[SP] Alimente a Cultura |

[SP] Alimente a Cultura

Colabore para que possamos levar alimentos a 100 trabalhadores e trabalhadoras da cultura localizados nas periferias da cidade de Campinas por 2 meses

Projeto por: Henry Eugenio
R$ 3.060,00
arrecadado
meta R$ 30.000,00

2
benfeitores

10%
arrecadado

6
dias restantes

PARCELE SEU PAGAMENTO EM ATÉ 6 VEZES

Ajude-nos a bater nossa meta até 08/07/2020 - 23:59


POR

Henry Eugenio

Henry Eugenio
R$ 10
Muitooo Obrigadaaaa!
Seja o primeiro a apoiar!

100 disponíveis.
R$ 25
Gratidãooo
Seja o primeiro a apoiar!

30 disponíveis.
R$ 50
A cultura agradeceee!
Seja o primeiro a apoiar!

20 disponíveis.
R$ 100
Obrigada por ajudar a cultura
Seja o primeiro a apoiar!

20 disponíveis.
R$ 150
A arte da periferia agradece!
Seja o primeiro a apoiar!

15 disponíveis.
R$ 300
Os trabalhadores da cultura agradeceemmm
Seja o primeiro a apoiar!
Muito obrigada

10 disponíveis.
R$ 500
Live Sarau de Última Hora
Seja o primeiro a apoiar!
O Sarau de poesia e músicas com participações de artistas da cidade de Campinas

5 disponíveis.
R$ 1.000
Live Samba Solidário
Seja o primeiro a apoiar!
Sambistas de Campinas farão uma live em agradecimentos.

3 disponíveis.
R$ 5.000
Um Pintura Artista Andrea Mendes
Seja o primeiro a apoiar!
Obra de Arte da Artista Andrea Mendes 120X90 CM

01 disponível.

Não encontrou o que queria?

Outro valor

 Nesse período, observando as regras de higiene e prevenção COVID 19, orientadas pela Organização Mundial da Saúde – OMS e órgão públicos de controle sanitários, principalmente sobre o isolamento social, tem sido muito desafiador para os trabalhadores da cultura, diferente dos artistas e produtores renomados, nossos fazedores de cultura na periferia não tem nenhum tipo de reserva. Se seus recursos vêm dos eventos e apresentações culturais, em sua maioria trabalham de forma autônoma sem nenhum tipo de amparo trabalhista. Infelizmente não há nenhum programa de assistência emergencial a esses os colocando em situação de grande vulnerabilidade.

Este projeto fará parte de uma Rede Solidária de ações sociais realizadas em parceria com a CENTRAL ÚNICA DAS FAVELAS CAMPINAS e servirá como ponto de apoio aos trabalhadores da Cultura localizados nas periferias da cidade, garantindo alimento de 100 famílias por 2 meses. Estes são fazedores de cultura de várias regiões periféricas da cidade de Campinas.

Nossa equipe é formada majoritariamente por trabalhadores da cultura comprometidos com o protagonismo dos atores sociais negros e periféricos. Nós somos oriundos da periferia, é composta por produtores culturais, músicos, artistas visuais e militantes negros.  Nosso coordenador é Henry paulino que desde o ano passado, assumiu a coordenação da Central Única Das Favelas Campinas SP, o que tem potencializado nossas ações no enfrentamento ao Coronavírus nas favelas da nossa cidade. Henry uma vasta experiência no setor cultural e social e vem buscando novas formas de minimizar os danos da pandemia para os nossos trabalhadores.

Serão beneficiados trabalhadores da cultura de localizados em diversas periferias cidade de Campinas, previamente cadastrados.

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$30.000 seja alcançado.

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 4.000.000,00 (quatro milhões de reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo de iniciativas que enfrentem os efeitos do Coronavírus nas periferias urbanas brasileiras. Por se tratar de um Fundo Colaborativo e aberto a novos parceiros, o montante destinado a triplicação dos projetos pode ainda aumentar, possibilitando um número maior de iniciativas contempladas.

 

Henry Eugenio ainda não publicou nenhuma notícia.

 Nesse período, observando as regras de higiene e prevenção COVID 19, orientadas pela Organização Mundial da Saúde – OMS e órgão públicos de controle sanitários, principalmente sobre o isolamento social, tem sido muito desafiador para os trabalhadores da cultura, diferente dos artistas e produtores renomados, nossos fazedores de cultura na periferia não tem nenhum tipo de reserva. Se seus recursos vêm dos eventos e apresentações culturais, em sua maioria trabalham de forma autônoma sem nenhum tipo de amparo trabalhista. Infelizmente não há nenhum programa de assistência emergencial a esses os colocando em situação de grande vulnerabilidade.

Este projeto fará parte de uma Rede Solidária de ações sociais realizadas em parceria com a CENTRAL ÚNICA DAS FAVELAS CAMPINAS e servirá como ponto de apoio aos trabalhadores da Cultura localizados nas periferias da cidade, garantindo alimento de 100 famílias por 2 meses. Estes são fazedores de cultura de várias regiões periféricas da cidade de Campinas.

Nossa equipe é formada majoritariamente por trabalhadores da cultura comprometidos com o protagonismo dos atores sociais negros e periféricos. Nós somos oriundos da periferia, é composta por produtores culturais, músicos, artistas visuais e militantes negros.  Nosso coordenador é Henry paulino que desde o ano passado, assumiu a coordenação da Central Única Das Favelas Campinas SP, o que tem potencializado nossas ações no enfrentamento ao Coronavírus nas favelas da nossa cidade. Henry uma vasta experiência no setor cultural e social e vem buscando novas formas de minimizar os danos da pandemia para os nossos trabalhadores.

Serão beneficiados trabalhadores da cultura de localizados em diversas periferias cidade de Campinas, previamente cadastrados.

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$30.000 seja alcançado.

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 4.000.000,00 (quatro milhões de reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo de iniciativas que enfrentem os efeitos do Coronavírus nas periferias urbanas brasileiras. Por se tratar de um Fundo Colaborativo e aberto a novos parceiros, o montante destinado a triplicação dos projetos pode ainda aumentar, possibilitando um número maior de iniciativas contempladas.

 

Henry Eugenio ainda não publicou nenhuma notícia.