[MG] Ajude os Catadores da Coopersoli |

[MG] Ajude os Catadores da Coopersoli

Colabore com fundo financeiro para garantir renda mínima para os catadores e para a manutenção das despesas fixas da Coopersoli Barreiro.

Projeto por: Cooperativa Solidária dos Trabalhadores e Grupos Produtivos do Barreiro e Região – COOPERSOLI BARREIRO
R$ 28.602,00
arrecadado
meta R$ 28.753,00

89 benfeitores
apoiaram essa campanha

Conseguimos \o/

Obrigado a todos os Benfeitores por mais um projeto bem sucedido. Agora, acompanhe as novidades e comentários do projeto.


POR

Cooperativa Solidária dos Trabalhadores e Grupos Produtivos do Barreiro e Região – COOPERSOLI BARREIRO

Cooperativa Solidária dos Trabalhadores e Grupos Produtivos do Barreiro e Região – COOPERSOLI BARREIRO
R$ 20
Apoiar essa campanha com R$ 20
6 benfeitores apoiando
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 50
Apoiar essa campanha com R$ 50
6 benfeitores apoiando
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 80
Apoiar essa campanha com R$ 80
2 benfeitores apoiando
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 100
Apoiar essa campanha com R$ 100
8 benfeitores apoiando
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 200
Apoiar essa campanha com R$ 200
4 benfeitores apoiando
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 300
Apoiar essa campanha com R$ 300
1 benfeitor apoiando
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 500
Apoiar essa campanha com R$ 500
1 benfeitor apoiando
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 1.000
Apoiar essa campanha com R$ 1000
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 3.000
Apoiar essa campanha com R$ 3000
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pela sua colaboração!

A iniciativa garantirá diretamente a sobrevivência, o trabalho e renda mínima para 43 famílias (215 pessoas) de catadores de materiais recicláveis em estrema vulnerabilidade econômica e social. Os nossos amigos catadores são moradores de comunidades pobres da periferia de Belo Horizonte, e possuem como única fonte de renda a coleta e a comercialização de materiais recicláveis por meio do trabalho cooperado. Durante o período de suspensão da coleta seletiva no município por conta da Covid-19 (Coronavírus), os catadores precisaram interromper as suas atividades de trabalho.

Com o dinheiro arrecadado constituiremos fundo financeiro. O objetivo é arcar com os custos fixos da Coopersoli Barreiro e instituir renda mínima para pagamento de taxa de conta de luz, água e compra de gás de cozinha para os cooperados no período de 2 meses.

Desta forma, ajudaremos os catadores e a Cooperativa a manter os procedimentos adotados para atendimento das orientações dos órgãos de saúde no combate ao Coronavírus. Contribuiremos para evitar a propagação e para a proteção da saúde dos catadores e dos seus dependentes, ao mesmo tempo, garantindo a sua sobrevivência e sustentabilidade da sua única fonte de renda: a cooperativa. 

A COOPERSOLI BARREIRO é uma cooperativa de catadores de Materiais Recicláveis fundada em 2003. Originou-se na mobilização de grupos organizados de comunidades da região do Barreiro em Belo Horizonte/MG e na luta pela garantia de trabalho e renda. Atualmente, o seu corpo social conta com 43 cooperadoras(os), em sua grande maioria mulheres, mães chefes de família, que possuem como única fonte de renda a atividade de coleta e comercialização de recicláveis.

Enquanto movimento, iniciou a sua luta no ano de 2000, no conjunto habitacional conquista da União, situado na região periférica de Belo Horizonte, com um grupo de mulheres, mães chefes de família que começaram o trabalho recolhendo plástico pet. Por meio da mobilização conjunta com outro grupo de mulheres, também na região do Barreiro, Corumbiara que fazia o mesmo trabalho e, da articulação com o poder público, foi possível a legalização da COOPERSOLI em 2003. A liderança da cooperativa é composta por mulheres negras e periféricas.

Os beneficiários serão os catadores de materiais recicláveis organizados em cooperativa, segundo os princípios da economia solidária, todos, moradores da Região do Barreiro, que engloba a Vila Corumbiara, Vila Independência, Conjunto Conquista da União e Jatobá IV. 

O maior desafio é garantir o direito de sobrevivência e, ao mesmo tempo, os meios materiais para que a cooperativa e seus cooperados mantenham-se na responsabilidade social de adesão e permanência ao/no isolamento social. As medidas de proteção e saúde adotadas exigiram a imediata interrupção do trabalho das cooperativas de catadores na região. A interrupção do trabalho, objetivamente, afetou a capacidade de geração de renda que mantêm o sustento de, aproximadamente, 215 pessoas divididas em 43 famílias.

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$30.000 seja alcançado.

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 4.000.000,00 (quatro milhões de reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo de iniciativas que enfrentem os efeitos do Coronavírus nas periferias urbanas brasileiras. Por se tratar de um Fundo Colaborativo e aberto a novos parceiros, o montante destinado a triplicação dos projetos pode ainda aumentar, possibilitando um número maior de iniciativas contempladas.

 

Cooperativa Solidária dos Trabalhadores e Grupos Produtivos do Barreiro e Região – COOPERSOLI BARREIRO ainda não publicou nenhuma notícia.

A iniciativa garantirá diretamente a sobrevivência, o trabalho e renda mínima para 43 famílias (215 pessoas) de catadores de materiais recicláveis em estrema vulnerabilidade econômica e social. Os nossos amigos catadores são moradores de comunidades pobres da periferia de Belo Horizonte, e possuem como única fonte de renda a coleta e a comercialização de materiais recicláveis por meio do trabalho cooperado. Durante o período de suspensão da coleta seletiva no município por conta da Covid-19 (Coronavírus), os catadores precisaram interromper as suas atividades de trabalho.

Com o dinheiro arrecadado constituiremos fundo financeiro. O objetivo é arcar com os custos fixos da Coopersoli Barreiro e instituir renda mínima para pagamento de taxa de conta de luz, água e compra de gás de cozinha para os cooperados no período de 2 meses.

Desta forma, ajudaremos os catadores e a Cooperativa a manter os procedimentos adotados para atendimento das orientações dos órgãos de saúde no combate ao Coronavírus. Contribuiremos para evitar a propagação e para a proteção da saúde dos catadores e dos seus dependentes, ao mesmo tempo, garantindo a sua sobrevivência e sustentabilidade da sua única fonte de renda: a cooperativa. 

A COOPERSOLI BARREIRO é uma cooperativa de catadores de Materiais Recicláveis fundada em 2003. Originou-se na mobilização de grupos organizados de comunidades da região do Barreiro em Belo Horizonte/MG e na luta pela garantia de trabalho e renda. Atualmente, o seu corpo social conta com 43 cooperadoras(os), em sua grande maioria mulheres, mães chefes de família, que possuem como única fonte de renda a atividade de coleta e comercialização de recicláveis.

Enquanto movimento, iniciou a sua luta no ano de 2000, no conjunto habitacional conquista da União, situado na região periférica de Belo Horizonte, com um grupo de mulheres, mães chefes de família que começaram o trabalho recolhendo plástico pet. Por meio da mobilização conjunta com outro grupo de mulheres, também na região do Barreiro, Corumbiara que fazia o mesmo trabalho e, da articulação com o poder público, foi possível a legalização da COOPERSOLI em 2003. A liderança da cooperativa é composta por mulheres negras e periféricas.

Os beneficiários serão os catadores de materiais recicláveis organizados em cooperativa, segundo os princípios da economia solidária, todos, moradores da Região do Barreiro, que engloba a Vila Corumbiara, Vila Independência, Conjunto Conquista da União e Jatobá IV. 

O maior desafio é garantir o direito de sobrevivência e, ao mesmo tempo, os meios materiais para que a cooperativa e seus cooperados mantenham-se na responsabilidade social de adesão e permanência ao/no isolamento social. As medidas de proteção e saúde adotadas exigiram a imediata interrupção do trabalho das cooperativas de catadores na região. A interrupção do trabalho, objetivamente, afetou a capacidade de geração de renda que mantêm o sustento de, aproximadamente, 215 pessoas divididas em 43 famílias.

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$30.000 seja alcançado.

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 4.000.000,00 (quatro milhões de reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo de iniciativas que enfrentem os efeitos do Coronavírus nas periferias urbanas brasileiras. Por se tratar de um Fundo Colaborativo e aberto a novos parceiros, o montante destinado a triplicação dos projetos pode ainda aumentar, possibilitando um número maior de iniciativas contempladas.

 

Cooperativa Solidária dos Trabalhadores e Grupos Produtivos do Barreiro e Região – COOPERSOLI BARREIRO ainda não publicou nenhuma notícia.