A ombudsman do SAC |

A ombudsman do SAC

Pra saber o que estamos comendo, precisamos fazer certas perguntas. As respostas podem ser difíceis de conseguir, mas com sua ajuda fica mais fácil.


Meta 1: R$ 1.000

Entrega: Voltar a produzir vídeos em casa regularmente. Um por mês acho que dá.

Celebração: Se chegarmos a R$ 1.000 em doações mensais (no Recorrente e no Paypal, somados), eu sorteio um dos doadores por mês para receber uma visita virtual minha em sua cozinha, pra falarmos sobre suas escolhas alimentares, num bate-papo ao vivo de até 30 minutos

Meta 2: R$ 2.000

Entrega: Com 2 pilas por mês já dá pra pensar em fazer vídeos caseiros semanais, hein?

Celebração: Que tal sorteio de duas visitas virtuais por mês?

Meta 3: R$ 4.000

Entrega: Com 4 mangos mensais eu consigo me dedicar integralmente ao canal. Sensacional, hein? Será que temos chance?

Celebração: Porran, isso aí mereceria celebração nível master. Acho que faço até um streap-tease se bater essa meta. Mas, claro, tudo dentro da decência exigida no YouTube e com toda a tiração de sarro que me é típica... rs

Meta 4: R$ 10.000

Entrega: Mano, com essa grana dá pra fazer um negócio que é meu sonho de consumo chamado REPORTAGEM. Dá pra sair de casa, viajar de vez em quando pra mostrar fazendas por aí, entrevistar pessoas cara a cara, saca? Com equipe e tudo. Outro nível.

Celebração: Pô, aí acho que é o caso de, tipo, receber os doadores num encontro especial com comes e bebes, que tal?

Você é o que sabe sobre o que come, repito eu há anos. Mas continua bem difícil saber tudo sobre o que comemos. Então pensei em dar uma forcinha para as empresas de alimentos. Mostrar pra elas mais claramente o que nós, consumidores, queremos saber, e quem sabe ajudá-la a nos trazer respostas mais satisfatórias. 

Eu vou ser a ombudsman que o mercado de alimentos nunca teve. Aquela que duvida e checa. Aquela que não tem vergonha de perguntar (afinal, perguntar não ofende, certo?). Aquela que exige mais respostas. Aquela que aponta para as empresas e o setor público as informações que estão faltando, a clareza que está faltando, as falhas na comunicação.

E vou expor algumas dessas falhas ao vivo, pra você participar dessa brincadeia séria e pra incentivar que as respostas sejam mais rápidas, na medida da nossa necessidade. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Aguarde, carregando...



março 2015

Em 01/04/2015 10:56

R$ 0,00
arrecadado por mês
meta R$ 1.000
0
assinantes
0%
arrecadado





Financiamento Recorrente

Faça parte desse projeto!
Vire um assinante mensal.



assinar com este valor
R$20 por mês

Seja o primeiro assinante

assinar com este valor
R$40 por mês

Seja o primeiro assinante

assinar com este valor
R$60 por mês

Seja o primeiro assinante

assinar com este valor
R$100 por mês

Seja o primeiro assinante

É uma forma de viabilizar projetos de impacto positivo. Essa não é uma compra. É um ato de confiança.

A Benfeitoria não pode assegurar a execução do projeto nem a entrega das recompensas. Essa é uma responsabilidade direta dos realizadores. Estamos empenhados em fazer uma nova economia acontecer. Vamos juntos?

Saiba mais sobre as responsabilidades

  • Francine
  • Categoria: Educação, Saúde e Bem-Estar, Sustentabilidade

Francine

Do campo à mesa é uma produtora de conteúdos informativos, educativos, divertidos e úteis na orientação das escolhas alimentares. Nosso lema é: Você é o que sabe sobre o que come. Conheça nosso trabalho: http://canaldocampoamesa.com.br/