[RJ] Faixa Preta Rap |

[RJ] Faixa Preta Rap

Vamos trazer inovação, qualidade e espaço na cena para MC’s da Baixada Fluminense, com produções musicais de alto nível e estratégia no mercado musical

Projeto por: Rafael da Silva Delphino
R$ 15.100,00
arrecadado
meta R$ 15.000,00

7 benfeitores
apoiaram essa campanha

Conseguimos \o/

Obrigado a todos os Benfeitores por mais um projeto bem sucedido. Agora, acompanhe as novidades e comentários do projeto.


POR

Rafael da Silva Delphino

Rafael da Silva Delphino
R$ 10
Email de agradecimento
Seja o primeiro a apoiar!
Enviaremos um email de agradecimento. A entrega será feita 1 mês após a execução.

500 disponíveis.
R$ 20
Agradecimento por direct.
Seja o primeiro a apoiar!
Vamos agradecer diretamente na rede social de cada um que doar esse valor. A entrega será feita 2 meses depois do início.

250 disponíveis.
R$ 50
Link com prévia de lançamentos.
Seja o primeiro a apoiar!
Enviaremos um link com as prévias dos lançamentos. A entrega será feita 2 meses depois depois do início da execução.

100 disponíveis.
R$ 100
1 Beat do NaxaBeats
4 benfeitores apoiando
Enviaremos um link com as prévias dos lançamentos. A entrega será feita 2 meses após o início da execução.

46 disponíveis.
R$ 200
Participação exclusiva em live show
1 benfeitor apoiando
Participação exclusiva em live show do coletivo com @naxanobeat e @fxpr.oficial. A ser entregue 2 meses após o início da execução.

24 disponíveis.
R$ 300
Participação exclusiva em live show
Seja o primeiro a apoiar!
Participação exclusiva em live show do coletivo e 1 beat do @naxabeat. A entrega será feita 2 meses após o início da execução.

20 disponíveis.
R$ 500
Acesso a todos as recompensas.
1 benfeitor apoiando
Daremos acesso a todas as recompensas. A entrega será 2 meses após o início.

9 disponíveis.

 

Nosso projeto começou em 2015, reunindo jovens negros, de diferentes áreas da Baixada Fluminense, com o propósito de alcançar perspectivas de crescimento através da arte, porque precisávamos de uma maneira para expressar as mazelas que víamos e vivíamos. Todos os integrantes perderam amigos, familiares e/ou pessoas próximas para problemas relacionados a pobreza, falta de políticas públicas e criminalidade.

Fizemos shows em casas de show, eventos, festas e apresentações em Rodas Culturais por todo o Rio de Janeiro, com letras que traziam nossa visão, nossos sentimentos sobre o mundo, e nossa necessidade por mudança e melhoria para os nossos.

Montamos nosso home estúdio, e criamos projetos com parcerias de marcas de roupas e produtoras audiovisuais. Vinhamos numa crescente de shows, quando a pandemia surgiu para dificultar as coisas, fazendo com que os integrantes do selo tivessem que encontrar outras maneiras de levantar dinheiro para garantir a sobrevivência. Porém nesse tempo, melhoramos o estúdio, e criamos muitos trabalhos novos, que vamos fazer diversos lançamentos a partir de agosto.

Todas nossas ações estão sendo pautadas pelos protocolos de saúde e segurança da organização mundial de saúde.

 

 

Vamos investir no isolamento acústico e em equipamentos do nosso estúdio, gravar clipes, investir no impulsionamento dos lançamentos, e criar uma agenda baseada na constância de lançamentos do nosso coletivo, em páginas individuais e na página do coletivo, fomentando o crescimento financeiro e de carreira de mais de 10 artistas da Baixada Fluminense.

 

 

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$15.000 seja alcançado.

 

 

 

 

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 1.500.000,00 ( um milhão e 500 mil reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo para recuperação de micro e pequenos negócios das periferias afetados pela pandemia. O Fundo Colaborativo segue aberto para novos parceiros que desejam destinar recursos para as periferias urbanas brasileiras.

 

 

 

 

Rafael da Silva Delphino ainda não publicou nenhuma notícia.

 

Nosso projeto começou em 2015, reunindo jovens negros, de diferentes áreas da Baixada Fluminense, com o propósito de alcançar perspectivas de crescimento através da arte, porque precisávamos de uma maneira para expressar as mazelas que víamos e vivíamos. Todos os integrantes perderam amigos, familiares e/ou pessoas próximas para problemas relacionados a pobreza, falta de políticas públicas e criminalidade.

Fizemos shows em casas de show, eventos, festas e apresentações em Rodas Culturais por todo o Rio de Janeiro, com letras que traziam nossa visão, nossos sentimentos sobre o mundo, e nossa necessidade por mudança e melhoria para os nossos.

Montamos nosso home estúdio, e criamos projetos com parcerias de marcas de roupas e produtoras audiovisuais. Vinhamos numa crescente de shows, quando a pandemia surgiu para dificultar as coisas, fazendo com que os integrantes do selo tivessem que encontrar outras maneiras de levantar dinheiro para garantir a sobrevivência. Porém nesse tempo, melhoramos o estúdio, e criamos muitos trabalhos novos, que vamos fazer diversos lançamentos a partir de agosto.

Todas nossas ações estão sendo pautadas pelos protocolos de saúde e segurança da organização mundial de saúde.

 

 

Vamos investir no isolamento acústico e em equipamentos do nosso estúdio, gravar clipes, investir no impulsionamento dos lançamentos, e criar uma agenda baseada na constância de lançamentos do nosso coletivo, em páginas individuais e na página do coletivo, fomentando o crescimento financeiro e de carreira de mais de 10 artistas da Baixada Fluminense.

 

 

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$15.000 seja alcançado.

 

 

 

 

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 1.500.000,00 ( um milhão e 500 mil reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo para recuperação de micro e pequenos negócios das periferias afetados pela pandemia. O Fundo Colaborativo segue aberto para novos parceiros que desejam destinar recursos para as periferias urbanas brasileiras.

 

 

 

 

Rafael da Silva Delphino ainda não publicou nenhuma notícia.