Em Frente com o Prevê |

Em Frente com o Prevê

Acesso a nano/microcrédito em moeda social digital Prevê, destinado a contextos periféricos em Niterói e adjacências, em especial às mulheres

Project by: Banco Comunitário do Preventório
R$ 92.440,00
pledged
goal R$ 90.000,00

178 backers
backed this campaign

We did it \o/

Thanks to all backers for another successful project. Now, follow the news and comments on the project


BY

Banco Comunitário do Preventório

Banco Comunitário do Preventório
R$ 20
Vídeo de Agradecimento
17 backers
Você que contribuir com essa recompensa recebe ao final do primeiro ano de projeto um agradecimento especial em nosso vídeo de agradecimento, ressaltando como sua participação foi importante para nós.
R$ 30
Calendário do Prevê 2021
21 backers
Você receberá um calendário de mesa em papel, com ilustrações originais que destacam as riquezas da nossa comunidade.

74 available.
R$ 50
Livro do Banco Comunitário
15 backers
Conheça a história do Banco do Preventório através do nosso livro físico.

unavailable.
R$ 50
Sacolas Ecológicas
26 backers
Sacola ecológica confeccionada por artesãos do morro do Preventório a partir de materiais recicláveis.

01 available.
R$ 100
Camisetas com estampas locais
33 backers
Você bem vestido com a cara do Preventório. Camiseta de algodão com gola redonda e estampa sublimada com ilustrações do cotidiano do Morro do Preventório.

59 available.
R$ 300
Formação em Bancos Comunitários
5 backers
Vivência no Banco Comunitário do Preventório. Visita às dependências do Banco, com oficina de formação em bancos comunitários e finanças solidárias, além de visitas à empreendimentos locais parceiros do Banco. A vivência seguirá todas as recomendações e normas da Organização Mundial da Saúde (OMS) e órgãos de saúde locais para evitar a contaminação pelo novo coronavírus, incluindo a utilização obrigatória de máscaras faciais de proteção e distanciamento social.

11 available.
R$ 300
Oficina de escrita criativa - Experiênci
3 backers
Oficina on-line de escrita criativa e lettering, com a artista e ilustradora Andréia Brito. Nessa experiência, você irá aprender técnicas básicas da escrita criativa para utilização no cotidiano, como em materiais escolares e agenda se, também, em contextos comerciais, com foco na aplicação em redes sociais.

6 available.
R$ 300
Oficina em Mobilização Comunitária
6 backers
Converse e troque experiências com líderes comunitários e entenda como funciona a mobilização comunitária na prática. A vivência seguirá todas as recomendações e normas da Organização Mundial da Saúde (OMS) e órgãos de saúde locais para evitar a contaminação pelo novo coronavírus, incluindo a utilização obrigatória de máscaras faciais de proteção e distanciamento social.

2 available.
R$ 300
Oficina sobre Moedas Sociais Digitais (L
8 backers
Nessa formação, o LabIS - Laboratório de Informática e Sociedade da Universidade Federal do Rio de Janeiro apresentará as moedas sociais digitais através de experiências práticas da Rede Brasileira de Bancos Comunitários, incluindo o caso do Morro do Preventório. A oficina seguirá todas as recomendações e normas da Organização Mundial da Saúde (OMS) e órgãos de saúde locais para evitar a contaminação pelo novo coronavírus, incluindo a utilização obrigatória de máscaras faciais de proteção e distanciamento social.

unavailable.
R$ 600
Feijoada com direito a passaporte cultur
4 backers
Já pensou em conhecer as experiências do Banco Comunitário do Preventório, desfrutar das ações culturais e ainda comer uma boa feijoada da comunidade? Nessa experiência completa, você participará de uma imersão em um dia inteiro no Morro do Preventório, começando por uma formação em bancos comunitários, com visitas à empreendimentos locais parceiros do Banco do Preventório, seguido por uma feijoada e apresentações culturais locais. A vivência seguirá todas as recomendações e normas da Organização Mundial da Saúde (OMS) e órgãos de saúde locais para evitar a contaminação pelo novo coronavírus, incluindo a utilização obrigatória de máscaras faciais de proteção e distanciamento social.

35 available.

 

 

O Banco Comunitário do Preventório é, sobretudo, uma organização de moradores que, de alguma forma, tenta melhorar a vida das pessoas e cuidar da comunidade. Esse cuidado é um ato político, porque o cuidado com qualquer coisa é uma decisão política; não cuidar também é, bem como o modo como realizamos o cuidado. Partindo da atuação do Banco, o Projeto fortalecerá as ações de nano/microcrédito solidário nos morros do Preventório, Jurujuba e Jacaré, territórios de contextos periféricos de Niterói e a resiliência econômica e social dessas populações, que têm muita dificuldade de acesso ao sistema financeiro tradicional, em especial ao crédito, situação agravada pela pandemia do Coronavírus. 

Os BCDs são uma experiência originária da comunidade com originalidade e importância e, além disso, relevante contribuição para construir possibilidades de outro sistema econômico solidário. Os BCDs formam um importante instrumento na busca de uma solução dos dois problemas: o acesso a financiamento e o apoio ao desenvolvimento de práticas de economia solidária que criam laços de confiança mútua. O Banco Comunitário do Preventório foi inaugurado 4 em setembro de 2011. Em sua organização, recebeu assessoria da Incubadora de Empreendimentos em Economia Solidária da Universidade Federal Fluminense (IEES/UFF). O Banco do Preventório é o único banco comunitário da cidade e de toda a região circundante, operando com moeda social digital, o Prevê, dirigido por mulheres, e com uma série de parcerias e diálogos já estabelecidos com a comunidade, com a universidade, com os movimentos sociais, com instituições da sociedade civil, com empresas e com o poder público. Ao longo da pandemia, em conjunto com o Comitê de Solidariedade, consolidou uma rede de lideranças locais e mais de 300 doadores, arrecadando mais de R$ 70 mil em três meses, que possibilitaram a distribuição de cerca de 1600 cestas básicas, bem como de fraldas descartáveis, medicamentos, brinquedos, até mesmo móveis, e inclusive livros (doados pela Academia Brasileira de Letras). São credenciais suficientes para marcar a diferença e a novidade das ações do Banco no fortalecimento da resiliência de suas comunidades.

 

O principal objetivo do Projeto é robustecer a estrutura física e de recursos humanos para ampliação das ações de nano/microcrédito nas periferias de Niterói e adjacências, aumentando a consciência das populações locais sobre as ações do Banco Comunitário, a circulação da moeda local (Prevê) e da economia solidária, gerando novas oportunidades de trabalho e renda. No curto prazo, o foco será a geração de renda na região do Preventório, em conexão com as ações do Comitê Solidariedade que atuou na resposta rápida aos efeitos da pandemia. Posteriormente, o objetivo é resolver problemas estruturais de exclusão financeira e falta de crédito  nos contextos periféricos adjacentes, priorizando crédito para mulheres. As comunidades do Preventório, Jurujuba e Jacaré, que estarão no foco das ações do Ano 1, têm uma população total de cerca de 18 mil pessoas. Nos anos seguintes esperamos atingir outras comunidades de Niterói além dos municípios vizinhos São Gonçalo e Itaboraí.  No 1º ano  o foco é atingir diretamente 1.000 pessoas; no 2º, 1.500; e no 3º, 2.000.

Basicamente o nosso projeto precisa arrecadar recursos necessários para a implementação das ações que vão desde a divulgação, equipamentos, operações treinamentos e infraestrutura.

Nessa campanha O Fundo Colaborativo Enfrente aporta o dobro do valor arrecadado na nossa rede, triplicando a arrecadação. Ou seja, para arrecadar a meta mínima de R$90mil, você deverá captar com a sua rede pelo menos R$30mil e o Fundo Colaborativo Enfrente aportará + R$60mil.

Apoiar o Banco Comunitário é favorecer a transformação nas favelas, contribuindo para a diminuição das gritantes desigualdades em nosso país, por isso buscamos financiamento coletivo para que nosso projeto possa continuar contribuindo para o desenvolvimento local, recriando tecnologias para transformar realidades bem difíceis. São três anos de projeto e esse é nosso primeiro passo. Faça parte dessa construção coletiva e comunitária

Conseguimos chegar os 90%

Em: 10/12/2020 17:24


Conheça Quem faz parte da nossa História

Em: 09/12/2020 22:06

Estão faltando 9 dias para o término da nossa campanha e que tal conhecer as pessoas que fazem parte da nossa história?

Veja a história da empreendedora Tuí do morro do Preventório, como ela existem diversas mulheres lutando pela sua sobrevivência em um ambiente de crise econômica que afeta muito mais a comunidade. 

Link completo do vídeo: https://fb.watch/2hbov4VKCt/

Gratidão.

 


Agora é tudo ou nada !!!

Em: 08/12/2020 21:35

Estamos na reta final e com o seu apoio conseguimos atingir mais de 75% da meta.
Faltam 10 dias para a finalizaçao da campanha e precisamos que espalhe a nossa ideia como puder.
A cada um 1 real que recebemos de doação são somados mais 2 reais!
Ao atingir os 100% continuamos o nosso trabalho de desenvolvimento local das favelas e periferias atendididas pelo Banco do Preventório em 2021.

Gratidão.
 


 

 

O Banco Comunitário do Preventório é, sobretudo, uma organização de moradores que, de alguma forma, tenta melhorar a vida das pessoas e cuidar da comunidade. Esse cuidado é um ato político, porque o cuidado com qualquer coisa é uma decisão política; não cuidar também é, bem como o modo como realizamos o cuidado. Partindo da atuação do Banco, o Projeto fortalecerá as ações de nano/microcrédito solidário nos morros do Preventório, Jurujuba e Jacaré, territórios de contextos periféricos de Niterói e a resiliência econômica e social dessas populações, que têm muita dificuldade de acesso ao sistema financeiro tradicional, em especial ao crédito, situação agravada pela pandemia do Coronavírus. 

Os BCDs são uma experiência originária da comunidade com originalidade e importância e, além disso, relevante contribuição para construir possibilidades de outro sistema econômico solidário. Os BCDs formam um importante instrumento na busca de uma solução dos dois problemas: o acesso a financiamento e o apoio ao desenvolvimento de práticas de economia solidária que criam laços de confiança mútua. O Banco Comunitário do Preventório foi inaugurado 4 em setembro de 2011. Em sua organização, recebeu assessoria da Incubadora de Empreendimentos em Economia Solidária da Universidade Federal Fluminense (IEES/UFF). O Banco do Preventório é o único banco comunitário da cidade e de toda a região circundante, operando com moeda social digital, o Prevê, dirigido por mulheres, e com uma série de parcerias e diálogos já estabelecidos com a comunidade, com a universidade, com os movimentos sociais, com instituições da sociedade civil, com empresas e com o poder público. Ao longo da pandemia, em conjunto com o Comitê de Solidariedade, consolidou uma rede de lideranças locais e mais de 300 doadores, arrecadando mais de R$ 70 mil em três meses, que possibilitaram a distribuição de cerca de 1600 cestas básicas, bem como de fraldas descartáveis, medicamentos, brinquedos, até mesmo móveis, e inclusive livros (doados pela Academia Brasileira de Letras). São credenciais suficientes para marcar a diferença e a novidade das ações do Banco no fortalecimento da resiliência de suas comunidades.

 

O principal objetivo do Projeto é robustecer a estrutura física e de recursos humanos para ampliação das ações de nano/microcrédito nas periferias de Niterói e adjacências, aumentando a consciência das populações locais sobre as ações do Banco Comunitário, a circulação da moeda local (Prevê) e da economia solidária, gerando novas oportunidades de trabalho e renda. No curto prazo, o foco será a geração de renda na região do Preventório, em conexão com as ações do Comitê Solidariedade que atuou na resposta rápida aos efeitos da pandemia. Posteriormente, o objetivo é resolver problemas estruturais de exclusão financeira e falta de crédito  nos contextos periféricos adjacentes, priorizando crédito para mulheres. As comunidades do Preventório, Jurujuba e Jacaré, que estarão no foco das ações do Ano 1, têm uma população total de cerca de 18 mil pessoas. Nos anos seguintes esperamos atingir outras comunidades de Niterói além dos municípios vizinhos São Gonçalo e Itaboraí.  No 1º ano  o foco é atingir diretamente 1.000 pessoas; no 2º, 1.500; e no 3º, 2.000.

Basicamente o nosso projeto precisa arrecadar recursos necessários para a implementação das ações que vão desde a divulgação, equipamentos, operações treinamentos e infraestrutura.

Nessa campanha O Fundo Colaborativo Enfrente aporta o dobro do valor arrecadado na nossa rede, triplicando a arrecadação. Ou seja, para arrecadar a meta mínima de R$90mil, você deverá captar com a sua rede pelo menos R$30mil e o Fundo Colaborativo Enfrente aportará + R$60mil.

Apoiar o Banco Comunitário é favorecer a transformação nas favelas, contribuindo para a diminuição das gritantes desigualdades em nosso país, por isso buscamos financiamento coletivo para que nosso projeto possa continuar contribuindo para o desenvolvimento local, recriando tecnologias para transformar realidades bem difíceis. São três anos de projeto e esse é nosso primeiro passo. Faça parte dessa construção coletiva e comunitária

Conseguimos chegar os 90%

Em: 10/12/2020 17:24


Conheça Quem faz parte da nossa História

Em: 09/12/2020 22:06

Estão faltando 9 dias para o término da nossa campanha e que tal conhecer as pessoas que fazem parte da nossa história?

Veja a história da empreendedora Tuí do morro do Preventório, como ela existem diversas mulheres lutando pela sua sobrevivência em um ambiente de crise econômica que afeta muito mais a comunidade. 

Link completo do vídeo: https://fb.watch/2hbov4VKCt/

Gratidão.

 


Agora é tudo ou nada !!!

Em: 08/12/2020 21:35

Estamos na reta final e com o seu apoio conseguimos atingir mais de 75% da meta.
Faltam 10 dias para a finalizaçao da campanha e precisamos que espalhe a nossa ideia como puder.
A cada um 1 real que recebemos de doação são somados mais 2 reais!
Ao atingir os 100% continuamos o nosso trabalho de desenvolvimento local das favelas e periferias atendididas pelo Banco do Preventório em 2021.

Gratidão.