Dandara Através do Espelho |

Dandara Através do Espelho

A peça narra a trajetória de Dandara, uma atriz que se prepara para protagonizar a história da sua vida no teatro.

Projeto por: Carolina Caju
R$ 9.715,00
arrecadado
meta R$ 9.400,00

97 benfeitores
apoiaram essa campanha

Conseguimos \o/

Obrigado a todos os Benfeitores por mais um projeto bem sucedido. Agora, acompanhe as novidades e comentários do projeto.

POR

Carolina Caju

Carolina Caju

Produtora do Projeto Prática de Montação. Atriz, diretora, educadora e produtora cultural. Integrante/Fundadora do Coletivo Paralelas. É sócia/fundadora do Instituto do Ator.

R$ 15
O aqué é pouco mas quero contribuir!
16 benfeitores apoiando
Quem investir com este valor terá um agradecimento em nossa página.
R$ 30
Quero meu nome no vídeo!
27 benfeitores apoiando
Quem investir com este valor ganha um agradecimento em vídeo na nossa página!
R$ 50
Quero cartão postal da diva!
34 benfeitores apoiando
Quem investir com este valor ganha um agradecimento em vídeo na nossa página e no programa da primeira temporada da peça. Além de um cartão postal autografado pela Claudia Celeste.
R$ 75
Quero videoclip exclusivo!!!
2 benfeitores apoiando
Quem investir com este valor ganha um agradecimento em vídeo na nossa página e no programa da primeira temporada da peça. Além de um cartão postal autografado pela Claudia Celeste e um 1 vídeo clip exclusivo da peça.
R$ 100
Quero ser o primeiro da fila
10 benfeitores apoiando
Quem investir com este valor ganha um agradecimento em vídeo na nossa página e no programa da primeira temporada da peça. Além de um cartão postal autografado pela Claudia Celeste, um vídeo clip exclusivo e um 1 ingresso para o espetáculo.
R$ 200
Quero dançar com Dandara!
4 benfeitores apoiando
Quem investir com este valor ganha um agradecimento em vídeo na nossa página e no programa da primeira temporada da peça. Além de um cartão postal autografado pela Claudia Celeste, 2 ingressos para o espetáculo, um clip exclusivo e um EP digital da trilha sonora da peça pra você dançar ao som de Dandara Através do Espelho
R$ 500
Também sou Diva, vou no Coquetel!
1 benfeitor apoiando
Quem investir com este valor ganha um agradecimento em vídeo na nossa página e no programa da primeira temporada da peça. Além de um cartão postal autografado pela Claudia Celeste, 2 ingressos para o espetáculo e um EP digital da trilha sonora da peça pra você dançar ao som de Dandara Através do Espelho com um vídeo clip exclusivo de uma das músicas e 1 convite para estreia da peça que dará direito a participar do nosso coquetel.
R$ 1.000
E disseram que eu estava na pior...
Seja o primeiro a apoiar!
Quem investir com este valor ganha um agradecimento em vídeo na nossa página e no programa da primeira temporada da peça. Além de um cartão postal autografado pela Claudia Celeste, 4 ingressos para o espetáculo, um EP digital da trilha sonora da peça pra você dançar ao som de Dandara Através do Espelho e um vídeo clip exclusivo e 2 convites para estreia da peça que darão direito a participar do nosso coquetel e um Pôster da peça autografado pelo elenco.
R$ 5.000
Vai ter Travesti no Teatro Sim!
Seja o primeiro a apoiar!
Quem investir com este valor ganha a chancela de Patrocinador da primeira temporada do espetáculo. Além de um cartão postal autografado pela Claudia Celeste, 10 ingressos para o espetáculo, um EP digital da trilha sonora da peça pra você dançar ao som de Dandara Através do Espelho e com um vídeo clip exclusivo de uma das músicas 2 convites para estreia da peça que darão direito a participar do nosso coquetel e um Pôster da peça autografado pelo elenco.

Dandara Através do Espelho é uma peça teatral que surge a partir do encontro das biografias das atrizes Dandara Vital e Claudia Celeste. O espetáculo aborda o desafio, a garra, a vontade e os obstáculos de duas atrizes travestis que permanecem ativas e trabalhando com arte, além dos conflitos geracionais entre elas.

A linguagem estética do espetáculo tem como base a combinação dos dispositivos do Teatro Documentário e do Teatro de Revista, que foi grande influenciador dos espetáculos protagonizados por travestis nos anos 70. Além de ser embalado por uma trilha sonora executada ao vivo por Kathyla Katherine.

A peça narra a história de Dandara, uma atriz que quer encenar a sua biografia no teatro. Em sua busca por realizar esse sonho encontra dois parceiros: Pedro, um estudante de teatro interessado no desafio de interpretar uma personagem travesti e Cláudia, uma vedete dos anos 70 que vê no projeto de Dandara a oportunidade de remontar os espetáculos de revista que fazia no início de sua carreira. A partir desse encontro, as memórias dessas três personagens são trazidas à tona revelando que há entre elas muito mais coisas em comum além da peça que pretendem fazer.

Prática de Montação é um projeto que investiga as relações entre identidade, memória, sexualidade e gênero. Criado em 2015, estreou com um espetáculo homônimo onde jovens revisitam suas histórias afim de traçar um mapa coletivo das suas trajetórias de vida.

Neste ano de 2016 o projeto visa dar continuidade a sua pesquisa, seguindo ainda a linha de investigação do Teatro Documentário, com o espetáculo Dandara Através do Espelho. Com a criação deste espetáculo o projeto volta o seu olhar para a discussão em relação ao lugar ocupado pelas pessoas trans e travestis na sociedade brasileira, buscando resgatar outras narrativas ainda não contadas.

Dandara Vital

É atriz do Studio Stanislavski desde 2007. Estreou em “TransTchekov”, com direção de Celina Sodré. Atuou também nas peças “O vazio das molduras e dos espelhos”, “Os Fantasmas de Guerra e Paz”, “A Pedra de Suelí”, no média metragem “Ou isso ou aquilo”, e foi assistente de direção no espetáculo “Ninguém leu guerra e paz” com direção de Fábio Porchat. Recebeu o prêmio na categoria Melhor Atriz de 2011 no “Troféu Claudia Celeste” – 3° Prêmio de Direitos Humanos, Saúde, Cultura e Cidadania – pela sua atuação na peça “TransTchekov”.

Cláudia Celeste

É cantora, dançarina, atriz, produtora, diretora e autora de peças e musicais para o teatro. Iniciou a sua carreira artística no Teatro Rival em 1973, em um espetáculo de revista de Gugu Olimecha e produção de Américo Leal.

Recebeu o título de Miss Brasil Trans em 1976 e participou dos filmes “Motel”, de Alcino Diniz, “Beijo na Boca” de Paulo Thiago e “Filhos da Noite" de Levy Salgado. Atuou na novela “Olho por olho”, em 1988, na rede Manchete e estrelou em grandes companhias internacionais.

Pedro Bento

É ator, performer e educador. No Teatro atuou em “Prática de Montação” e “Cabaré Foguete: A umedecida e insaciável saga de Ana Foguetinho”.  Atuou nos curtas-metragens “Sonhando numa fruteira”, “A noite da raposa” e “Enredo de bamba”, série pro Canal Brasil. Realizou performances no Tempo Festival na EAV - Parque Lage, MAC, MAM e UNIRIO. Integra o grupo de intervenções urbanas Urbitantes desde 2015 e o Coletivo Invisível que realiza exposições híbridas no FITU desde 2014. É graduando em Ensino do Teatro na UNIRIO.

Kathyla Katherine (Musicista)

 É contrabaixista. Participou da última formação da "Maracatamba", grupo que acompanhava o músico Barrosinho. Musicista atuante nas noites cariocas, já acompanhou e deu canja com vários artistas, tais como: Adil Tiscati, Carlos Dafé, Maurício Miranda (Batacotô), Paulinho He man ( Rita Ribeiro), Pirulito( Djavan), Rejane Luna, Silvio Barbosa(Trombone), Téo Lima ( Ivan Lins & Batacotô) Jane Duboc.
Atuou também como assistente de produção de artistas como: Adriano Giffoni, Roberto Menescal, Wanda Sá e Carlos Lyra (7vezes Bossa Nova).

 

Nos dias atuais em que os direitos LGBT estão em pauta, a discussão sobre identidade de gênero é um fator social de extrema relevância. A falta de conhecimento e a ignorância da população sobre o tema gera a violência e discursos raivosos nas ruas, mídias sociais e até mesmo em instituições políticas.

É a partir do conhecimento e do afeto que poderemos caminhar na construção de uma comunidade mais igualitária e justa. É preciso escutar as histórias que ainda não foram contadas. É preciso parar e ouvir porque as vozes estão bradando. Durante muito tempo estivemos à margem das histórias que víamos se repetirem à exaustão. A dúvida que fica é quais histórias ainda não foram contadas? E se foram, quem as contou?

Divulgação – R$ 3.400,00: Serão gatos com Assessoria de Imprensa, Programa do Espetáculo e  Cartazes;

Cenário e Figurino – R$ 5.000,00: verba para a compra do material necessário e dos profissionais responsáveis pela criação;

Gastos com a campanha do Benfeitoria – R$ 1.000,00: pagamento de 6% como auxilio para a manutenção da plataforma e dos gastos com as contrapartidas.

04/2016 – Ensaios 

05/2016 – Ensaios

06/2016 – Ensaios e Produção de Cenário, Figurino e materiais de Divulgação

07/2016 – Início da Temporada

Curta a nossa página no Facebook para maiores informações sobre a peça! Imagens de ensaios, vídeos e conversas sobre temas relacionados à nossa dramaturgia.

A Dandara publica sempre novos posts sobre a experiência de contar a história de sua vida no teatro, entrevistas com o elenco entre outras coisas! 

www.facebook.com/praticademontacao

www.praticademontacao.com.br

 

Obrigadx, Obrigadx! <3

Em: 11/05/2016 16:54

 
Nosso primeiro vídeo de agradecimento a vocês maravilhosxs que já nos ajudaram nesse projeto! <3 
 
Chama mais gente! A gente quer falar o nome de todo mundo! <3 
 
Nos ajudem a bater essa meta! Vai ter travesti no Teatro sim! 
 
Tem mais material da Dandara aqui ó: 
www.facebook.com/praticademontacao
 
Beijos! :* 

 


Dandara Através do Espelho é uma peça teatral que surge a partir do encontro das biografias das atrizes Dandara Vital e Claudia Celeste. O espetáculo aborda o desafio, a garra, a vontade e os obstáculos de duas atrizes travestis que permanecem ativas e trabalhando com arte, além dos conflitos geracionais entre elas.

A linguagem estética do espetáculo tem como base a combinação dos dispositivos do Teatro Documentário e do Teatro de Revista, que foi grande influenciador dos espetáculos protagonizados por travestis nos anos 70. Além de ser embalado por uma trilha sonora executada ao vivo por Kathyla Katherine.

A peça narra a história de Dandara, uma atriz que quer encenar a sua biografia no teatro. Em sua busca por realizar esse sonho encontra dois parceiros: Pedro, um estudante de teatro interessado no desafio de interpretar uma personagem travesti e Cláudia, uma vedete dos anos 70 que vê no projeto de Dandara a oportunidade de remontar os espetáculos de revista que fazia no início de sua carreira. A partir desse encontro, as memórias dessas três personagens são trazidas à tona revelando que há entre elas muito mais coisas em comum além da peça que pretendem fazer.

Prática de Montação é um projeto que investiga as relações entre identidade, memória, sexualidade e gênero. Criado em 2015, estreou com um espetáculo homônimo onde jovens revisitam suas histórias afim de traçar um mapa coletivo das suas trajetórias de vida.

Neste ano de 2016 o projeto visa dar continuidade a sua pesquisa, seguindo ainda a linha de investigação do Teatro Documentário, com o espetáculo Dandara Através do Espelho. Com a criação deste espetáculo o projeto volta o seu olhar para a discussão em relação ao lugar ocupado pelas pessoas trans e travestis na sociedade brasileira, buscando resgatar outras narrativas ainda não contadas.

Dandara Vital

É atriz do Studio Stanislavski desde 2007. Estreou em “TransTchekov”, com direção de Celina Sodré. Atuou também nas peças “O vazio das molduras e dos espelhos”, “Os Fantasmas de Guerra e Paz”, “A Pedra de Suelí”, no média metragem “Ou isso ou aquilo”, e foi assistente de direção no espetáculo “Ninguém leu guerra e paz” com direção de Fábio Porchat. Recebeu o prêmio na categoria Melhor Atriz de 2011 no “Troféu Claudia Celeste” – 3° Prêmio de Direitos Humanos, Saúde, Cultura e Cidadania – pela sua atuação na peça “TransTchekov”.

Cláudia Celeste

É cantora, dançarina, atriz, produtora, diretora e autora de peças e musicais para o teatro. Iniciou a sua carreira artística no Teatro Rival em 1973, em um espetáculo de revista de Gugu Olimecha e produção de Américo Leal.

Recebeu o título de Miss Brasil Trans em 1976 e participou dos filmes “Motel”, de Alcino Diniz, “Beijo na Boca” de Paulo Thiago e “Filhos da Noite" de Levy Salgado. Atuou na novela “Olho por olho”, em 1988, na rede Manchete e estrelou em grandes companhias internacionais.

Pedro Bento

É ator, performer e educador. No Teatro atuou em “Prática de Montação” e “Cabaré Foguete: A umedecida e insaciável saga de Ana Foguetinho”.  Atuou nos curtas-metragens “Sonhando numa fruteira”, “A noite da raposa” e “Enredo de bamba”, série pro Canal Brasil. Realizou performances no Tempo Festival na EAV - Parque Lage, MAC, MAM e UNIRIO. Integra o grupo de intervenções urbanas Urbitantes desde 2015 e o Coletivo Invisível que realiza exposições híbridas no FITU desde 2014. É graduando em Ensino do Teatro na UNIRIO.

Kathyla Katherine (Musicista)

 É contrabaixista. Participou da última formação da "Maracatamba", grupo que acompanhava o músico Barrosinho. Musicista atuante nas noites cariocas, já acompanhou e deu canja com vários artistas, tais como: Adil Tiscati, Carlos Dafé, Maurício Miranda (Batacotô), Paulinho He man ( Rita Ribeiro), Pirulito( Djavan), Rejane Luna, Silvio Barbosa(Trombone), Téo Lima ( Ivan Lins & Batacotô) Jane Duboc.
Atuou também como assistente de produção de artistas como: Adriano Giffoni, Roberto Menescal, Wanda Sá e Carlos Lyra (7vezes Bossa Nova).

 

Nos dias atuais em que os direitos LGBT estão em pauta, a discussão sobre identidade de gênero é um fator social de extrema relevância. A falta de conhecimento e a ignorância da população sobre o tema gera a violência e discursos raivosos nas ruas, mídias sociais e até mesmo em instituições políticas.

É a partir do conhecimento e do afeto que poderemos caminhar na construção de uma comunidade mais igualitária e justa. É preciso escutar as histórias que ainda não foram contadas. É preciso parar e ouvir porque as vozes estão bradando. Durante muito tempo estivemos à margem das histórias que víamos se repetirem à exaustão. A dúvida que fica é quais histórias ainda não foram contadas? E se foram, quem as contou?

Divulgação – R$ 3.400,00: Serão gatos com Assessoria de Imprensa, Programa do Espetáculo e  Cartazes;

Cenário e Figurino – R$ 5.000,00: verba para a compra do material necessário e dos profissionais responsáveis pela criação;

Gastos com a campanha do Benfeitoria – R$ 1.000,00: pagamento de 6% como auxilio para a manutenção da plataforma e dos gastos com as contrapartidas.

04/2016 – Ensaios 

05/2016 – Ensaios

06/2016 – Ensaios e Produção de Cenário, Figurino e materiais de Divulgação

07/2016 – Início da Temporada

Curta a nossa página no Facebook para maiores informações sobre a peça! Imagens de ensaios, vídeos e conversas sobre temas relacionados à nossa dramaturgia.

A Dandara publica sempre novos posts sobre a experiência de contar a história de sua vida no teatro, entrevistas com o elenco entre outras coisas! 

www.facebook.com/praticademontacao

www.praticademontacao.com.br

 

Obrigadx, Obrigadx! <3

Em: 11/05/2016 16:54

 
Nosso primeiro vídeo de agradecimento a vocês maravilhosxs que já nos ajudaram nesse projeto! <3 
 
Chama mais gente! A gente quer falar o nome de todo mundo! <3 
 
Nos ajudem a bater essa meta! Vai ter travesti no Teatro sim! 
 
Tem mais material da Dandara aqui ó: 
www.facebook.com/praticademontacao
 
Beijos! :*