[SP] Vamos expandir as artes do Sé7imo Tatoo! |

[SP] Vamos expandir as artes do Sé7imo Tatoo!

Colabore com o Sé7imo (estúdio de arte) para expandir suas modalidades artísticas e prosperar ao longo da pandemia.

Projeto por: Daniel dos Santos
R$ 1.110,00
arrecadado
meta R$ 15.000,00

5
benfeitores

7%
arrecadado

26
dias restantes

PARCELE SEU PAGAMENTO EM ATÉ 6 VEZES

Ajude-nos a bater nossa meta até 19/08/2021 - 23:59


POR

Daniel dos Santos

Daniel dos Santos
R$ 20
Colar de sementes Guarani
1 benfeitor apoiando
Colar guarani de sementes de lágima de Nossa Senhora e olho de cabra alternado ou com sementes individuais. Previsão de entrega: Até 30 dias após o término do financiamento

26 disponíveis.
R$ 50
Print A4 do artista Daniel dos Santos
1 benfeitor apoiando
Arte em papel 90g offset com inspiração nos ciclos e vida presentes na Terra, tamanho A4. Previsão de entrega: Até 30 dias após o término da campanha

29 disponíveis.
R$ 100
Print A3 do artista Daniel dos Santos
3 benfeitores apoiando
Arte em papel 90g offset com inspiração nos ciclos e vida presentes na Terra, tamanho A3. Previsão de entrega: Até 30 dias após o término da campanha

27 disponíveis.
R$ 500
Tatoo de até 15 cm ou tela média
Seja o primeiro a apoiar!
Tatuagem de até 15 cm com tinta preta ou colorida com inspiração nos ciclos e vida presentes na Terra ou Tela média em tinta acrílica ou a óleo, ambos feitos pelo artista Daniel dos Santos. Previsão de entrega: Até 30 dias após o término da campanha

10 disponíveis.
R$ 1.000
Tatoo de até 30 cm ou Tela Grande
Seja o primeiro a apoiar!
Tatuagem de até 30 cm com tinta preta ou colorida com inspiração nos ciclos e vida presentes na Terra ou Tela grande em tinta acrílica ou a óleo, ambos feitos pelo artista Daniel dos Santos. Previsão de entrega: Até 30 dias após o término da campanha

5 disponíveis.

Não encontrou o que queria?

Outro valor

 

O Sé7imo, é um estúdio de arte que nasceu em 2014, apesar de em sua essência, existir desde 2005, quando foram realizados as primeiras tatuagens, em sua casa na periferia de Carapicuíba, pelo criador de estúdio, Daniel dos Santos, na residência de sua mãe. Em 2006 abriu seu primeiro estúdio de tatuagem em parceria com o melhor amigo Wagner Possati, permanecendo ali até 2007. No mesmo ano deu continuidade ao seu trabalho de arte em, como aprendiz em Perdizes Ateliê da casa, trabalhando paralelamente como Bartender no próprio local.

Houveram outras experiências como aprendiz de tatuagem ao longo dos anos em locais como o Stúdio Z tatoo Piercing Clinic, Davi Tatoo e San Tatto. Quando voltou ao seu trabalho individual, através de um estúdio em parceria com o amigo Davi Montenegro (Tatoo art) (2013), expandiu seu negócio e aprendeu sobre a venda e valorização em artes diversas, como brincos, colares, esculturas, pinturas e demais, onde também aprendeu a lhe dar e administrar uma equipe com diversos integrantes.

Em 2014 abriu o Sé7imo com seu nome oficial no centro de Barueri, expandindo ainda mais sua arte ao longo dos anos para as produções de telas, design em móveis e muralismo, aplicada principalmente às paredes do próprio estúdio. Em 2017, levou este mesmo estúdio para trabalhar individualmente, em um local onde ficou mais recluso e desenvolveu uma percepção diferenciada sobre a vida e sobre o que era esteticamente a prioridade de seu fazer artístico, inspirando-se nos padrões e formas da natureza e nos povos originários. No começo de 2019, foi convidado a morar na aldeia Itakupe, no Pico do Jaraguá e mudou seu estúdio para lá, tendo como meta utilizar seu fazer artístico para desenvolver maior conscientização sobre a preservação, comunhão e valorização da natureza e dos povos originários, em especial do povo Guarani para a cidade de São Paulo.

A maior parte das vendas será realizada pelas redes sociais online, que já estarão sendo impulsionadas para fortalecer este tipo de geração de renda, com entregas por correio. Também haverá vendas com visitação ao estúdio mediante horários planejados junto a comunidade,com orientação sobre o distanciamento máximo, precauções no contato com a comunidade e as crianças e uso de máscaras obrigatoriamente, além de manter o álcool em gel sempre disponível.

 

 

Com o dinheiro arrecadado iremos fazer uma reforma artística do espaço, através da arte de pessoas que serão remuneradas na comunidade. Além disso, iremos investir nas mais diversas peças individuais de artistas indígenas, que serão um mostruário de referência e incentivo às vendas de arte local, com trocas simétricas destas artes com valores mensais pagos aos artistas. As artes adquiridas também serão valorizadas por vídeos online com oficinas de produção das peças e parte será revendida nas páginas de arte da comunidade.

Também iremos investir em materiais para uma mini oficina de estamparia, beneficando o estúdio e a comunidade no geral com a produção de camisetas, bolsas, dentre outros materiais têxteis, que gerem renda e espalhem a mensagem de cuidado e preservação da Terra para todos afora.

Executaremos o projeto em três meses, iniciando com campanhas de impulsionamento do estúdio nas redes sociais,que irão se desdobrar ao longo de três meses. Ao longo dos três meses, também faremos a reforma do espaço físico, com a intervenção artística do proprietário do espaço e de algumas pessoas da comunidade. Iremos começar a produção das peças de arte no primeiro mês, e deixaremos a produção e vídeo oficinas acontecerem ao longo dos três meses. A oficina de estamparia será elaborada no primeiro mês e começará com sua produção neste tempo, fazendo a revenda de algumas camisetas e fornecendo parte à comunidade no geral.

 

 

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$15.000 seja alcançado.

 

 

 

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 1.500.000,00 ( um milhão e 500 mil reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo para recuperação de micro e pequenos negócios das periferias afetados pela pandemia. O Fundo Colaborativo segue aberto para novos parceiros que desejam destinar recursos para as periferias urbanas brasileiras.

 

 

Daniel dos Santos ainda não publicou nenhuma notícia.

 

O Sé7imo, é um estúdio de arte que nasceu em 2014, apesar de em sua essência, existir desde 2005, quando foram realizados as primeiras tatuagens, em sua casa na periferia de Carapicuíba, pelo criador de estúdio, Daniel dos Santos, na residência de sua mãe. Em 2006 abriu seu primeiro estúdio de tatuagem em parceria com o melhor amigo Wagner Possati, permanecendo ali até 2007. No mesmo ano deu continuidade ao seu trabalho de arte em, como aprendiz em Perdizes Ateliê da casa, trabalhando paralelamente como Bartender no próprio local.

Houveram outras experiências como aprendiz de tatuagem ao longo dos anos em locais como o Stúdio Z tatoo Piercing Clinic, Davi Tatoo e San Tatto. Quando voltou ao seu trabalho individual, através de um estúdio em parceria com o amigo Davi Montenegro (Tatoo art) (2013), expandiu seu negócio e aprendeu sobre a venda e valorização em artes diversas, como brincos, colares, esculturas, pinturas e demais, onde também aprendeu a lhe dar e administrar uma equipe com diversos integrantes.

Em 2014 abriu o Sé7imo com seu nome oficial no centro de Barueri, expandindo ainda mais sua arte ao longo dos anos para as produções de telas, design em móveis e muralismo, aplicada principalmente às paredes do próprio estúdio. Em 2017, levou este mesmo estúdio para trabalhar individualmente, em um local onde ficou mais recluso e desenvolveu uma percepção diferenciada sobre a vida e sobre o que era esteticamente a prioridade de seu fazer artístico, inspirando-se nos padrões e formas da natureza e nos povos originários. No começo de 2019, foi convidado a morar na aldeia Itakupe, no Pico do Jaraguá e mudou seu estúdio para lá, tendo como meta utilizar seu fazer artístico para desenvolver maior conscientização sobre a preservação, comunhão e valorização da natureza e dos povos originários, em especial do povo Guarani para a cidade de São Paulo.

A maior parte das vendas será realizada pelas redes sociais online, que já estarão sendo impulsionadas para fortalecer este tipo de geração de renda, com entregas por correio. Também haverá vendas com visitação ao estúdio mediante horários planejados junto a comunidade,com orientação sobre o distanciamento máximo, precauções no contato com a comunidade e as crianças e uso de máscaras obrigatoriamente, além de manter o álcool em gel sempre disponível.

 

 

Com o dinheiro arrecadado iremos fazer uma reforma artística do espaço, através da arte de pessoas que serão remuneradas na comunidade. Além disso, iremos investir nas mais diversas peças individuais de artistas indígenas, que serão um mostruário de referência e incentivo às vendas de arte local, com trocas simétricas destas artes com valores mensais pagos aos artistas. As artes adquiridas também serão valorizadas por vídeos online com oficinas de produção das peças e parte será revendida nas páginas de arte da comunidade.

Também iremos investir em materiais para uma mini oficina de estamparia, beneficando o estúdio e a comunidade no geral com a produção de camisetas, bolsas, dentre outros materiais têxteis, que gerem renda e espalhem a mensagem de cuidado e preservação da Terra para todos afora.

Executaremos o projeto em três meses, iniciando com campanhas de impulsionamento do estúdio nas redes sociais,que irão se desdobrar ao longo de três meses. Ao longo dos três meses, também faremos a reforma do espaço físico, com a intervenção artística do proprietário do espaço e de algumas pessoas da comunidade. Iremos começar a produção das peças de arte no primeiro mês, e deixaremos a produção e vídeo oficinas acontecerem ao longo dos três meses. A oficina de estamparia será elaborada no primeiro mês e começará com sua produção neste tempo, fazendo a revenda de algumas camisetas e fornecendo parte à comunidade no geral.

 

 

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$15.000 seja alcançado.

 

 

 

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 1.500.000,00 ( um milhão e 500 mil reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo para recuperação de micro e pequenos negócios das periferias afetados pela pandemia. O Fundo Colaborativo segue aberto para novos parceiros que desejam destinar recursos para as periferias urbanas brasileiras.

 

 

Daniel dos Santos ainda não publicou nenhuma notícia.