Temporada “2 Homens e 1 Dinheiro” |

Temporada “2 Homens e 1 Dinheiro”

Faça parte da Inepta Cia. como colaborador! Nosso objetivo é viabilizar a temporada de estreia de "2 Homens e 1 Dinheiro", no Teatro Municipal Gonzaguinha

Projeto por: Akauã Santos
R$ 4.000,00
arrecadado
meta R$ 4.000,00

33 benfeitores
apoiaram essa campanha

Conseguimos \o/

Obrigado a todos os Benfeitores por mais um projeto bem sucedido. Agora, acompanhe as novidades e comentários do projeto.

POR

Akauã Santos

Akauã Santos

R$ 10
A gente agradece!
10 benfeitores apoiando
Após a campanha se encerrar, faremos um agradecimento com textão emocionado, contando tudo que será/foi possível fazer com as contribuições nas redes sociais.
R$ 25
A gente agradece MUITO!
5 benfeitores apoiando
Além do textão emocionado (item 1), será produzido também um vídeo bacanérrimo sobre a temporada, mencionando todos que contribuíram.
R$ 50
A gente vai junto com você
12 benfeitores apoiando
Além do textão e do vídeo, você receberá alguns mimos exclusivos da Inepta Cia.. Mimos #1: Um conjunto de bottons e adesivos lindos. As entregas serão combinadas por email após o término da campanha. Para os envios por frete, o valor deste, não está incluso na contribuição.

18 disponíveis.
R$ 80
A gente te incentiva a riscar o papel
2 benfeitores apoiando
Além do textão e do vídeo, você receberá alguns mimos exclusivos da Inepta Cia.. Mimos #2: Um caderno Inepta Cia. feito à mão e adesivos lindos. As entregas serão combinadas por email após o término da campanha. Para os envios por frete, o valor deste, não está incluso na contribuição.

18 disponíveis.
R$ 100
A gente te chama pra um rolê
5 benfeitores apoiando
Além do textão e do vídeo, a Isabour, a sonoplasta da peça, te fará um convite irrecusável: Um café coletivo com roda de conversa! A ideia é fazer um belo piquenique e ainda trocar uma ideia sobre a temporada, o espetáculo, a linguagem do palhaço... Marcaremos um café coletivo em um espaço ao ar livre na cidade do Rio de Janeiro. Levaremos algumas comidas, bebidas e muita vontade de conversar. Caso queiram as pessoas também podem levar alguma comida ou bebida, a vontade de conversar, é obrigatória! Ou não... Ao longo do café, sortearemos alguns dos nossos mimos.
R$ 150
A gente divide o que sabemos com você
1 benfeitor apoiando
Além do textão e do vídeo, os palhaços da peça darão uma oficina de "Introdução à linguagem e fundamentos da Palhaçaria", com duração de 4 horas. Após o término da campanha você receberá um e-mail informando local e data da oficina. No dia da oficina, sortearemos alguns dos nossos mimos.

14 disponíveis.
R$ 250
A gente vai até você
2 benfeitores apoiando
Além do textão e do vídeo, você ganhará uma visita dos palhaços na sua casa*, e eles ainda vão preparar uma refeição para você. E para eles também, claro. O dia e cardápio serão definidos por email. *A princípio, válido apenas para a cidade do Rio de Janeiro.

2 disponíveis.
R$ 500
A gente canta para o seu amor
2 benfeitores apoiando
Além do textão e do vídeo, você ganhará uma linda Serenata da Inepta Cia.!* Cantaremos e tocaremos músicas selecionadas para derreter o coração do seu amor. Tá liberado todo tipo de amor, inclusive o próprio! *Válido apenas para a cidade do Rio de Janeiro

3 disponíveis.
R$ 1.000
A gente vai onde você quiser
Seja o primeiro a apoiar!
Além de textão e vídeo, faremos uma apresentação do nosso projeto de teatro de rua "Inepta Roda", no seu evento ou onde você quiser! *Válido apenas para a cidade do Rio de Janeiro e Baixada Fluminense

5 disponíveis.

 

O projeto 2 Homens e 1 Dinheiro é o segundo espetáculo da Inepta Cia. O trabalho nasceu como um esquete, que foi apresentado em diversos festivais de teatro pelo estado do Rio de Janeiro. Entre eles, o FESTU (Festival de Teatro Universitário), Niterói em Cena, Fest e Art (Festival de Esquetes de Santa Teresa), Festival de Cenas Curtas do Zimba, e Sated RJ. Ao longo dessa caminhada, a cena curta 2 Homens e 1 Dinheiro acumulou cinco indicações e oito prêmios.

Agora, após três meses de processo com o diretor Filipe Codeço, faremos a primeira temporada no Teatro Municipal Gonzaguinha, de 09 de agosto a 01 de setembro. Garantimos um espetáculo cheio de cuidado e muitas gargalhadas, primando pelo jogo do palhaço acima de qualquer custo. E por falar em custos... Continue a leitura abaixo.



2 Homens e 1 Dinheiro é um espetáculo criado pela Inepta Cia., a partir da pesquisa na linguagem do palhaço e da narrativa física. Com classificação livre e duração de 60 minutos, a peça é ambientada em um ponto de ônibus, e leva à cena a trajetória de 2 palhaços que esperam. Com a demora do ônibus surgem diversas de tentativas de fazer o tempo passar, até que um acidente acontece e eles disputam o único dinheiro restante para pagar o transporte.

O  que  você acabou de ler acima é o primeiro parágrafo da sinopse de nosso espetáculo. No trecho podemos notar, além de outras informações, o conflito central que norteia a peça. Dois seres competindo por dinheiro. E como bem disse o pensador daquele site de auto ajuda chamado O Pensador: “A vida imita a arte muito mais do que a arte imita a vida”. E de tanto viver 2 Homens e 1 Dinheiro, nossas vidas não só imitaram a arte, como propuseram alterações na obra. Ao invés de 2 homens e 1 dinheiro, somos 7 artistas e um monte de boletos.   


Os Boletos

Segundo árdua pesquisa de quatro segundos no Google: um boleto bancário é um documento largamente utilizado no Brasil como instrumento de pagamento de um produto ou serviço prestado. No caso de 2 Homens e 1 Dinheiro, nós da produção utilizamos a palavra boleto para designar o cachê e/ou “faz me rir” de todas as pessoas e trabalhos referentes a realização da temporada do espetáculo a ser realizada no Teatro Municipal Gonzaguinha, de 09 de agosto à 01 de setembro de 2019. Sendo assim, seguem os boletos.

Boleto do Designer

Boleto do ECAD (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição)

Boleto da impressão do material gráfico. (Programa da peça, cartazes, e banner)

Boleto da Assessoria de Imprensa.

Boleto do corpo técnico (Iluminação e sonorização)

Boleto do Boleto do Boleto do Boleto dos Boletos tudo.


Os Devedores

Os devedores que encabeçam este ambicioso projeto de temporada são:

Ana Rosa Oliveira, Akauã Santos, Cássio Duque, Isabour Estevão e Junior Melo.

Estudantes e profissionais das artes cênicas, formados e formandos em instituições públicas de ensino do Rio de Janeiro (ETET Martins Pena, UNIRIO e ESLIPA).

Somos cinco jovens, oriundos do interior e Baixada Fluminense, com um desafio em comum: Pagar o aluguel. E acreditamos que fazer uma temporada de 12 apresentações no Teatro Municipal Gonzaguinha com nosso espetáculo 2 Homens e 1 Dinheiro seja a forma mais eficaz de alcançarmos esse objetivo. Muitos nos chamarão de tolos sonhadores. E à esses elementos responderemos: “Sim. Se assim prefere chamar  aquele ou aquela que come, bebe, dorme, paga suas contas e sorri sustentado pelo seu sonho, eis aqui um inepto e legítimo conjunto de tolos sonhadores”.

Fique um pouco mais e leia abaixo sobre a concepção e direção de nosso espetáculo 2 Homens e 1 Dinheiro. 

 


Concepção e Direção

O espetáculo 2 Homens e 1 Dinheiro tem como proposta de direção o intercâmbio entre palhaçaria e narrativa física. A intenção de unir essas linguagens é observar os atores, como palhaços, se relacionando dentro do campo narrativo físico, considerando a ausência de comunicação verbal. As principais referências são: o grupo “El Tricicle” (Espanha), Mr. Bean, O Gordo e o Magro, e o espetáculo “De Malas Prontas”, da Cia. Pé de Vento de Teatro.

2 Homens e 1 Dinheiro tem como impulso criativo a mesma premissa empregada no filme argentino “Relatos Selvagens” (2014). Pessoas comuns que ao se depararem com situações de embate social, se deixam levar pelos instintos mais primitivos e estabelecem relações conflituosas que os levam às últimas consequências.

Outro elemento importante aplicado pela direção é o uso da música como veículo que dialoga diretamente com os atores na construção de gags. Neste caso, a comicidade é gerada tanto pelo sincronismo dos palhaços em relação à música, quanto pelos momentos que fazem referência a cenas clássicas do cinema embalados por sua trilha sonora original.

O espetáculo 2 Homens e 1 Dinheiro ambienta-se em um lugar cotidiano: um ponto de ônibus, representado por um banco e uma placa. O jogo de luz entre os contras coloridos e os corredores laterais funcionam como um mecanismo de suspensão do real para o fantástico, onde o tempo se dilata e o espaço se transforma. Esses efeitos são executados em momentos de mudança brusca no tom do espetáculo, criando uma atmosfera cinematográfica, como um duelo que remete aos faroestes americanos e o efeito slow motion de Matrix.

 


A Inepta Cia.

Formada no ano de 2018 e fruto da união de cinco artistas oriundos do interior do estado e baixada fluminense, a Inepta Cia. iniciou o processo de criação do seu primeiro espetáculo, Uma Mala para Dois Palhaços, em março de 2018. Trabalho que promove o intercâmbio entre a linguagem da palhaçaria e o universo do cinema de Chaplin, Buster Keaton e O Gordo e o Magro. Uma Mala para Dois Palhaços estreou no Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas.

Desde então, o espetáculo tem sido apresentado em festivais e teatros pelo estado do Rio. A peça foi vencedora do 15° Festival Nacional de Teatro de Duque de Caxias, na categoria de melhor espetáculo infantil, melhor iluminação, e melhor ator. No Festival Cenáculo de Teatro 2018, ganhou os prêmios de Melhor Pesquisa de Linguagem, 2° Melhor espetáculo pelo Juri Popular, e 3° Melhor espetáculo pelo Juri Técnico. Além disso, obteve indicações nas categorias Direção, Ator e Texto. Em dezembro de 2018, levou para casa os prêmios de melhor direção e 3° Melhor Espetáculo no Fest e Art, Festival de Teatro de Santa Teresa, na categoria infantil. A peça ainda está em atividade, sendo apresentada em  Unidades Sesc e projetos de teatro voltados para escolas da rede pública. 

Em 2018, a Inepta Cia. também estreou a cena curta Chamada a Cobrar. O trabalho foi apresentado no 8° FESTU (Festival de Teatro Universitário), sendo um dos finalistas do festival, e vencendo na categoria de melhor ator

Em 2019, a Cia. foi selecionada para integrar o corpo de espetáculos que irão compor o quadro de atividades do projeto Plateias Hospitalares 2019, coordenado pela ONG Doutores da Alegria. Fomos contemplados nesse edital com a aprovação de dois espetáculos: Uma Mala para Dois Palhaços e 2 Homens e 1 Dinheiro


 

Para saber mais sobre a Inepta Cia. e o projeto 2 Homens e 1 Dinheiro antes ou após colaborar, visite nosso INSTAGRAM: https://www.instagram.com/inepta.cia/

 

 

Akauã Santos ainda não publicou nenhuma notícia.

 

O projeto 2 Homens e 1 Dinheiro é o segundo espetáculo da Inepta Cia. O trabalho nasceu como um esquete, que foi apresentado em diversos festivais de teatro pelo estado do Rio de Janeiro. Entre eles, o FESTU (Festival de Teatro Universitário), Niterói em Cena, Fest e Art (Festival de Esquetes de Santa Teresa), Festival de Cenas Curtas do Zimba, e Sated RJ. Ao longo dessa caminhada, a cena curta 2 Homens e 1 Dinheiro acumulou cinco indicações e oito prêmios.

Agora, após três meses de processo com o diretor Filipe Codeço, faremos a primeira temporada no Teatro Municipal Gonzaguinha, de 09 de agosto a 01 de setembro. Garantimos um espetáculo cheio de cuidado e muitas gargalhadas, primando pelo jogo do palhaço acima de qualquer custo. E por falar em custos... Continue a leitura abaixo.



2 Homens e 1 Dinheiro é um espetáculo criado pela Inepta Cia., a partir da pesquisa na linguagem do palhaço e da narrativa física. Com classificação livre e duração de 60 minutos, a peça é ambientada em um ponto de ônibus, e leva à cena a trajetória de 2 palhaços que esperam. Com a demora do ônibus surgem diversas de tentativas de fazer o tempo passar, até que um acidente acontece e eles disputam o único dinheiro restante para pagar o transporte.

O  que  você acabou de ler acima é o primeiro parágrafo da sinopse de nosso espetáculo. No trecho podemos notar, além de outras informações, o conflito central que norteia a peça. Dois seres competindo por dinheiro. E como bem disse o pensador daquele site de auto ajuda chamado O Pensador: “A vida imita a arte muito mais do que a arte imita a vida”. E de tanto viver 2 Homens e 1 Dinheiro, nossas vidas não só imitaram a arte, como propuseram alterações na obra. Ao invés de 2 homens e 1 dinheiro, somos 7 artistas e um monte de boletos.   


Os Boletos

Segundo árdua pesquisa de quatro segundos no Google: um boleto bancário é um documento largamente utilizado no Brasil como instrumento de pagamento de um produto ou serviço prestado. No caso de 2 Homens e 1 Dinheiro, nós da produção utilizamos a palavra boleto para designar o cachê e/ou “faz me rir” de todas as pessoas e trabalhos referentes a realização da temporada do espetáculo a ser realizada no Teatro Municipal Gonzaguinha, de 09 de agosto à 01 de setembro de 2019. Sendo assim, seguem os boletos.

Boleto do Designer

Boleto do ECAD (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição)

Boleto da impressão do material gráfico. (Programa da peça, cartazes, e banner)

Boleto da Assessoria de Imprensa.

Boleto do corpo técnico (Iluminação e sonorização)

Boleto do Boleto do Boleto do Boleto dos Boletos tudo.


Os Devedores

Os devedores que encabeçam este ambicioso projeto de temporada são:

Ana Rosa Oliveira, Akauã Santos, Cássio Duque, Isabour Estevão e Junior Melo.

Estudantes e profissionais das artes cênicas, formados e formandos em instituições públicas de ensino do Rio de Janeiro (ETET Martins Pena, UNIRIO e ESLIPA).

Somos cinco jovens, oriundos do interior e Baixada Fluminense, com um desafio em comum: Pagar o aluguel. E acreditamos que fazer uma temporada de 12 apresentações no Teatro Municipal Gonzaguinha com nosso espetáculo 2 Homens e 1 Dinheiro seja a forma mais eficaz de alcançarmos esse objetivo. Muitos nos chamarão de tolos sonhadores. E à esses elementos responderemos: “Sim. Se assim prefere chamar  aquele ou aquela que come, bebe, dorme, paga suas contas e sorri sustentado pelo seu sonho, eis aqui um inepto e legítimo conjunto de tolos sonhadores”.

Fique um pouco mais e leia abaixo sobre a concepção e direção de nosso espetáculo 2 Homens e 1 Dinheiro. 

 


Concepção e Direção

O espetáculo 2 Homens e 1 Dinheiro tem como proposta de direção o intercâmbio entre palhaçaria e narrativa física. A intenção de unir essas linguagens é observar os atores, como palhaços, se relacionando dentro do campo narrativo físico, considerando a ausência de comunicação verbal. As principais referências são: o grupo “El Tricicle” (Espanha), Mr. Bean, O Gordo e o Magro, e o espetáculo “De Malas Prontas”, da Cia. Pé de Vento de Teatro.

2 Homens e 1 Dinheiro tem como impulso criativo a mesma premissa empregada no filme argentino “Relatos Selvagens” (2014). Pessoas comuns que ao se depararem com situações de embate social, se deixam levar pelos instintos mais primitivos e estabelecem relações conflituosas que os levam às últimas consequências.

Outro elemento importante aplicado pela direção é o uso da música como veículo que dialoga diretamente com os atores na construção de gags. Neste caso, a comicidade é gerada tanto pelo sincronismo dos palhaços em relação à música, quanto pelos momentos que fazem referência a cenas clássicas do cinema embalados por sua trilha sonora original.

O espetáculo 2 Homens e 1 Dinheiro ambienta-se em um lugar cotidiano: um ponto de ônibus, representado por um banco e uma placa. O jogo de luz entre os contras coloridos e os corredores laterais funcionam como um mecanismo de suspensão do real para o fantástico, onde o tempo se dilata e o espaço se transforma. Esses efeitos são executados em momentos de mudança brusca no tom do espetáculo, criando uma atmosfera cinematográfica, como um duelo que remete aos faroestes americanos e o efeito slow motion de Matrix.

 


A Inepta Cia.

Formada no ano de 2018 e fruto da união de cinco artistas oriundos do interior do estado e baixada fluminense, a Inepta Cia. iniciou o processo de criação do seu primeiro espetáculo, Uma Mala para Dois Palhaços, em março de 2018. Trabalho que promove o intercâmbio entre a linguagem da palhaçaria e o universo do cinema de Chaplin, Buster Keaton e O Gordo e o Magro. Uma Mala para Dois Palhaços estreou no Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas.

Desde então, o espetáculo tem sido apresentado em festivais e teatros pelo estado do Rio. A peça foi vencedora do 15° Festival Nacional de Teatro de Duque de Caxias, na categoria de melhor espetáculo infantil, melhor iluminação, e melhor ator. No Festival Cenáculo de Teatro 2018, ganhou os prêmios de Melhor Pesquisa de Linguagem, 2° Melhor espetáculo pelo Juri Popular, e 3° Melhor espetáculo pelo Juri Técnico. Além disso, obteve indicações nas categorias Direção, Ator e Texto. Em dezembro de 2018, levou para casa os prêmios de melhor direção e 3° Melhor Espetáculo no Fest e Art, Festival de Teatro de Santa Teresa, na categoria infantil. A peça ainda está em atividade, sendo apresentada em  Unidades Sesc e projetos de teatro voltados para escolas da rede pública. 

Em 2018, a Inepta Cia. também estreou a cena curta Chamada a Cobrar. O trabalho foi apresentado no 8° FESTU (Festival de Teatro Universitário), sendo um dos finalistas do festival, e vencendo na categoria de melhor ator

Em 2019, a Cia. foi selecionada para integrar o corpo de espetáculos que irão compor o quadro de atividades do projeto Plateias Hospitalares 2019, coordenado pela ONG Doutores da Alegria. Fomos contemplados nesse edital com a aprovação de dois espetáculos: Uma Mala para Dois Palhaços e 2 Homens e 1 Dinheiro


 

Para saber mais sobre a Inepta Cia. e o projeto 2 Homens e 1 Dinheiro antes ou após colaborar, visite nosso INSTAGRAM: https://www.instagram.com/inepta.cia/

 

 

Akauã Santos ainda não publicou nenhuma notícia.