De Mala e Cuia pra Cuba |

De Mala e Cuia pra Cuba

Após ser aprovada em uma das melhores escolas de Cinema do Mundo, Jovem Cuiabana se mobiliza para concretizar esse sonho!

Projeto por: Giulia Medeiros
R$ 6.010,00
arrecadado
meta R$ 30.000,00

54 benfeitores
apoiaram essa campanha

Conseguimos \o/

Obrigado a todos os Benfeitores por mais um projeto bem sucedido. Agora, acompanhe as novidades e comentários do projeto.

POR

Giulia Medeiros

giuliadesenholuz@gmail.com

Giulia Medeiros
R$ 15
OBRIGADA
2 benfeitores apoiando
Agradecimento no insta e um lugarzinho no meu coração
R$ 30
Ilustração Audiovisual e Mulheres
3 benfeitores apoiando
Uma ilustração autoral da artista Renata Dorea (RJ), em formato digital para impressão em modelo pôster, caneca, camiseta, ou qualquer outro formato que deseja utilizar, com os direitos autorais cedidos pela autora como apoio à essa campanha (ver modelo no insta @giuliacajulina).
R$ 40
Camiseta com ilustração
1 benfeitor apoiando
Atenção: recompensa disponível apenas para moradores da baixada cuiabana.
R$ 50
A questão trans no Cine Latino Americano
19 benfeitores apoiando
Uma aula online que desenvolverá a partir da análise fílmica, vamos observar a construção histórica da representação trans no cinema latino americano até as novas narrativas emergentes, assim como as suas implicações práticas no cotidiano. De maneira crítica, entendendo contexto histórico e lugar de fala dos autores, Rosa Caldeira, um corpo trans, propõe um debate sobre imaginários.
R$ 60
Livro da prof. dra. Aline Wendpap "E SE
5 benfeitores apoiando
Ao colocar esta indagação debochada, como título de seu livro, Aline Wendpap pretende provocar o leitor a refletir sobre as mudanças tecnológicas que vem acontecendo no mundo das comunicações nas ultimas décadas.

01 disponível.
R$ 65 + FRETE
Camiseta
4 benfeitores apoiando
Camiseta Eu apoio O cinema
R$ 80
Ilustração + Masterclass de Cinema Trans
2 benfeitores apoiando
Uma aula online que desenvolverá a partir da análise fílmica, a observação e construção histórica da representação trans no cinema latino americano com o cineasta Rosa Caldeira. E também uma Ilustração da participação das mulheres no audiovisual da artista Renata Dorea.
R$ 100
Você nos créditos
2 benfeitores apoiando
Nome no crédito dos filmes realizados
R$ 250
VOCÊ NOS CRÉDITOS 2
Seja o primeiro a apoiar!
Nome no crédito dos filmes realizados
R$ 500
VOCÊ NOS CRÉDITOS 3
Seja o primeiro a apoiar!
Nome no crédito dos filmes realizados
R$ 1.000
VOCÊ NOS CRÉDITOS 4
Seja o primeiro a apoiar!
Nome no crédito dos filmes realizados
R$ 2.000
VOCÊ NOS CRÉDITOS 5
Seja o primeiro a apoiar!
Nome no crédito dos filmes realizados
R$ 3.500
VOCÊ NOS CRÉDITOS 6
Seja o primeiro a apoiar!
Nome no crédito dos filmes realizados
R$ 5.000
VOCÊ NOS CRÉDITOS 7
Seja o primeiro a apoiar!
Nome no crédito dos filmes realizados

RECOMPENSAS ATUALIZADAS

 

CAMISETAS POR R$65,00 + Frete

 

  

Ilustrações digitais R$30,00


Ilustrações digitais R$30,00

 

Ilustrações digitais R$30,00


Livro da dra em Estudos de Cultura Contemporânea "E se o o vento levou, o whats prantchou?" R$60,00

 

 


  

 

Sou Giulia Medeiros, 29 anos, Cientista Social, pesquisadora da Pós Graduação em Estudos de Cultura Contemporânea da UFMT (ECCO), Videomaker, produtora, ativista de movimentos sociais, Cuiabana, mãe, mulher e feminista. Desde criança sempre tive um sonho, ser produtora cultural. Meu primeiro trabalho foi no grupo de teatro aos 11 anos, depois disso nunca parei de produzir. Aos 15 descobri meu amor pelo audiovisual e percebi na arte uma poderosa ferramenta para transformação social. A partir daí, passei a defender a cultura como prioridade nos movimentos sociais que faço parte, organizando saraus com mostras audiovisuais, produzindo conteúdo e registrando diversas lutas. Ao longo da minha jornada como produtora cultural, mãe da Catarina, filha de dona Alba e seu Mário, casada com Éverton e irmã de Mário Neto e João Vitor, tive a oportunidade de construir minha história com influências de pessoas insubstituíveis que sempre me incentivaram a alcançar sonhos. Meu objetivo de vida? primeiramente ter saúde pra ver minha filha crescer e depois, aproveitar a potência do cinema e do audiovisual para construir outros universos possíveis.

 

 

Nascida e criada em Cuiabá, que apesar de ser conhecida como "a capital do agronegócio" é também território do pantanal e do cerrado. Como diz Aline Figueiredo "Arte Aqui é Mato", me forjei no contexto do cinema mato-grossense que embora seja um lugar com suas características antropológicas, geográficas e climáticas favoráveis ao processo produtivo do cinema e que influenciam diretamente nas produções autorais locais, abrigando cerca de 45 etnias indígenas e 78 comunidades remanescentes de quilombos, Mato Grosso ainda não conseguiu se consolidar como um centro produtor em nível nacional. 

 

Apesar dos últimos tempos serem caóticos com a Pandemia, tive uma grande surpresa ao ter passado na prova para entrar na EICTV. Contudo, tive também que passar por mais uma prova: conquistar o direito de levar minha filha Catarina. Sabemos que para uma mãe não é simples adentrar ao mundo dos estudos e do trabalho, afinal vivemos em uma sociedade patriarcal que não inclui as mulheres e as crianças como prioridades em seu modo de organização. Após uma longa negociação com a escola tive a felicidade de garantir a ida dela e do meu companheiro que se colocou à disposição para cuidar da pequena enquanto eu me dedicasse integralmente ao curso. Agora sigo para a terceira etapa da concretização desse sonho: arrecadar o financiamento necessário para realizar meus estudos na EICTV em Cuba.

 

 

 

 

 

 
A Escola Internacional de Cinema e TV (EICTV) de San Antonio de los Baños, em Cuba é reconhecidamente uma das melhores escolas de cinema do mundo. Para ter acesso a uma vaga nos seus cursos de Direção, Roteiro, Produção, Fotografia, Montagem, Som e Novas Mídias, a pessoa passa por um concorrido processo seletivo para a formação imersiva em cinema regular de 3 anos, apenas 5 alunos de todo o mundo são selecionados para cursar cada uma das especialidades que a escola oferece.

No entanto, o curso não é gratuito. O governo cubano subsidia 75% dos custos com moradia, seguro saúde e atividades acadêmicas, sendo que os alunos devem integralizar os outros 25%, que importam em 6 mil euros por ano, que podem ser pagos em 2 parcelas de 3 mil euros, sendo a primeira para efetivar a matrícula, mais as despesas de transporte e documentação.

O governo brasileiro, de 2004 a 2017, concedia bolsas de estudo aos brasileiros admitidos no curso regular através do Ministério da Cultura como forma de reconhecimento da importância cultural da EICTV e para o mercado audiovisual nacional. Contudo, a partir do governo Temer esse subsídio foi interrompido.

Colaborando nessa campanha você contribui com minha formação em um período de um semestre e também um apoio a permanência nesses 3 anos. Descrevo abaixo, onde serão aplicados os recursos arrecadados:

 


70% pagamento da matrícula
26% verba permanência
4% taxa da benfeitoria

 

A escola é uma das melhores escolas de cinema do mundo, oferece uma educação imersiva, teórica e prática, no qual respiramos cinema 24 horas por dia. Fui aprovada no curso regular com duração de 3 anos, apenas 5 alunos de todo o mundo são selecionados para cursar cada uma das especialidades que a escola oferece, ou seja, é uma instituição muito concorrida. Passamos por mais de 300 professores e profissionais de cinema do mundo inteiro, contribuindo para uma formação única e completa.  Além da formação, a escola oferece, moradia, alimentação, convênio médico e os equipamentos de cinema, além de todo intercâmbio cultural entre os estudantes.

Sabemos que o segmento de produção é a base para tirar o roteiro do papel e colocar nas telas a exibição de uma obra fílmica. A tarefa da produção é uma das mais importantes na cadeia produtiva do audiovisual, pois é a partir dela que todas as etapas da realização de um filme se concretizam, desde a pré produção de uma ideia até a sua distribuição.

 

Sobre a cadeira de Produção: formamos Produtores Criativos que promovem o desenvolvimento e distribuição de filmes em suas regiões. Os alunos irão obter ferramentas e conhecimentos para enfrentar uma rodagem, desenvolvendo os diferentes papéis da especialidade. No último ano, eles embarcarão no caminho da produção executiva, para se especializar no desenvolvimento de projetos e na gestão de recursos para longas-metragens. 

 

 

Como pode apoiar este sonho e de quebra contribuir para o fomento do cinema nacional?

1. Doando para a minha campanha no benfeitoria

Qualquer valor ajuda muito, a partir de 1 real você já está contribuindo com minha campanha.

2. Compartilhando com suas redes e contatos 

Só assim, com a ajuda de vocês, vou conseguir realizar esse meu sonho. Compartilhe com seus amigos, familiares e nas suas redes sociais! Quanto mais longe essa campanha for, mais me aproximo dos meus objetivos.

 

3. Doando diretamente para minha conta: 

PIX: 043.655.131-41

Banco do Brasil

Ag. 1216-5 Cc. 94795-4 CPF: 043 655 131 41

Giulia Medeiros

 

Contatos:

65 - 99665 0037

Giulia Medeiros ainda não publicou nenhuma notícia.

RECOMPENSAS ATUALIZADAS

 

CAMISETAS POR R$65,00 + Frete

 

  

Ilustrações digitais R$30,00


Ilustrações digitais R$30,00

 

Ilustrações digitais R$30,00


Livro da dra em Estudos de Cultura Contemporânea "E se o o vento levou, o whats prantchou?" R$60,00

 

 


  

 

Sou Giulia Medeiros, 29 anos, Cientista Social, pesquisadora da Pós Graduação em Estudos de Cultura Contemporânea da UFMT (ECCO), Videomaker, produtora, ativista de movimentos sociais, Cuiabana, mãe, mulher e feminista. Desde criança sempre tive um sonho, ser produtora cultural. Meu primeiro trabalho foi no grupo de teatro aos 11 anos, depois disso nunca parei de produzir. Aos 15 descobri meu amor pelo audiovisual e percebi na arte uma poderosa ferramenta para transformação social. A partir daí, passei a defender a cultura como prioridade nos movimentos sociais que faço parte, organizando saraus com mostras audiovisuais, produzindo conteúdo e registrando diversas lutas. Ao longo da minha jornada como produtora cultural, mãe da Catarina, filha de dona Alba e seu Mário, casada com Éverton e irmã de Mário Neto e João Vitor, tive a oportunidade de construir minha história com influências de pessoas insubstituíveis que sempre me incentivaram a alcançar sonhos. Meu objetivo de vida? primeiramente ter saúde pra ver minha filha crescer e depois, aproveitar a potência do cinema e do audiovisual para construir outros universos possíveis.

 

 

Nascida e criada em Cuiabá, que apesar de ser conhecida como "a capital do agronegócio" é também território do pantanal e do cerrado. Como diz Aline Figueiredo "Arte Aqui é Mato", me forjei no contexto do cinema mato-grossense que embora seja um lugar com suas características antropológicas, geográficas e climáticas favoráveis ao processo produtivo do cinema e que influenciam diretamente nas produções autorais locais, abrigando cerca de 45 etnias indígenas e 78 comunidades remanescentes de quilombos, Mato Grosso ainda não conseguiu se consolidar como um centro produtor em nível nacional. 

 

Apesar dos últimos tempos serem caóticos com a Pandemia, tive uma grande surpresa ao ter passado na prova para entrar na EICTV. Contudo, tive também que passar por mais uma prova: conquistar o direito de levar minha filha Catarina. Sabemos que para uma mãe não é simples adentrar ao mundo dos estudos e do trabalho, afinal vivemos em uma sociedade patriarcal que não inclui as mulheres e as crianças como prioridades em seu modo de organização. Após uma longa negociação com a escola tive a felicidade de garantir a ida dela e do meu companheiro que se colocou à disposição para cuidar da pequena enquanto eu me dedicasse integralmente ao curso. Agora sigo para a terceira etapa da concretização desse sonho: arrecadar o financiamento necessário para realizar meus estudos na EICTV em Cuba.

 

 

 

 

 

 
A Escola Internacional de Cinema e TV (EICTV) de San Antonio de los Baños, em Cuba é reconhecidamente uma das melhores escolas de cinema do mundo. Para ter acesso a uma vaga nos seus cursos de Direção, Roteiro, Produção, Fotografia, Montagem, Som e Novas Mídias, a pessoa passa por um concorrido processo seletivo para a formação imersiva em cinema regular de 3 anos, apenas 5 alunos de todo o mundo são selecionados para cursar cada uma das especialidades que a escola oferece.

No entanto, o curso não é gratuito. O governo cubano subsidia 75% dos custos com moradia, seguro saúde e atividades acadêmicas, sendo que os alunos devem integralizar os outros 25%, que importam em 6 mil euros por ano, que podem ser pagos em 2 parcelas de 3 mil euros, sendo a primeira para efetivar a matrícula, mais as despesas de transporte e documentação.

O governo brasileiro, de 2004 a 2017, concedia bolsas de estudo aos brasileiros admitidos no curso regular através do Ministério da Cultura como forma de reconhecimento da importância cultural da EICTV e para o mercado audiovisual nacional. Contudo, a partir do governo Temer esse subsídio foi interrompido.

Colaborando nessa campanha você contribui com minha formação em um período de um semestre e também um apoio a permanência nesses 3 anos. Descrevo abaixo, onde serão aplicados os recursos arrecadados:

 


70% pagamento da matrícula
26% verba permanência
4% taxa da benfeitoria

 

A escola é uma das melhores escolas de cinema do mundo, oferece uma educação imersiva, teórica e prática, no qual respiramos cinema 24 horas por dia. Fui aprovada no curso regular com duração de 3 anos, apenas 5 alunos de todo o mundo são selecionados para cursar cada uma das especialidades que a escola oferece, ou seja, é uma instituição muito concorrida. Passamos por mais de 300 professores e profissionais de cinema do mundo inteiro, contribuindo para uma formação única e completa.  Além da formação, a escola oferece, moradia, alimentação, convênio médico e os equipamentos de cinema, além de todo intercâmbio cultural entre os estudantes.

Sabemos que o segmento de produção é a base para tirar o roteiro do papel e colocar nas telas a exibição de uma obra fílmica. A tarefa da produção é uma das mais importantes na cadeia produtiva do audiovisual, pois é a partir dela que todas as etapas da realização de um filme se concretizam, desde a pré produção de uma ideia até a sua distribuição.

 

Sobre a cadeira de Produção: formamos Produtores Criativos que promovem o desenvolvimento e distribuição de filmes em suas regiões. Os alunos irão obter ferramentas e conhecimentos para enfrentar uma rodagem, desenvolvendo os diferentes papéis da especialidade. No último ano, eles embarcarão no caminho da produção executiva, para se especializar no desenvolvimento de projetos e na gestão de recursos para longas-metragens. 

 

 

Como pode apoiar este sonho e de quebra contribuir para o fomento do cinema nacional?

1. Doando para a minha campanha no benfeitoria

Qualquer valor ajuda muito, a partir de 1 real você já está contribuindo com minha campanha.

2. Compartilhando com suas redes e contatos 

Só assim, com a ajuda de vocês, vou conseguir realizar esse meu sonho. Compartilhe com seus amigos, familiares e nas suas redes sociais! Quanto mais longe essa campanha for, mais me aproximo dos meus objetivos.

 

3. Doando diretamente para minha conta: 

PIX: 043.655.131-41

Banco do Brasil

Ag. 1216-5 Cc. 94795-4 CPF: 043 655 131 41

Giulia Medeiros

 

Contatos:

65 - 99665 0037

Giulia Medeiros ainda não publicou nenhuma notícia.