Democracia Fútbol Club |

Democracia Fútbol Club

Histórias de futebol que levam o jogo de bola além das quatro linhas e mostram que um outro futebol é possível.

Projeto por: Roberto Jardim
R$ 5.420,00
arrecadado
meta R$ 15.000,00

76
benfeitores

36%
arrecadado

24
dias restantes

É tudo ou nada! Precisamos bater a meta até 03/01/2020 - 23:59

POR

Roberto Jardim

Roberto Jardim

Jornalista, pai da Antônia e dublê de escritor

R$ 10
Torcedor colaborador
1 benfeitor apoiando
Você está com pouca grana, mas quer colaborar. Então, essa é a sua opção. Seu nome estará nos agradecimentos do livro e nas redes sociais quando finalizada a campanha.
R$ 20
Torcedor pay-per-view
2 benfeitores apoiando
Você colabora, mas não tem toda a emoção do jogo em campo. Seu nome estará nos agradecimentos do livro e nas redes sociais quando finalizada a campanha e ainda recebe versão em PDF do livro.
R$ 30
Geraldino
28 benfeitores apoiando
Aqui é que o time começa a ganhar o jogo. Você leva pra casa um exemplar do livro, além de ter seu nome nos agradecimentos do livro e nas redes sociais quando finalizada a campanha. Quem mora em Porto Alegre e região, recebe seu exemplar em mãos, com direito a um café e um abraço de agradecimento.
R$ 40
Arquibaldo
18 benfeitores apoiando
A torcida grita alto e a pressão sobre o adversário aumenta. Você leva pra casa um exemplar do livro, além de kit com figurinhas ou cards dos jogadores do DFC e um dos dois adesivos. Claro que também terá seu nome nos agradecimentos do livro e nas redes sociais quando finalizada a campanha. Quem mora em Porto Alegre e região, recebe seu exemplar e o kit de recompensas em mãos, com direito a um café e um abraço de agradecimento.
R$ 60
Nas boas e nas ruins
9 benfeitores apoiando
Não quer perder um jogo, mesmo que a vitória seja apenas uma ilusão. Você leva pra casa um exemplar do livro, além de pôster com todos os craques do DFC e os dos dois adesivos. Claro que também terá seu nome nos agradecimentos do livro e nas redes sociais quando finalizada a campanha. Quem mora em Porto Alegre e região, recebe seu exemplar e o kit de recompensas em mãos, com direito a um café e um abraço de agradecimento.

91 disponíveis.
R$ 80
Eu só quero esse campeonato
2 benfeitores apoiando
A arquibancada não para de cantar. Você leva pra casa um exemplar do livro, além de poder escolher dois craques para levar pôster para casa e os dois adesivos. Claro que também terá seu nome nos agradecimentos do livro e nas redes sociais quando finalizada a campanha. Quem mora em Porto Alegre e região, recebe seu exemplar e o kit de recompensas em mãos, com direito a um café e um abraço de agradecimento.

48 disponíveis.
R$ 100
Estamos na final
7 benfeitores apoiando
O título está por uma partida. Você leva pra casa um exemplar do livro, além de kit com figurinhas ou cards, pôster de um jogador e pôster com todos os boleiros. Claro que também terá seu nome nos agradecimentos do livro e nas redes sociais quando finalizada a campanha. Quem mora em Porto Alegre e região, recebe seu exemplar e o kit de recompensas em mãos, com direito a um café e um abraço de agradecimento.

43 disponíveis.
R$ 150
Taça no armário e faixa no peito
7 benfeitores apoiando
Ninguém mais tira essa conquista de nós. Você leva pra casa dois exemplares do livro – um para dar a um amigo ou doar –, dois pôsteres, um de cada personagem, e outro com todos os boleiros e dois adesivos. Claro que também terá seu nome nos agradecimentos do livro e nas redes sociais quando finalizada a campanha. Quem mora em Porto Alegre e região, recebe seu exemplar e o kit de recompensas em mãos, com direito a um café e um abraço de agradecimento.

43 disponíveis.

Não encontrou o que queria?

Apoie com qualquer valor

Democracia Fútbol Club é um projeto que começou como uma série de reportagens com perfis de jogadores de futebol politicamente engajados. Daqueles que lutam pela democracia e pela igualdade e contra os preconceitos e injustiças. A ideia surgiu em meados de 2016 e, a partir disso, foram quase dois anos, dezenas de pesquisas em publicações como livros, reportagens, sites, além de documentários, conversas com quem entende do riscado e muitas entrevistas.O objetivo era montar um time de craques, do 1 ao 11, e um técnico com o mesmo perfil. 

A partir da produção dos textos, o DFC cresceu, virou livro - no qual, além dos perfis, ainda estão quatro reportagens que seguem a mesma toada -, e, ao mesmo tempo, segue nas ondas da internet com novas reportagens e artigos, no Medium, e postagens, nas redes sociais. É o futebol, e, porque não, o jornalismo, fazendo a diferença dentro e além das quatro linhas.

Desde o nascimento, o DFC é um projeto de jornalismo independente que visa contar histórias, que, geralmente, não aparecem nem na grande mídia. Eu, Roberto Jardim, repórter, editor, pesquisador e dublê de escritor, com mais de 20 anos de experiência em redações do Sul do Brasil, produzo o material nas horas vagas - afinal, é preciso pagar os boletos que teimam em chegar. Enquanto os frilas não aparecem, leio, pesquiso, escrevo.

Assim, o DFC nunca foi viabilizado finandeiramente. Por isso, nossa ideia aqui é conseguir a verba para imprir o livro "Democracia Fútbol Club e outras histórias" a um preço mais acessível, levando esses causos a mais leitores. Buscamos editoras, que não mostraram interesse, muito "pelo atual momento econômico". Por isso, resolvemos, após uma primeira publicação na Amazon (impressão sob demanda, que acabou ficando muito cara por conta da cotação do dólar), apostar no financiamento coletivo. Nossa primeira meta engloba a impressão de 200 exemplares, as recompensas, o envio e as taxas a serem pagas.

Criamos outras duas metas, talvez otimistas, com o objetivo de, primeiro enfim poder remunerar os profissionais envolvidos na produção da obra (ilustrador - prestem atenção nas obras de arte que são as ilustrações que estarão disponíveis como recompensa -, diagramador/editor e revisor), e, por fim, se alcançarmos o terceiro valor projetado, verter os textos para o inglês e o espanhol, para levar a obra além das fronteiras - principalmente porque os personagens são, acima de tudo, internacionais. Valores arrecadados acima do necessário do orçamento serão usados para a impressão de mais exemplares, a serem distribuidos em pequenas livrarias ou vendidos via redes sociais.

O financiamento coletivo do Benfeitoria é do tipo tudo ou nada. Ou seja, ou arrecadamos todo o valor pretendido ou o projeto permanece na gaveta. Para o sucesso da campanha, que dura 60 dias, é o engajamento daqueles que acreditam no projeto. A divulgação nas redes sociais e o boca-boca com quem pode se interessar mas não conhece o que é um financiamento coletivo ou o DFC é essencial. Por isso, conto com a tua colaboração, espalhando nas ondas da internet essa ideia, que tem, de largada, apoio de um importante nome do jornalismo esportivo nacional. Juca Kfouri, colunista da Folha de S. Paulo, do UOL, comentarisda da ESPN e ex-editor da revista Placar é o autor do prefácio do livro.

Como forma de agradecer os apoios, criamos uma série de recompensas a partir das obras de arte que o argentino Gonza Rodríguez criou para cada um dos personagens tratados no livro. Essas imagens podem ser suas em forma de figurinhas autocolantes, cards ou pôster. Elas serão entregues juntamente com o livro. Para quem mora em Porto Alegre e região, podemos combinar um café, para um abraço de agradecimento:

 

Essas duas vão virar adesivo:

 

 

 

A meta inicial, que chamei de "Só te peço esse campeonato", inclui a impressão de 200 exemplares do livro e das recompensas, o envio e ressarcir de gastos da produção do livro ao longo dos dois a

A segunda meta, "Nas boas e nas más", amplia a impressão para 400 exemplares e inclui a remuneração dos profissionais envolvidos. Os R$ 30.000 ficariam divididos assim, somando R$ 30 mil. E a terceira meta, "Rumo ao mundial", soma R$ 50 mil, amplia o número de exemplares para 600 e engloba a versão em inglês e espanhol dos textos. Objetivo é levar os causos além das fronteiras do país, até porque os atletas e ideias defendidas por eles são internacionais, universais.

 

Qualquer dúvida sobre o projeto ou o financiamento coletivo, me procura no email: bobgarden@gmail.com

 

Um forte abraço em cada um de vocês! 

 

Roberto Jardim

Tá muito lindo!

Em: 14/11/2019 09:07

O apoio na divulgação tá demais! Além dos amigos próximos, colegas de profissão que admiro o trabalho, veículos independentes e seguidores do DFC estão semeando a ideia por aí!

Ontem, fechamos dez dias de benfeitoria.com/DFC! Conseguimos, até agora, 8% do total. É um bom começo até, mas longe do ideal.

Temos ainda 50 dias pra conseguir fechar o valor pretendido para mandar imprimir o livro Democracia Fútbol Club e outras histórias.

Sendo assim, dá pra dizer que estamos nas primeiras rodadas do campeonato, colados na zona de rebaixamento, mas com chances de conquistar a taça!

Pra isso, precisamos engatar uma série de vitórias. E elas dependem também de vocês!

Então, vamos lá, seguir divulgando?

Aproveita também que o 13º tá quase aí, e garante o teu apoio pro projeto sair do HD e ir para a tua estante.

 


DFC na mídia

Em: 10/11/2019 09:46

Bom dia, torcedores!

 

A campanha para imprimir o Democracia Fútbol Club e outras histórias fechou os primeiros seis dias de vento em popa. Nossa arquibancada já tem 15 pessoas, somando 6% na meta do tudo ou nada. 

Para ir adiante, temos contado com o apoio de alguns veículos, como o Trivela, site especializado em futebol, e o Coletiva.net, bem como dezenas de publicações nas redes sociais de páginas, como o Futebol Café, Impedimento.ogr e Livros de Futebol, entre outros, e pessoais.

Também participamos do Sarau do Futebol, criado pelo jornalista Cléber Grabauksa, que teve sua primeira edição na terça (5), no Brechó do Futebol, aqui em Porto Alegre. 

Além disso, neste domingo (10), participaremos do programa Posse de Bola, comandado pelo Carlos Guimarães, na rádio Guaíba, de Porto Alegre.

Para a campanha seguir adiante, precisamos ainda de muito!

E uma ajuda de todos, amigos e seguidores, é necessário. Não fique só no pátio do estádio. Compre seu ingresso, cante as canções na arquibancada para que todos ouçam que o futebol é muito mais do que apenas futebol, que o jogo de bola pode ir além das quatro linhas. 

Vamos lá! 

"Eu só peço DFC esse campeonato"...


Apoio do jornalista Juca Kfouri

Em: 07/11/2019 08:43

 

Mesmo sem nos conhecermos pessoalmente, o jornalista Juca Kfouri tem apoiado o Democracia Fútbol Club desde os primórdios do projeto, lá em 2016.

Ele é autor do prefácio de "Democracia Fútbol Club e outras histórias".

"Escalar um time composto por 11 democratas deveria ser tarefa fácil. Mas não é.

Aqui você encontrará tal equipe com alguns nomes óbvios e outros nem tanto, porque frutos de pesquisa profunda que buscou lá atrás jogadores dos quais talvez nunca tivesse ouvido falar.

Pensar em Afonsinho, em Reinaldo, em Sócrates, é fácil, como não teria sido difícil escalar outros (poucos) brasileiros.

Fato é que ao receber o convite para prefaciar este simpático, original e necessário livro sobre um punhado de jogadores que foram além de dedicar suas vidas ao futebol, lembrei-me de deliciosa conversa que tive, em 2013, com Dany “Le Rouge”, Daniel Cohn-Bendit, o líder das ruas parisienses em Maio de 1968.

Estava ele no Brasil para preparar o documentário marginal que fez sobre a Copa do Mundo de 2014 e queria entender por que produzíamos tantos jogadores conscientes politicamente.

Estranhei a pergunta dele e reagi com outra: “Você é capaz de citar dez, Dany, preencher os dedos das duas mãos?”.
Ele não se fez de rogado e começou a citar, de cor e salteado: “Afonsinho, Reinaldo, Sócrates, Paulo César Caju, Casagrande, Wladimir, Raí, Paulo André e...”

Pois parou no oitavo e diante de meu ar vitorioso, retrucou: “OK, agora cite cinco europeus”.

Comecei com Éric Cantona, segui com Paul Breitner e parei.
Claro, há mais, ignorância minha, mas também são poucos.

Ignorância, por exemplo, também em relação ao goleiro argentino que abre a escalação desta democrática seleção, Claudio Tamburrini, de quem jamais tinha ouvido falar.
Mas, por quê?

Porque em regra o atleta no curso da carreira pensa apenas em competir, em vencer, está voltado para o próprio umbigo, não presta atenção no mundo que o cerca, se aliena mesmo de tudo que possa lhe trazer problemas, tirar o foco, como dizem, e deixa de exercer sua cidadania.

Nem se trata, fique claro, de exigir heroísmo com pescoço alheio, porque cada um sabe onde o calo lhe aperta".


Texto de apresentação

Em: 06/11/2019 06:20

O jornalista Eduardo Rodrigues, um dos melhores textos da Sul do Brasil e leitor de primeira hora do projeto, escreveu o texto de apresentação do livro Democracia Fútbol Club e outras histórias. Confere aí:

 

"Nestes dias nublados pelo obscurantismo, livros como Democracia Fútbol Club e outras histórias iluminam o debate e dão um drible no marasmo da literatura esportiva. Depois de estrear nas plataformas digitais, a série de perfis de profissionais do futebol ganha edição impressa e novo alcance. Em sua segunda e meritória incursão às pátrias de chuteiras imortais, o jornalista Roberto Jardim traz à tona um inventário de vozes que ecoaram para além dos gramados. Vozes de homens que não se curvaram diante de adversários no campo e na política. Jardim foi cirúrgico nas escolhas e preciso nas descrições. Desceu as escadarias que levam ao túnel para escalar 11 craques e um treinador que travaram lutas dentro e fora das quatro linhas. Ao incluir nesta seleção, cidadãos como o brasileiro Sócrates, o uruguaio Augustín Lucas e o francês Éric Cantona, entre outros, ele separou os homens dos adultos, os corajosos dos servis e os resilientes dos resignados. Não dá mais para dizer que estamos no zero a zero. Roberto Jardim virou esse jogo antes do apito final".

 

Te inspira nessa leitura e bora lá apoiar o financiamento coletivo para colocar o DFC nas mãos de mais e mais pessoas!

 

Se não tiver grana, espalha a ideia por aí, porque, como costuma dizer o também jornalista Juca Kfouri: "a democracia é uma plantinha que precisa ser regada constantemente, em todos os campos".


Democracia Fútbol Club é um projeto que começou como uma série de reportagens com perfis de jogadores de futebol politicamente engajados. Daqueles que lutam pela democracia e pela igualdade e contra os preconceitos e injustiças. A ideia surgiu em meados de 2016 e, a partir disso, foram quase dois anos, dezenas de pesquisas em publicações como livros, reportagens, sites, além de documentários, conversas com quem entende do riscado e muitas entrevistas.O objetivo era montar um time de craques, do 1 ao 11, e um técnico com o mesmo perfil. 

A partir da produção dos textos, o DFC cresceu, virou livro - no qual, além dos perfis, ainda estão quatro reportagens que seguem a mesma toada -, e, ao mesmo tempo, segue nas ondas da internet com novas reportagens e artigos, no Medium, e postagens, nas redes sociais. É o futebol, e, porque não, o jornalismo, fazendo a diferença dentro e além das quatro linhas.

Desde o nascimento, o DFC é um projeto de jornalismo independente que visa contar histórias, que, geralmente, não aparecem nem na grande mídia. Eu, Roberto Jardim, repórter, editor, pesquisador e dublê de escritor, com mais de 20 anos de experiência em redações do Sul do Brasil, produzo o material nas horas vagas - afinal, é preciso pagar os boletos que teimam em chegar. Enquanto os frilas não aparecem, leio, pesquiso, escrevo.

Assim, o DFC nunca foi viabilizado finandeiramente. Por isso, nossa ideia aqui é conseguir a verba para imprir o livro "Democracia Fútbol Club e outras histórias" a um preço mais acessível, levando esses causos a mais leitores. Buscamos editoras, que não mostraram interesse, muito "pelo atual momento econômico". Por isso, resolvemos, após uma primeira publicação na Amazon (impressão sob demanda, que acabou ficando muito cara por conta da cotação do dólar), apostar no financiamento coletivo. Nossa primeira meta engloba a impressão de 200 exemplares, as recompensas, o envio e as taxas a serem pagas.

Criamos outras duas metas, talvez otimistas, com o objetivo de, primeiro enfim poder remunerar os profissionais envolvidos na produção da obra (ilustrador - prestem atenção nas obras de arte que são as ilustrações que estarão disponíveis como recompensa -, diagramador/editor e revisor), e, por fim, se alcançarmos o terceiro valor projetado, verter os textos para o inglês e o espanhol, para levar a obra além das fronteiras - principalmente porque os personagens são, acima de tudo, internacionais. Valores arrecadados acima do necessário do orçamento serão usados para a impressão de mais exemplares, a serem distribuidos em pequenas livrarias ou vendidos via redes sociais.

O financiamento coletivo do Benfeitoria é do tipo tudo ou nada. Ou seja, ou arrecadamos todo o valor pretendido ou o projeto permanece na gaveta. Para o sucesso da campanha, que dura 60 dias, é o engajamento daqueles que acreditam no projeto. A divulgação nas redes sociais e o boca-boca com quem pode se interessar mas não conhece o que é um financiamento coletivo ou o DFC é essencial. Por isso, conto com a tua colaboração, espalhando nas ondas da internet essa ideia, que tem, de largada, apoio de um importante nome do jornalismo esportivo nacional. Juca Kfouri, colunista da Folha de S. Paulo, do UOL, comentarisda da ESPN e ex-editor da revista Placar é o autor do prefácio do livro.

Como forma de agradecer os apoios, criamos uma série de recompensas a partir das obras de arte que o argentino Gonza Rodríguez criou para cada um dos personagens tratados no livro. Essas imagens podem ser suas em forma de figurinhas autocolantes, cards ou pôster. Elas serão entregues juntamente com o livro. Para quem mora em Porto Alegre e região, podemos combinar um café, para um abraço de agradecimento:

 

Essas duas vão virar adesivo:

 

 

 

A meta inicial, que chamei de "Só te peço esse campeonato", inclui a impressão de 200 exemplares do livro e das recompensas, o envio e ressarcir de gastos da produção do livro ao longo dos dois a

A segunda meta, "Nas boas e nas más", amplia a impressão para 400 exemplares e inclui a remuneração dos profissionais envolvidos. Os R$ 30.000 ficariam divididos assim, somando R$ 30 mil. E a terceira meta, "Rumo ao mundial", soma R$ 50 mil, amplia o número de exemplares para 600 e engloba a versão em inglês e espanhol dos textos. Objetivo é levar os causos além das fronteiras do país, até porque os atletas e ideias defendidas por eles são internacionais, universais.

 

Qualquer dúvida sobre o projeto ou o financiamento coletivo, me procura no email: bobgarden@gmail.com

 

Um forte abraço em cada um de vocês! 

 

Roberto Jardim

Tá muito lindo!

Em: 14/11/2019 09:07

O apoio na divulgação tá demais! Além dos amigos próximos, colegas de profissão que admiro o trabalho, veículos independentes e seguidores do DFC estão semeando a ideia por aí!

Ontem, fechamos dez dias de benfeitoria.com/DFC! Conseguimos, até agora, 8% do total. É um bom começo até, mas longe do ideal.

Temos ainda 50 dias pra conseguir fechar o valor pretendido para mandar imprimir o livro Democracia Fútbol Club e outras histórias.

Sendo assim, dá pra dizer que estamos nas primeiras rodadas do campeonato, colados na zona de rebaixamento, mas com chances de conquistar a taça!

Pra isso, precisamos engatar uma série de vitórias. E elas dependem também de vocês!

Então, vamos lá, seguir divulgando?

Aproveita também que o 13º tá quase aí, e garante o teu apoio pro projeto sair do HD e ir para a tua estante.

 


DFC na mídia

Em: 10/11/2019 09:46

Bom dia, torcedores!

 

A campanha para imprimir o Democracia Fútbol Club e outras histórias fechou os primeiros seis dias de vento em popa. Nossa arquibancada já tem 15 pessoas, somando 6% na meta do tudo ou nada. 

Para ir adiante, temos contado com o apoio de alguns veículos, como o Trivela, site especializado em futebol, e o Coletiva.net, bem como dezenas de publicações nas redes sociais de páginas, como o Futebol Café, Impedimento.ogr e Livros de Futebol, entre outros, e pessoais.

Também participamos do Sarau do Futebol, criado pelo jornalista Cléber Grabauksa, que teve sua primeira edição na terça (5), no Brechó do Futebol, aqui em Porto Alegre. 

Além disso, neste domingo (10), participaremos do programa Posse de Bola, comandado pelo Carlos Guimarães, na rádio Guaíba, de Porto Alegre.

Para a campanha seguir adiante, precisamos ainda de muito!

E uma ajuda de todos, amigos e seguidores, é necessário. Não fique só no pátio do estádio. Compre seu ingresso, cante as canções na arquibancada para que todos ouçam que o futebol é muito mais do que apenas futebol, que o jogo de bola pode ir além das quatro linhas. 

Vamos lá! 

"Eu só peço DFC esse campeonato"...


Apoio do jornalista Juca Kfouri

Em: 07/11/2019 08:43

 

Mesmo sem nos conhecermos pessoalmente, o jornalista Juca Kfouri tem apoiado o Democracia Fútbol Club desde os primórdios do projeto, lá em 2016.

Ele é autor do prefácio de "Democracia Fútbol Club e outras histórias".

"Escalar um time composto por 11 democratas deveria ser tarefa fácil. Mas não é.

Aqui você encontrará tal equipe com alguns nomes óbvios e outros nem tanto, porque frutos de pesquisa profunda que buscou lá atrás jogadores dos quais talvez nunca tivesse ouvido falar.

Pensar em Afonsinho, em Reinaldo, em Sócrates, é fácil, como não teria sido difícil escalar outros (poucos) brasileiros.

Fato é que ao receber o convite para prefaciar este simpático, original e necessário livro sobre um punhado de jogadores que foram além de dedicar suas vidas ao futebol, lembrei-me de deliciosa conversa que tive, em 2013, com Dany “Le Rouge”, Daniel Cohn-Bendit, o líder das ruas parisienses em Maio de 1968.

Estava ele no Brasil para preparar o documentário marginal que fez sobre a Copa do Mundo de 2014 e queria entender por que produzíamos tantos jogadores conscientes politicamente.

Estranhei a pergunta dele e reagi com outra: “Você é capaz de citar dez, Dany, preencher os dedos das duas mãos?”.
Ele não se fez de rogado e começou a citar, de cor e salteado: “Afonsinho, Reinaldo, Sócrates, Paulo César Caju, Casagrande, Wladimir, Raí, Paulo André e...”

Pois parou no oitavo e diante de meu ar vitorioso, retrucou: “OK, agora cite cinco europeus”.

Comecei com Éric Cantona, segui com Paul Breitner e parei.
Claro, há mais, ignorância minha, mas também são poucos.

Ignorância, por exemplo, também em relação ao goleiro argentino que abre a escalação desta democrática seleção, Claudio Tamburrini, de quem jamais tinha ouvido falar.
Mas, por quê?

Porque em regra o atleta no curso da carreira pensa apenas em competir, em vencer, está voltado para o próprio umbigo, não presta atenção no mundo que o cerca, se aliena mesmo de tudo que possa lhe trazer problemas, tirar o foco, como dizem, e deixa de exercer sua cidadania.

Nem se trata, fique claro, de exigir heroísmo com pescoço alheio, porque cada um sabe onde o calo lhe aperta".


Texto de apresentação

Em: 06/11/2019 06:20

O jornalista Eduardo Rodrigues, um dos melhores textos da Sul do Brasil e leitor de primeira hora do projeto, escreveu o texto de apresentação do livro Democracia Fútbol Club e outras histórias. Confere aí:

 

"Nestes dias nublados pelo obscurantismo, livros como Democracia Fútbol Club e outras histórias iluminam o debate e dão um drible no marasmo da literatura esportiva. Depois de estrear nas plataformas digitais, a série de perfis de profissionais do futebol ganha edição impressa e novo alcance. Em sua segunda e meritória incursão às pátrias de chuteiras imortais, o jornalista Roberto Jardim traz à tona um inventário de vozes que ecoaram para além dos gramados. Vozes de homens que não se curvaram diante de adversários no campo e na política. Jardim foi cirúrgico nas escolhas e preciso nas descrições. Desceu as escadarias que levam ao túnel para escalar 11 craques e um treinador que travaram lutas dentro e fora das quatro linhas. Ao incluir nesta seleção, cidadãos como o brasileiro Sócrates, o uruguaio Augustín Lucas e o francês Éric Cantona, entre outros, ele separou os homens dos adultos, os corajosos dos servis e os resilientes dos resignados. Não dá mais para dizer que estamos no zero a zero. Roberto Jardim virou esse jogo antes do apito final".

 

Te inspira nessa leitura e bora lá apoiar o financiamento coletivo para colocar o DFC nas mãos de mais e mais pessoas!

 

Se não tiver grana, espalha a ideia por aí, porque, como costuma dizer o também jornalista Juca Kfouri: "a democracia é uma plantinha que precisa ser regada constantemente, em todos os campos".