AMO POETA E CANTADOR |

AMO POETA E CANTADOR

Queremos homenagear e documentar a história dos mestres e mestras do Bumba meu Boi do Maranhão, através da arte urbana do Grafitti.

Projeto por: SOCIEDADE JUNINA TURMA DE SÃO JOÃO BATISTA
R$ 990,00
arrecadado
meta R$ 201.000,00

9
benfeitores

0%
arrecadado

27
dias restantes

PARCELE SEU PAGAMENTO EM ATÉ 6 VEZES

É tudo ou nada! Precisamos bater a meta até 20/12/2020 - 23:59


POR

SOCIEDADE JUNINA TURMA DE SÃO JOÃO BATISTA

SOCIEDADE JUNINA TURMA DE SÃO JOÃO BATISTA
R$ 20
Vamo reunir, vamo Guarnicê!
4 benfeitores apoiando
1 boton personalizado do projeto + 1 cartão postal do artista Gil Leros *Frete gratuito para todo o Brasil
R$ 50
Salve São João menino!
4 benfeitores apoiando
1 cartão postal do Gil Leros + Poster A3 do artista Gil Leros *Frete gratuito para todo o Brasil
R$ 70
Viva Santo Antônio
Seja o primeiro a apoiar!
01 caderno personalizado do projeto + cartão postal do artista Gil Leros *Frete gratuito para todo o Brasil
R$ 100
Lá vai!
Seja o primeiro a apoiar!
01 camiseta do projeto + 01 poster A3 do artista Gil Leros *Frete gratuito para todo o Brasil
R$ 150
Viva São Pedro!
Seja o primeiro a apoiar!
01 mini careta do cazumba feito pelo Mestre Abel do Boi da Floresta + Poster A3 do artista Gil Leros *Frete gratuito para todo o Brasil

30 disponíveis.
R$ 200
Licença!
Seja o primeiro a apoiar!
Kit Amo: 1 cartão postal do artista Gil Leros+ 1 caderno personalizado do Projeto + 1 camiseta do projeto + 1 botton do projeto *Frete por conta do benfeitor

20 disponíveis.
R$ 300
Urra do Boi!
Seja o primeiro a apoiar!
Agradecimento na pagina do projeto + 1 mini careta de cazumba feita pelo Mestre Abel do Boi da Floresta + 2 pares de brincos cazumbinha + 01 camisa do projeto *Frete por conta do benfeitor

9 disponíveis.
R$ 500
Sotaque da Ilha
Seja o primeiro a apoiar!
1 poster do artista Gil Leros tam A2 + 1 mini careta de cazumba feita pelo Mestre Abel do Boi da Floresta + 1 caderno personalizado do Projeto + 1 camiseta do projeto + Agradecimento na pagina do projeto *Frete por conta do Benfeitor

6 disponíveis.
R$ 1.000
Sotaque de Matraca
Seja o primeiro a apoiar!
1 tela do artista Gil Leros tam 70cm x 50cm (Série Feições) personalizada+ 1 visita guiada ao Boi da Floresta com até 5 pessoas + 2 mini careta de cazumba feita pelo Mestre Abel do Boi da Floresta + 1 caderno personalizado do Projeto + Agradecimento na pagina do projeto *Frete por conta do benfeitor **Custos de viagem ao Maranhão para visita ao boi da Floresta é por conta do benfeitor

4 disponíveis.
R$ 5.000
Sotaque da Baixada
Seja o primeiro a apoiar!
2 telas pintadas pelo artista Gil Leros tam 1,20 x 90 (Série Mural Natural) + 1 caderno personalizado do Projeto + 1 visita guiada ao Boi da Floresta com até 8 pessoas + 5 camisetas do projeto + 5 mini caretas de cazumbas feitas pelo Mestre Abel do Boi da Floresta + Agradecimento destaque na pagina do projeto e no vídeo documentário *Frete por conta do benfeitor **Custos da viagem para visita ao boi da Floresta por conta do benfeitor

6 disponíveis.
R$ 10.000
Sotaque de zabumba
Seja o primeiro a apoiar!
1 mural pintado (série a ser escolhida pelo benfeitor) pelo artista Gil Leros de 3mx4m, no espaço que a pessoa escolher + 5 camisetas do projeto + 5 cadernos personalizados do projeto *Mural condicionado a ser realizado no Maranhão **Frete por conta do benfeitor

3 disponíveis.

Não encontrou o que queria?

Apoie com qualquer valor

Amo, Poeta e Cantador é um projeto que pretende homenagear e documentar a história dos Poetas e Cantadores da manifestação cultural conhecida como Bumba Meu Boi do Maranhão. A figura do Amo, mestre Poeta e Cantador, tem como função liderar e embalar a brincadeira com suas toadas, pois são pessoas simples que dedicam suas vidas à cultura popular do Maranhão, personalidades que merecem atenção e reconhecimento pelos feitos em vida. Queremos realizar 10 grandes murais do artista Gil Leros homenageando representantes dos sotaques de bumba-meu-boi, em 6 cidades do Maranhão, e registrar todo esse processo através de um documentário que será disponibilizado nas plataformas digitais de audiovisual. Para que essas histórias tomem as ruas do maranhão contamos com a sua colaboração na nossa campanha! Participe!

 

Boi da Floresta - “Esse boi é a minha vida, o meu sangue, o meu tudo. Foi ele que me restou. Crianças, vocês são ótimos e quem tem uma turma assim bonita, forte, cantadora é o meu Senhor São João Batista. ” (Apolônio Melônio, em depoimento feito a Maria Michol, para o livro “Matracas que desafiam o tempo”)

O Boi da Floresta foi fundado em 12 de março de 1972, nasceu por ideia de Apolônio Melônio. Um grupo reconhecido nacional e internacionalmente pela sua postura de Conservador das Tradições Culturais no sotaque da Baixada tem grande referência na vida Folclórica Cultural do Maranhão. Sr. Apolônio é um dos brincantes do Maranhão mais antigos e bem respeitados pela sua experiência e vivência na fundação de vários grupos de boi, desde quando começou ainda moço em 1926. Este boi representa o ritmo dos bois da região da baixada maranhense, chamado sotaque de pindaré ou da baixada, região onde o seu fundador nasceu, mais precisamente na cidade de São João Batista. Traz como estilo e vestimenta, os chapéus bordados, enfeitados de pena de ema, o personagem do cazumba, e um ritmo mais cadenciado e lento. O grupo tem 150 componentes, são mulheres, homens, crianças, jovens e adolescentes divididos em atores, dançarinos e cantadores. Cumprindo diversos personagens tradicionais do bumba meu boi. O boi tem um trabalho de formação com crianças e adolescentes, desenvolvendo atividades de bordado, confecção de careta de cazumbá, chapéus e instrumentos de percussão.

Gil leros - Gil Leros (Gilmartim M. S., de 1985, Tucuruí – Pará, Brasil). Mudou-se para São Luís ainda com 13 anos; no fim dos anos 90, teve contato com a cultura Hip Hop local, passando a prática do graffiti nos muros da cidade, dando início ao aprimoramento das suas técnicas de pintura e comunicação visual, através de atividades voltadas à arte de rua. Na juventude, estudou Arquitetura e Urbanismo, o que agregou uma nova visão de Urbanismo e enveredou seus trabalhos também para as intervenções urbanas e o uso da arte na valorização dos volumes arquitetônicos e na requalificação urbana. No decorrer do tempo, estendeu suas habilidades artísticas a outras áreas, sempre envolvendo sua identidade plástica a vertentes como arquitetura, música, fotografia e movimentos culturais de sua cidade. O artista possui projetos em andamento, como “Mural Natural”, “Amo, Poeta e Cantador” e “Mete o amor, forte!” com técnica e produção artística singulares, o que o leva a ser um singular personagem no que diz respeito a estética e representação de sua cidade. Carrega consigo uma identidade urbana inconfundível e repleta de possibilidades, unindo a trajetória pessoal, o saber fazer do graffiti e as manifestações culturais do Maranhão.

 

Como patrimônio cultural, a manifestação do Bumba meu Boi do Maranhão insere-se na realidade do estado de maneira a constituir fortemente a identidade coletiva da população, sendo constante sua presença nas festas juninas; assim, no intuito de promover ainda mais sua importância, o projeto Amo, Poeta e Cantador visa homenagear alguns dos seus principais representantes em cidades maranhenses, compondo

·         10 grandes murais da memória por meio da arte urbana: utilizando técnicas de graffiti do artista Gil Leros. Serão produzidos em 6 cidades maranhenses. As cidades serão Axixá,  Guimarães, Viana, Barreirinhas e Alcântara — cada uma recebendo 1 mural. Por fim, São Luís  com 5 murais. Serão representadas, em cada um destes murais, personalidades (mestres e mestras) do Bumba Meu Boi.

·         A produção e publicação digital de 01 documentário que registrará o processo artístico de cada painel juntamente com as trajetórias das personalidades do Bumba meu Boi, personagens como Nadir do Boi da Floresta, Zé Olhinho do Boi de Santa Fé, Marcelino do Boi de Guimarães e muitos outros que serão representados.

 

O Matchfunding (também conhecido como financiamento misto) é um modelo de Crowdfunding, ou seja, de financiamento coletivo, em que ocorre a participação de uma empresa ou instituição, além da participação da sociedade civil: pessoas físicas em sua maioria (você pode ser nosso apoiador). O nosso projeto tem grandes aliados: a Benfeitoria e o BNDES, numa parceria chamada matchfunding BNDES+.

 

Pra cada 1 real colocado por você nessa campanha, o BNDES triplica a colaboração. Se o projeto atingir toda a meta estipulada ou mais, receberemos a arrecadação e serão encaminhadas as recompensas àqueles nos apoiaram, além do principal: o projeto estará a caminho de ser executado e impactará a paisagem urbana dessas cidades com arte, homenageando o legado humano do patrimônio imaterial do Bumba Meu Boi.

Caso a campanha não consiga ser financeiramente alcançada, o dinheiro é devolvido aos colaboradores. Ou seja, esse projeto é tudo ou nada! Seja um patrocinador da cultura brasileira junto ao BNDES! Contamos com vocês para que o Maranhão seja um lugar mais lindo ainda fazendo memória aos seus representantes legítimos: nossos mestres e mestras da cultura popular!

 


 

 

 

 

 

SOCIEDADE JUNINA TURMA DE SÃO JOÃO BATISTA ainda não publicou nenhuma notícia.

Amo, Poeta e Cantador é um projeto que pretende homenagear e documentar a história dos Poetas e Cantadores da manifestação cultural conhecida como Bumba Meu Boi do Maranhão. A figura do Amo, mestre Poeta e Cantador, tem como função liderar e embalar a brincadeira com suas toadas, pois são pessoas simples que dedicam suas vidas à cultura popular do Maranhão, personalidades que merecem atenção e reconhecimento pelos feitos em vida. Queremos realizar 10 grandes murais do artista Gil Leros homenageando representantes dos sotaques de bumba-meu-boi, em 6 cidades do Maranhão, e registrar todo esse processo através de um documentário que será disponibilizado nas plataformas digitais de audiovisual. Para que essas histórias tomem as ruas do maranhão contamos com a sua colaboração na nossa campanha! Participe!

 

Boi da Floresta - “Esse boi é a minha vida, o meu sangue, o meu tudo. Foi ele que me restou. Crianças, vocês são ótimos e quem tem uma turma assim bonita, forte, cantadora é o meu Senhor São João Batista. ” (Apolônio Melônio, em depoimento feito a Maria Michol, para o livro “Matracas que desafiam o tempo”)

O Boi da Floresta foi fundado em 12 de março de 1972, nasceu por ideia de Apolônio Melônio. Um grupo reconhecido nacional e internacionalmente pela sua postura de Conservador das Tradições Culturais no sotaque da Baixada tem grande referência na vida Folclórica Cultural do Maranhão. Sr. Apolônio é um dos brincantes do Maranhão mais antigos e bem respeitados pela sua experiência e vivência na fundação de vários grupos de boi, desde quando começou ainda moço em 1926. Este boi representa o ritmo dos bois da região da baixada maranhense, chamado sotaque de pindaré ou da baixada, região onde o seu fundador nasceu, mais precisamente na cidade de São João Batista. Traz como estilo e vestimenta, os chapéus bordados, enfeitados de pena de ema, o personagem do cazumba, e um ritmo mais cadenciado e lento. O grupo tem 150 componentes, são mulheres, homens, crianças, jovens e adolescentes divididos em atores, dançarinos e cantadores. Cumprindo diversos personagens tradicionais do bumba meu boi. O boi tem um trabalho de formação com crianças e adolescentes, desenvolvendo atividades de bordado, confecção de careta de cazumbá, chapéus e instrumentos de percussão.

Gil leros - Gil Leros (Gilmartim M. S., de 1985, Tucuruí – Pará, Brasil). Mudou-se para São Luís ainda com 13 anos; no fim dos anos 90, teve contato com a cultura Hip Hop local, passando a prática do graffiti nos muros da cidade, dando início ao aprimoramento das suas técnicas de pintura e comunicação visual, através de atividades voltadas à arte de rua. Na juventude, estudou Arquitetura e Urbanismo, o que agregou uma nova visão de Urbanismo e enveredou seus trabalhos também para as intervenções urbanas e o uso da arte na valorização dos volumes arquitetônicos e na requalificação urbana. No decorrer do tempo, estendeu suas habilidades artísticas a outras áreas, sempre envolvendo sua identidade plástica a vertentes como arquitetura, música, fotografia e movimentos culturais de sua cidade. O artista possui projetos em andamento, como “Mural Natural”, “Amo, Poeta e Cantador” e “Mete o amor, forte!” com técnica e produção artística singulares, o que o leva a ser um singular personagem no que diz respeito a estética e representação de sua cidade. Carrega consigo uma identidade urbana inconfundível e repleta de possibilidades, unindo a trajetória pessoal, o saber fazer do graffiti e as manifestações culturais do Maranhão.

 

Como patrimônio cultural, a manifestação do Bumba meu Boi do Maranhão insere-se na realidade do estado de maneira a constituir fortemente a identidade coletiva da população, sendo constante sua presença nas festas juninas; assim, no intuito de promover ainda mais sua importância, o projeto Amo, Poeta e Cantador visa homenagear alguns dos seus principais representantes em cidades maranhenses, compondo

·         10 grandes murais da memória por meio da arte urbana: utilizando técnicas de graffiti do artista Gil Leros. Serão produzidos em 6 cidades maranhenses. As cidades serão Axixá,  Guimarães, Viana, Barreirinhas e Alcântara — cada uma recebendo 1 mural. Por fim, São Luís  com 5 murais. Serão representadas, em cada um destes murais, personalidades (mestres e mestras) do Bumba Meu Boi.

·         A produção e publicação digital de 01 documentário que registrará o processo artístico de cada painel juntamente com as trajetórias das personalidades do Bumba meu Boi, personagens como Nadir do Boi da Floresta, Zé Olhinho do Boi de Santa Fé, Marcelino do Boi de Guimarães e muitos outros que serão representados.

 

O Matchfunding (também conhecido como financiamento misto) é um modelo de Crowdfunding, ou seja, de financiamento coletivo, em que ocorre a participação de uma empresa ou instituição, além da participação da sociedade civil: pessoas físicas em sua maioria (você pode ser nosso apoiador). O nosso projeto tem grandes aliados: a Benfeitoria e o BNDES, numa parceria chamada matchfunding BNDES+.

 

Pra cada 1 real colocado por você nessa campanha, o BNDES triplica a colaboração. Se o projeto atingir toda a meta estipulada ou mais, receberemos a arrecadação e serão encaminhadas as recompensas àqueles nos apoiaram, além do principal: o projeto estará a caminho de ser executado e impactará a paisagem urbana dessas cidades com arte, homenageando o legado humano do patrimônio imaterial do Bumba Meu Boi.

Caso a campanha não consiga ser financeiramente alcançada, o dinheiro é devolvido aos colaboradores. Ou seja, esse projeto é tudo ou nada! Seja um patrocinador da cultura brasileira junto ao BNDES! Contamos com vocês para que o Maranhão seja um lugar mais lindo ainda fazendo memória aos seus representantes legítimos: nossos mestres e mestras da cultura popular!

 


 

 

 

 

 

SOCIEDADE JUNINA TURMA DE SÃO JOÃO BATISTA ainda não publicou nenhuma notícia.