Campanha SOS Periferia |

Campanha SOS Periferia

S.O.S Periferia Nossas periferias também precisa de quarentena e sua ajuda é fundamental. Ajude-nos a ajudar

Projeto por: Lucas Pinto Alves
R$ 325,00
arrecadado
meta R$ 25.000,00

7
benfeitores

1%
arrecadado

18
dias restantes

PARCELE SEU PAGAMENTO EM ATÉ 6 VEZES

A primeira meta foi batida! Nossa arrecadação continua até 20/07/2020 - 23:59

POR

Lucas Pinto Alves

Lucas Pinto Alves
R$ 20
Apoiar essa campanha com R$ 20
Seja o primeiro a apoiar!
R$ 50
Apoiar essa campanha com R$ 50
2 benfeitores apoiando
R$ 80
Apoiar essa campanha com R$ 80
Seja o primeiro a apoiar!
R$ 100
Apoiar essa campanha com R$ 100
Seja o primeiro a apoiar!
R$ 200
Apoiar essa campanha com R$ 200
Seja o primeiro a apoiar!
R$ 300
Apoiar essa campanha com R$ 300
Seja o primeiro a apoiar!
R$ 500
Apoiar essa campanha com R$ 500
Seja o primeiro a apoiar!
R$ 1.000
Apoiar essa campanha com R$ 1000
Seja o primeiro a apoiar!
R$ 3.000
Apoiar essa campanha com R$ 3000
Seja o primeiro a apoiar!

Não encontrou o que queria?

Outro valor

A pandemia do covid-19 alcançou o Estado do Ceará, sendo sua capital Fortaleza a mais atingida, pois possui o maior número da taxa de infectados por cidade no Brasil, a qual está estruturada administrativamente em 39 territórios e 12 Regionais, totalizando 121 bairros. O território do Grande Bom Jardim, moram 37.758 pessoas (IBGE, 2010), tendo uma conexão cultural e social com os bairros da Granja Portugal, Granja Lisboa, Canindezinho e Siqueira, englobando mais umas 20 comunidades não reconhecidas oficialmente como bairros.

A região é bastante conhecida pelos grandes índices de criminalidade e vulnerabilidade social, das quais possui o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) mais baixos da cidade de Fortaleza.

Em decorrência da proliferação do vírus e as necessidades sociais das comunidades, o coordenador da campanha Rodney, mobilizou seus alunos do Projeto ZumDanceShow, situado no território do Grande Bom Jardim, e o ativista de Direitos Humanos, Lucas Alves, para realizar uma ação que se solidarizasse com as famílias carentes deste local.

Assim, os jovens Rodney e Lucas, desenvolveram no Bairro Jatobá, a formação de uma atividade em rede com os líderes de ruas de projetos parceiros, entre eles, Leões Dourados, Malok Dance e lideranças sociais das comunidades do Marrocos e Planalto Vitória, com o intuito de auxiliar 200 famílias do Grande Bom Jardim, alcançando as comunidades do Genibaú, Marrocos, Planalto Vitória, Jardim Jatobá, as quais neste frágil momento de pandemia, se encontram comdificuldades na garantia de sua alimentação.

Com o avanço da doença, foi percebido a necessidade de intensificar a campanha, uma vez que apareceram muitas solicitações de pedidos de cestas básicas, como também, de doadores que incentivam na extensão das ações para outros territórios.

 

Lucas Pinto Alves ainda não publicou nenhuma notícia.

A pandemia do covid-19 alcançou o Estado do Ceará, sendo sua capital Fortaleza a mais atingida, pois possui o maior número da taxa de infectados por cidade no Brasil, a qual está estruturada administrativamente em 39 territórios e 12 Regionais, totalizando 121 bairros. O território do Grande Bom Jardim, moram 37.758 pessoas (IBGE, 2010), tendo uma conexão cultural e social com os bairros da Granja Portugal, Granja Lisboa, Canindezinho e Siqueira, englobando mais umas 20 comunidades não reconhecidas oficialmente como bairros.

A região é bastante conhecida pelos grandes índices de criminalidade e vulnerabilidade social, das quais possui o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) mais baixos da cidade de Fortaleza.

Em decorrência da proliferação do vírus e as necessidades sociais das comunidades, o coordenador da campanha Rodney, mobilizou seus alunos do Projeto ZumDanceShow, situado no território do Grande Bom Jardim, e o ativista de Direitos Humanos, Lucas Alves, para realizar uma ação que se solidarizasse com as famílias carentes deste local.

Assim, os jovens Rodney e Lucas, desenvolveram no Bairro Jatobá, a formação de uma atividade em rede com os líderes de ruas de projetos parceiros, entre eles, Leões Dourados, Malok Dance e lideranças sociais das comunidades do Marrocos e Planalto Vitória, com o intuito de auxiliar 200 famílias do Grande Bom Jardim, alcançando as comunidades do Genibaú, Marrocos, Planalto Vitória, Jardim Jatobá, as quais neste frágil momento de pandemia, se encontram comdificuldades na garantia de sua alimentação.

Com o avanço da doença, foi percebido a necessidade de intensificar a campanha, uma vez que apareceram muitas solicitações de pedidos de cestas básicas, como também, de doadores que incentivam na extensão das ações para outros territórios.

 

Lucas Pinto Alves ainda não publicou nenhuma notícia.