[PR] Campo e cidade! |

[PR] Campo e cidade!

Ajude a doar cestas de alimentos saudáveis produzidos pela Agricultura Familiar para famílias em situação de vulnerabilidade da Região Noroeste do Paraná.

Projeto por: Associação das Mulheres do Assentamento Santa Maria
R$ 22.005,00
arrecadado
meta R$ 22.150,00

39 benfeitores
apoiaram essa campanha

Conseguimos \o/

Obrigado a todos os Benfeitores por mais um projeto bem sucedido. Agora, acompanhe as novidades e comentários do projeto.


POR

Associação das Mulheres do Assentamento Santa Maria

Associação das Mulheres do Assentamento Santa Maria
R$ 20
Apoiar essa campanha com R$ 20
3 benfeitores apoiando
Obrigada pelo seu apoio!
R$ 50
Apoiar essa campanha com R$ 50
2 benfeitores apoiando
Obrigada pelo seu apoio!
R$ 80
Apoiar essa campanha com R$ 80
1 benfeitor apoiando
Obrigada pelo seu apoio!
R$ 100
Apoiar essa campanha com R$ 100
1 benfeitor apoiando
Obrigada pelo seu apoio!
R$ 200
Apoiar essa campanha com R$ 200
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pelo seu apoio!
R$ 300
Apoiar essa campanha com R$ 300
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pelo seu apoio!
R$ 500
Apoiar essa campanha com R$ 500
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pelo seu apoio!
R$ 1.000
Apoiar essa campanha com R$ 1000
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pelo seu apoio!
R$ 3.000
Apoiar essa campanha com R$ 3000
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pelo seu apoio!

Estamos presente num território arrasado pelo latifúndio e pelo agronegócio da cana-de-açúcar, onde conforme o negócio da cana foi se modernizando e mecanizando-se deixou sem empregos milhares de trabalhadores urbanos e rurais. Assim empobrecendo mais a região, que já é marcada pela violência por estar na rota do tráfico e do crime organizado, agora se encontra mais miserável que nunca.

 Historicamente a cooperativa vende alimentos de primeira necessidade como leite, lanifícios e hortaliças a preço justo as famílias da periferia dos municípios ao redor e oferece esses alimentos na alimentação escolar. Desde que entramos nesse período de pandemia do Covid-19, mesmo com as condições econômicas adversas, doamos um pouco da nossa produção residual de álcool para a prefeitura Municipal de Paranacity e participamos de outras ações de solidariedade. Porem queremos contribuir mais com nossa sociedade local apoiando quem mais precisa nesse momento e junto com isso permitir que se incentive nosso projeto de vida e produção, assim surgiu a ideia de se montar a campanha solidaria onde a AMAR possa compra alimentos comercializados pala cooperativa e por outros assentamentos da região e montar cestas para doa-las as famílias periféricas de Paranacity e região.

Na cesta estarão presentes alimentos como arroz, feijão, açúcar mascavo, pão e bolacha, melado, macarrão, leite e iogurte. A nossa meta é de entregar duzentas cestas para as famílias, tudo isso em parceria com os Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) de Paranacity, Cruzeiro do Sul e Inaja que nos ajudaram a fazer a entrega das cestas, com todas as medidas de segurança necessárias.

O Assentamento Santa Maria está localizado no noroeste do estado do Paraná, na cidade de Paranacity. Essa terra foi ocupada no início de 1993 com a proposta de ser um assentamento coletivo, onde não há divisão dos lotes, e junto com o assentamento nasceu uma cooperativa, com a proposta de gerenciar os trabalhos dos assentados e realizar a comercialização do que se era produzido. A cooperativa recebeu o nome Cooperativa de Produção Agropecuária Vitoria (COPAVI) e a AMAR é o coletivo de mulheres sem terras que vivem no assentamento.

Toda a produção do assentamento é agroecológica, tendo como principal produção os derivados de cana de açúcar, açúcar mascavo e o melado COPAVI e a cachaça Camponeses. Mas também trabalhamos com leite de vaca seus derivados (iogurte e queijos, nata), hortaliças, panificados e ovos caipira.

Paranacity e suas cidades entorno são cidades muito pequenas, pobres e violentas, principalmente Paranacity por estar na rota do tráfico da Região. Segundo o IBGE, Paranacity tem 11.472 habitantes, onde 31% vive somente com até meio salário mínimo per capita e em 2017 apenas 29% da população tinha trabalho formal, somente 41% dos domicílios da cidade possui esgotamento sanitário adequado e em 2010 o Índice de Desenvolvimento Urbano era 0,717. A região periférica da cidade está localizada no bairro Vila Progresso, onde 20% da população mora, inclusive esse é a área que será mais beneficiada pelo projeto.

As poucas fontes de renda que existiam na região para essa população foram paradas devido a Pandemia do Covid-19 e ao surto de infectados que vem ocorrendo nos últimos 15 dias na região. Levar alimentos para quem mais precisa e principalmente levar alimentos saudáveis, produzido por quem também está sendo bastante afetado nesse período, que são as famílias da Agricultura Familiar é de valor inestimado.

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$30.000 seja alcançado.

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 4.000.000,00 (quatro milhões de reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo de iniciativas que enfrentem os efeitos do Coronavírus nas periferias urbanas brasileiras. Por se tratar de um Fundo Colaborativo e aberto a novos parceiros, o montante destinado a triplicação dos projetos pode ainda aumentar, possibilitando um número maior de iniciativas contempladas.

Associação das Mulheres do Assentamento Santa Maria ainda não publicou nenhuma notícia.

Estamos presente num território arrasado pelo latifúndio e pelo agronegócio da cana-de-açúcar, onde conforme o negócio da cana foi se modernizando e mecanizando-se deixou sem empregos milhares de trabalhadores urbanos e rurais. Assim empobrecendo mais a região, que já é marcada pela violência por estar na rota do tráfico e do crime organizado, agora se encontra mais miserável que nunca.

 Historicamente a cooperativa vende alimentos de primeira necessidade como leite, lanifícios e hortaliças a preço justo as famílias da periferia dos municípios ao redor e oferece esses alimentos na alimentação escolar. Desde que entramos nesse período de pandemia do Covid-19, mesmo com as condições econômicas adversas, doamos um pouco da nossa produção residual de álcool para a prefeitura Municipal de Paranacity e participamos de outras ações de solidariedade. Porem queremos contribuir mais com nossa sociedade local apoiando quem mais precisa nesse momento e junto com isso permitir que se incentive nosso projeto de vida e produção, assim surgiu a ideia de se montar a campanha solidaria onde a AMAR possa compra alimentos comercializados pala cooperativa e por outros assentamentos da região e montar cestas para doa-las as famílias periféricas de Paranacity e região.

Na cesta estarão presentes alimentos como arroz, feijão, açúcar mascavo, pão e bolacha, melado, macarrão, leite e iogurte. A nossa meta é de entregar duzentas cestas para as famílias, tudo isso em parceria com os Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) de Paranacity, Cruzeiro do Sul e Inaja que nos ajudaram a fazer a entrega das cestas, com todas as medidas de segurança necessárias.

O Assentamento Santa Maria está localizado no noroeste do estado do Paraná, na cidade de Paranacity. Essa terra foi ocupada no início de 1993 com a proposta de ser um assentamento coletivo, onde não há divisão dos lotes, e junto com o assentamento nasceu uma cooperativa, com a proposta de gerenciar os trabalhos dos assentados e realizar a comercialização do que se era produzido. A cooperativa recebeu o nome Cooperativa de Produção Agropecuária Vitoria (COPAVI) e a AMAR é o coletivo de mulheres sem terras que vivem no assentamento.

Toda a produção do assentamento é agroecológica, tendo como principal produção os derivados de cana de açúcar, açúcar mascavo e o melado COPAVI e a cachaça Camponeses. Mas também trabalhamos com leite de vaca seus derivados (iogurte e queijos, nata), hortaliças, panificados e ovos caipira.

Paranacity e suas cidades entorno são cidades muito pequenas, pobres e violentas, principalmente Paranacity por estar na rota do tráfico da Região. Segundo o IBGE, Paranacity tem 11.472 habitantes, onde 31% vive somente com até meio salário mínimo per capita e em 2017 apenas 29% da população tinha trabalho formal, somente 41% dos domicílios da cidade possui esgotamento sanitário adequado e em 2010 o Índice de Desenvolvimento Urbano era 0,717. A região periférica da cidade está localizada no bairro Vila Progresso, onde 20% da população mora, inclusive esse é a área que será mais beneficiada pelo projeto.

As poucas fontes de renda que existiam na região para essa população foram paradas devido a Pandemia do Covid-19 e ao surto de infectados que vem ocorrendo nos últimos 15 dias na região. Levar alimentos para quem mais precisa e principalmente levar alimentos saudáveis, produzido por quem também está sendo bastante afetado nesse período, que são as famílias da Agricultura Familiar é de valor inestimado.

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$30.000 seja alcançado.

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 4.000.000,00 (quatro milhões de reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo de iniciativas que enfrentem os efeitos do Coronavírus nas periferias urbanas brasileiras. Por se tratar de um Fundo Colaborativo e aberto a novos parceiros, o montante destinado a triplicação dos projetos pode ainda aumentar, possibilitando um número maior de iniciativas contempladas.

Associação das Mulheres do Assentamento Santa Maria ainda não publicou nenhuma notícia.