da letra, seria algo como “dom"/presente da amizade). Vim para o Brasil, em 2008, com o objetivo de estudar Odontologia na UFRJ. Porém, depois do infeliz terremoto de 2010, resolvi mudar de curso. Fui fazer engenharia civil com um único propósito: combinar a técnica junto com o amor que tenho pelos meus irmãos e irmãs a fim de construir moradias populares dignas e sustentáveis. Para isso, tive que fazer sacrifícios. Logo após minha formatura, entre trabalhar e seguir idealizando o projeto, optei pelo propósito porque é um compromisso que tenho com a comunidade de Don de l´Amitié. Assim, surgiu, o 'Village Marie'.

 

   

 

 

 

O projeto Village Marie adota o espírito de “tèt ansanm”, o mutirão, também conhecido como sistema de ajuda mútua, é uma iniciativa habitacional sustentada de forma coletiva para construção da casa própria com a participação da comunidade em prol de uma ação única – os chamados mutirantes – para a construção de suas próprias moradias.

                                         

O primeiro passo consiste na conscientização dos moradores de Don de l´Amitié para a importância e relevância de planejar um novo espaço no meio do sofrimento após a violenta passagem do furacão Matthew em outubro de 2016 por meio de trabalho mútuo. Depois de selecionar as famílias baseado num critério de pontuação pré-estabelecidas onde essas famílias são de origem humilde e de baixa renda.

O projeto Village Marie consiste em sistematizar a construção de 15 casas populares planejadas e seguras, pensadas para oferecer o máximo de conforto e qualidade às 15 famílias beneficiárias – em torno de 75 indivíduos, diretamente, e entre 450 a 500 pessoas, indiretamente num terreno doado de 20.000 m². A casa tem 54,15m² (2 quartos, 1 banheiro, 1 cozinha, uma sala e uma varanda) e pode aumentar o número de quartos quando a família crescer (ampliação) de 54,15m² para 63,74m²

 


                                     

Esse segundo grupo seria beneficiado através de serviços básicos e com o incremento de serviços tais quais padarias, espaço comunitário de convivência, centro cultural e horta comunitária, uma escola, um centro de saúde, parques de diversões, um biodigestor e instalação de placas solares.

 

                                             

 

O objetivo do projeto é viabilizar a construção de moradias de qualidade em áreas rurais sem infraestrutura básica de água, esgoto e energia elétrica onde os moradores são totalmente esquecidos pelos gestores e sem capacidade de resposta vivendo em extrema vulnerabilidade e pobreza, contanto com a parceria da comunidade beneficiada. Objetiva-se, ainda, estimular a organização comunitária da população beneficiária.

O uso de regime de mutirão nas construções possibilita ganhos agregados:

  • Empoderar e qualificar profissionalmente as pessoas da comunidade gerando oportunidade de trabalho futuro;

  • Favorecer a integração das pessoas afetadas e proporciona maior autonomia a estas populações na solução da própria questão habitacional;

  • Chamar a atenção dos gestores locais e nacionais sobre a importância de planejar uma reconstrução após desastre natural além das ações pontuais;

  • Propor novos modelos de construções que facilitam soluções habitacionais em situações críticas onde os recursos sejam escassos, utilizando mão de obra em regime de mutirão;

  • Fomentar o empreendedorismo social através da fábrica de tijolos ecológicos depois da construção do Village Marie na forma de cooperativa comunitária mediante a elaboração de um plano de negócio.

 

O tijolo ecológico, é um elemento construtivo que você construir de forma divertida, intuitiva, rápida, sustentável (agredindo menos o meio ambiente) e de forma segura. A construção é composta por um conjunto de técnicas e elementos estruturais fáceis de serem reproduzidos em qualquer meio social e, principalmente, onde não tem muitos recursos financeiros e recursos materiais são de difícil acesso. Imagina... você consegue sentir, montar, visualizar a construção com sua própria mão: Teoricamente você tem um elemento na sua mão e na prática você consegue entender rapidamente o que fazer com ele e isso facilita a compreensão dos fenômenos estruturais atrás dele. O legal do tijolo modular é que não se precisa de muita instrução para construir com ele, tudo que se precisa fazer é tentar encaixá-lo e descobrir intuitivamente até fechando seus olhos e vendo onde o colocar.

 

                                       

Para fabricamos dos tijolos no próprio local da construção do Village Marie em Don de l´Amitié utilizando o solo no entorno é necessário ter uma máquina de prensagem do tijolo. É uma máquina que não necessita de energia elétrica, nem mão de obra qualificada e é de fácil manuseio e manutenção.

                               

     

   

Se a gente não alcançar a meta mínima, o valor volta para você.

Doe esperança, compartilhe essa causa. De tijolo em tijolo, construímos sonhos.

Facebook: https://www.facebook.com/villagemarie/

Website: www.villagemarie.com

Na mídia:

PARCEIROS

           

Assim como o Brasil, o Haiti é um país de povo alegre e belezas naturais. Mas, em 2010, um terrível terremoto devastou a população: foram 250 mil mortos! E, para piorar, em 2016 o Furacão Matthew terminou de arruinar a infraestrutura do país, que já era carente, como o Brasil, mas agora muito mais: hoje, 80% da população vive abaixo da linha da pobreza.

Em meio a esse cenário caótico, uma população em particular se encontra ainda mais desamparada, por estar fora dos grandes centros do país.


O bairro Don de l’amitié da pequena cidade de Duchity, localizado no Grande Sul do Departamento de Grand-Anse, à oeste da capital Porto Príncipe, tem a sua base econômica na atividade agrícola praticada por cerca 500 pessoas, aproximadamente 100 famílias. Com moradores que falam predominantemente o crioulo (o francês é muito pouco falado), Don de l´Amitié é historicamente negligenciado pelo poder público e não há presença de equipamentos como hospitais, escolas, comércios e até o sistema de distribuição de energia, o que deixa a população à mercê das suas próprias alternativas: velas e lâmpadas de gás para a iluminação à noite, e fogo a lenha para cozinhar. Também não existe saneamento básico (abastecimento de água, sistema de esgoto, sistema de drenagem e muito menos coleta de resíduos sólidos)

Nossa causa é ajudar essas famílias carentes, em situação de moradia precária, por meio de projetos de villages, utilizando tijolos ecológicos e boas práticas sustentáveis em regime de mutirão. Para isso, contamos com a sua colaboração! Você pode contribuir com alguma das recompensas já definidas (ver ao lado) ou doar qualquer outro valor.

 

MOTIVAÇÃO


A nossa motivação nesse projeto vai além da realização de sonho pessoal. Nosso alvo é toda uma comunidade de pessoas atualmente sem esperança e sem capacidade de resposta financeira.

 já se perguntou porque tantas casas, no Haiti, são vulneráveis a furacões, inundações, terremotos?

A resposta é que não têm uma estrutura adequada, sem a utilização de materiais apropriados, e cada um faz a sua casa sem seguir boas práticas. Então, a grande motivação desse projeto é juntar, capacitar e conjugar o esforço da comunidade, utilizando recursos locais mínimos para construir o que falta de forma mais resiliente e sustentável. Por meio do trabalho coletivo, edificaremos uma nova comunidade, com melhor estrutura e autoestima renovada.

Nossas motivações são inúmeras

  • Desastres naturais: terremotos, furacões, inundações, etc;

  • Escassez de recursos;

  • Falta de saneamento básico nas comunidades carentes, 58% da população haitiana é rural sem recursos;

  • Fortalecer o trabalho coletivo e aumentar auto-estima;

  • Moradias mais resilientes  frente ao grande déficit habitacional.

 

O QUE É O PROJETO VILLAGE MARIE?


Consiste em sistematizar a construção de 15 casas populares planejadas e seguras, pensadas para oferecer o máximo de conforto e qualidade às 15 famílias beneficiárias utilizando-se de tijolos ecológicos e boas práticas sustentáveis em regime de mutirão. Outro grupo será beneficiado com o incremento de serviços de educação, saúde, cultura, lazer e estabelecimentos comerciais. Um espaço organizado onde a comunidade poderá dividir experiências, culturas e serviços.

O nome 'Village Marie' é uma homenagem à Marie Celiane Alexis, mãe de Jac-ssone Alerte, idealizador do projeto. Jac-ssone encontrou na figura da mãe, hoje falecida, o estímulo necessário para continuar em frente mesmo com todas as dificuldades.

 

                                                  

 

O village Marie inicia em Don de l´Amitié onde nasci. Fiz meu projeto final de Engenharia Civil na UFRJ com um estudo de caso pré-selecionando 15 famílias de baixa capacidade de resposta econômica para morar na Vila, ganhamos uma doação de um terreno de 20.000 m2, fizemos o projeto de reflorestamento no final de 2016, fomos buscar capacitação na UFRJ por meio do projeto de extensão SHS (Solução Habitacional Simples) juntos com outros Haitianos e escrevemos o livro “(Re)Construindo um sonho” com o objetivo de arrecadar mais recursos. Agora estamos na fase de iniciar as construções começando com a primeira casa de uma das famílias e para isso se tornar realidade precisamos da sua ajuda.


 

 

(RE)CONSTRUINDO UM SONHO: A TRAJETÓRIA DE JAC SSONE ALERTE


O haitiano, o que fala francês, o cara do tijolo ecológico. Nasci na pequena localidade, chamada Don de l´Amtié (ao pé da letra, seria algo como “dom"/presente da amizade). Vim para o Brasil, em 2008, com o objetivo de estudar Odontologia na UFRJ. Porém, depois do infeliz terremoto de 2010, resolvi mudar de curso. Fui fazer engenharia civil com um único propósito: combinar a técnica junto com o amor que tenho pelos meus irmãos e irmãs a fim de construir moradias populares dignas e sustentáveis. Para isso, tive que fazer sacrifícios. Logo após minha formatura, entre trabalhar e seguir idealizando o projeto, optei pelo propósito porque é um compromisso que tenho com a comunidade de Don de l´Amitié. Assim, surgiu, o 'Village Marie'.

 

   

 

 

 

O projeto Village Marie adota o espírito de “tèt ansanm”, o mutirão, também conhecido como sistema de ajuda mútua, é uma iniciativa habitacional sustentada de forma coletiva para construção da casa própria com a participação da comunidade em prol de uma ação única – os chamados mutirantes – para a construção de suas próprias moradias.

                                         

O primeiro passo consiste na conscientização dos moradores de Don de l´Amitié para a importância e relevância de planejar um novo espaço no meio do sofrimento após a violenta passagem do furacão Matthew em outubro de 2016 por meio de trabalho mútuo. Depois de selecionar as famílias baseado num critério de pontuação pré-estabelecidas onde essas famílias são de origem humilde e de baixa renda.

O projeto Village Marie consiste em sistematizar a construção de 15 casas populares planejadas e seguras, pensadas para oferecer o máximo de conforto e qualidade às 15 famílias beneficiárias – em torno de 75 indivíduos, diretamente, e entre 450 a 500 pessoas, indiretamente num terreno doado de 20.000 m². A casa tem 54,15m² (2 quartos, 1 banheiro, 1 cozinha, uma sala e uma varanda) e pode aumentar o número de quartos quando a família crescer (ampliação) de 54,15m² para 63,74m²

 


                                     

Esse segundo grupo seria beneficiado através de serviços básicos e com o incremento de serviços tais quais padarias, espaço comunitário de convivência, centro cultural e horta comunitária, uma escola, um centro de saúde, parques de diversões, um biodigestor e instalação de placas solares.

 

                                             

 

O objetivo do projeto é viabilizar a construção de moradias de qualidade em áreas rurais sem infraestrutura básica de água, esgoto e energia elétrica onde os moradores são totalmente esquecidos pelos gestores e sem capacidade de resposta vivendo em extrema vulnerabilidade e pobreza, contanto com a parceria da comunidade beneficiada. Objetiva-se, ainda, estimular a organização comunitária da população beneficiária.

O uso de regime de mutirão nas construções possibilita ganhos agregados:

  • Empoderar e qualificar profissionalmente as pessoas da comunidade gerando oportunidade de trabalho futuro;

  • Favorecer a integração das pessoas afetadas e proporciona maior autonomia a estas populações na solução da própria questão habitacional;

  • Chamar a atenção dos gestores locais e nacionais sobre a importância de planejar uma reconstrução após desastre natural além das ações pontuais;

  • Propor novos modelos de construções que facilitam soluções habitacionais em situações críticas onde os recursos sejam escassos, utilizando mão de obra em regime de mutirão;

  • Fomentar o empreendedorismo social através da fábrica de tijolos ecológicos depois da construção do Village Marie na forma de cooperativa comunitária mediante a elaboração de um plano de negócio.

 

O tijolo ecológico, é um elemento construtivo que você construir de forma divertida, intuitiva, rápida, sustentável (agredindo menos o meio ambiente) e de forma segura. A construção é composta por um conjunto de técnicas e elementos estruturais fáceis de serem reproduzidos em qualquer meio social e, principalmente, onde não tem muitos recursos financeiros e recursos materiais são de difícil acesso. Imagina... você consegue sentir, montar, visualizar a construção com sua própria mão: Teoricamente você tem um elemento na sua mão e na prática você consegue entender rapidamente o que fazer com ele e isso facilita a compreensão dos fenômenos estruturais atrás dele. O legal do tijolo modular é que não se precisa de muita instrução para construir com ele, tudo que se precisa fazer é tentar encaixá-lo e descobrir intuitivamente até fechando seus olhos e vendo onde o colocar.

 

                                       

Para fabricamos dos tijolos no próprio local da construção do Village Marie em Don de l´Amitié utilizando o solo no entorno é necessário ter uma máquina de prensagem do tijolo. É uma máquina que não necessita de energia elétrica, nem mão de obra qualificada e é de fácil manuseio e manutenção.

                               

     

   

Se a gente não alcançar a meta mínima, o valor volta para você.

Doe esperança, compartilhe essa causa. De tijolo em tijolo, construímos sonhos.

Facebook: https://www.facebook.com/villagemarie/

Website: www.villagemarie.com

Na mídia:

PARCEIROS

           

Matéria da Band Uberaba

Em: 31/12/2018 09:23

https://www.facebook.com/villagemarie/videos/467411697120132/