Brigada Popular de Marília Contra o COVID-19 |

Brigada Popular de Marília Contra o COVID-19

Nossa campanha existe para providenciar auxílio de mantimentos e itens necessários para famílias em situação precária na cidade de Marília.

Projeto por: Brigada Popular de Marília
R$ 1.350,00
arrecadado
meta R$ 1.800,00

15 benfeitores
apoiaram essa campanha

Conseguimos \o/

Obrigado a todos os Benfeitores por mais um projeto bem sucedido. Agora, acompanhe as novidades e comentários do projeto.

POR

Brigada Popular de Marília

Brigada Popular de Marília
R$ 20
Apoiar essa campanha com R$ 20
2 benfeitores apoiando
R$ 50
Apoiar essa campanha com R$ 50
4 benfeitores apoiando
R$ 80
Apoiar essa campanha com R$ 80
1 benfeitor apoiando
R$ 100
Apoiar essa campanha com R$ 100
1 benfeitor apoiando
R$ 200
Apoiar essa campanha com R$ 200
Seja o primeiro a apoiar!
R$ 300
Apoiar essa campanha com R$ 300
Seja o primeiro a apoiar!
R$ 500
Apoiar essa campanha com R$ 500
Seja o primeiro a apoiar!
R$ 1.000
Apoiar essa campanha com R$ 1000
Seja o primeiro a apoiar!
R$ 3.000
Apoiar essa campanha com R$ 3000
Seja o primeiro a apoiar!

Nossa campanha existe para providenciar auxílio de mantimentos e itens necessários para famílias em situação precária na cidade de Marília.

A partir de conversas com a própria população, foram elencadas primeiramente 5 famílias para providenciarmos auxílio na forma de mantimentos, cesta básica, itens de higiene, entre outros, que essas famílias definiram como necessidade.

Essa primeira etapa da campanha, por 14 dias, será para arrecadar dinheiro para comprar todos esses mantimentos para essas famílias. Depois do fim dessa etapa, mais cinco famílias serão elencadas e assim por diante.

A Brigada Popular de Marília surgiu em meio a pandemia da Covid-19 com o objetivo de criar uma rede de solidariedade na cidade de Marília. Sabemos que mesmo antes desse momento difícil muitas família em situação de vulnerabilidade já passavam por grandes dificuldades: diversos ataques aos direitos dos trabalhadores estavam em curso, o desemprego batia números altíssimos, o congelamento de gastos com saúde e educação roubavam ainda mais o direito à uma vida dignas aos trabalhadores. Nesse momento crítico estamos vendo todo esse processo se agravar, e a pandemia tem sido uma desculpa para um aprofundamento da retiradas desses direitos. 
Por outro lado, vemos uma onda de solidariedade em curso, diversos grupos vêm realizando arrecadações e atividades com o intuito de minimizar os efeitos que a pandemia tem causado na vida das pessoas mais vulneráveis. Queremos nos somar a esses esforços, entendendo também que não podemos deixar que após a pandemia todas essas iniciativas percam força. 
É importante também ressaltarmos que ações como estas não podem isentar de resposabilidade quem realmente deveria proporcionar condições dignas de moradia, saúde, educação, renda e lazer para toda a população: o Estado. 
Por essa razão, buscamos realizar não apenas uma ação solidária pontual, mas trazer à tona a verdadeira mazela desta sociedade controlada por grandes conglomerados industriais e bancos, que é a acumulação de riquezas e de poder nas mãos de poucos. E acreditamos ser através da organização popular que podemos mudar esse cenário. 
Nossa ação permanente tem como objetivo criar uma grande rede de solidariedade em Marília, na qual a autonomia das pessoas envolvidas em entender suas necessidades mais imediatas seja prioritária. A demanda, portanto, pode transitar entre arrecadação de alimentos e produtos de higiene, reforma de moradias, auxílio financeiro, assistência jurídica, assistência em saúde, promover atividades de lazer, promoção de organizações de bairros para exigência de demandas específicas, entre outros. 
Levantamos algumas pautas básicas de luta durante essa pandemia:

1. Suspensão de todas as atividades produtivas, incluindo aquelas do setor mais dinâmico de acumulação no município (industria)

2. Realocação produtiva das industrias na cidade para combate ao coronavirus. (mascaras, alimento, equipamento médico)

3. Suspensão do pagamento dos impostos municipais durante os próximos seis meses.

4. Municipalização temporária dos hospitais privados da cidade para uma gestão igualitária e articulada da crise.

5. Municipalização da gestão da gota de leite para melhor gestão da crise ao nível da atenção básica.


6. Controle rigoroso do preço em pontos de comércio, para evitar aumentos abusivos.

7. Participação popular na gestão da crise.

8. Gestão da rede hoteleira para fornecer quarentena com dignidade aos moradores de rua.

 

Conhece alguma pessoa que esteja precisando da nossa ajuda? Mande-nos um e-mail: brigadapopularmarilia@gmail.com  ou em nossas páginas no Facebook e Instagram. 
Quer se juntar a nós para fazer essa diferença? Entre em contato conosco também.

 

Acompanhe a Brigada Popular de Marília pelas nossas páginas!

https://www.facebook.com/Brigada-Popular-Mar%C3%ADlia-110734877266049/?__tn__=%2Cd%2CP-R&eid=ARBQ5rLJc0aghNZh2P2KZA05mZEaMBl_oxETC8t-S1eP9ahcDcO3B66kGMn9JxTm-YOY3DvbjxOB17_X

https://www.instagram.com/brigadapopular/

 

Brigada Popular de Marília ainda não publicou nenhuma notícia.

Nossa campanha existe para providenciar auxílio de mantimentos e itens necessários para famílias em situação precária na cidade de Marília.

A partir de conversas com a própria população, foram elencadas primeiramente 5 famílias para providenciarmos auxílio na forma de mantimentos, cesta básica, itens de higiene, entre outros, que essas famílias definiram como necessidade.

Essa primeira etapa da campanha, por 14 dias, será para arrecadar dinheiro para comprar todos esses mantimentos para essas famílias. Depois do fim dessa etapa, mais cinco famílias serão elencadas e assim por diante.

A Brigada Popular de Marília surgiu em meio a pandemia da Covid-19 com o objetivo de criar uma rede de solidariedade na cidade de Marília. Sabemos que mesmo antes desse momento difícil muitas família em situação de vulnerabilidade já passavam por grandes dificuldades: diversos ataques aos direitos dos trabalhadores estavam em curso, o desemprego batia números altíssimos, o congelamento de gastos com saúde e educação roubavam ainda mais o direito à uma vida dignas aos trabalhadores. Nesse momento crítico estamos vendo todo esse processo se agravar, e a pandemia tem sido uma desculpa para um aprofundamento da retiradas desses direitos. 
Por outro lado, vemos uma onda de solidariedade em curso, diversos grupos vêm realizando arrecadações e atividades com o intuito de minimizar os efeitos que a pandemia tem causado na vida das pessoas mais vulneráveis. Queremos nos somar a esses esforços, entendendo também que não podemos deixar que após a pandemia todas essas iniciativas percam força. 
É importante também ressaltarmos que ações como estas não podem isentar de resposabilidade quem realmente deveria proporcionar condições dignas de moradia, saúde, educação, renda e lazer para toda a população: o Estado. 
Por essa razão, buscamos realizar não apenas uma ação solidária pontual, mas trazer à tona a verdadeira mazela desta sociedade controlada por grandes conglomerados industriais e bancos, que é a acumulação de riquezas e de poder nas mãos de poucos. E acreditamos ser através da organização popular que podemos mudar esse cenário. 
Nossa ação permanente tem como objetivo criar uma grande rede de solidariedade em Marília, na qual a autonomia das pessoas envolvidas em entender suas necessidades mais imediatas seja prioritária. A demanda, portanto, pode transitar entre arrecadação de alimentos e produtos de higiene, reforma de moradias, auxílio financeiro, assistência jurídica, assistência em saúde, promover atividades de lazer, promoção de organizações de bairros para exigência de demandas específicas, entre outros. 
Levantamos algumas pautas básicas de luta durante essa pandemia:

1. Suspensão de todas as atividades produtivas, incluindo aquelas do setor mais dinâmico de acumulação no município (industria)

2. Realocação produtiva das industrias na cidade para combate ao coronavirus. (mascaras, alimento, equipamento médico)

3. Suspensão do pagamento dos impostos municipais durante os próximos seis meses.

4. Municipalização temporária dos hospitais privados da cidade para uma gestão igualitária e articulada da crise.

5. Municipalização da gestão da gota de leite para melhor gestão da crise ao nível da atenção básica.


6. Controle rigoroso do preço em pontos de comércio, para evitar aumentos abusivos.

7. Participação popular na gestão da crise.

8. Gestão da rede hoteleira para fornecer quarentena com dignidade aos moradores de rua.

 

Conhece alguma pessoa que esteja precisando da nossa ajuda? Mande-nos um e-mail: brigadapopularmarilia@gmail.com  ou em nossas páginas no Facebook e Instagram. 
Quer se juntar a nós para fazer essa diferença? Entre em contato conosco também.

 

Acompanhe a Brigada Popular de Marília pelas nossas páginas!

https://www.facebook.com/Brigada-Popular-Mar%C3%ADlia-110734877266049/?__tn__=%2Cd%2CP-R&eid=ARBQ5rLJc0aghNZh2P2KZA05mZEaMBl_oxETC8t-S1eP9ahcDcO3B66kGMn9JxTm-YOY3DvbjxOB17_X

https://www.instagram.com/brigadapopular/

 

Brigada Popular de Marília ainda não publicou nenhuma notícia.