[RJ] Quilombo Cultural Afro-carioca |

[RJ] Quilombo Cultural Afro-carioca

Colabore para manutenção do IBB e Espaço Cultural Casa do Nando! Empreendimentos de fomento da Cultura Negra Carioca na região portuária, desde 2014.

Projeto por: Intituto Black Bom - Maria da Soledade Ribeiro Coelho
R$ 18.240,00
arrecadado
meta R$ 30.000,00

68
benfeitores

60%
arrecadado

15
dias restantes

PARCELE SEU PAGAMENTO EM ATÉ 6 VEZES

Ajude-nos a bater nossa meta até 12/06/2020 - 23:59


POR

Intituto Black Bom - Maria da Soledade Ribeiro Coelho

Intituto Black Bom - Maria da Soledade Ribeiro Coelho
R$ 10
SLAM
1 benfeitor apoiando
R$ 20
Baile Funk
13 benfeitores apoiando
Agradecimento através das Rede Sociais.

86 disponíveis.
R$ 50
Baile Charme
4 benfeitores apoiando
Agradecimento de 01 live do Quilombo Sessions.

65 disponíveis.
R$ 100
Baile Black
5 benfeitores apoiando
Open bar de batidas no primeiro evento Quilombo Sessions, pós COVID.
R$ 200
Apoiar essa campanha com R$ 200
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 300
Apoiar essa campanha com R$ 300
1 benfeitor apoiando
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 500
Apoiar essa campanha com R$ 500
1 benfeitor apoiando
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 1.000
Apoiar essa campanha com R$ 1000
1 benfeitor apoiando
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 3.000
Apoiar essa campanha com R$ 3000
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pela sua colaboração!

Não encontrou o que queria?

Outro valor

A presente proposta visa viabilizar recursos financeiros para manutenção do Instituto Black Bom e do Espaço Cultural Casa do Nando, espaços afrocentrados atuantes desde 2014 na Pequena África, região portuária e centro do RJ. Contribuindo na superação da crise econômica dessas organizações, com o custeio de despesas e auxílio financeiro para seus colaboradores, além da doação de 500 refeições na região, ao longo de 5 meses

Este projeto fará parte de uma Rede Solidária de ações sociais realizadas em parceria com o Centro de Articulação de Populações Marginalizadas e servirá como ponto de apoio aos trabalhadores da Cultura Popular Carioca, oferecendo atendimentos voluntários, à distância, de serviços sociais, orientações de prevenção à COVID 19 e o cuidado com a saúde mental familiar.

O INSTITUTO BLACK BOM – IBB é uma iniciativa que surge, em 2017, para atender a falta de espaços físicos a baixo custo, para o desenvolvimento de iniciativas empreendedoras, dos mais variados setores produtivos da comunidade negra e periférica. Com base no projeto de ocupação cultural de espaços urbanos, o IBB nasce do encontro de uma REDE de artistas e produtores, negros, atuando na promoção da cultura afro-carioca como ferramenta de desenvolvimento social e econômico na cidade do Rio de Janeiro.

O Instituto Black Bom e a Casa do Nando nasceram e atuam na Região central e Portuária da cidade, conhecida como Pequena África. Região marcada pela memória da escravidão e cultura negra. O local abriga a primeira favela do Brasil no Morro da providência,  o Quilombo Urbano Pedra do Sal e o Cais do Valongo, reconhecido como Patrimônio da Humanidade. A liderança a frente do projeto é moradora do Complexo do Turano. O empreendedor a ser apoiado é ex morador de Miguel Couto, na Baixada Fluminense e atuante na região do Morro da providência.

Esta iniciativa beneficiará diretamente moradores da Gamboa, que em 2010 possuía quase 13.108 mil habitantes, distribuídos em torno de 4.626 domicílios, com renda per capta de R$ 320,00. Segundo os dados do Data Favela publicados em março, deste ano, 32% dos moradores de favela, em grande maioria negros, terão dificuldades na compra de itens básico, como alimentos e higiene pessoal.

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$30.000 seja alcançado.

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 4.000.000,00 (quatro milhões de reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo de iniciativas que enfrentem os efeitos do Coronavírus nas periferias urbanas brasileiras. Por se tratar de um Fundo Colaborativo e aberto a novos parceiros, o montante destinado a triplicação dos projetos pode ainda aumentar, possibilitando um número maior de iniciativas contempladas.

Intituto Black Bom - Maria da Soledade Ribeiro Coelho ainda não publicou nenhuma notícia.

A presente proposta visa viabilizar recursos financeiros para manutenção do Instituto Black Bom e do Espaço Cultural Casa do Nando, espaços afrocentrados atuantes desde 2014 na Pequena África, região portuária e centro do RJ. Contribuindo na superação da crise econômica dessas organizações, com o custeio de despesas e auxílio financeiro para seus colaboradores, além da doação de 500 refeições na região, ao longo de 5 meses

Este projeto fará parte de uma Rede Solidária de ações sociais realizadas em parceria com o Centro de Articulação de Populações Marginalizadas e servirá como ponto de apoio aos trabalhadores da Cultura Popular Carioca, oferecendo atendimentos voluntários, à distância, de serviços sociais, orientações de prevenção à COVID 19 e o cuidado com a saúde mental familiar.

O INSTITUTO BLACK BOM – IBB é uma iniciativa que surge, em 2017, para atender a falta de espaços físicos a baixo custo, para o desenvolvimento de iniciativas empreendedoras, dos mais variados setores produtivos da comunidade negra e periférica. Com base no projeto de ocupação cultural de espaços urbanos, o IBB nasce do encontro de uma REDE de artistas e produtores, negros, atuando na promoção da cultura afro-carioca como ferramenta de desenvolvimento social e econômico na cidade do Rio de Janeiro.

O Instituto Black Bom e a Casa do Nando nasceram e atuam na Região central e Portuária da cidade, conhecida como Pequena África. Região marcada pela memória da escravidão e cultura negra. O local abriga a primeira favela do Brasil no Morro da providência,  o Quilombo Urbano Pedra do Sal e o Cais do Valongo, reconhecido como Patrimônio da Humanidade. A liderança a frente do projeto é moradora do Complexo do Turano. O empreendedor a ser apoiado é ex morador de Miguel Couto, na Baixada Fluminense e atuante na região do Morro da providência.

Esta iniciativa beneficiará diretamente moradores da Gamboa, que em 2010 possuía quase 13.108 mil habitantes, distribuídos em torno de 4.626 domicílios, com renda per capta de R$ 320,00. Segundo os dados do Data Favela publicados em março, deste ano, 32% dos moradores de favela, em grande maioria negros, terão dificuldades na compra de itens básico, como alimentos e higiene pessoal.

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$30.000 seja alcançado.

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 4.000.000,00 (quatro milhões de reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo de iniciativas que enfrentem os efeitos do Coronavírus nas periferias urbanas brasileiras. Por se tratar de um Fundo Colaborativo e aberto a novos parceiros, o montante destinado a triplicação dos projetos pode ainda aumentar, possibilitando um número maior de iniciativas contempladas.

Intituto Black Bom - Maria da Soledade Ribeiro Coelho ainda não publicou nenhuma notícia.