Ação emergencial pró camelôs e ocupantes |

Ação emergencial pró camelôs e ocupantes

O Brasil vive uma pandemia assim como o mundo e com isso os mais vulneráveis, trabalhadores de rua e sem tetos que ocupam para morar são os mais atingidos.Aju

Projeto por: juliano carriconde fripp
R$ 530,00
arrecadado
meta R$ 50.000,00

7 benfeitores
apoiaram essa campanha

Conseguimos \o/

Obrigado a todos os Benfeitores por mais um projeto bem sucedido. Agora, acompanhe as novidades e comentários do projeto.

POR

juliano carriconde fripp

juliano carriconde fripp

Ação emergencial em defesa da subsistência de camelôs e moradores de ocupações perante a crise do COVID-19, a associação Feira Rua da Praia - ASFERAP e o Conselho Regional pela Moradia Popular - CRMP vem a público em meio a crise gerada pela COVID-19 para informar da imensa preocupação que temos com os/as tralhadores de rua e ocupantes, milhares de famílias em vulnerabilidade social. Nossas famílias foram forçadas e com razão, a respeitar a quarentena e distanciamento social, isso faz com que fiquemos afastados de nossos espaços de trabalho, tanto vendendo nas ruas como também catando recicláveis, trabalhando como pedreiro, eletricista e domésticas... Enfim, Sem falar na paralisação da economia que significa a impossibilidade total da retirada do nosso sustento. Diante dessa situação emergencial chamamos a solidariedade de todos para impedir que milhares de famílias pereçam pela fome e miséria total. Mesmo sabendo que todos são, enquanto podem trabalhar, engrenagem importante da economia. Pedimos então ajuda na contribuição na vaquinha digital. O auxílio será usado para cestas básicas, remédios e produtos de higiene. Contamos com a solidariedade de todos! A meta é atingir 5.000(cinco mil) pessoas, inicialmente.

juliano carriconde fripp ainda não publicou nenhuma notícia.

Ação emergencial em defesa da subsistência de camelôs e moradores de ocupações perante a crise do COVID-19, a associação Feira Rua da Praia - ASFERAP e o Conselho Regional pela Moradia Popular - CRMP vem a público em meio a crise gerada pela COVID-19 para informar da imensa preocupação que temos com os/as tralhadores de rua e ocupantes, milhares de famílias em vulnerabilidade social. Nossas famílias foram forçadas e com razão, a respeitar a quarentena e distanciamento social, isso faz com que fiquemos afastados de nossos espaços de trabalho, tanto vendendo nas ruas como também catando recicláveis, trabalhando como pedreiro, eletricista e domésticas... Enfim, Sem falar na paralisação da economia que significa a impossibilidade total da retirada do nosso sustento. Diante dessa situação emergencial chamamos a solidariedade de todos para impedir que milhares de famílias pereçam pela fome e miséria total. Mesmo sabendo que todos são, enquanto podem trabalhar, engrenagem importante da economia. Pedimos então ajuda na contribuição na vaquinha digital. O auxílio será usado para cestas básicas, remédios e produtos de higiene. Contamos com a solidariedade de todos! A meta é atingir 5.000(cinco mil) pessoas, inicialmente.

juliano carriconde fripp ainda não publicou nenhuma notícia.