Apoie a Mídia Independente Coletiva durante a Pandemia |

Apoie a Mídia Independente Coletiva durante a Pandemia

Ajude Carlos Augusto Lima França, jornalista e membro do conselho gestor da Mídia Independente Coletiva

Projeto por: Carlos Augusto Lima França
R$ 100,00
arrecadado
meta R$ 500,00

1 benfeitor
apoiou essa campanha

Conseguimos \o/

Obrigado a todos os Benfeitores por mais um projeto bem sucedido. Agora, acompanhe as novidades e comentários do projeto.

POR

Carlos Augusto Lima França

Carlos Augusto Lima França
R$ 20
Apoiar essa campanha com R$ 20
Seja o primeiro a apoiar!
R$ 50
Apoiar essa campanha com R$ 50
Seja o primeiro a apoiar!
R$ 80
Apoiar essa campanha com R$ 80
Seja o primeiro a apoiar!
R$ 100
Apoiar essa campanha com R$ 100
Seja o primeiro a apoiar!
R$ 200
Apoiar essa campanha com R$ 200
Seja o primeiro a apoiar!
R$ 300
Apoiar essa campanha com R$ 300
Seja o primeiro a apoiar!
R$ 500
Apoiar essa campanha com R$ 500
Seja o primeiro a apoiar!
R$ 1.000
Apoiar essa campanha com R$ 1000
Seja o primeiro a apoiar!
R$ 3.000
Apoiar essa campanha com R$ 3000
Seja o primeiro a apoiar!

A MIC (Mídia Independente Coletiva ) é uma iniciativa de comunicação independente. Temos o compromisso de combater as informações manipuladas pelas redes corporativas que distribuem fake news e que apresentam fatos e interpretações de acordo com os interesses econômicos e políticos das classes dominantes. Imparcialidade não existe, sobretudo, no jornalismo. O nosso trabalho se dá nas transmissões ao vivo das manifestações, vídeos-reportagem, fotografias, entrevistas e produção de textos e também na realização de documentários.

O Brasil está criando um estado de emergência temporário e sua tendência política representa tudo contra o qual estamos lutando. para garantir a Cúpula, que reúne as maiores economias do mundo perpetuando regimes autoritários. Os modelos capitalistas neoliberais e protecionistas são igualmente parte da exploração global, da desigualdade, da segregação e do empobrecimento. O Governo fortalece o poder das grandes empresas ao invés de limitá-lo.

Em face dos traços autoritários e do avanço do populismo de direita nos diversos Estado essa violência cínica não pode ser abafada por grandes recepções e belas fotos. O nosso objetivo é realizar a cobertura das manifestações que se opõe ao Governantes, que historicamente se esforçam para incluir a crítica política e a resistência como parte do teatro da Cúpula como uma instituição democrática.

Considerar cúpulas como o G20 e instituições como o FMI, a OMC ou o Banco Mundial instrumentos de paz, direitos humanos ou políticas climáticas é uma das grandes mentiras e ilusões dos poderes estabelecidos. Quando a todos nós iniciarmos uma nova etapa e novas perspectivas de resistência.

A nossa resistência começa na comunicação social independente!

Carlos Augusto Lima França

Carlos Augusto Lima França ainda não publicou nenhuma notícia.

A MIC (Mídia Independente Coletiva ) é uma iniciativa de comunicação independente. Temos o compromisso de combater as informações manipuladas pelas redes corporativas que distribuem fake news e que apresentam fatos e interpretações de acordo com os interesses econômicos e políticos das classes dominantes. Imparcialidade não existe, sobretudo, no jornalismo. O nosso trabalho se dá nas transmissões ao vivo das manifestações, vídeos-reportagem, fotografias, entrevistas e produção de textos e também na realização de documentários.

O Brasil está criando um estado de emergência temporário e sua tendência política representa tudo contra o qual estamos lutando. para garantir a Cúpula, que reúne as maiores economias do mundo perpetuando regimes autoritários. Os modelos capitalistas neoliberais e protecionistas são igualmente parte da exploração global, da desigualdade, da segregação e do empobrecimento. O Governo fortalece o poder das grandes empresas ao invés de limitá-lo.

Em face dos traços autoritários e do avanço do populismo de direita nos diversos Estado essa violência cínica não pode ser abafada por grandes recepções e belas fotos. O nosso objetivo é realizar a cobertura das manifestações que se opõe ao Governantes, que historicamente se esforçam para incluir a crítica política e a resistência como parte do teatro da Cúpula como uma instituição democrática.

Considerar cúpulas como o G20 e instituições como o FMI, a OMC ou o Banco Mundial instrumentos de paz, direitos humanos ou políticas climáticas é uma das grandes mentiras e ilusões dos poderes estabelecidos. Quando a todos nós iniciarmos uma nova etapa e novas perspectivas de resistência.

A nossa resistência começa na comunicação social independente!

Carlos Augusto Lima França

Carlos Augusto Lima França ainda não publicou nenhuma notícia.