Apoie quem faz sua roupa de forma justa! |

Apoie quem faz sua roupa de forma justa!

Vamos proporcionar cursos de capacitações para as costureiras, cortadores e interessados em fazer parte da nossa rede de produção justa.

Projeto por: Fábio de Paulo
R$ 7.860,00
arrecadado
meta R$ 15.000,00

10
benfeitores

52%
arrecadado

21
dias restantes

PARCELE SEU PAGAMENTO EM ATÉ 6 VEZES

Ajude-nos a bater nossa meta até 14/08/2021 - 23:59


POR

Fábio de Paulo

Fábio de Paulo
R$ 10
Conhecido
4 benfeitores apoiando
Agradecimento em forma de arte para por nas redes sociais. Previsão de entrega: : 30 dias após encerramento.

474 disponíveis.
R$ 25
Camarada
3 benfeitores apoiando
Agradecimento nominal via whatsapp. Previsão de entrega: : 30 dias após encerramento.

137 disponíveis.
R$ 50
Brow
6 benfeitores apoiando
Ecobag para retirada conosco, fora do RJ frete por conta do apoiador. Previsão de entrega: : 30 dias após encerramento.

53 disponíveis.
R$ 80
Parça
2 benfeitores apoiando
Link do making-off das gravações e um vídeo exclusivo sobre propósito e empreendedorismo na moda. Previsão de entrega: 30 dias após encerramento.

18 disponíveis.
R$ 100
Brother
3 benfeitores apoiando
Receba produtos exclusivos de sua escolha dos nossos parceiros. A recompensa é retirada direto com as marcas e o frete direto com o apoiador. Marca DOS 10 blusões pretos papo reto Marca D pano 5 biquínis de pano Marca Lumi 3 saias Marca Trovão Crochê 2 cachepôs Previsão de entrega: 30 dias após encerramento.

13 disponíveis.
R$ 200
Fechamento total
2 benfeitores apoiando
Agradecimento + crédito no filme institucional da RosaP. Previsão de entrega: : 30 dias após encerramento.

6 disponíveis.

Não encontrou o que queria?

Outro valor

 

Você já pensou na complexidade por trás da produção de uma peça de roupa? Como costureira, Nena enfrentou anos de baixa qualidade de mão de obra, trabalho escravo, produção perdida por erro de corte, logística complexa, amadorismo e prejuízos. Os mesmos problemas que Diego dono da Pombou, uma de nossas marcas cliente referência em propósito enfrentou. Pensando em tudo isso nós idealizamos em 2015 a RosaP. Por termos vivenciado o lado ruim da produção criamos junto com nossos pares (modelistas, costureiras, cortadores) uma maneira de trabalhar que faz com que possíveis concorrentes facções, confecções, fábricas e marcas de todos os tamanhos e segmentos sejam possíveis clientes, pois somos uma cadeia de produção justa no ramo da moda.

Fazemos um estudo do cliente e estabelecemos uma estratégia de logística que garanta a entrega dos produtos no prazo estipulado com a qualidade e quantidade auditada pela RosaP, e ainda fazemos uma logística de reuso e reaproveitamento de resíduos, ou seja fazemos um planejamento completo desde a idealização da peça conceito que seja uma foto de referência, um desenho técnico, passando pelo controle e acompanhamento de corte e produção, até a entrega da produção pronta ao cliente.

Nossa ideia é transformar este ciclo antigo de produção de moda trazendo tecnologia e transparência para as relações entre marcas e produtores. Em longo prazo queremos, que o mercado esteja regulado pelas boas práticas e que a sustentabilidade social seja regra, e não nicho de mercado. Fomentando práticas justas teremos profissionais mais confiáveis e bem-informados sobre as novas práticas do mercado.

No nosso trabalho já respeitamos regras de distanciamento social e a circulação de nossos produtos é feita de forma segura através de parceiros de entrega. Hoje funcionamos 95% online e todos os encontros são feitos de forma remota. Tomamos estas medidas restritivas afim de evitar contato entre as pessoas e reduzir o contágio da Covid-19.

 

 

Com o valor captado vamos comprar uma máquina fotográfica profissional, máquina de corte, articular a produção e promoção além de contratar profissionais para fazerem capacitação de corte, costura e empreendedorismo de moda justa de maneira remota. Já temos o local onde gravaremos, assim como o material didático a ser produzido, e o nome dos profissionais e estamos em processo captação o recurso para iniciarmos os trabalhos.

Pretendemos nivelar e reciclar quem já faz parte da rede e também trazer interessados a fazer parte da cadeia de produção da RosaP e pessoas que queiram aprender os ofícios de corte e costura, mas que aprendam de maneira justa e que entrem no mercado de maneira fazer o trabalho como dever ser feito e não entrar na cadeia de exploração e degradação deste mercado.

 

 

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$15.000 seja alcançado.

 

 

 

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 1.500.000,00 ( um milhão e 500 mil reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo para recuperação de micro e pequenos negócios das periferias afetados pela pandemia. O Fundo Colaborativo segue aberto para novos parceiros que desejam destinar recursos para as periferias urbanas brasileiras.

 

 

 

 

 

 

 

 

Fábio de Paulo ainda não publicou nenhuma notícia.

 

Você já pensou na complexidade por trás da produção de uma peça de roupa? Como costureira, Nena enfrentou anos de baixa qualidade de mão de obra, trabalho escravo, produção perdida por erro de corte, logística complexa, amadorismo e prejuízos. Os mesmos problemas que Diego dono da Pombou, uma de nossas marcas cliente referência em propósito enfrentou. Pensando em tudo isso nós idealizamos em 2015 a RosaP. Por termos vivenciado o lado ruim da produção criamos junto com nossos pares (modelistas, costureiras, cortadores) uma maneira de trabalhar que faz com que possíveis concorrentes facções, confecções, fábricas e marcas de todos os tamanhos e segmentos sejam possíveis clientes, pois somos uma cadeia de produção justa no ramo da moda.

Fazemos um estudo do cliente e estabelecemos uma estratégia de logística que garanta a entrega dos produtos no prazo estipulado com a qualidade e quantidade auditada pela RosaP, e ainda fazemos uma logística de reuso e reaproveitamento de resíduos, ou seja fazemos um planejamento completo desde a idealização da peça conceito que seja uma foto de referência, um desenho técnico, passando pelo controle e acompanhamento de corte e produção, até a entrega da produção pronta ao cliente.

Nossa ideia é transformar este ciclo antigo de produção de moda trazendo tecnologia e transparência para as relações entre marcas e produtores. Em longo prazo queremos, que o mercado esteja regulado pelas boas práticas e que a sustentabilidade social seja regra, e não nicho de mercado. Fomentando práticas justas teremos profissionais mais confiáveis e bem-informados sobre as novas práticas do mercado.

No nosso trabalho já respeitamos regras de distanciamento social e a circulação de nossos produtos é feita de forma segura através de parceiros de entrega. Hoje funcionamos 95% online e todos os encontros são feitos de forma remota. Tomamos estas medidas restritivas afim de evitar contato entre as pessoas e reduzir o contágio da Covid-19.

 

 

Com o valor captado vamos comprar uma máquina fotográfica profissional, máquina de corte, articular a produção e promoção além de contratar profissionais para fazerem capacitação de corte, costura e empreendedorismo de moda justa de maneira remota. Já temos o local onde gravaremos, assim como o material didático a ser produzido, e o nome dos profissionais e estamos em processo captação o recurso para iniciarmos os trabalhos.

Pretendemos nivelar e reciclar quem já faz parte da rede e também trazer interessados a fazer parte da cadeia de produção da RosaP e pessoas que queiram aprender os ofícios de corte e costura, mas que aprendam de maneira justa e que entrem no mercado de maneira fazer o trabalho como dever ser feito e não entrar na cadeia de exploração e degradação deste mercado.

 

 

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$15.000 seja alcançado.

 

 

 

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 1.500.000,00 ( um milhão e 500 mil reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo para recuperação de micro e pequenos negócios das periferias afetados pela pandemia. O Fundo Colaborativo segue aberto para novos parceiros que desejam destinar recursos para as periferias urbanas brasileiras.

 

 

 

 

 

 

 

 

Fábio de Paulo ainda não publicou nenhuma notícia.