SEBRAE |

NEGÓCIOS DE IMPACTO SOCIAL

Um canal para o seu negócio de impacto arrecadar fundos, criar rede
e ainda receber orientação empreendedora do Sebrae/RJ.

Projeto : Ateliê de Arquitetura de Favela Canal SEBRAE

FINANCIADO

R$ 15.220 - 101% atingido

Projeto : GreenAnt

GreenAnt

GreenAnt
Canal SEBRAE

FINANCIADO

R$ 56.750 - 103% atingido

Projeto : JOVEM VISIONÁRIO  SOCIAL Canal SEBRAE

FINANCIADO

R$ 26.760 - 101% atingido

Projeto : Permacultura Urbana na Central do Brasil Canal SEBRAE

FINANCIADO

R$ 10.821 - 134% atingido

Projeto : Rubbia - Não é força, é jeito Canal SEBRAE

FINANCIADO

R$ 8.980 - 200% atingido

Projeto : Vegetê _dois mil e sempre Canal SEBRAE

FINANCIADO

R$ 27.222 - 112% atingido

Projeto : Ecoturismo de Base Comunitária - Rocinha Canal SEBRAE

FINANCIADO

R$ 16.090 - 103% atingido

Projeto : Kilombu: Tecnologia e Empreendedorismo! Canal SEBRAE

NÃO FINANCIADO

R$ 4.140 - 35% atingido

Projeto : Programa Emprega Baixada RJ Canal SEBRAE

NÃO FINANCIADO

R$ 440 - 3% atingido

Um canal de fomento a Negócios de Impacto Social no mercado do Rio De Janeiro, idealizado por Sebrae/RJ e Benfeitoria. 

Em um ambiente inovador, colaborativo e ganha-ganha esses negócios de impacto poderão viabilizar recursos online (crowdfunding), aprofundando a relação com o público e criando redes. Além de receber um pacote customizado de consultoria, diagnóstico e orientação empreendedora do Sebrae

Com essa parceria, o Sebrae/RJ quer incentivar negócios que causem impacto social / ambiental positivo (no estado Rio de Janeiro), aumentando a possibilidade de geração de renda compartilhada e autonomia financeira dos mesmos.

Além de ser viável economicamente, um negócio de impacto social existe para buscar soluções a questões sócios-ambientais ou pela ampliação de um impacto já produzido. A novidade é que esta solução é desenvolvida considerando a viabilidade econômica da intervenção, com base em estratégias e modelos de negócios.

Ou seja, são negócios que buscam impacto positivo gerado através do próprio core business do empreendimento, logo, a atividade principal deve beneficiar diretamente pessoas com faixa de renda mais baixas, as chamadas classes C, D e E, que de acordo com o IBGE, em 2010, correspondem a 168 milhões de pessoas.

Segundo o Centro de Empreendedorismo Social e Administração em Terceiro Setor da Universidade de São Paulo (CEATS), a intencionalidade é um fator importante e diferencial nos negócios de impacto social. Bem como sua relação com a realidade local e compromisso com o desenvolvimento do território. A análise da realidade social e seu contexto é fundamental para determinar o negócio de impacto social.

Nesse modelo, viabilidade econômica e preocupação social e ambiental possuem a mesma importância e fazem parte do mesmo plano de negócios. Podemos dizer que são soluções de negócios para problemas sócio ambientais.

Outra importante característica dos negócios de impacto social, é que esta iniciativa não é desenvolvida para um ganho pessoal e sim para benefício de um grupo de pessoas.

Qualquer pessoa, coletivo ou instituição (com ou sem fins lucrativos), que tenha um modelo de negócio com impacto social no Estado do Rio de Janeiro poderá enviar uma proposta através do formulário online de inscrição do canal, disponível em www.benfeitoria.com/sebraerj. As propostas recebidos serão analisados pelo Sebrae/RJ e Benfeitoria a partir dos critérios de seleção descritos no item abaixo.

Todos selecionados receberão uma consultoria especial da Benfeitoria para a elaboração e acompanhamento de sua campanha de arrecadação via financiamento coletivo (crowdfunding). O Sebrae/RJ garantirá um diagnóstico inicial de negócio, a partir da qual será desenhada a recomendação sobre o pacote ideal de consultoria a ser implementado pós captação (em caso de sucesso).

Nesta chamada estamos em busca de projetos de negócios de impacto social que:

  1. Sejam implementados no Estado do Rio de Janeiro;
  2. Vendam um produto ou serviço que contribui para melhorar a qualidade de vida da população de baixa renda;
  3. Esse produto ou serviço principal é capaz de sustentar financeiramente a empresa, de forma que ela não dependa de doações ou captação de recursos para as suas operações;
  4. Tem potencial de alcançar escala e opera de maneira eficiente;
  5. Incluir grupos de baixa renda na cadeia produtiva de valor;
  6. Sejam realizados por pessoas/grupos que tenham disponibilidade para preparar e mobilizar a campanha durante que devem ocorrer dentro do período entre dezembro de 2015 e julho de 2016, durando no máximo 2 meses (período de captação)

Lançamento do canal – 07/12/15 
Envio de projetos – 07/12/15 a 01/04/2016
Último dia para publicação de projetos – 30/04/2016 
Tempo de captação das campanhas – de 1 a 3 meses 
Os projetos podem ter datas de publicação e/ou período arrecadação diferentes, desta forma o repasse financeiro será mediante o termino dos mesmos.

As propostas poderão ser enviados entre os dias 07/dezembro/2015 e 01/abril/2016 pelo formulário de inscrição disponível na URL do canal (www.benfeitoria.com/sebraerj), através do botão INSCREVA SEU NEGÓCIO.

Cada pessoa, coletivo ou instituição poderá enviar quantos propostas desejar, porém poderá ser contemplado somente em um deles.

No formulário de inscrição, há campos a serem preenchidos sobre o negócio (descrição, meta de arrecadação, orçamento resumido), sobre o realizador (histórico que mostre capacidade de realização), sobre a campanha de arrecadação e seus materias(proposta de engajamento e capacidade de ativação de rede). Há também a opção de envio de vídeo ou apresentações de suporte, mas não serão obrigatórios nesta fase.

Os realizadores poderão entrar em contato para esclarecimento de dúvidas, solicitações ou outras questões por meio e-mailcontato@benfeitoria.com

Todas as dúvidas serão respondidas em até 48h úteis, exceto na última semana de envio de projetos, quando as respostas serão dadas em até 24h úteis.

Todos as propostas recebidos serão analisados pela equipe da Benfeitoria, considerando o perfil dos negócios*. Os melhores serão apresentados para o Sebrae/RJ, que elegerá, a seu livre critério, até 15 negócios a serem contemplados pelo programa.

*Pré requisito eliminatório: adequação ao perfil de negócios do canal (vide item 2.1).

Nesta fase, os negócios eleitos que aceitarem e assinarem os termos de compromisso do canal irão receber uma consultoria especial para elaboração e acompanhamento da sua campanha de arrecadação, no qual a Benfeitoria irá: (1) esclarecer as dúvidas sobre a dinâmica de crowdfunding e o funcionamento da Benfeitoria, (2) alinhar a expectativa sobre as reais demandas para a realização de um projeto de crowdfunding, dado os pilares de sucesso de um projeto, (3) conhecer melhor os realizadores em questão, os ajudando a pensar no envelopamento conceitual da proposta, na elaboração do mix das recompensas oferecidas, na sua estratégia de alcance de rede, na definição de metas e nos demais detalhamentos da proposta para aumentar as chances de sucesso de arrecadação e realização do projeto (4) orientar os realizadores na elaboração dos materiais de campanha (vídeo, texto, imagens) e sobre os processos de comunicação com os colaboradores e de resgate financeiro e (5) publicar os projetos na plataforma até dia 30/04/2016.

Nesta fase, os negócioss selecionados terão suas campanhas de arrecadação publicadas no Canal de Negócios de Impacto Social do Sebrae/RJ, através do qual as pessoas poderão conhecer, colaborar, comentar e divulgar a proposta.

As contribuições poderão ser feitas via cartão de crédito nacional e internacional, boleto bancário ou débito em conta. Todos colaboradores terão direito a uma recompensa especial, que varia de acordo com o valor do apoio.

O valor mínimo de colaboração na plataforma é de R$10.

Colaborações que extrapolem a meta serão repassadas normalmente aos realizadores de cada campanha.

Caso a meta de alguma campanha publicada não seja alcançada, a Benfeitoria fará o estorno de todas as colaborações feitas através da plataforma.

Nesta fase, a Benfeitoria fará o repasse de todo valor arrecadado através da plataforma pelas campanhas bem sucedidos (que alcancem a meta de arrecadação) para CADA realizador da mesma, descontando o valor das taxas cobradas pela integradora financeira (aproximadamente 5%, dependendo das formas de pagamento usadas).

O repasse será feito mediante a assinatura do termo de responsabilidade e comprimento com o que foi proposto em cada campanha.

Depois do repasse financeiro, a implementação, a comunicação com os colaboradores e a entrega das recompensas são de responsabilidade exclusiva do realizador.

Os termos isentarão Benfeitoria e Sebrae/RJ a de qualquer responsabilidade sobre a execução do projeto, cabendo apenas a parte do repasse financeiro. O termo também irá assegurar ao realizador do projeto todos e quaisquer direitos sobre seu projeto, cabendo à Benfeitoria e Sebrae/RJ a apenas as contrapartidas de sessão de imagem e visibilidade da marca nos projeto, entre outras parceiras e/ou condições a serem acordadas diretamente com os projetos.

A prestação de contas do realizador poderá ser feita através de fotos, vídeos ou outras formas de registro que comprovem a realização do projeto.

Nem Benfeitoria nem Sebrae/RJ se responsabilizam pelo modo de utilização dos recursos, pela efetivação do projeto e pela entrega das recompensas, por sua veracidade ou por sua qualidade. ESTAS SÃO DE TOTAL RESPONSABILIDADE DOS REALIZADORES.

O Canal de Negócios de Impacto Social é uma iniciativa de fomento ao empreendedorismo de impacto e à economia colaborativa, que tem como valor base a confiança e a transparência.

Não haverá nenhuma auditoria formal, apenas a cobrança de status digitais da implementação do projeto e dos demais termos contratuais. Ainda assim, como a realização do projeto é um compromisso assumido pelo realizador do projeto com o coletivo e com o Sebrae/RJ, através de contrato, em caso de não realização por motivos de força maior, o valor arrecadado deverá ser devolvido para todos os apoiadores do projeto.