Cestas de Solidariedade para Aldeias Pataxós |

Cestas de Solidariedade para Aldeias Pataxós

12 Aldeias no entorno do Parque Nacional do Monte Pascoal precisam do seu apoio.

Projeto por: Cooperativa de Florestamento e Reflorestamento da Aldeia Boca da Mata
R$ 0,00
arrecadado
meta R$ 45.000,00

0
benfeitores

0%
arrecadado

12
horas restantes

PARCELE SEU PAGAMENTO EM ATÉ 6 VEZES

Ajude-nos a bater nossa meta até 11/07/2020 - 23:59

POR

Cooperativa de Florestamento e Reflorestamento da Aldeia Boca da Mata

Cooperativa de Florestamento e Reflorestamento da Aldeia Boca da Mata
R$ 20
Apoiar essa campanha com R$ 20
Seja o primeiro a apoiar!
R$ 50
Apoiar essa campanha com R$ 50
Seja o primeiro a apoiar!
R$ 80
Apoiar essa campanha com R$ 80
Seja o primeiro a apoiar!
R$ 100
Apoiar essa campanha com R$ 100
Seja o primeiro a apoiar!
R$ 200
Apoiar essa campanha com R$ 200
Seja o primeiro a apoiar!
R$ 300
Apoiar essa campanha com R$ 300
Seja o primeiro a apoiar!
R$ 500
Apoiar essa campanha com R$ 500
Seja o primeiro a apoiar!
R$ 1.000
Apoiar essa campanha com R$ 1000
Seja o primeiro a apoiar!
R$ 3.000
Apoiar essa campanha com R$ 3000
Seja o primeiro a apoiar!

Não encontrou o que queria?

Outro valor

A terra indígena Barra Velha está situada no entorno do Parque Nacional Histórico do Monte Pascoal, região de riqueza florestal e cultural. São 12 aldeias e mais de 1.000 famílias da etnia Pataxó que compõem a Terra Indígena. Muitas famílias vivem em situação de vulnerabilidade socioambiental, sem acesso a energia ou saneamento.

As alternativas de renda envolvem trabalhos temporários nas fazendas próximas e pequenos cultivos de subsistência. Alguns indígenas ainda são aliciados por comerciantes de fora das aldeias que adiantam dinheiro em troca de objetos de madeira ( colheres de pau , gamelas, tábuas de churrasco etc), que são vendidos para todo o Brasil, ocasionando fortes impactos degradantes no Parque, de onde é retirada a madeira e causando impacto  social e ambiental nas próprias aldeias por trazer uma ação ilegal e de degradação ambiental e de valores.

 

Infelizmente faltam  políticas sérias de apoio aos indígenas e faltam programas para a promoção da geração de renda digna, assistência técnica agrícola e florestal que possibilitem harmonia e proteção socioambiental. Existem alguns, mas não são suficientes.

 

A Cooplanjé- Cooperativa de Florestamento e Reflorestamento da Aldeia Boca da Mata é uma dessas ações que buscam auxiliar as Aldeias, a Cooperativa tem como missão acabar com a extração de madeira do Parque com a promoção de alternativas de renda e dignidade humana para as aldeias. A Cooperativa tem liderança indígena e trabalha há mais de cinco anos reunindo as famílias das Aldeias, especialmente na Aldeia Boca da Mata, em ações de reflorestamento no Parque e nno entorno  e também com a produção de mudas e coleta de sementes florestais em parceria com o Programa Arboretum.

 

Diante da pandemia a Cooplanjé busca, por meio da Benfeitoria, apoio nesse momento para ofertar às Aldeias mil cestas básicas. As cestas serão destinadas às famílias mais vulneráveis e com dificuldade de acesso a outros programas de apoio e benefícios do governo.

 

A Cooplanjé agradece esse espaço de promoção do bem.

 

 

 

 

 

Cooperativa de Florestamento e Reflorestamento da Aldeia Boca da Mata ainda não publicou nenhuma notícia.

A terra indígena Barra Velha está situada no entorno do Parque Nacional Histórico do Monte Pascoal, região de riqueza florestal e cultural. São 12 aldeias e mais de 1.000 famílias da etnia Pataxó que compõem a Terra Indígena. Muitas famílias vivem em situação de vulnerabilidade socioambiental, sem acesso a energia ou saneamento.

As alternativas de renda envolvem trabalhos temporários nas fazendas próximas e pequenos cultivos de subsistência. Alguns indígenas ainda são aliciados por comerciantes de fora das aldeias que adiantam dinheiro em troca de objetos de madeira ( colheres de pau , gamelas, tábuas de churrasco etc), que são vendidos para todo o Brasil, ocasionando fortes impactos degradantes no Parque, de onde é retirada a madeira e causando impacto  social e ambiental nas próprias aldeias por trazer uma ação ilegal e de degradação ambiental e de valores.

 

Infelizmente faltam  políticas sérias de apoio aos indígenas e faltam programas para a promoção da geração de renda digna, assistência técnica agrícola e florestal que possibilitem harmonia e proteção socioambiental. Existem alguns, mas não são suficientes.

 

A Cooplanjé- Cooperativa de Florestamento e Reflorestamento da Aldeia Boca da Mata é uma dessas ações que buscam auxiliar as Aldeias, a Cooperativa tem como missão acabar com a extração de madeira do Parque com a promoção de alternativas de renda e dignidade humana para as aldeias. A Cooperativa tem liderança indígena e trabalha há mais de cinco anos reunindo as famílias das Aldeias, especialmente na Aldeia Boca da Mata, em ações de reflorestamento no Parque e nno entorno  e também com a produção de mudas e coleta de sementes florestais em parceria com o Programa Arboretum.

 

Diante da pandemia a Cooplanjé busca, por meio da Benfeitoria, apoio nesse momento para ofertar às Aldeias mil cestas básicas. As cestas serão destinadas às famílias mais vulneráveis e com dificuldade de acesso a outros programas de apoio e benefícios do governo.

 

A Cooplanjé agradece esse espaço de promoção do bem.

 

 

 

 

 

Cooperativa de Florestamento e Reflorestamento da Aldeia Boca da Mata ainda não publicou nenhuma notícia.