CANTO DE LIBERDADE, Ricardo Vilas |

CANTO DE LIBERDADE, Ricardo Vilas

Canto de Liberdade é um novo CD de Ricardo Vilas, trazendo 14 canções, 7 clássicos da MPB, como Ponteio, Opinião, e 7 musicas autorais.

Projeto por: Ricardo Vilas
R$ 16.535,00
arrecadado
meta R$ 16.000,00

90 benfeitores
apoiaram essa campanha

Conseguimos \o/

Obrigado a todos os Benfeitores por mais um projeto bem sucedido. Agora, acompanhe as novidades e comentários do projeto.

POR

Ricardo Vilas

Ricardo Vilas

Musico, compositor, letrista, cantor, arranjador, diretor musical, produtor cultural, realizador e produtor audiovisual

R$ 35
CD
19 benfeitores apoiando
- 1 CD Canto de Liberdade entregue na sua casa + - 2 faixas inéditas do cd enviadas antecipadamente para o seu e-mail + - Agradecimento pela sua colaboração na página Ricardo Vilas - Canto de Liberdade no Facebook.
R$ 50
CD + ingresso show + agradecimento
24 benfeitores apoiando
- 1 CD Canto de Liberdade entregue na sua casa - 1 ingresso do show de lançamento (data e local a serem divulgados) + - 2 faixas inéditas do cd enviadas antecipadamente para o seu e-mail + - Agradecimento pela sua colaboração na página do Canto de Liberdade no Facebook.
R$ 100
Mais CDs e mais ingressos+agradecimento
17 benfeitores apoiando
- 2 CDs Canto de Liberdade entregues na sua casa + - 2 ingressos para show de lançamento (data e local a serem divulgados) + - 2 faixas inéditas do cd enviadas antecipadamente para o seu e-mail + - Agradecimento pela sua colaboração na página do Canto de Liberdade no Facebook.
R$ 150
CDs, ingressos e CDs "coleção"
8 benfeitores apoiando
- 2 CDs Canto de Liberdade entregues na sua casa + - 2 CDs "coleção" de Ricardo Vilas, entregues em sua casa, a escolha entre: “MPB Connections”, “Meu Caro Amigo”, “Cine Ipanema”, “Novas Saudades do Brasil” - 2 ingressos para show de lançamento (data e local a serem divulgados) + - 2 faixas inéditas do cd enviadas antecipadamente para o seu e-mail + - Agradecimento pela sua colaboração na página do Canto de Liberdade no Facebook.
R$ 190
Cds, ingressos, Cds e LPs "coleção"
2 benfeitores apoiando
- 2 CDs Canto de Liberdade entregues na sua casa + - 2 CDs "coleção" de Ricardo Vilas, entregues em sua casa, a escolha entre: “MPB Connections”, “Meu Caro Amigo”, “Cine Ipanema”, “Novas Saudades do Brasil” + - 2 LPs coleção de Ricardo Vilas (“Locomotiva” + “Nós Andróides”), entregues em sua casa - 2 ingressos para show de lançamento (data e local a serem divulgados) + - 2 faixas inéditas do cd enviadas antecipadamente para o seu e-mail + - Agradecimento pela sua colaboração na página do Canto de Liberdade no Facebook.
R$ 220
Mais: CDs, ingressos, CDs "coleção"
5 benfeitores apoiando
- 4 CDs Canto de Liberdade entregues na sua casa + - 2 CDs coleção de Ricardo Vilas, entregues em sua casa, a escolha entre: “MPB Connections”, “Meu Caro Amigo”, “Cine Ipanema”, “Novas Saudades do Brasil” - 2 ingressos para show de lançamento (data e local a serem divulgados) + - 2 faixas inéditas do cd enviadas antecipadamente para o seu e-mail + - Agradecimento pela sua colaboração na página Canto de Liberdade no Facebook +
R$ 300
Mais CDs, e nome no encarte
7 benfeitores apoiando
- 5 CDs Canto de Liberdade entregues na sua casa + - 2 CDs coleção de Ricardo Vilas, entregues em sua casa, a escolha entre: “MPB Connections”, “Meu Caro Amigo”, “Cine Ipanema”, “Novas Saudades do Brasil” + - 4 ingressos para show de lançamento (data e local a serem divulgados) + - 2 faixas inéditas do cd enviadas antecipadamente para o seu e-mail + - Seu nome no encarte do cd como apoiador cultural+ - Agradecimento pela sua colaboração na página Canto de Liberdade no Facebook +
R$ 500
Benfeitor Bronze
4 benfeitores apoiando
- 7 CDs entregues na sua casa + - 2 CDs coleção de Ricardo Vilas, entregues em sua casa, a escolha entre: “MPB Connections”, “Meu Caro Amigo”, “Cine Ipanema”, “Novas Saudades do Brasil” + - 1 DVD “Ricardo Vilas: 40 anos de MPB”, gravado ao vivo no Teatro Maison de France + - 4 ingressos para show de lançamento (data e local a serem divulgados) + - 2 faixas inéditas do cd enviadas antecipadamente para o seu e-mail + - Seu nome ou a marca de sua empresa no encarte do cd como apoiador cultural “Benfeitor Bronze” + - Agradecimento pela sua colaboração na página Canto de Liberdade no Facebook
R$ 1.000
Benfeitor Prata
2 benfeitores apoiando
- 10 CDs entregues na sua casa + - 3 CDs coleção de Ricardo Vilas, entregues em sua casa, a escolha entre: “MPB Connections”, “Meu Caro Amigo”, “Cine Ipanema”, “Novas Saudades do Brasil” + - 1 DVD “Ricardo Vilas: 40 anos de MPB”, gravado ao vivo no Teatro Maison de France + - 6 ingressos para show de lançamento (data e local a serem divulgados) + - Pocket show (40 min) [Ricardo Vilas voz e violão] + - 2 faixas inéditas do cd enviadas antecipadamente para o seu e-mail + - Seu nome ou a logomarca da sua empresa no encarte do cd como apoiador cultural “Benfeitor Prata” - Agradecimento pela sua colaboração na página do compositor no Facebook Obs: O pocket show pode acontecer em residências, teatros, auditórios de empresas ou outros locais, dentro ou fora da cidade do Rio de Janeiro. Caso haja necessidade de deslocamento entre cidades, hospedagem, alimentação, aluguel de espaço, sonorização etc., essas despesas de produção precisam ser previstas e custeadas pelo apoiador, caso a caso.
R$ 3.000
Benfeitor Ouro
1 benfeitor apoiando
- 10 CDs Canto de Liberdade entregues na sua casa - 3 CDs coleção de Ricardo Vilas, ilas entregues em sua casa: “MPB Connections”, “Meu Caro Amigo”, “Cine Ipanema”, “Novas Saudades do Brasil” - Show (60 min) [Ricardo Vilas, voz e violão, + 1 músico] + - 1 DVD “Ricardo Vilas: 40 anos de MPB”, gravado ao vivo no Teatro Maison de France + - 8 ingressos para show de lançamento (data e local a serem divulgados) + - Seu nome ou a logomarca da sua empresa no encarte do cd como apoiador cultural “Benfeitor Ouro” - Agradecimento pela sua colaboração na página do compositor no Facebook Obs: O show pode acontecer em residências, teatros, auditórios de empresas ou outros locais, dentro ou fora da cidade do Rio de Janeiro. Caso haja necessidade de deslocamento entre cidades, hospedagem, alimentação, aluguel de espaço, sonorização etc., essas despesas de produção precisam ser previstas e custeadas pelo apoiador, caso a caso.
R$ 5.000
Benfeitor Platina
Seja o primeiro a apoiar!
- 25 CDs entregues na sua casa + - 4 CDs coleção de Ricardo Vilas, entregues em sua casa: “MPB Connections”, “Meu Caro Amigo”, “Cine Ipanema”, “Novas Saudades do Brasil” - Show (60 min) [Ricardo Vilas, voz e violão, + 2 músicos] + - 10 ingressos para show de lançamento (data e local a serem divulgados) + - Agradecimento pela sua colaboração na página do compositor no Facebook - Seu nome ou a logomarca da sua empresa no encarte do cd como apoiador cultural “Benfeitor Platina” Obs: O show pode acontecer em residências, teatros, auditórios de empresas ou outros locais, dentro ou fora da cidade do Rio de Janeiro. Caso haja necessidade de deslocamento entre cidades, hospedagem, alimentação, aluguel de espaço, sonorização etc., essas despesas de produção precisam ser previstas e custeadas pelo apoiador, caso a caso.
Chamada sensacional para o Canto de Liberdade, veja o casting: Ingrid Gerolimich, Solange Bastos, Elvio Gaspar, Ricardo Moreno, Pedro Gerolimich, Ubiraci Tomé, Claudio Salles, Artur Obino, Moreno Pescador. Entre nessa corrente viva de apoio.
A dupla de cantatores Jujuba e Ana Nogueira, alegria da garotada e das mamães e papais, também apoia o nosso Canto de Liberdade!
 

 

Caique Botkay apoia nosso Canto de Liberdade. Entenda porque ouvindo sua mensagem!
 

 

 
Instruções básicas para colaborar com nosso crownfunding 

 

Suzana Queiroga apoia o Canto de Liberdade

 

Isabel Bogea e Orlando Guilhon apoiam o Canto de Liberdade

 

Marquinhos de Oswaldo Cruz apoia o Canto de Liberdade.

 

O projeto Canto de Liberdade consiste em: arranjar e gravar as 14 músicas que compõem o repertório do álbum, criar e produzir o material visual (marca, capa, encarte, releases, fotos), fabricar o produto CD, entregá-lo aos benfeitores, divulgá-lo, produzir um show de lançamento. São sete canções de resistência e de amor que se fizeram ouvir, mesmo durante os anos da repressão e da censura da ditadura militar, e que cantam ainda hoje a liberdade, com arranjos originais e atuais. Completam o repertório sete composições autorais de Ricardo Vilas.

                                        

 

O projeto de Ricardo Vilas “Canto de Liberdade” e o chamamento ao publico

Hoje mais que nunca é importante que a linha direta entre o artista e o público seja uma realidade.

A produção e a distribuição de música, e produtos culturais em geral,  está concentrada nas mãos de grandes empresas e conglomerados de distribuição e de comunicação. O advento da internet por si só não significa uma maior democratização da produção e do acesso aos produtos culturais.

O público hoje é chamado a apoiar diretamente os projetos que ele considera relevantes para que estes possam se tornar realidade, sob pena de ver nossa cultura cada vez mais banalizada e construída segundo os critérios de uma comercialização fácil, imediatista e massiva.

Assim, nascem as campanhas de financiamento coletivo.

                                

O financiamento coletivo (crowdfunding) funciona como uma espécie de compra antecipada: o público paga por um álbum que ainda será feito, com a garantia de ter o dinheiro devolvido pela plataforma caso a campanha não atinja o valor necessário. É uma ideia simples que, além de viabilizar um produto cultural que você considera bom ou importante, ainda elimina intermediários, colocando o público como cúmplice do artista e parceiro direto do seu trabalho.

 

Metas e prazos da campanha

A campanha dura dois meses, durante os quais você irá recebendo notícias sobre o andamento da arrecadação. Baseado na regra do tudo ou nada, ou se alcança a meta principal dentro desse prazo (e daí se realiza o projeto) ou o dinheiro é todo devolvido aos colaboradores. No nosso caso, o prazo da campanha se encerra dia 31/10/2017.

A data para a entrega do disco (assim como para o começo da entrega das outras recompensas) está projetada para o início de dezembro, na época das festas (o CD é uma excelente opção de presente, diga-se de passagem!).

Toda contribuição será integralmente destinada à produção do projeto, neste caso dividido em três etapas. Alcançando a primeira meta – que encerra a fase do tudo ou nada e cobre apenas os custos da gravação, nós produziremos a gravação do CD, financiaremos sua fabricação e o enviaremos aos nossos benfeitores. Realizaremos o show de lançamento com recursos próprios, com a parceria dos músicos e de toda a equipe.

Será importante alcançar a segunda etapa, pois ela  permitirá aprimorar a produção do álbum e do show, pagando melhor artistas, técnicos envolvidos, assim como o aluguel do espaço e dos equipamentos de som e luz.

Importante ainda chegar à terceira etapa, pois ela possibilitará uma divulgação mais efetiva, abrangente e eficiente, tanto do CD quanto do show de lançamento. E as etapas seguintes permitirão que nosso projeto cresça,  ganhe amplitude, e sobretudo AUDIÊNCIA!

 

Colaborações e recompensas

Mas não estamos apenas pedindo uma doação financeira de sua parte. Em troca, previmos uma série de recompensas, cuja lista você pode ver aqui na lateral direita do site.

Você vai encontrar 11 sugestões de contribuições ligadas a 11 pacotes, com várias recompensas cada um. Daí é só escolher e clicar. Vale dizer que você pode escolher mais de um pacote ou até repetir a opção. Você também pode contribuir com o valor de um pacote, mesmo que prefira abrir mão de quaisquer das recompensas nele listadas.

Pode, por fim, apenas contribuir e receber em troca nosso agradecimento , devidamente registrado no facebook da campanha.

As colaborações sugeridas vão desde R$35,00 (para receber o CD em casa) até R$3.000,00 (Benfeitor “Ouro”, que além do CD recebe um show do artista) passando por vários outros valores e recompensas entre os dois extremos.

Além de sua colaboração financeira, vamos solicitar que você divulgue na sua rede a nossa campanha de financiamento coletivo, pois precisamos de muitos benfeitores para que nosso projeto se torne realidade. E se você o considera importante, a ponto de colaborar financeiramente, compartilhe-o com sua rede de contatos.

Você já pode colaborar agora mesmo, estando ciente que a plataforma garante a devolução de sua contribuição, caso a campanha não arrecade o suficiente para atingir a sua  primeira meta, e você receber a sua recompensa.

Colabore, compartilhe e curta com a gente!

Preparamos esta campanha com muita dedicação, cuidado e carinho, para que você se sinta à vontade em colaborar nesse sistema de financiamento coletivo e, principalmente, para que você ao receber seu CD, se sinta mais que um simples consumidor de CD, e sim um co-financiador ativo que permitiu que este projeto acontecesse!

 

De que trata o Canto de Liberdade

O álbum traz um repertório composto por quatorze músicas; por um lado, sete canções de protesto, de  resistência e de amor que se fizeram ouvir, mesmo durante os anos de chumbo da repressão e da censura da ditadura militar, e que cantam  ainda hoje a liberdade. Dentre estas, ‘Marcha da Quarta Feira de Cinzas’ (C. Lyra e Vinicius), ‘Ponteio’ (Edu Lobo e Capinam), ‘Opinião’ e ‘A Voz do Morro’  (Zé Keti), ‘Aquele Abraço’ (Gilberto Gil), "O Morro não tem vez" (Tom e Vinicius).

Por outro lado, sete composições autorais de Ricardo Vilas, quatro inéditas, e três regravações, respeitando a temática do “Canto de Liberdade”. Vale citar ‘Anjos (Para Sonia e Stuart)’, a faixa título ‘Canto de Liberdade’, e a nova versão de  ‘Estrela da canção’.

A ideia deste projeto surgiu a partir da divulgação, via Facebook, da foto (abaixo) de Ricardo Vilas prisioneiro detido, e devidamente fichado, na tristemente célebre Delegacia de Ordem Política e Social - DOPS.

 

Foto de Ricardo Vilas em1969, colada nos muros na carceragem do DOPS, situado na rua da Relação, Rio de Janeiro. Registro de 2014, na ocasião da visita da Comissão da Verdade àquele centro de detenção da Ditadura Militar.

 

 

Ricardo Vilas: pequena biografia

 

   

Ricardo Vilas, em 1967, aos 17 anos, funda com quatro amigos do Colégio de Aplicação da UFRJ – Mauricio Maestro, David Tygel e Zé Rodrix -  o grupo vocal Momento Quatro. Neste mesmo ano o grupo defende com Edu Lobo a música PONTEIO, vencedora do Festival de MPB daquele ano.

A carreira do grupo vai de vento em popa, até que Ricardo Vilas é detido pelas forças da repressão, preso (no DOPS) e condenado por atividades politicas de resistência.

7 de setembro de 1969: Ricardo Vilas juntamente com quinze outros prisioneiros políticos, é libertado em troca do embaixador americano Charles Elbrick, e banido do país.

 

    Momentoquatro  com Edu Lobo e Marilia Medalha, na comemoração pela vitória de Ponteio, em 1967.  (Ricardo Vilas entre Edu Lobo e David Tygel)

 

 

 

Prisioneiros políticos banidos da país em 1969: de pé, Luís Travassos, José Dirceu, José Ibrahim, Onofre Pinto, Ricardo Vilas, Maria Augusta Carneiro Ribeiro, Ricardo Zarattini e Rolando Frati. Agachados, João Leonardo Rocha, Agonalto Pacheco, Vladimir Palmeira, Ivens Marchetti e Flávio Tavares. Não aparecem na foto Gregório Bezerra e Mario Zanconato, embarcados respectivamente em Recife e Belém, a caminho do México.

 

O exílio e as voltas que o mundo dá

Foram 10 anos de exílio;  após um período de três meses no México,  Vilas se exila na França, onde forma dupla com Teca Calazans: “Teca e Ricardo”, discos e shows pela França e outros países europeus, até a volta ao Brasil, com a anistia, em 1979.

 

                                                   

                                                                                             Teca & Ricardo em Paris, 1973

 

Dez anos residindo novamente no Brasil, Ricardo Vilas além da carreira artística, desta vez solo,  é também contratado como produtor musical pela Tv Globo, onde fez temas, trilhas e produção musical dos programas Sitio do Picapau Amarelo, novelas diversas, Globo de Ouro.

Em 1989 volta a fixar residência em Paris, desta vez voluntariamente, onde permanece até inicio de 2008, levando a sua música, e a música brasileira, aos palcos, às rádios e Tvs europeias.

Em 2008, é a volta ao seu Rio de Janeiro natal, onde além de se apresentar em shows, assume a direção musical, até janeiro de 2017, da EBC (Tv Brasil, rádios Mec e Nacional). Atualmente, é contratado da MultiRio, a empresa multimídia da Prefeitura do Rio.

Sua carreira hoje comporta 26 álbuns fonográficos autorais, lançados entre o Brasil e a França.

Canto de Liberdade será o 27 º da discografia

Novo cronograma de produção, entrega do CD e show de lançamento

Em: 03/02/2018 15:43

Prezados amigos, benfeitores do "Canto de Liberdade", parceiros;

Venho primeiramente me desculpar por não ter podido cumprir o cronograma previsto de produção de nosso álbum. Compromissos inadiáveis têm me impedido de finalizar as gravações no tempo previsto.

Até 10 de março as gravações, a mixagem e a masterização deverão ser completadas. A partir disso, o álbum vai para a fabricação do produto físico. 

Tenho certeza que terá valido a pena esperar, pois estamos caprichando!

Até porque, já temos uma data e um local reservados para o show de lançamento: 

Dia 13 de abril, sexta feira, no Centro de Referencia da Música Carioca (CRMC), na Tijuca.

Agradeço a compreensão de todos, e deixo aqui meu abraço afetuoso!

Ricardo Vilas e equipe. 


NOTICIAS DO PROJETO CANTO DE LIBERDADE

Em: 03/12/2017 16:25

Amigas, amigos, benfeitores, simpatizantes, novos benfeitores.

O cronograma de nosso projeto Canto de Liberdade terá um atraso, por conta de compromissos inadiáveis que nosso artista teve que honrar.

As gravações estão em andamento. Até o fial de janeiro, o disco estará inteiramente gravado e mixado, e seguirá para a fabricação do produto Ele estará sendo distribuido aos benfeitores no coreente do mes de março.

O show de lançamento ocorrerá no mes de abril, em data a ser informada brevemente.

Com nossos votos de Boas Festas e feliz Ano Novo,

A equipe de Ricardo Vilas e Canto de Liberdade. 

 


Sucesso na campanha pela Benfeitoria.com

Em: 11/11/2017 18:36

Amigas e amigos;
nossa campanha de financiamento coletivo do Canto de Liberdade teve sucesso, atingindo a primeira meta, que era a arrecadação de R$ 16.000. Chegamos a R$ 16.535. Foram 90 benfeitores pela página da benfeitoria, e  9 por fora. A página da campanha foi acessada e vista 3.769 vezes.

A primeira meta assegurou o mínimo necessário para o álbum ser produzido. Por questões operacionais, e falta de tempo mesmo, estanos um pouco atrasados no nosso cronograma.

As gravações retomam no mes de dezembro. Esperamos enviar o master da gravação para  fabricação do CD no máximo no começo de janeiro próximo, para entregá-lo em inicio de fevereiro.

O show de lançamento já está marcado para a a sexta feira  16 de fevereiro de 2018, no Centro de Referencia da Mpusica Carioca. Reservem suas agendas.

Abraços

Ricardo Vilas e equipe.


Chamada sensacional para o Canto de Liberdade, veja o casting: Ingrid Gerolimich, Solange Bastos, Elvio Gaspar, Ricardo Moreno, Pedro Gerolimich, Ubiraci Tomé, Claudio Salles, Artur Obino, Moreno Pescador. Entre nessa corrente viva de apoio.
A dupla de cantatores Jujuba e Ana Nogueira, alegria da garotada e das mamães e papais, também apoia o nosso Canto de Liberdade!
 

 

Caique Botkay apoia nosso Canto de Liberdade. Entenda porque ouvindo sua mensagem!
 

 

 
Instruções básicas para colaborar com nosso crownfunding 

 

Suzana Queiroga apoia o Canto de Liberdade

 

Isabel Bogea e Orlando Guilhon apoiam o Canto de Liberdade

 

Marquinhos de Oswaldo Cruz apoia o Canto de Liberdade.

 

O projeto Canto de Liberdade consiste em: arranjar e gravar as 14 músicas que compõem o repertório do álbum, criar e produzir o material visual (marca, capa, encarte, releases, fotos), fabricar o produto CD, entregá-lo aos benfeitores, divulgá-lo, produzir um show de lançamento. São sete canções de resistência e de amor que se fizeram ouvir, mesmo durante os anos da repressão e da censura da ditadura militar, e que cantam ainda hoje a liberdade, com arranjos originais e atuais. Completam o repertório sete composições autorais de Ricardo Vilas.

                                        

 

O projeto de Ricardo Vilas “Canto de Liberdade” e o chamamento ao publico

Hoje mais que nunca é importante que a linha direta entre o artista e o público seja uma realidade.

A produção e a distribuição de música, e produtos culturais em geral,  está concentrada nas mãos de grandes empresas e conglomerados de distribuição e de comunicação. O advento da internet por si só não significa uma maior democratização da produção e do acesso aos produtos culturais.

O público hoje é chamado a apoiar diretamente os projetos que ele considera relevantes para que estes possam se tornar realidade, sob pena de ver nossa cultura cada vez mais banalizada e construída segundo os critérios de uma comercialização fácil, imediatista e massiva.

Assim, nascem as campanhas de financiamento coletivo.

                                

O financiamento coletivo (crowdfunding) funciona como uma espécie de compra antecipada: o público paga por um álbum que ainda será feito, com a garantia de ter o dinheiro devolvido pela plataforma caso a campanha não atinja o valor necessário. É uma ideia simples que, além de viabilizar um produto cultural que você considera bom ou importante, ainda elimina intermediários, colocando o público como cúmplice do artista e parceiro direto do seu trabalho.

 

Metas e prazos da campanha

A campanha dura dois meses, durante os quais você irá recebendo notícias sobre o andamento da arrecadação. Baseado na regra do tudo ou nada, ou se alcança a meta principal dentro desse prazo (e daí se realiza o projeto) ou o dinheiro é todo devolvido aos colaboradores. No nosso caso, o prazo da campanha se encerra dia 31/10/2017.

A data para a entrega do disco (assim como para o começo da entrega das outras recompensas) está projetada para o início de dezembro, na época das festas (o CD é uma excelente opção de presente, diga-se de passagem!).

Toda contribuição será integralmente destinada à produção do projeto, neste caso dividido em três etapas. Alcançando a primeira meta – que encerra a fase do tudo ou nada e cobre apenas os custos da gravação, nós produziremos a gravação do CD, financiaremos sua fabricação e o enviaremos aos nossos benfeitores. Realizaremos o show de lançamento com recursos próprios, com a parceria dos músicos e de toda a equipe.

Será importante alcançar a segunda etapa, pois ela  permitirá aprimorar a produção do álbum e do show, pagando melhor artistas, técnicos envolvidos, assim como o aluguel do espaço e dos equipamentos de som e luz.

Importante ainda chegar à terceira etapa, pois ela possibilitará uma divulgação mais efetiva, abrangente e eficiente, tanto do CD quanto do show de lançamento. E as etapas seguintes permitirão que nosso projeto cresça,  ganhe amplitude, e sobretudo AUDIÊNCIA!

 

Colaborações e recompensas

Mas não estamos apenas pedindo uma doação financeira de sua parte. Em troca, previmos uma série de recompensas, cuja lista você pode ver aqui na lateral direita do site.

Você vai encontrar 11 sugestões de contribuições ligadas a 11 pacotes, com várias recompensas cada um. Daí é só escolher e clicar. Vale dizer que você pode escolher mais de um pacote ou até repetir a opção. Você também pode contribuir com o valor de um pacote, mesmo que prefira abrir mão de quaisquer das recompensas nele listadas.

Pode, por fim, apenas contribuir e receber em troca nosso agradecimento , devidamente registrado no facebook da campanha.

As colaborações sugeridas vão desde R$35,00 (para receber o CD em casa) até R$3.000,00 (Benfeitor “Ouro”, que além do CD recebe um show do artista) passando por vários outros valores e recompensas entre os dois extremos.

Além de sua colaboração financeira, vamos solicitar que você divulgue na sua rede a nossa campanha de financiamento coletivo, pois precisamos de muitos benfeitores para que nosso projeto se torne realidade. E se você o considera importante, a ponto de colaborar financeiramente, compartilhe-o com sua rede de contatos.

Você já pode colaborar agora mesmo, estando ciente que a plataforma garante a devolução de sua contribuição, caso a campanha não arrecade o suficiente para atingir a sua  primeira meta, e você receber a sua recompensa.

Colabore, compartilhe e curta com a gente!

Preparamos esta campanha com muita dedicação, cuidado e carinho, para que você se sinta à vontade em colaborar nesse sistema de financiamento coletivo e, principalmente, para que você ao receber seu CD, se sinta mais que um simples consumidor de CD, e sim um co-financiador ativo que permitiu que este projeto acontecesse!

 

De que trata o Canto de Liberdade

O álbum traz um repertório composto por quatorze músicas; por um lado, sete canções de protesto, de  resistência e de amor que se fizeram ouvir, mesmo durante os anos de chumbo da repressão e da censura da ditadura militar, e que cantam  ainda hoje a liberdade. Dentre estas, ‘Marcha da Quarta Feira de Cinzas’ (C. Lyra e Vinicius), ‘Ponteio’ (Edu Lobo e Capinam), ‘Opinião’ e ‘A Voz do Morro’  (Zé Keti), ‘Aquele Abraço’ (Gilberto Gil), "O Morro não tem vez" (Tom e Vinicius).

Por outro lado, sete composições autorais de Ricardo Vilas, quatro inéditas, e três regravações, respeitando a temática do “Canto de Liberdade”. Vale citar ‘Anjos (Para Sonia e Stuart)’, a faixa título ‘Canto de Liberdade’, e a nova versão de  ‘Estrela da canção’.

A ideia deste projeto surgiu a partir da divulgação, via Facebook, da foto (abaixo) de Ricardo Vilas prisioneiro detido, e devidamente fichado, na tristemente célebre Delegacia de Ordem Política e Social - DOPS.

 

Foto de Ricardo Vilas em1969, colada nos muros na carceragem do DOPS, situado na rua da Relação, Rio de Janeiro. Registro de 2014, na ocasião da visita da Comissão da Verdade àquele centro de detenção da Ditadura Militar.

 

 

Ricardo Vilas: pequena biografia

 

   

Ricardo Vilas, em 1967, aos 17 anos, funda com quatro amigos do Colégio de Aplicação da UFRJ – Mauricio Maestro, David Tygel e Zé Rodrix -  o grupo vocal Momento Quatro. Neste mesmo ano o grupo defende com Edu Lobo a música PONTEIO, vencedora do Festival de MPB daquele ano.

A carreira do grupo vai de vento em popa, até que Ricardo Vilas é detido pelas forças da repressão, preso (no DOPS) e condenado por atividades politicas de resistência.

7 de setembro de 1969: Ricardo Vilas juntamente com quinze outros prisioneiros políticos, é libertado em troca do embaixador americano Charles Elbrick, e banido do país.

 

    Momentoquatro  com Edu Lobo e Marilia Medalha, na comemoração pela vitória de Ponteio, em 1967.  (Ricardo Vilas entre Edu Lobo e David Tygel)

 

 

 

Prisioneiros políticos banidos da país em 1969: de pé, Luís Travassos, José Dirceu, José Ibrahim, Onofre Pinto, Ricardo Vilas, Maria Augusta Carneiro Ribeiro, Ricardo Zarattini e Rolando Frati. Agachados, João Leonardo Rocha, Agonalto Pacheco, Vladimir Palmeira, Ivens Marchetti e Flávio Tavares. Não aparecem na foto Gregório Bezerra e Mario Zanconato, embarcados respectivamente em Recife e Belém, a caminho do México.

 

O exílio e as voltas que o mundo dá

Foram 10 anos de exílio;  após um período de três meses no México,  Vilas se exila na França, onde forma dupla com Teca Calazans: “Teca e Ricardo”, discos e shows pela França e outros países europeus, até a volta ao Brasil, com a anistia, em 1979.

 

                                                   

                                                                                             Teca & Ricardo em Paris, 1973

 

Dez anos residindo novamente no Brasil, Ricardo Vilas além da carreira artística, desta vez solo,  é também contratado como produtor musical pela Tv Globo, onde fez temas, trilhas e produção musical dos programas Sitio do Picapau Amarelo, novelas diversas, Globo de Ouro.

Em 1989 volta a fixar residência em Paris, desta vez voluntariamente, onde permanece até inicio de 2008, levando a sua música, e a música brasileira, aos palcos, às rádios e Tvs europeias.

Em 2008, é a volta ao seu Rio de Janeiro natal, onde além de se apresentar em shows, assume a direção musical, até janeiro de 2017, da EBC (Tv Brasil, rádios Mec e Nacional). Atualmente, é contratado da MultiRio, a empresa multimídia da Prefeitura do Rio.

Sua carreira hoje comporta 26 álbuns fonográficos autorais, lançados entre o Brasil e a França.

Canto de Liberdade será o 27 º da discografia

Novo cronograma de produção, entrega do CD e show de lançamento

Em: 03/02/2018 15:43

Prezados amigos, benfeitores do "Canto de Liberdade", parceiros;

Venho primeiramente me desculpar por não ter podido cumprir o cronograma previsto de produção de nosso álbum. Compromissos inadiáveis têm me impedido de finalizar as gravações no tempo previsto.

Até 10 de março as gravações, a mixagem e a masterização deverão ser completadas. A partir disso, o álbum vai para a fabricação do produto físico. 

Tenho certeza que terá valido a pena esperar, pois estamos caprichando!

Até porque, já temos uma data e um local reservados para o show de lançamento: 

Dia 13 de abril, sexta feira, no Centro de Referencia da Música Carioca (CRMC), na Tijuca.

Agradeço a compreensão de todos, e deixo aqui meu abraço afetuoso!

Ricardo Vilas e equipe. 


NOTICIAS DO PROJETO CANTO DE LIBERDADE

Em: 03/12/2017 16:25

Amigas, amigos, benfeitores, simpatizantes, novos benfeitores.

O cronograma de nosso projeto Canto de Liberdade terá um atraso, por conta de compromissos inadiáveis que nosso artista teve que honrar.

As gravações estão em andamento. Até o fial de janeiro, o disco estará inteiramente gravado e mixado, e seguirá para a fabricação do produto Ele estará sendo distribuido aos benfeitores no coreente do mes de março.

O show de lançamento ocorrerá no mes de abril, em data a ser informada brevemente.

Com nossos votos de Boas Festas e feliz Ano Novo,

A equipe de Ricardo Vilas e Canto de Liberdade. 

 


Sucesso na campanha pela Benfeitoria.com

Em: 11/11/2017 18:36

Amigas e amigos;
nossa campanha de financiamento coletivo do Canto de Liberdade teve sucesso, atingindo a primeira meta, que era a arrecadação de R$ 16.000. Chegamos a R$ 16.535. Foram 90 benfeitores pela página da benfeitoria, e  9 por fora. A página da campanha foi acessada e vista 3.769 vezes.

A primeira meta assegurou o mínimo necessário para o álbum ser produzido. Por questões operacionais, e falta de tempo mesmo, estanos um pouco atrasados no nosso cronograma.

As gravações retomam no mes de dezembro. Esperamos enviar o master da gravação para  fabricação do CD no máximo no começo de janeiro próximo, para entregá-lo em inicio de fevereiro.

O show de lançamento já está marcado para a a sexta feira  16 de fevereiro de 2018, no Centro de Referencia da Mpusica Carioca. Reservem suas agendas.

Abraços

Ricardo Vilas e equipe.