Bom Retiro #VizinhançaContraCoronavirus |

Bom Retiro #VizinhançaContraCoronavirus

A Casa do Povo junta-se a vizinhos do Bom Retiro, Luz e Campos Elíseos para ajudar você a ajudar outras pessoas na luta #ContraCovid19.

Projeto por: Casa do Povo
R$ 45.170,00
arrecadado
meta R$ 50.000,00

220
benfeitores

90%
arrecadado

2
dias restantes

PARCELE SEU PAGAMENTO EM ATÉ 6 VEZES

A primeira meta foi batida! O projeto será realizado, mas a arrecadação continua até 30/05/2020 - 23:59

POR

Casa do Povo

Casa do Povo
R$ 10
Contribua com 10 reais
13 benfeitores apoiando
R$ 20
Contribua com 20 reais
39 benfeitores apoiando
R$ 50
Contribua com 50 reais
71 benfeitores apoiando
R$ 100
Contribua com 100 reais
69 benfeitores apoiando
R$ 200
Contribua com 200 reais
28 benfeitores apoiando
R$ 500
Contribua com 500 reais
7 benfeitores apoiando
R$ 1.000
Contribua com 1000 reais
3 benfeitores apoiando
R$ 2.000
Contribua com 2000 reais
3 benfeitores apoiando
R$ 5.000
Contribua com 5000 reais
Seja o primeiro a apoiar!

Não encontrou o que queria?

Apoie com qualquer valor

 

Você quer fazer algo, mas se perdeu no meio de tantas campanhas de financiamento coletivo? A Casa do Povo juntou-se aos vizinhos do Bom Retiro, Luz e Campos Elísios para ajudar você a ajudar quem está na ponta, focando em ações de auxílio a populações vulneráveis no nosso território.

Quem mais precisa? O que mais falta agora? Quais populações devem ser atendidas em prioridade? Quais são as iniciativas mais relevantes na região? A situação é dinâmica e as demandas mudam constantemente. Nesta "campanha de campanhas", o objetivo é fazer uma ação integrada  e distribuir esta arrecadação entre quem mais precisa no momento.

 

A crise do Coronavírus toca as pessoas de forma assimétrica - uns precisam sair para trabalhar apesar dos riscos, outros podem ficar em casa e querem ajudar e há aqueles que vivem em situação de quase abandono. Nosso objetivo é juntar todas as pontas.

Os bairros do Bom Retiro, da Luz e dos Campos Elíseos são particularmente sensíveis. Há uma concentração alta de trabalhadores migrantes e informais, principalmente da indústria têxtil. São muitos cortiços, ocupações (Mauá, Prestes Maia) e favelas (Moinho, Favela do Gato) com circulação de pessoas em situação de rua, trabalhadoras do sexo, usuários de crack, entre outros grupos em situação de vulnerabilidade

A campanha mobiliza muitos parceiros com o objetivo de realizar uma ação integrada no território. Estão conosco na mobilização os vizinhos da ONG Mulheres da Luz, É de Lei, Coletivo Tem Sentimento, Instituto Criar, Teatro de Contêiner, Ocupação Mauá, Museu da Língua Portuguesa, Museu de Arte Sacra, Museu da Energia, FIT, Hai Imóveis, CDL Bom Retiro e a rede ainda pode aumentar!

 

A cada meta atingida nesta campanha, a verba arrecadada é distribuída entre ONGs e coletivos organizados do bairro que trabalham junto a populações vulneráveis, garantindo assim, que a ajuda chegue onde mais precisa. (Saiba mais sobre como foi feita a distribuição arrecadada na META 1 em ‘Transparência’)

Participe agora, ajudando a salvar vidas e diminuindo os riscos de propagação do vírus na cidade. As doações começam a partir de 10 reais. É possível doar também via transferência bancária:

Casa do Povo [Instituto Cultural Israelita Brasileiro]
CNPJ 62 778 576/0001-31
Itaú (341)
Agência 0064
Conta corrente 03309-5

 

META 1 - ÁGUA PARA LUZ 
A primeira arrecadação de 25.000 reais foi distribuída no dia 30 de abril de 2020 para as seguintes iniciativas que se encontram no nosso território:

COLETIVO TEM SENTIMENTO
MULHERES DA LUZ
É DE LEI
OCUPAÇÃO MAUÁ
FAVELA DO MOINHO

Também foi possível incentivar e aprimorar diferentes FRENTES DE AÇÃO que acontecem na Casa do Povo junto a uma rede de 40 voluntários, contribuindo também para a geração de renda entre vizinhos e um círculo virtuoso no qual beneficiados também geram benefícios: a mobilização a nível comunitário. 

  • Produção de 50 kg de sabão em barra feito com óleo usado que estão sendo distribuídos nas ruas, centros de acolhida e pensões;

  • Produção de 2000 de máscaras de tecido que remuneram 10 famílias das EMEI Prof Alceu Maynard e CEI Wilson Abdalla em parceria com a Shoulder que disponibilizou kits com tecidos e linha de costura;

  • Distribuição de 150 cestas básicas para famílias do bairro, numa parceria com a Casa Verbo

  • Distribuição de 630 livros infantojuvenis doados pelas editoras Gaia, Terceiro Nome, Bei, Livros da Matriz e Ubu;

  • Plantões diários sobre o auxílio emergencial na porta da Casa do Povo, ajudando vizinhos a se cadastrar no benefício


META 2 - AMPLIANDO A REDE
O que está sendo testado é muito mais do que nossa capacidade de lutar contra um vírus mas é a nossa habilidade em tecer novas alianças no bairro para além da crise. Com 50.000 reais, podemos fortalecer nossa rede, deixando a malha mais fina, para assim atender as muitas pessoas em situação de vulnerabilidade que costumam ficar abaixo do radar dos programas públicos e das grandes ONGs, sem apoio nenhum.Graças ao apoio de mais de 100 benfeitores, já estamos fase 2 da campanha.

 

A Casa do Povo é um centro cultural que revisita e reinventa as noções de cultura, comunidade e memória. Habitada por uma dezena de grupos, movimentos e coletivos, alguns há décadas e outros mais recentes, a Casa do Povo atua no campo expandido da cultura. Sua programação transdisciplinar, processual e engajada entende a arte como ferramenta crítica dentro de um processo de transformação social. Sem grade fixa de programação e com horários flexíveis, a Casa do Povo se adapta às necessidades de cada projeto, de forma a atender tanto associações do bairro quanto propostas artísticas fora dos padrões. Seus eixos de trabalho (memória, práticas coletivas e engajadas, diálogo e envolvimento com o seu entorno) são pensados a partir do contexto contemporâneo em relação direta com suas premissas históricas, judaicas e humanistas. 

Acompanhe a campanha também pelos canais

www.casadopovo.org.br
instagram @_casadopovo
facebook.com/casadopovoxxi
medium.com/@casadopovo

 

 

 

 

Casa do Povo ainda não publicou nenhuma notícia.

 

Você quer fazer algo, mas se perdeu no meio de tantas campanhas de financiamento coletivo? A Casa do Povo juntou-se aos vizinhos do Bom Retiro, Luz e Campos Elísios para ajudar você a ajudar quem está na ponta, focando em ações de auxílio a populações vulneráveis no nosso território.

Quem mais precisa? O que mais falta agora? Quais populações devem ser atendidas em prioridade? Quais são as iniciativas mais relevantes na região? A situação é dinâmica e as demandas mudam constantemente. Nesta "campanha de campanhas", o objetivo é fazer uma ação integrada  e distribuir esta arrecadação entre quem mais precisa no momento.

 

A crise do Coronavírus toca as pessoas de forma assimétrica - uns precisam sair para trabalhar apesar dos riscos, outros podem ficar em casa e querem ajudar e há aqueles que vivem em situação de quase abandono. Nosso objetivo é juntar todas as pontas.

Os bairros do Bom Retiro, da Luz e dos Campos Elíseos são particularmente sensíveis. Há uma concentração alta de trabalhadores migrantes e informais, principalmente da indústria têxtil. São muitos cortiços, ocupações (Mauá, Prestes Maia) e favelas (Moinho, Favela do Gato) com circulação de pessoas em situação de rua, trabalhadoras do sexo, usuários de crack, entre outros grupos em situação de vulnerabilidade

A campanha mobiliza muitos parceiros com o objetivo de realizar uma ação integrada no território. Estão conosco na mobilização os vizinhos da ONG Mulheres da Luz, É de Lei, Coletivo Tem Sentimento, Instituto Criar, Teatro de Contêiner, Ocupação Mauá, Museu da Língua Portuguesa, Museu de Arte Sacra, Museu da Energia, FIT, Hai Imóveis, CDL Bom Retiro e a rede ainda pode aumentar!

 

A cada meta atingida nesta campanha, a verba arrecadada é distribuída entre ONGs e coletivos organizados do bairro que trabalham junto a populações vulneráveis, garantindo assim, que a ajuda chegue onde mais precisa. (Saiba mais sobre como foi feita a distribuição arrecadada na META 1 em ‘Transparência’)

Participe agora, ajudando a salvar vidas e diminuindo os riscos de propagação do vírus na cidade. As doações começam a partir de 10 reais. É possível doar também via transferência bancária:

Casa do Povo [Instituto Cultural Israelita Brasileiro]
CNPJ 62 778 576/0001-31
Itaú (341)
Agência 0064
Conta corrente 03309-5

 

META 1 - ÁGUA PARA LUZ 
A primeira arrecadação de 25.000 reais foi distribuída no dia 30 de abril de 2020 para as seguintes iniciativas que se encontram no nosso território:

COLETIVO TEM SENTIMENTO
MULHERES DA LUZ
É DE LEI
OCUPAÇÃO MAUÁ
FAVELA DO MOINHO

Também foi possível incentivar e aprimorar diferentes FRENTES DE AÇÃO que acontecem na Casa do Povo junto a uma rede de 40 voluntários, contribuindo também para a geração de renda entre vizinhos e um círculo virtuoso no qual beneficiados também geram benefícios: a mobilização a nível comunitário. 

  • Produção de 50 kg de sabão em barra feito com óleo usado que estão sendo distribuídos nas ruas, centros de acolhida e pensões;

  • Produção de 2000 de máscaras de tecido que remuneram 10 famílias das EMEI Prof Alceu Maynard e CEI Wilson Abdalla em parceria com a Shoulder que disponibilizou kits com tecidos e linha de costura;

  • Distribuição de 150 cestas básicas para famílias do bairro, numa parceria com a Casa Verbo

  • Distribuição de 630 livros infantojuvenis doados pelas editoras Gaia, Terceiro Nome, Bei, Livros da Matriz e Ubu;

  • Plantões diários sobre o auxílio emergencial na porta da Casa do Povo, ajudando vizinhos a se cadastrar no benefício


META 2 - AMPLIANDO A REDE
O que está sendo testado é muito mais do que nossa capacidade de lutar contra um vírus mas é a nossa habilidade em tecer novas alianças no bairro para além da crise. Com 50.000 reais, podemos fortalecer nossa rede, deixando a malha mais fina, para assim atender as muitas pessoas em situação de vulnerabilidade que costumam ficar abaixo do radar dos programas públicos e das grandes ONGs, sem apoio nenhum.Graças ao apoio de mais de 100 benfeitores, já estamos fase 2 da campanha.

 

A Casa do Povo é um centro cultural que revisita e reinventa as noções de cultura, comunidade e memória. Habitada por uma dezena de grupos, movimentos e coletivos, alguns há décadas e outros mais recentes, a Casa do Povo atua no campo expandido da cultura. Sua programação transdisciplinar, processual e engajada entende a arte como ferramenta crítica dentro de um processo de transformação social. Sem grade fixa de programação e com horários flexíveis, a Casa do Povo se adapta às necessidades de cada projeto, de forma a atender tanto associações do bairro quanto propostas artísticas fora dos padrões. Seus eixos de trabalho (memória, práticas coletivas e engajadas, diálogo e envolvimento com o seu entorno) são pensados a partir do contexto contemporâneo em relação direta com suas premissas históricas, judaicas e humanistas. 

Acompanhe a campanha também pelos canais

www.casadopovo.org.br
instagram @_casadopovo
facebook.com/casadopovoxxi
medium.com/@casadopovo

 

 

 

 

Casa do Povo ainda não publicou nenhuma notícia.