[BA] Apoie nosso quilombo fotográfico: Zumví! |

[BA] Apoie nosso quilombo fotográfico: Zumví!

Vamos contribuir para a preservação da memória negra baiana com a montagem de uma sede para Zumví Arquivo Afro Fotográfico.

Projeto por: Lázaro Roberto Ferreira dos Santos
R$ 22.210,00
arrecadado
meta R$ 15.000,00

98 benfeitores
apoiaram essa campanha

Conseguimos \o/

Obrigado a todos os Benfeitores por mais um projeto bem sucedido. Agora, acompanhe as novidades e comentários do projeto.


POR

Lázaro Roberto Ferreira dos Santos

Lázaro Roberto Ferreira dos Santos
R$ 25
Venha com o Zumví!
28 benfeitores apoiando
Divulgação do nome nas redes sociais como apoiador do Zumví Arquivo Afro Fotográfico, como apoiador. *Previsão de entrega: Uma semana após o fim da campanha.

172 disponíveis.
R$ 50
Conheça nossa história!
25 benfeitores apoiando
Divulgação do nome nas redes sociais como apoiador do Zumví Arquivo Afro Fotográfico, como apoiador + Catálogo da Exposição Memórias de Resistências Negras (em PDF), exposição realizada com fotografias do acervo do Zumví retratando fatos históricos do movimento negro na Bahia. *Previsão de entrega: uma semana após o fim da Campanha.

175 disponíveis.
R$ 100
Leve o Zumví com você!
24 benfeitores apoiando
Divulgação do nome nas redes sociais como apoiador do Zumví Arquivo Afro Fotográfico, como apoiador + Catálogo da Exposição Memórias de Resistências Negras (em PDF), exposição realizada com fotografias do acervo do Zumví retratando fatos históricos do movimento negro na Bahia + 03 postais com fotos do Acervo Zumví. *Previsão de entrega: 30 dias após o fim da campanha.

126 disponíveis.
R$ 200
Conheça melhor o Zumví
5 benfeitores apoiando
Divulgação do nome nas redes sociais como apoiador do Zumví Arquivo Afro Fotográfico, como apoiador + Catálogo da Exposição Memórias de Resistências Negras (em PDF), exposição realizada com fotografias do acervo do Zumví retratando fatos históricos do movimento negro na Bahia + 1 coleção de 10 postais do Zumví Arquivo Fotográfico. *Previsão de entrega: 30 dias após o fim da campanha (para envio do material).

70 disponíveis.
R$ 300
Leve o Zumví para sua casa!
7 benfeitores apoiando
Divulgação do nome nas redes sociais como apoiador do Zumví Arquivo Afro Fotográfico, como apoiador + Catálogo da Exposição Memórias de Resistências Negras (em PDF), exposição realizada com fotografias do acervo do Zumví retratando fatos históricos do movimento negro na Bahia + Uma fotografia impressa em fine art em tamanho 20 x30, assinada pelo fotógrafo (foto escolhida pelo fotógrafo, sem moldura) + 03 postais com imagens do Acervo. *Previsão de entrega: 30 dias após o fim da campanha (para postagem do material).

53 disponíveis.
R$ 500
Leve o Zumví no peito!
6 benfeitores apoiando
Divulgação do nome nas redes sociais como apoiador do Zumví Arquivo Afro Fotográfico, como parceiro + Catálogo da Exposição Memórias de Resistências Negras (em PDF), exposição realizada com fotografias do acervo do Zumví retratando fatos históricos do movimento negro na Bahia + Uma fotografia impressa em fine art 20 x 30, da sua escolha (dentro de um pré-seleção), assinada pelo fotógrafo (sem moldura) + Uma camiseta do Zumví. *Previsão de entrega: 30 dias após o fim da campanha.

41 disponíveis.

Ao longo dos 30 anos o Zumví vem registrando sistematicamente as manifestações do movimento negro, e o cotidiano dos afrodescendentes em diversas temáticas e contextos populares. Principalmente a memória do movimento negro baiano e entre outros temas, compõem-se de um acervo com cerca de 30.000 negativos sobre a cultura afro-baiana. Todo material se encontra armazenado na residência do fotógrafo Lázaro Roberto, no bairro da Fazenda Grande do Retiro, infelizmente, em precárias condições de armazenamento.

O acervo vem recebendo outras colaborações, como a do poeta e militante Jonatas Conceição da Silva, que doou todo seu acervo, composto de 1.618 fotogramas, em P&B, e colorido, em 2006, pouco antes de seu falecimento, em 2009. O fotógrafo Rogério Conceição, desde o ano de 2016, vem contribuindo com doações de seu material fotográfico. Em 2020, o ZUMVÍ recebeu mais uma grande doação de arquivos, no campo do audiovisual e do cinema Negro. Parte do acervo do cineclubista e militante Luiz Orlando, falecido em 04/08/2006, foi doado pela sua família. Tal acervo se encontra em dois meios:  físico e digital. São dezenas de fotografias, centenas de documentos, cartazes, xerox, cadernetas e etc. Com total de 8.273 laudas.

Em 2020, buscando sustentabilidade, o Zumví começou um processo de organização para venda de suas fotografias. Para 2021 houve um planejamento para potencializar as vendas e organizar o acervo institucionalmente, infelizmente a Pandemia da COVID-19, fez esse planejamento ser revisto e passamos realizar algumas vendas on line, atualmente esse contato acontece por email.  Neste momento estamos em processo de construção de um e-commerce em nosso site (zumvi.com.br) para disponibilizar de maneira mais organizadas fotografias e outros produtos. Entretanto, o plano de organizar uma sede na qual possamos manter o acervo em boas condições de armazenamento, ao mesmo tempo que se possa expor e vender produtos, e realizar outras atividades de mobilização e articulação voltados à memória, precisou ser adiado um pouco. Neste momento, estamos aqui em busca de mais esse objetivo, no ajude a organizar nossa sede!

Como medidas de proteção à Covid-19, reforçamos que a equipe do Zumví atualmente é bastante reduzida e a montagem do espaço ocorrerá mantendo o limite estabelecido pela prefeitura de pessoas em espaço fechado.  Sempre que possível o local ficará com janelas abertas para boa circulação do ar, além do uso constante de máscaras, álcool em gel e distanciamento entre as pessoas.

Com o recurso arrecadado pretendemos montar e manter as despesas de nossa sede por 03 meses. Atualmente temos em caixa recursos que nos permitem unicamente manter o aluguel de um pequeno espaço por alguns meses, precisamos complementar esse valor para comprar equipamentos necessários à preservação dos fotogramas, montar espaço de trabalho, como também expor as fotografias e outros produtos do Zumví para venda. Assim, precisamos comprar, móveis, equipamentos, imprimir algumas fotografias para expor no espaço, e pagar água, luz e internet por três meses, tempo enquanto acumulamos capital de giro para manter nossas contas pelos meses subsequentes.

Se conseguirmos atingir a Meta 02 de R$35.000,00 poderemos adquirir uma mapoteca, envelopes em cruz para tiras de negativos e contratar um consultor especializado para capacitar os membros do Zumví para acelerar o processo de higienização e digitalização dos fotogramas que estão sob a guarda do Zumví atualmente.

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$15.000 seja alcançado.

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 1.500.000,00 ( um milhão e 500 mil reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo para recuperação de micro e pequenos negócios das periferias afetados pela pandemia. O Fundo Colaborativo segue aberto para novos parceiros que desejam destinar recursos para as periferias urbanas brasileiras.

 

Lázaro Roberto Ferreira dos Santos ainda não publicou nenhuma notícia.

Ao longo dos 30 anos o Zumví vem registrando sistematicamente as manifestações do movimento negro, e o cotidiano dos afrodescendentes em diversas temáticas e contextos populares. Principalmente a memória do movimento negro baiano e entre outros temas, compõem-se de um acervo com cerca de 30.000 negativos sobre a cultura afro-baiana. Todo material se encontra armazenado na residência do fotógrafo Lázaro Roberto, no bairro da Fazenda Grande do Retiro, infelizmente, em precárias condições de armazenamento.

O acervo vem recebendo outras colaborações, como a do poeta e militante Jonatas Conceição da Silva, que doou todo seu acervo, composto de 1.618 fotogramas, em P&B, e colorido, em 2006, pouco antes de seu falecimento, em 2009. O fotógrafo Rogério Conceição, desde o ano de 2016, vem contribuindo com doações de seu material fotográfico. Em 2020, o ZUMVÍ recebeu mais uma grande doação de arquivos, no campo do audiovisual e do cinema Negro. Parte do acervo do cineclubista e militante Luiz Orlando, falecido em 04/08/2006, foi doado pela sua família. Tal acervo se encontra em dois meios:  físico e digital. São dezenas de fotografias, centenas de documentos, cartazes, xerox, cadernetas e etc. Com total de 8.273 laudas.

Em 2020, buscando sustentabilidade, o Zumví começou um processo de organização para venda de suas fotografias. Para 2021 houve um planejamento para potencializar as vendas e organizar o acervo institucionalmente, infelizmente a Pandemia da COVID-19, fez esse planejamento ser revisto e passamos realizar algumas vendas on line, atualmente esse contato acontece por email.  Neste momento estamos em processo de construção de um e-commerce em nosso site (zumvi.com.br) para disponibilizar de maneira mais organizadas fotografias e outros produtos. Entretanto, o plano de organizar uma sede na qual possamos manter o acervo em boas condições de armazenamento, ao mesmo tempo que se possa expor e vender produtos, e realizar outras atividades de mobilização e articulação voltados à memória, precisou ser adiado um pouco. Neste momento, estamos aqui em busca de mais esse objetivo, no ajude a organizar nossa sede!

Como medidas de proteção à Covid-19, reforçamos que a equipe do Zumví atualmente é bastante reduzida e a montagem do espaço ocorrerá mantendo o limite estabelecido pela prefeitura de pessoas em espaço fechado.  Sempre que possível o local ficará com janelas abertas para boa circulação do ar, além do uso constante de máscaras, álcool em gel e distanciamento entre as pessoas.

Com o recurso arrecadado pretendemos montar e manter as despesas de nossa sede por 03 meses. Atualmente temos em caixa recursos que nos permitem unicamente manter o aluguel de um pequeno espaço por alguns meses, precisamos complementar esse valor para comprar equipamentos necessários à preservação dos fotogramas, montar espaço de trabalho, como também expor as fotografias e outros produtos do Zumví para venda. Assim, precisamos comprar, móveis, equipamentos, imprimir algumas fotografias para expor no espaço, e pagar água, luz e internet por três meses, tempo enquanto acumulamos capital de giro para manter nossas contas pelos meses subsequentes.

Se conseguirmos atingir a Meta 02 de R$35.000,00 poderemos adquirir uma mapoteca, envelopes em cruz para tiras de negativos e contratar um consultor especializado para capacitar os membros do Zumví para acelerar o processo de higienização e digitalização dos fotogramas que estão sob a guarda do Zumví atualmente.

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$15.000 seja alcançado.

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 1.500.000,00 ( um milhão e 500 mil reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo para recuperação de micro e pequenos negócios das periferias afetados pela pandemia. O Fundo Colaborativo segue aberto para novos parceiros que desejam destinar recursos para as periferias urbanas brasileiras.

 

Lázaro Roberto Ferreira dos Santos ainda não publicou nenhuma notícia.