Bienal do Livro da Quebrada |

Bienal do Livro da Quebrada

A Bienal do Livro da Quebrada é um projeto criado com missão democratizar e levar às várias quebradas do país o acesso à literatura.


Projeto por: Bienal do Livro da Quebrada
R$ 1.610,00
arrecadado por mês
meta R$ 5.000,00

76
assinantes

32%
arrecadado

Faça parte desse projeto!
Vire um assinante mensal.



ASSINATURAS
R$ 10 por mês
36 assinantes mensais
R$ 20 por mês
26 assinantes mensais
R$ 40 por mês
5 assinantes mensais
R$ 60 por mês
4 assinantes mensais
R$ 100 por mês
2 assinantes mensais
R$ 200 por mês
Seja o primeiro assinante
R$ 500 por mês
Seja o primeiro assinante
R$ 1000 por mês
Seja o primeiro assinante
POR

Bienal do Livro da Quebrada

Bienal do Livro da Quebrada

A BIENAL

A Bienal do Livro da Quebrada tem como missão a democracia de oportunidades. Levar para as favelas e periferias a literatura e um evento literário que dialogue na linguagem de quem teve e tem o acesso negado. As Bienais ocorrem sempre nos grandes centros, a distância geográfica e social afasta desses eventos as pessoas que moram nas periferias, ainda que haja uma tentativa de inclusão, ela é feita de maneira que quem vem das periferias não se sentem pertencentes a esses espaços.

É também missão da Bienal, trazer ao protagonismo, autores e autoras que são das periferias, autores e autoras que não representam os dados mostrados no projeto. Trazer suas vivências e desafios para escrever, publicar e ter acesso à literatura em um país que (como demonstra dados) é elitista, racista e excludente. Também nas Bienais há pouquíssimos espaços para esses autores, não há espaços que exaltem a vivência da periferia e suas diversas formas de comunicar.

Democratizar o acesso e oportunidades, trazer ao protagonismo outras narrativas que já foram e estão sendo criadas, mas que ainda não têm um espaço dentro do mercado e universo literário mainstream, despertar o interesse das pessoas que moram nas favelas e periferias pela literatura e outras formas de arte, “descentralizar o rolê”. Esse é o objetivo da Bienal do Livro da Quebrada.

PROJETO QUEBRADINHAS - ARRECADAÇÃO E DOAÇÃO DE LIVROS

A Bienal está sendo construída. E paralelo a isso estamos tocando o projeto de arrecadação e doação de livros. E pra continuar esse projeto estamos pedindo ajuda.

Além de levar um evento literário às periferias, queremos fortalecer outros projetos que têm a mesma missão de democratizar a literatura, com doação de livros e outras ajudas que podem tirar esses projetos do papel ou fortalecer os que já estão em execução.

Temos espalhados pelo país 30 QUEBRADINHAS, que são voluntários responsáveis por arrecadar livros e mapear projetos literários que precisam de ajuda em suas cidades/estado. SÃO PAULO, BAHIA, RIO DE JANEIRO, PARANÁ, PIAUÍ, RIO GRANDE DO SUL, DISTRITO FEDERAL, ESPÍRITO SANTO, ALAGOAS, SERGIPE, MARANHÃO, MINAS E RONDÔNIA, são os lugares que estamos. Precisamos do seu apoio para recebermos e enviarmos os livros que são muitos, para a locomoção dos QUEBRADINHAS aos locais de coleta.

Bienal do Livro da Quebrada ainda não publicou nenhuma notícia.

A BIENAL

A Bienal do Livro da Quebrada tem como missão a democracia de oportunidades. Levar para as favelas e periferias a literatura e um evento literário que dialogue na linguagem de quem teve e tem o acesso negado. As Bienais ocorrem sempre nos grandes centros, a distância geográfica e social afasta desses eventos as pessoas que moram nas periferias, ainda que haja uma tentativa de inclusão, ela é feita de maneira que quem vem das periferias não se sentem pertencentes a esses espaços.

É também missão da Bienal, trazer ao protagonismo, autores e autoras que são das periferias, autores e autoras que não representam os dados mostrados no projeto. Trazer suas vivências e desafios para escrever, publicar e ter acesso à literatura em um país que (como demonstra dados) é elitista, racista e excludente. Também nas Bienais há pouquíssimos espaços para esses autores, não há espaços que exaltem a vivência da periferia e suas diversas formas de comunicar.

Democratizar o acesso e oportunidades, trazer ao protagonismo outras narrativas que já foram e estão sendo criadas, mas que ainda não têm um espaço dentro do mercado e universo literário mainstream, despertar o interesse das pessoas que moram nas favelas e periferias pela literatura e outras formas de arte, “descentralizar o rolê”. Esse é o objetivo da Bienal do Livro da Quebrada.

PROJETO QUEBRADINHAS - ARRECADAÇÃO E DOAÇÃO DE LIVROS

A Bienal está sendo construída. E paralelo a isso estamos tocando o projeto de arrecadação e doação de livros. E pra continuar esse projeto estamos pedindo ajuda.

Além de levar um evento literário às periferias, queremos fortalecer outros projetos que têm a mesma missão de democratizar a literatura, com doação de livros e outras ajudas que podem tirar esses projetos do papel ou fortalecer os que já estão em execução.

Temos espalhados pelo país 30 QUEBRADINHAS, que são voluntários responsáveis por arrecadar livros e mapear projetos literários que precisam de ajuda em suas cidades/estado. SÃO PAULO, BAHIA, RIO DE JANEIRO, PARANÁ, PIAUÍ, RIO GRANDE DO SUL, DISTRITO FEDERAL, ESPÍRITO SANTO, ALAGOAS, SERGIPE, MARANHÃO, MINAS E RONDÔNIA, são os lugares que estamos. Precisamos do seu apoio para recebermos e enviarmos os livros que são muitos, para a locomoção dos QUEBRADINHAS aos locais de coleta.

Bienal do Livro da Quebrada ainda não publicou nenhuma notícia.