Diaspora.Black |

Diaspora.Black

Uma rede que conecta viajantes e anfitriões interessados em experimentar a herança e a história dos povos africanos em diferentes cidades.


O Diaspora.Black propõe um modelo de hospedagem focada na tradição cultural africana transmitida por anfitriões negros e negras. Mais do que acomodações, a plataforma conecta pessoas com valores e referências culturais e identitárias comuns, dispostas a compartilhar seu espaço de pertencimento. 

Em desenvolvimento há dois meses, a plataforma já possui demanda de cadastro em diferentes cidades de dez países, como França, Itália, EUA, Espanha, Nigéria, Inglaterra, Peru, México e Bolívia, além do Brasil. No momento, estamos na fase de testes do sistema operacional.

O Diaspora.Black é uma construção coletiva, desenvolvida por jovens profissionais negros empreendendo em ambiente de economia colaborativa e com propósito social. O fortalecimento da cultura e da comunidade negra é central nesta iniciativa, idealizada como uma rede de engajamento entre os povos da diáspora africana.

O financiamento coletivo permitirá a consolidação e expansão da plataforma. As metas definidas têm como referência nossos custos pré-operacionais de infraestrutura técnica, e também vão garantir a diversificação dos serviços, como a produção de conteúdos exclusivos e o desenvolvimento de novas ferramentas aos usuários. A campanha de arrecadação funciona como "tudo ou nada": se não atingirmos a primeira meta, devolvemos os valores de sua contribuição. 

Por quê apoiar

Segundo pesquisa da Universidade de Harvard, viajantes negros têm 16% menos chances de serem aceitos em acomodações nos Estados Unidos. Mas o problema é global, e vivenciado diariamente por quem ousa transgredir as fronteiras e buscar novos horizontes no percurso da diáspora. 

"Em Angra, no hotel, à noite, estava com a produtora e pedimos uma sopa. Quando abrimos a porta o garçom fez a primeira pergunta: vocês são babás? Vocês parecem", Luciana Barreto, jornalista, âncora da Tv Brasil

"Em Barcelona, o proprietário do apartamento olhou para minha cara e disse o quanto ele tinha receio e que a chave não poderia ficar na minha mão, na mão do negrito", Rodrigo França, ator

"Em Fortaleza, na recepção do hotel, as pessoas já me olhavam bastante incomodadas. Quando entrei, tinha uma linha de frente de seguranças, me esperando", Kanu Trindade, sócio do DidaBar (RJ)

A melhor forma de superar essas recorrentes situações de racismo é fortalecer a nossa rede, onde podemos reconhecer nossos valores e o sentido de pertencimento. Esta é a premissa da Política de Acolhimento do Diaspora.Black. 

Veja aqui outros depoimentos completos:

 

Sobre a Diaspora Negra

Na cidade de Ouidah, no Benin, existe um monumento chamado ‘Porta do Não-Retorno’. Este local foi construído no porto onde há muitos anos milhares de pessoas escravizadas foram deportadas de sua terra, sua família, sua comunidade. Tombado pela Unesco, o monumento é um símbolo da maior tragédia da humanidade: um vão entre dois universos. É um lugar e um não lugar, uma passagem para outra existência: ponto de partida da Diáspora Africana.

O termo se refere à dispersão da população africana no mundo, especialmente a partir do período colonial, mas que se aplica a outros movimentos migratórios das populações negras. O conceito abarca também a ideia de que os diferentes povos escravizados resistiram à dominação cultural e preservaram a memória, os símbolos e valores tradicionais, disseminando-os em seus percursos pelo mundo globalizado.

O Diaspora.Black propõe, justamente, o reencontro com essa riqueza dispersa em diferentes cidades. Ao articular em rede anfitriões e viajantes, a plataforma facilita as trocas simbólicas e as experiências imersivas na cultura negra – seja em Ouidah, berço das tradições yorubas na África, seja em Salvador, onde essa tradição moldou parte da cultura local.  

Veja relatos sobre o reconhecimento da identidade cultural em diferentes locais da diáspora!

Quem já apoia

Tudo que venha e seja para nos incluir, em tudo aquilo que temos direito no Brasil e que tentam nos negar, é maravilhoso. Temos que criar ferramentas que possamo nos dar maior empoderamento.  Mãe Beata de Yemanjá, Iyalorixá do Ilê Omiojúàrò

Penso que essa rede pode contribuir de maneira fundamental quebrando estereótipos em relação a população negra que viaja pelo mundo.  Joanice Conceição, professora doutora da UFF

As pessoas desse não lugar, que estão em outros lugares, precisam se encontrar, até para construir essas identidades. Uma plataforma que permite que a gente se encontre é maravilhoso.  Janete Ribeiro,  professora e historiadora do ISERJ

Aguarde, carregando...



R$ 2.565 meta R$ 15.000 17%
34
benfeitores
10
dias restantes





É tudo ou nada! Precisamos bater a meta até
09/03/2017 - 23:59

Escolher recompensa
R$15
Empoderar!

Você tem a nossa gratidão por fazer parte desta rede! Como retribuição, você receberá um cartão virtual personalizado.

9 benfeitores apoiando

Escolher recompensa
R$40
Afirmar identidades!

A sua participação será reconhecida com uma homenagem especial em nossas redes sociais! Juntos, faremos a nossa rede se reencontrar no Diaspora.Black!

10 benfeitores apoiando

Escolher recompensa
R$75
Valorizar nossa história!

Reverenciamos sua contribuição com uma conversa por telefone, trocando histórias e reforçando nossos laços de oralidade!

5 benfeitores apoiando

Escolher recompensa
R$100
Fortalecer laços!

A nossa rede é diversa, múltipla e sua participação a tornará ainda mais rica! Publicamos um vídeo com depoimento seu para nossas redes sociais, como agradecimento por sua generosidade!

4 benfeitores apoiando

Escolher recompensa
R$250
Se reconhecer n@ outr@!

Além de receber nosso cartão virtual e de poder participar das nossas redes sociais, queremos conversar com você sobre os princípios, a missão e valores do Diaspora.Black. E queremos te ouvir para que a nossa rede tenha cada vez mais a nossa cara!

2 benfeitores apoiando

Escolher recompensa
R$400
Promover encontros!
29 disponíveis

Você é um parceiro especial e terá a oportunidade de vivenciar a acolhida proposta pelo Diaspora.Black em primeira mão! Você poderá agendar um dia em um dos imóveis já disponíveis no Rio de Janeiro. A diária está sujeita a agendamento e condições negociadas posteriormente.

1 benfeitor apoiando

Escolher recompensa
R$750
Sinta-se acolhido!
20 disponíveis

Além das recompensas e agradecimentos nas nossas redes sociais, você poderá desfrutar de duas diárias no Rio de Janeiro, para vivenciar experiências de acolhimento e imersão na cultura negra carioca. O agendamento depende de disponibilidade e será feito diretamente com o proprietário do imóvel.

seja o primeiro a apoiar!

Escolher recompensa
R$1000
Modupé!
40 disponíveis

A melhora forma de agradecimento é vivermos juntos um momento especial. Você e mais uma pessoa são convidados para uma refeição especial com a equipe do Diaspora.Black, durante sua estadia de dois dias no Rio de Janeiro, em um dos imóveis já cadastrado na plataforma. Recompensa sujeita à disponibilidade.

seja o primeiro a apoiar!

Carlos Humberto Silva Filho
  • Carlos Humberto Silva Filho
  • Categoria: Cidades, Ciência e Tecnologia, Empreendedorismo, Inclusão Social, Economia Colaborativa
  • Geografo de formação, atualmente atua como consultor para articulação e mobilização de redes, coletivos e movimentos sociais em diferentes instituições do terceiro setor.

Últimos Benfeitores

Francisco da Motta Schnoor
Márcio Tadeu Santos
Mari Ning
Laís Regina Tavares
Ana Paula Brandão
Davi Lira de Melo
Ébano Machel
Manuela Silveira
Thais Rosa Pinheiro
Luiza Regina