Escola Sem Muros Jd Damasceno |

Escola Sem Muros Jd Damasceno

Programa de imersão de estudantes para realizar a reforma do Espaço Cultural Jd Damasceno, Brasilândia.

Projeto por: Escola Sem Muros
R$ 30.301,00
arrecadado
meta R$ 24.000,00

181 benfeitores
apoiaram essa campanha

Conseguimos \o/

Obrigado a todos os Benfeitores por mais um projeto bem sucedido. Agora, acompanhe as novidades e comentários do projeto.

POR

Escola Sem Muros

Escola Sem Muros

R$ 10
agradecimento
14 benfeitores apoiando
Muito obrigada por fazer parte dessa transformação! Em troca da sua colaboração, você receberá um agradecimento especial :)
R$ 30
postal
31 benfeitores apoiando
Muito obrigada por fazer parte dessa transformação! Além de um profundo agradecimento, você receberá um postal com fotos da construção pela Rafaella Arcuschin :)
R$ 50
banquete
60 benfeitores apoiando
Muito obrigado! Além do nosso profundo agradecimento, você é nosso convidado para um almoço caseiro vegetariano, feito pela nossa querida Célia :)
R$ 60
Oficina poética
4 benfeitores apoiando
Em retribuição à sua colaboração, você receberá o nosso profundo agradecimento e + a participação na oficina poética.

16 disponíveis.
R$ 70
Oficina de artesanato de papel
Seja o primeiro a apoiar!
Em retribuição à sua colaboração, você receberá o nosso profundo agradecimento e + a participação na oficina de artesanato de papel profundo agradecimento com Ana Maria.

20 disponíveis.
R$ 80
Cozinha de reaproveitamento
2 benfeitores apoiando
Em retribuição à sua colaboração, você receberá o nosso profundo agradecimento e + a participação na oficin de cozinha de reaproveitamento

18 disponíveis.
R$ 80
Oficina de horta
5 benfeitores apoiando
Em retribuição à sua colaboração, você receberá o nosso profundo agradecimento e + oficina de horta em qualquer lugar com Alessandra Nahra
R$ 100
festival
19 benfeitores apoiando
Além do nosso profundo agradecimento, você é nosso convidado para um passeio pelo bairro + campeonato de futebol + churrasco ;)
R$ 150
celebração
6 benfeitores apoiando
Além do nosso profundo agradecimento, você é nosso convidado para um passeio pelo bairro + roda de capoeira + show Febre Terçã

14 disponíveis.
R$ 180
Oficina - Cartografia afetiva
2 benfeitores apoiando
Em retribuição à sua colaboração, você receberá o nosso profundo agradecimento e + a participação na oficina de cartografia afetiva com Ranyely Araujo

18 disponíveis.
R$ 180
Passeio urbano
Seja o primeiro a apoiar!
Em retribuição à sua colaboração, você receberá o nosso profundo agradecimento e + expedição urbana com Renato Hofer
R$ 200
Oficina - Construção de forno de barro
2 benfeitores apoiando
Em retribuição à sua colaboração, você receberá o nosso profundo agradecimento e + Oficina - Construção de forno de barro com Cecilia Lotufo

18 disponíveis.
R$ 200
Oficina de fechamento de treliça bambu
9 benfeitores apoiando
Em retribuição à sua colaboração, você receberá o nosso profundo agradecimento e + oficina de fechamento de treliça de bambu com Roberto Payacan

11 disponíveis.
R$ 400
Oficina de telhado verde
1 benfeitor apoiando
Em retribuição à sua colaboração, você receberá o nosso profundo agradecimento e +Oficina de telhado verde com Helena Ruette e Arianne Azevedo

19 disponíveis.
R$ 400
Oficina de tratamento de águas cinzas
2 benfeitores apoiando
Em retribuição à sua colaboração, você receberá o nosso profundo agradecimento e + oficina de tratamento de águas cinzas e marrons com Vinicius Pereira e Lucas Ciolla

18 disponíveis.
R$ 800
CURSO - Arquitetura de Interesse Social
2 benfeitores apoiando
Em retribuição à sua colaboração, você receberá o nosso profundo agradecimento e + Curso de Arquitetura de Interesse Social (20h) em março de 2018 com Nabil Bonduki, Renato Cymbalista, Claudia VIsoni e Nadia Recioli
R$ 1.700
PDC
1 benfeitor apoiando
Em retribuição à sua colaboração, você receberá o nosso profundo agradecimento e + PDC Participação no Curso de Design de Permacultura 2018 do coletivo Permasampa e Instituto Casa da Cidade

01 disponível.
R$ 1.700
programa
2 benfeitores apoiando
profundo agradecimento + participação na imersão de 10 dias do Escola Sem Muros 2018 nos dias 19 a 30 de janeiro com os educadores Andressa Capriglione, Ranyely Araujo, Roberto Payacan, Herique Pinheiro e Tomaz Lotufo

27 disponíveis.

O Escola Sem Muros é um programa se propõe a criar um novo modelo de ensino pautado na práxis e na vivência da realidade social, e através disso, construir com as comunidades espaços de encontro, troca, aprendizagem e fortalecimento local, empoderando os atores envolvidos. Através de uma metodologia participativa, educadora e social, buscamos unir o conhecimento acadêmico e empírico da própria comunidade para resolver problemas locais, propiciando aos estudantes criar, desenhar e construir, aplicando seus valores educacionais como cidadãos na transformação da cidade.

Uma jornada de aprendizagem em que estudantes mergulham em uma comunidade por 10 dias para um curso prático que deixa de legado para a comunidade a construção de um equipamento coletivo. O programa Escola Sem Muros 2018 acontecerá de 19 a 30 de janeiro no Jardim Damasceno, Brasilândia, zona norte de São Paulo. 60 estudantes irão se unir a pessoas da comunidade local, arquitetos e profissionais convidados para criar uma experiência de extensão universitária única no Brasil, e contribuir na reforma do Espaço Cultural Jd Damasceno, organização que luta pela melhoria da qualidade de vida no bairro há 30 anos. O curso é destinado a interessados em conhecer o uso do bambu para a construção, assim como jovens que buscam ter uma vivência prática, e colocar seu conhecimento a serviço da sociedade, ir além dos muros da universidade.

mais info: https://www.facebook.com/semmurosarq/

aqui o vídeo na íntegra: https://youtu.be/eTZkwwE_HPM

 

Projeto de reforma do Espaço Cultural 

 

 

Metodologia Escola Sem Muros

Aproximação:

Conhecer a comunidade e estabelecer ponto de apoio. Cartografar recursos e potencialidades existentes: ambientais, fisicas, sociais e culturais. Definir o espaço de ação, programa de possibilidades, materiais e tecnologias a serem utilizadas. Chamar participantes da comunidade local e estudantes.

Construção:

Integrar participantes, providenciar recursos necessários para o curso-obra (alimentação, transporte, materiais e ferramentas). Desenhar projeto básico e realizar maquetes de estudo. Dividir os grupos de trabalho e entender etapas do canteiro de obras. Compartilhar saberes entre a equipe, articulando profissionais técnicos e artesãos locais. Celebrar o processo percorrido!

Cuidado:

Desenhar junto com a comunidade estratégias de gestão. Identificar a pós ocupação, monitorar o uso, a continuidade e validar o impacto do projeto na comunidade. Compilar o registro do processo e produzir material de sintese. Formar multiplicadores da metodologia e do projeto para fortalecer o impacto da causa. Estabelecer novos parceiros e continuar tecendo redes de apoio.

Espaço Cultural Jd Damasceno

A Associação desenvolve ações no bairro Jd Damasceno há 27 anos, articulando a comunicação entre o poder publico e a sociedade civil no desenvolvimento de atividades permaculturais e politicas publicas que atendam as necessidades dos moradores deste territorio. A partir de almoços comunitários e de voluntários, o espaço se mantém, promovendo atividades e oferecendo comida para as crianças de famílias muito pobres, que passam o dia jogando futebol e empinando pipa no campinho. Além disso, realizamos contação de histórias, saraus, brincadeiras, oficinas corporais... Trabalho que tem respaldo até mesmo na rotina das mães da comunidade, que se sentem tranquilas e orgulhosas quando seus filhos se envolvem em atividades no Espaço Cultural. Em um contexto próximo ao parque linear e do Córrego do Canivete, o bairro é historicamente marcado pela exclusão e abandono - os primeiros moradores vieram de moradias populares e cortiços demolidos no centro da cidade de São Paulo pelas obras viárias de Prestes Maia. Os espaços livres remanescentes foram ocupados por favelas, deixando a Brasilândia sem areas livres até mesmo para construir escolas e equipamentos sociais. Em 1984, após ampla mobilização popular, a população local conseguiu a construção do primeiro centro educacional e esportivo do bairro.

 

Sem Muros | Arquitetura Integrada

Somos um escritório colaborativo de arquitetura e permacultura. Focamos em projetos de baixo impacto ambiental, com caráter comunitário e pedagógico. Por meio de projetos de edificações e equipamentos urbanos, buscamos facilitar o acesso a tecnologias que promovam autonomia, gerando uma mudança cultural e de olhar: da escassez para a abundância. Defendemos uma arquitetura integrada social, ambiental e economicamente. Entender todo projeto como oportunidade de aprendizado e empoderamento daqueles envolvidos. Projetar com sabedoria, preservando os sistemas de manutenção da vida, revelando a economia dos materiais e os recursos disponíveis no planeta, o conforto térmico, sistemas de coleta e tratamento de água, energia renovável e eficiente...

mais info: https://www.semmuros.com/

 

Investimento

 

Parceiros

Permasampa

Engenheiros Sem Fronteiras

SASP

Marjorie Yamaguti

Instituto Casa da Cidade

Permaperifa

 

 

English

School without walls is a program of immersion of 10 days in a community with students interested into having a practical experience and putting your knowledge in service of society and people from a community. The learning journey aims to live a knowledge that goes beyond the walls of university, leaving a legacy to the transformation of local community.

The Program School Without Walls 2018 will happen from january 19th to 30th in Brasilândia, North zone of  São Paulo, Brasil. 40 students of all Brasil will participate on a learning journey with actors from the local community, leaving as legacy the reform of the Cultural Centre Jd. Damasceno, key space in the fight for right to the city.

 

Cartografar é habitar um território existencial!

Em: 08/05/2018 17:34

"Mais do que um aprendizado de regras, o aprendizado da cartografia implica uma ambientação aos espaços do campo, onde realmente podemos treinar nossa paciência e atenção aos acontecimentos.Tais sensibilizações, quando vêm, pressupõem experiência e tempo, sendo cultivadas nos jogos e nas disputas que o processo de pesquisa oferece diariamente, esvaziando o aprendiz das armadilhas que os pré - julgamentos e verdades gerais acabam por nos levar." (Johnny Alvarez e Eduardo Passos)

Queridos benfeitores!!

É com grande felicidade que convidamos todos os apoiadores do financiamento coletivo para participar no próximo sábado dia 12\05 das 10h às 13h de uma oficina de cartografia afetiva.

A oficina será realizada no Espaço Cultural  Jardim Damasceno, uma ótima oportunidade para aprender, trocar e conhecer o território em que estamos atuando com o apoio de vocês.

Para participar da oficina basta preencher esse link e escolher a opção "benfeitor" (=

Abraços, 

Equipe Escola Sem Muros 


Agradecimento Benfeitores

Em: 16/01/2018 11:09

Queridos Benfeitores,

 

Nós da equipe do Escola Sem Muros e do Espaço Cultural Jd Damasceno entramos em contato com vocês, após as festas e fechamentos de ciclos, para agradecer por terem sonhado este sonho junto com a gente - que agora e cada dia mais está se tornando realidade. Graças a vocês, a primeira edição do programa Escola Sem Muros vai acontecer, e o Espaço Cultural terá sua estrutura reformada!

O sonho que vocês apoiaram, virou dança, virou música, virou movimento. E movimento não para, só desenvolve, transforma, transmite - ressoa!

Essa sexta-feira começa a imersão, que irá acontecer até o próximo domingo, 28. Vamos ter rodas de conversa, oficinas de construção com bambu, culinária, shows, práticas corporais... Estão todos mais do que convidados a aparecer por lá e acompanhar as novidades pelo nosso diário de bordo no site (https://www.semmuros.com/blog) e pela página do Facebook (https://www.facebook.com/semmurosarq/).

Em janeiro, começamos a obra, com a construção de um piso de concreto que irá servir de fundação para o esqueleto de bambu que vem reforçando a estrutura existente. Tivemos um contratempo com a Prefeitura na obra (com polícia, escavadeira e caminhão), tentando recolher os materiais - afinal, apesar de estar lá há 25 anos, o espaço ainda é irregular judicialmente. No entanto, estamos negociando com a prefeitura regional a regularização do Espaço, e portanto, da obra. Durante a imersão, que vamos manter, iremos construir somente parte da estrutura, em um ato simbólico de resistência, e continuaremos a construção nos meses seguintes.

Nos colocamos há disposição para eventuais duvidas e sugestões, e agradecemos imensamente por confiarem em nós e conosco (fiar junto). Em breve, enviaremos mais detalhes e datas sobre cada contrapartida de cada recompensa.

 

Até já,

equipe Escola Sem Muros


O Escola Sem Muros é um programa se propõe a criar um novo modelo de ensino pautado na práxis e na vivência da realidade social, e através disso, construir com as comunidades espaços de encontro, troca, aprendizagem e fortalecimento local, empoderando os atores envolvidos. Através de uma metodologia participativa, educadora e social, buscamos unir o conhecimento acadêmico e empírico da própria comunidade para resolver problemas locais, propiciando aos estudantes criar, desenhar e construir, aplicando seus valores educacionais como cidadãos na transformação da cidade.

Uma jornada de aprendizagem em que estudantes mergulham em uma comunidade por 10 dias para um curso prático que deixa de legado para a comunidade a construção de um equipamento coletivo. O programa Escola Sem Muros 2018 acontecerá de 19 a 30 de janeiro no Jardim Damasceno, Brasilândia, zona norte de São Paulo. 60 estudantes irão se unir a pessoas da comunidade local, arquitetos e profissionais convidados para criar uma experiência de extensão universitária única no Brasil, e contribuir na reforma do Espaço Cultural Jd Damasceno, organização que luta pela melhoria da qualidade de vida no bairro há 30 anos. O curso é destinado a interessados em conhecer o uso do bambu para a construção, assim como jovens que buscam ter uma vivência prática, e colocar seu conhecimento a serviço da sociedade, ir além dos muros da universidade.

mais info: https://www.facebook.com/semmurosarq/

aqui o vídeo na íntegra: https://youtu.be/eTZkwwE_HPM

 

Projeto de reforma do Espaço Cultural 

 

 

Metodologia Escola Sem Muros

Aproximação:

Conhecer a comunidade e estabelecer ponto de apoio. Cartografar recursos e potencialidades existentes: ambientais, fisicas, sociais e culturais. Definir o espaço de ação, programa de possibilidades, materiais e tecnologias a serem utilizadas. Chamar participantes da comunidade local e estudantes.

Construção:

Integrar participantes, providenciar recursos necessários para o curso-obra (alimentação, transporte, materiais e ferramentas). Desenhar projeto básico e realizar maquetes de estudo. Dividir os grupos de trabalho e entender etapas do canteiro de obras. Compartilhar saberes entre a equipe, articulando profissionais técnicos e artesãos locais. Celebrar o processo percorrido!

Cuidado:

Desenhar junto com a comunidade estratégias de gestão. Identificar a pós ocupação, monitorar o uso, a continuidade e validar o impacto do projeto na comunidade. Compilar o registro do processo e produzir material de sintese. Formar multiplicadores da metodologia e do projeto para fortalecer o impacto da causa. Estabelecer novos parceiros e continuar tecendo redes de apoio.

Espaço Cultural Jd Damasceno

A Associação desenvolve ações no bairro Jd Damasceno há 27 anos, articulando a comunicação entre o poder publico e a sociedade civil no desenvolvimento de atividades permaculturais e politicas publicas que atendam as necessidades dos moradores deste territorio. A partir de almoços comunitários e de voluntários, o espaço se mantém, promovendo atividades e oferecendo comida para as crianças de famílias muito pobres, que passam o dia jogando futebol e empinando pipa no campinho. Além disso, realizamos contação de histórias, saraus, brincadeiras, oficinas corporais... Trabalho que tem respaldo até mesmo na rotina das mães da comunidade, que se sentem tranquilas e orgulhosas quando seus filhos se envolvem em atividades no Espaço Cultural. Em um contexto próximo ao parque linear e do Córrego do Canivete, o bairro é historicamente marcado pela exclusão e abandono - os primeiros moradores vieram de moradias populares e cortiços demolidos no centro da cidade de São Paulo pelas obras viárias de Prestes Maia. Os espaços livres remanescentes foram ocupados por favelas, deixando a Brasilândia sem areas livres até mesmo para construir escolas e equipamentos sociais. Em 1984, após ampla mobilização popular, a população local conseguiu a construção do primeiro centro educacional e esportivo do bairro.

 

Sem Muros | Arquitetura Integrada

Somos um escritório colaborativo de arquitetura e permacultura. Focamos em projetos de baixo impacto ambiental, com caráter comunitário e pedagógico. Por meio de projetos de edificações e equipamentos urbanos, buscamos facilitar o acesso a tecnologias que promovam autonomia, gerando uma mudança cultural e de olhar: da escassez para a abundância. Defendemos uma arquitetura integrada social, ambiental e economicamente. Entender todo projeto como oportunidade de aprendizado e empoderamento daqueles envolvidos. Projetar com sabedoria, preservando os sistemas de manutenção da vida, revelando a economia dos materiais e os recursos disponíveis no planeta, o conforto térmico, sistemas de coleta e tratamento de água, energia renovável e eficiente...

mais info: https://www.semmuros.com/

 

Investimento

 

Parceiros

Permasampa

Engenheiros Sem Fronteiras

SASP

Marjorie Yamaguti

Instituto Casa da Cidade

Permaperifa

 

 

English

School without walls is a program of immersion of 10 days in a community with students interested into having a practical experience and putting your knowledge in service of society and people from a community. The learning journey aims to live a knowledge that goes beyond the walls of university, leaving a legacy to the transformation of local community.

The Program School Without Walls 2018 will happen from january 19th to 30th in Brasilândia, North zone of  São Paulo, Brasil. 40 students of all Brasil will participate on a learning journey with actors from the local community, leaving as legacy the reform of the Cultural Centre Jd. Damasceno, key space in the fight for right to the city.

 

Cartografar é habitar um território existencial!

Em: 08/05/2018 17:34

"Mais do que um aprendizado de regras, o aprendizado da cartografia implica uma ambientação aos espaços do campo, onde realmente podemos treinar nossa paciência e atenção aos acontecimentos.Tais sensibilizações, quando vêm, pressupõem experiência e tempo, sendo cultivadas nos jogos e nas disputas que o processo de pesquisa oferece diariamente, esvaziando o aprendiz das armadilhas que os pré - julgamentos e verdades gerais acabam por nos levar." (Johnny Alvarez e Eduardo Passos)

Queridos benfeitores!!

É com grande felicidade que convidamos todos os apoiadores do financiamento coletivo para participar no próximo sábado dia 12\05 das 10h às 13h de uma oficina de cartografia afetiva.

A oficina será realizada no Espaço Cultural  Jardim Damasceno, uma ótima oportunidade para aprender, trocar e conhecer o território em que estamos atuando com o apoio de vocês.

Para participar da oficina basta preencher esse link e escolher a opção "benfeitor" (=

Abraços, 

Equipe Escola Sem Muros 


Agradecimento Benfeitores

Em: 16/01/2018 11:09

Queridos Benfeitores,

 

Nós da equipe do Escola Sem Muros e do Espaço Cultural Jd Damasceno entramos em contato com vocês, após as festas e fechamentos de ciclos, para agradecer por terem sonhado este sonho junto com a gente - que agora e cada dia mais está se tornando realidade. Graças a vocês, a primeira edição do programa Escola Sem Muros vai acontecer, e o Espaço Cultural terá sua estrutura reformada!

O sonho que vocês apoiaram, virou dança, virou música, virou movimento. E movimento não para, só desenvolve, transforma, transmite - ressoa!

Essa sexta-feira começa a imersão, que irá acontecer até o próximo domingo, 28. Vamos ter rodas de conversa, oficinas de construção com bambu, culinária, shows, práticas corporais... Estão todos mais do que convidados a aparecer por lá e acompanhar as novidades pelo nosso diário de bordo no site (https://www.semmuros.com/blog) e pela página do Facebook (https://www.facebook.com/semmurosarq/).

Em janeiro, começamos a obra, com a construção de um piso de concreto que irá servir de fundação para o esqueleto de bambu que vem reforçando a estrutura existente. Tivemos um contratempo com a Prefeitura na obra (com polícia, escavadeira e caminhão), tentando recolher os materiais - afinal, apesar de estar lá há 25 anos, o espaço ainda é irregular judicialmente. No entanto, estamos negociando com a prefeitura regional a regularização do Espaço, e portanto, da obra. Durante a imersão, que vamos manter, iremos construir somente parte da estrutura, em um ato simbólico de resistência, e continuaremos a construção nos meses seguintes.

Nos colocamos há disposição para eventuais duvidas e sugestões, e agradecemos imensamente por confiarem em nós e conosco (fiar junto). Em breve, enviaremos mais detalhes e datas sobre cada contrapartida de cada recompensa.

 

Até já,

equipe Escola Sem Muros