operação MILHAS PELA VIDA DAS MULHERES |

operação MILHAS PELA VIDA DAS MULHERES

Uma rede de mulheres, advogando pela descriminalização do aborto no Brasil: quem quer mudar a lei, ajudando quem não pode esperar por essa mudança.


Projeto por: JULIANA WANDERLEY REIS
R$ 3.360,00
arrecadado por mês
meta R$ 6.500,00

67
assinantes

52%
arrecadado

Faça parte desse projeto!
Vire um assinante mensal.



ASSINATURAS
R$ 20 por mês
35 assinantes mensais
R$ 40 por mês
8 assinantes mensais
R$ 60 por mês
8 assinantes mensais
R$ 100 por mês
5 assinantes mensais
R$ 200 por mês
1 assinantes mensais
R$ 500 por mês
Seja o primeiro assinante
R$ 1000 por mês
1 assinantes mensais
POR

JULIANA WANDERLEY REIS

JULIANA WANDERLEY REIS

Roteirista franco brasileira, mestre es film e mãe da Laura. Estreei como diretora com o longa DISPAROS, muito premiado no Festival do Rio. Hoje me vejo provedora do direito (fundamental) de escolha para mulheres. Nessa resistência, transformo a vida delas e a minha também. #Legal e Direito

Uma iniciativa de solidariedade mútua e horizontal para ajudar mulheres que querem interromper uma gravidez indesejada de forma segura e legal. Uma rede de mulheres, advogando pela descriminalização do aborto no Brasil: Quem pode, compartilhando recursos com quem precisa.

 

A Operação MILHAS PELA VIDA DAS MULHERES foi lançada simbolicamente em 28/9/2019, como parte das comemorações do Dia Latino Americano de Luta pela Descriminalização do Aborto.

 

Desde então, vindas dos quatro cantos do país, 63 mulheres tiveram respeitadas suas decisões de interromper uma gravidez indesejada, com toda segurança e dentro da lei: 19 viajando para os paises vizinhos (Colômbia, Argentina e México) e, desde o fechamento das fronteiras por conta do Covid 19, 44 aqui mesmo no Brasil (atualizado em junho 20).

 

Todas essas mulheres vieram pedir respeito, empatia e ajuda. Com a maioria, não houve encontro fora do ambiente virtual. E houve até, dentre elas, quem simplesmente mudou de ideia – esperemos que livremente – e resolveu manter a gravidez. Porque até isso é possível, quando temos a liberdade de escolher.

COMO OS RECURSOS SERÃO GASTOS?

  • Passagens aéreas e terrestres, internacionais ou domésticas;
  • Pacotes negociados de estadia completo (hotel + alimentação + traslado);
  • Procedimento IVE por AMIU ou de acordo com indicação médica para cada paciente, dependendo de tempo de gestação;
  • Vacina imunoglobulina (para mulheres com fator RH-);

DESOBEDIÊNCIA CIVIL SIM, MAS TUDO DENTRO DA LEI

A operação MILHAS PELA VIDA DAS MULHERES é gerida por entidade sem fins lucrativos (ainda em fase de formalização), quase autossustentável e conta com a contribuição voluntária e, se possível regular (mas não unicamente), de indivíduos para se manter. E desde o primeiro momento, nos preocupamos em poder assegurar a todas as envolvidas nessa rede, a segurança de pareceres jurídicos pra garantir que o prazer de colaborar no exercício do direito fundamental de escolha de nossas irmãs mulheres não implique em riscos ou ações passíveis de punição. O nosso ambiente é seguro pra todo mundo!

Nossa rede não para de crescer e já somos mais de 100 apoiadorxs. Mas as mulheres não cessam de chegar até nós e hoje recebemos em média, 100 pedidos de ajuda por mês. Sozinhas, não damos conta.

Damos nossa mão e pedimos a sua para, com a força desta rede, impulsionar a construção de uma sociedade mais digna e humanista para meio milhão de mulheres brasileiras a cada ano.

                                                            

CLIPPING PARA MELHOR NOS CONHECER (up date junho 2020)

 

 

Visite o nosso site www.milhaspelavidadasmulheres.com.br

JULIANA WANDERLEY REIS ainda não publicou nenhuma notícia.

Uma iniciativa de solidariedade mútua e horizontal para ajudar mulheres que querem interromper uma gravidez indesejada de forma segura e legal. Uma rede de mulheres, advogando pela descriminalização do aborto no Brasil: Quem pode, compartilhando recursos com quem precisa.

 

A Operação MILHAS PELA VIDA DAS MULHERES foi lançada simbolicamente em 28/9/2019, como parte das comemorações do Dia Latino Americano de Luta pela Descriminalização do Aborto.

 

Desde então, vindas dos quatro cantos do país, 63 mulheres tiveram respeitadas suas decisões de interromper uma gravidez indesejada, com toda segurança e dentro da lei: 19 viajando para os paises vizinhos (Colômbia, Argentina e México) e, desde o fechamento das fronteiras por conta do Covid 19, 44 aqui mesmo no Brasil (atualizado em junho 20).

 

Todas essas mulheres vieram pedir respeito, empatia e ajuda. Com a maioria, não houve encontro fora do ambiente virtual. E houve até, dentre elas, quem simplesmente mudou de ideia – esperemos que livremente – e resolveu manter a gravidez. Porque até isso é possível, quando temos a liberdade de escolher.

COMO OS RECURSOS SERÃO GASTOS?

  • Passagens aéreas e terrestres, internacionais ou domésticas;
  • Pacotes negociados de estadia completo (hotel + alimentação + traslado);
  • Procedimento IVE por AMIU ou de acordo com indicação médica para cada paciente, dependendo de tempo de gestação;
  • Vacina imunoglobulina (para mulheres com fator RH-);

DESOBEDIÊNCIA CIVIL SIM, MAS TUDO DENTRO DA LEI

A operação MILHAS PELA VIDA DAS MULHERES é gerida por entidade sem fins lucrativos (ainda em fase de formalização), quase autossustentável e conta com a contribuição voluntária e, se possível regular (mas não unicamente), de indivíduos para se manter. E desde o primeiro momento, nos preocupamos em poder assegurar a todas as envolvidas nessa rede, a segurança de pareceres jurídicos pra garantir que o prazer de colaborar no exercício do direito fundamental de escolha de nossas irmãs mulheres não implique em riscos ou ações passíveis de punição. O nosso ambiente é seguro pra todo mundo!

Nossa rede não para de crescer e já somos mais de 100 apoiadorxs. Mas as mulheres não cessam de chegar até nós e hoje recebemos em média, 100 pedidos de ajuda por mês. Sozinhas, não damos conta.

Damos nossa mão e pedimos a sua para, com a força desta rede, impulsionar a construção de uma sociedade mais digna e humanista para meio milhão de mulheres brasileiras a cada ano.

                                                            

CLIPPING PARA MELHOR NOS CONHECER (up date junho 2020)

 

 

Visite o nosso site www.milhaspelavidadasmulheres.com.br

JULIANA WANDERLEY REIS ainda não publicou nenhuma notícia.