[SP] Trançando o Adún da Glau |

[SP] Trançando o Adún da Glau

Apoie negócios de mulheres. Ajude uma comunidade inteira.

Project by: Maria Nilda de Carvalho Mota 31215349807
R$ 15.456,00
pledged
goal R$ 15.000,00

32 backers
backed this campaign

We did it \o/

Thanks to all backers for another successful project. Now, follow the news and comments on the project


BY

Maria Nilda de Carvalho Mota 31215349807

Maria Nilda de Carvalho Mota 31215349807
R$ 10
Postal eletrônico
7 backers
Receba um lindo postal eletrônico com versos inéditos de Dinha e artes gráficas de Sandrinha, para imprimir ou enviar a alguém via e-mail. *Atenção: imagem meramente ilustrativa (as cores, desenhos e versos poderão ser alterados até a época da entrega da recompensa).

293 available.
R$ 12
Participação: Workshop de Autopublicação
3 backers
Aprenda como publicar seu próprio livro participando do Workshop Online de Autopublicação.

97 available.
R$ 20
Marcador de Livros + Workshop Online
4 backers
Receba um marcador de livros exclusivo das Edições Me Parió Revolução + Aprenda como publicar seu próprio livro participando do Workshop Online de Autopublicação).

96 available.
R$ 25
Postal Poético
10 backers
Receba, via correios, um lindo e exclusivo cartão-postal com versos inéditos de Dinha e artes gráficas de Sandrinha + Aprenda como publicar seu próprio livro participando do Workshop Online de Autopublicação). *Atenção: imagem meramente ilustrativa (as cores, desenhos e versos poderão ser alterados até a época da entrega da recompensa).

90 available.
R$ 50
Exemplar do livro Maria do Povo
12 backers
Ainda não tem o último livro de poemas da Dinha? Doe e receba o Maria do Povo/María Pepe Pueblo (Me Parió, 2019) autografado + Receba um postal e marcador de livros exclusivo das Edições Me Parió Revolução, com versos inéditos de Dinha e artes gráficas de Sandrinha + Aprenda como publicar seu próprio livro participando do Workshop Online de Autopublicação). *Atenção: imagem meramente ilustrativa (as cores, desenhos e versos poderão ser alterados até a época da entrega da recompensa).

12 available.
R$ 70
Caneca Poética
4 backers
Receba uma Caneca Poética Decorativa (150ml, esmaltada) exclusiva da Me Parió Revolução + Receba um marcador de livros exclusivo das Edições Me Parió Revolução + Aprenda como publicar seu próprio livro participando do Workshop Online de Autopublicação). *Atenção: imagem meramente ilustrativa (as cores, desenhos e versos poderão ser alterados até a época da entrega da recompensa).

25 available.
R$ 100
Caneca Adun da Glau (para retirada)
6 backers
Que tal uma caneca exclusiva, personalizada (esmaltada, 300ml) com versos inéditos da Dinha, cheia de beijinhos e brigadeiros? Selecionando essa recompensa você recebe a Caneca Poética Adún da Glau + marcador de livros exclusivo das Edições Me Parió Revolução + Workshop Online de Autopublicação. *Atenção: imagem meramente ilustrativa (as cores, desenhos e versos poderão ser alterados até a época da entrega da recompensa).

24 available.
R$ 150
Kit Livro não numerado
1 backer
Receba um exemplar não numerado do livro Maria do Povo/María Pepe Pueblo autografado + Caneca esmaltada (150ml) e Postal Poético com versos inéditos de Dinha + um marcador de livros exclusivo das Edições Me Parió Revolução + Aprenda como publicar seu próprio livro participando do Workshop Online de Autopublicação. *Atenção: imagem meramente ilustrativa (as cores, desenhos e versos poderão ser alterados até a época da entrega da recompensa).

unavailable.
R$ 200
Kit livro autografado
3 backers
Receba um exemplar autografado do livro Maria do Povo/María Pepe Pueblo + Caneca Adún da Glau (150ml esmaltada/para retirar) e Postal Poético com versos inéditos de Dinha e artes gráficas de Sandrinha + um marcador de livros exclusivo das Edições Me Parió Revolução + Aprenda como publicar seu próprio livro participando do Workshop Online de Autopublicação. *Atenção: imagem meramente ilustrativa (as cores, desenhos e versos poderão ser alterados até a época da entrega da recompensa).

7 available.
R$ 300
Trança Afro
Be the first to back!
Coloque tranças afro, ou presenteie alguém (obs: agende diretamente com Fernanda, antecipadamente. O período para realizar o penteado é entre 15 de setembro e 15 de outubro) + Receba um exemplar autografado do livro Maria do Povo/María Pepe Pueblo + Caneca esmaltada (150ml) com adún da Glau + Postal Poético com versos inéditos de Dinha + um marcador de livros exclusivo das Edições Me Parió Revolução + Aprenda como publicar seu próprio livro participando do Workshop Online de Autopublicação. *Previsão de entrega: de 15 Setembro a 15 Outubro de 2021 (agendar). *Atenção: imagem meramente ilustrativa (o estilo das tranças deverá ser definido diretamente com a Fernanda, quando for agendar o penteado).

4 available.
R$ 1.000
Maria do povo: exemplar 1.000
Be the first to back!
Fique com o exemplar número 1000 do livro Maria do Povo. Exclusivo. Pra colecionar + caneca esmaltada (150ml) com adún da Glau + Postal e marcador de livros exclusivos, com versos inéditos de Dinha e artes gráficas de Sandrinha + Aprenda como publicar seu próprio livro participando do Workshop Online de Autopublicação. *Atenção: imagem meramente ilustrativa (as cores, desenhos e versos poderão ser alterados até a época da entrega da recompensa)

01 available.

Gláucia, Dinha, Fernanda, Sandrinha e Celinha são integrantes do Selo Editorial Edições Me Parió Revolução, grupo de mulheres criado em 2013 para disseminar  literatura, garantir acesso a livros e formar novos leitores e leitoras.

Cada uma delas, além da sua atuação na Coletiva, possuem negócios próprios – os quais foram impactados pela pandemia. Assim, ao apoiar essa campanha, na prática, você estará apoiando os negócios individuais de 5 mulheres, assim como estará colaborando para que a Coletiva Edições Me Parió Revolução siga existindo,  além de fazer girar a economia de toda a região do Fundão do Ipiranga:

● Gláucia, doceira, perdeu o ponto onde vendia doces e vai usar o dinheiro para comprar panelas, matéria prima e contratar 2 motoboys para entregas.
● Dinha, escritora e professora particular, perdeu todas as atividades de ensino e cultura que eram presenciais. Junto com a Professora Celinha, ambas usarão o recurso para criar podcasts voltados para pessoas da área da educação (discutindo racismo, homofobia, questões de gênero, e do cotidiano escolar).
● Fernanda, a trancista, irá disponibilizar testes de Covid-19 para suas clientes, além de comprar as matérias primas necessárias para seu negócio.
● Sandrinha teve que adiar boa parte dos seus projetos de design gráfico, pois as atividades da Me Parió foram reduzidas, fará cursos, pois é autodidata e comprará
programas adequados para seu trabalho. Por fim:
● Célinha Reis, acabou de aposentar-se como professora no Estado e precisa iniciar atividades que complementem seus rendimentos e assim continuar custeando as despesas do dia a dia. Como já dissemos acima, ela gravará podcasts junto com a outra professora, Dinha.

Queridas e queridos amigos, queremos que saibam que nossos negócios são tão importantes quanto as ações sociais que realizamos, pois permitem nossa  subsistência enquanto nos dedicamos à garantia de direitos, sobretudo os relacionados à cultura. Assim, ao colaborar com os negócios dessas cinco mulheres, nós,  cada um(a) de vocês colabora também para a manutenção de nossas famílias (somos todas mães solo), para o crescimento da economia no Parque Bristol e Jardim São Savério e para o controle da pandemia.

O mapa que vocês vêem abaixo (inserir mapa com as placas de rua e nossas fotos) compreende parte do que chamamos de Fundão do Ipiranga e faz divisa com  cidades do ABC.

Para quem não conhece, é uma área de intensas lutas por moradia e que concentra bolsões de miséria e alto índice de letalidade policial. Ano passado, com a  campanha Conexões Contra o [vírus da] Covid, conseguimos levar internet por cerca de seis meses às famílias mais vulneráveis da região, fortalecendo-as e  colaborando para que tivessem lazer dentro do próprio lar.

Este ano, no entanto, nós, as mulheres da Me Parió, também precisamos de ajuda para nos mantermos, para fortalecer o nosso ganha-pão e assim continuarmos  atuando como militantes do campo da cultura, educação e direitos humanos. Assim, ao nos ajudar vocês ajudam também os e as fornecedoras de matéria prima da  região, nos ajuda a gerar empregos e dignidade para nós, nossas famílias, amigos e vizinhança em geral.

O Fundão do Ipiranga agradece.

O valor arrecadado será dividido entre os cinco negócios e, eventualmente, poderá socorrer outras integrantes da Coletiva que estejam em situação de vulnerabilidade  econômica.

As cinco receberão uma ajuda de custo (R$1000) para se manter durante 1 mês, enquanto reestruturam seus negócios.

Gláucia (Adún da Glau) comprará  equipamentos para agilizar a fabricação dos seus aduns (doces) e insumos. Contratará também dois motoboys para entregas.

Fernanda (Fefe Pegada Preta) pagará por testes rápidos de Covid para suas clientes e comprará insumos (cabelos, cosméticos, etc) Dinha e Celinha (Me Parió-  professoras) comprarão equipamentos básicos para gravarem podcasts (para Formação de Professores/as) e receberão ajuda de custo por isso.

Sandrinha (Me Parió- designer)- que é autodidata - pagará inscrição em cursos e comprará programas de diagramação.

Por fim, todas nós da Me Parió seremos beneficiadas com a compra de uma máquina de sublimação. Com ela faremos brindes, recompensas, vendas e divulgação dos negócios e ações sociais.

Etapas de acordo com a ordem cronológica:

1. Distribuição da ajuda de custo e dos valores correspondentes à compra de materiais
para cada empreendedora
2. Compra de máquinas, insumos e materiais de prevenção e detecção de Covid-19.
3. Produção e envio de recompensas (canecas da campanha)
4. Manutenção e reestruturação do site para receber podcasts.
5. Produção de canecas para geração de renda para todas as mulheres da coletiva
6. Contratação de motoboys para entregas dentro e fora do bairro
7. Hora de trabalhar: cumpridas todas essas etapas, é hora de recomeçarmos o trabalho,
com mais infraestrutura, visibilidade, retorno financeiro e alegria!

Abaixo trago imagens de algumas recompensas que escolhemos especialmente para você!:

                             

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$15.000 seja alcançado.

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 1.500.000,00 ( um milhão e 500 mil reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo para recuperação de micro e pequenos negócios das periferias afetados pela pandemia. O Fundo Colaborativo segue aberto para novos parceiros que desejam destinar recursos para as periferias urbanas brasileiras.

 

Caneca Adun da Glau

Em: 22/07/2021 17:43

Adun significa um tipo de doce, em iorubá.

Bora encher as canecas personalizadas com os aduns da Glaucia?

É gostoso. Posso assegurar.

Ainda não preparamos as canecas (antes precisamos comprar a máquina de sublimação). Além disso, vai ter verso inédito nelas... Não vamos entregar o ouro...

Gratidão a todos e a todas que já contribuíram <3


Gláucia, Dinha, Fernanda, Sandrinha e Celinha são integrantes do Selo Editorial Edições Me Parió Revolução, grupo de mulheres criado em 2013 para disseminar  literatura, garantir acesso a livros e formar novos leitores e leitoras.

Cada uma delas, além da sua atuação na Coletiva, possuem negócios próprios – os quais foram impactados pela pandemia. Assim, ao apoiar essa campanha, na prática, você estará apoiando os negócios individuais de 5 mulheres, assim como estará colaborando para que a Coletiva Edições Me Parió Revolução siga existindo,  além de fazer girar a economia de toda a região do Fundão do Ipiranga:

● Gláucia, doceira, perdeu o ponto onde vendia doces e vai usar o dinheiro para comprar panelas, matéria prima e contratar 2 motoboys para entregas.
● Dinha, escritora e professora particular, perdeu todas as atividades de ensino e cultura que eram presenciais. Junto com a Professora Celinha, ambas usarão o recurso para criar podcasts voltados para pessoas da área da educação (discutindo racismo, homofobia, questões de gênero, e do cotidiano escolar).
● Fernanda, a trancista, irá disponibilizar testes de Covid-19 para suas clientes, além de comprar as matérias primas necessárias para seu negócio.
● Sandrinha teve que adiar boa parte dos seus projetos de design gráfico, pois as atividades da Me Parió foram reduzidas, fará cursos, pois é autodidata e comprará
programas adequados para seu trabalho. Por fim:
● Célinha Reis, acabou de aposentar-se como professora no Estado e precisa iniciar atividades que complementem seus rendimentos e assim continuar custeando as despesas do dia a dia. Como já dissemos acima, ela gravará podcasts junto com a outra professora, Dinha.

Queridas e queridos amigos, queremos que saibam que nossos negócios são tão importantes quanto as ações sociais que realizamos, pois permitem nossa  subsistência enquanto nos dedicamos à garantia de direitos, sobretudo os relacionados à cultura. Assim, ao colaborar com os negócios dessas cinco mulheres, nós,  cada um(a) de vocês colabora também para a manutenção de nossas famílias (somos todas mães solo), para o crescimento da economia no Parque Bristol e Jardim São Savério e para o controle da pandemia.

O mapa que vocês vêem abaixo (inserir mapa com as placas de rua e nossas fotos) compreende parte do que chamamos de Fundão do Ipiranga e faz divisa com  cidades do ABC.

Para quem não conhece, é uma área de intensas lutas por moradia e que concentra bolsões de miséria e alto índice de letalidade policial. Ano passado, com a  campanha Conexões Contra o [vírus da] Covid, conseguimos levar internet por cerca de seis meses às famílias mais vulneráveis da região, fortalecendo-as e  colaborando para que tivessem lazer dentro do próprio lar.

Este ano, no entanto, nós, as mulheres da Me Parió, também precisamos de ajuda para nos mantermos, para fortalecer o nosso ganha-pão e assim continuarmos  atuando como militantes do campo da cultura, educação e direitos humanos. Assim, ao nos ajudar vocês ajudam também os e as fornecedoras de matéria prima da  região, nos ajuda a gerar empregos e dignidade para nós, nossas famílias, amigos e vizinhança em geral.

O Fundão do Ipiranga agradece.

O valor arrecadado será dividido entre os cinco negócios e, eventualmente, poderá socorrer outras integrantes da Coletiva que estejam em situação de vulnerabilidade  econômica.

As cinco receberão uma ajuda de custo (R$1000) para se manter durante 1 mês, enquanto reestruturam seus negócios.

Gláucia (Adún da Glau) comprará  equipamentos para agilizar a fabricação dos seus aduns (doces) e insumos. Contratará também dois motoboys para entregas.

Fernanda (Fefe Pegada Preta) pagará por testes rápidos de Covid para suas clientes e comprará insumos (cabelos, cosméticos, etc) Dinha e Celinha (Me Parió-  professoras) comprarão equipamentos básicos para gravarem podcasts (para Formação de Professores/as) e receberão ajuda de custo por isso.

Sandrinha (Me Parió- designer)- que é autodidata - pagará inscrição em cursos e comprará programas de diagramação.

Por fim, todas nós da Me Parió seremos beneficiadas com a compra de uma máquina de sublimação. Com ela faremos brindes, recompensas, vendas e divulgação dos negócios e ações sociais.

Etapas de acordo com a ordem cronológica:

1. Distribuição da ajuda de custo e dos valores correspondentes à compra de materiais
para cada empreendedora
2. Compra de máquinas, insumos e materiais de prevenção e detecção de Covid-19.
3. Produção e envio de recompensas (canecas da campanha)
4. Manutenção e reestruturação do site para receber podcasts.
5. Produção de canecas para geração de renda para todas as mulheres da coletiva
6. Contratação de motoboys para entregas dentro e fora do bairro
7. Hora de trabalhar: cumpridas todas essas etapas, é hora de recomeçarmos o trabalho,
com mais infraestrutura, visibilidade, retorno financeiro e alegria!

Abaixo trago imagens de algumas recompensas que escolhemos especialmente para você!:

                             

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$15.000 seja alcançado.

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 1.500.000,00 ( um milhão e 500 mil reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo para recuperação de micro e pequenos negócios das periferias afetados pela pandemia. O Fundo Colaborativo segue aberto para novos parceiros que desejam destinar recursos para as periferias urbanas brasileiras.

 

Caneca Adun da Glau

Em: 22/07/2021 17:43

Adun significa um tipo de doce, em iorubá.

Bora encher as canecas personalizadas com os aduns da Glaucia?

É gostoso. Posso assegurar.

Ainda não preparamos as canecas (antes precisamos comprar a máquina de sublimação). Além disso, vai ter verso inédito nelas... Não vamos entregar o ouro...

Gratidão a todos e a todas que já contribuíram <3