FAPAN - Fundo de Amparo aos Profissionais do Audiovisual Negro |

FAPAN - Fundo de Amparo aos Profissionais do Audiovisual Negro

Fundo de Amparo aos Profissionais do Audiovisual Negro para ações emergenciais durante a pandemia de COVID-19

Projeto por: ASSSOCIAÇÃO DE PROFISSIONAIS DO AUDIOVISUAL NEGRO
R$ 6.305,00
arrecadado
meta R$ 392.000,00

44 benfeitores
apoiaram essa campanha

Conseguimos \o/

Obrigado a todos os Benfeitores por mais um projeto bem sucedido. Agora, acompanhe as novidades e comentários do projeto.

POR

ASSSOCIAÇÃO DE PROFISSIONAIS DO AUDIOVISUAL NEGRO

ASSSOCIAÇÃO DE PROFISSIONAIS DO AUDIOVISUAL NEGRO
R$ 20
Apoiar essa campanha com R$ 20
5 benfeitores apoiando
Agradecimento em nossas Redes Sociais!!
R$ 50
Apoiar essa campanha com R$ 50
3 benfeitores apoiando
Agradecimento em nossas Redes Sociais + Acesso à 2 filmes curta-metragem do catálogo APAN.
R$ 80
Apoiar essa campanha com R$ 80
3 benfeitores apoiando
Agradecimento em nossas Redes Sociais + Acesso à 3 filmes curta-metragem do catálogo APAN
R$ 100
Apoiar essa campanha com R$ 100
7 benfeitores apoiando
Agradecimentos em nossas Redes Sociais + Acesso à 3 filmes curta-metragem do catálogo APAN + 1 Pôster digital
R$ 250
Apoiar essa campanha com R$ 250
6 benfeitores apoiando
Agradecimento em nossas Redes Sociais + Acesso à 3 filmes curta-metragem do catálogo APAN + 1 Pôster digital + Consultoria de Projeto Curta Metragem

8 disponíveis.
R$ 500
Apoiar essa campanha com R$ 500
1 benfeitor apoiando
Agradecimento em nossas Redes Sociais + Acesso à 3 filmes curta-metragem do catálogo APAN + 1 Pôster digital + Consultoria de Projeto Longa-Metragem / Série

9 disponíveis.
R$ 1.000
Apoiar essa campanha com R$ 1000
1 benfeitor apoiando
R$ 3.000
Apoiar essa campanha com R$ 3000
Seja o primeiro a apoiar!

Atualmente, as distintas regiões do país estão impactadas pela pandemia de COVID-19. Milhares de pessoas infectadas, dezenas de milhares de mortes e uma economia enfraquecida.

No setor da cultura, as incertezas são agravadas por uma forte instabilidade política que perdura há mais de dois anos e, atualmente, sem uma previsão da normalização das atividades.

A APAN (Associação de Profissionais do Audiovisual Negro) entende os riscos à saúde e impactos econômicos que o coronavírus causa e continuará causando à pessoas negras profissionais do audiovisual e, por isso, decidiu iniciar um Fundo de Amparo a Profissionais do Audiovisual Negro.

 

O Fundo de Amparo aos Profissionais do Audiovisual Negro é uma campanha da Associação de Profissionais do Audiovisual Negro (APAN), que arrecada recursos para garantia de itens de alimentação, moradia, remédios, produtos de limpeza e higiene aos profissionais negros do setor audiovisual impactados pela pandemia em todo o país sejam estas pessoas profissionais associadas ou não a Associação

A APAN tem como intuito promover a representatividade e efetividade na atuação de pessoas negras do setor audiovisual, permitindo acesso aos bens culturais por meio das ferramentas audiovisuais, em todos os elos da cadeia produtiva: concepção, produção, distribuição e exibição - a partir de uma perspectiva inclusiva, com atenção especial ao recorte racial e de gênero.

 

As recompensas ofertadas nesta campanha visam garantir que os colaboradores tenham acessoa à obras de pessoas associadas e compreendam a relevância das produções do audiovisual negro no debate sócio-político e na promoção de representatividade da comunidade negra.

 

Pensando, também, em nossos colaboradores também profissionais do audiovisual e cinema, ofertaremos consultorias de projetos de curta-metragem, longa-metragem ou série em desenvolvimento. As consultorias variam entre duas a quatro horas dependendo da modalidade do projeto e serão realizadas com profissionais pertencentes à Associação. 

Em março, iniciamos um formulário intitulado: CENSO DE PROFISSIONAIS DO AUDIOVISUAL NEGRO - AÇÕES ECONÔMICAS EMERGENCIAIS DIANTE A PANDEMIA DE COVID-19 , com o intuito de mapear a condição das pessoas negras do setor de audiovisual diante a pandemia e pensar em iniciativas que ofertassem apoio e promovessem justiça social a estes profissionais.

O censo recebeu mais de trezentas respostas e evidenciou a não perspectiva de trabalho de muitos e muitas a partir do mês de maio, bem como a ausência de reservas financeiras. Muitas pessoas moram em casa alugadas e são as principais reponsáveis pela renda familiar.

Neste contexto, que se iniciam as primeiras mobilizações frente ao FAPAN, incialmente, na tentativa de arrecadar doações diretas com fundações e instituições, mas perante o alto número de pessoas que sinalizaram a necessidade de recursos decide-se por uma campanha de financiamento coletivo buscando assim impactar mais famílias. 

Nossa primeira meta é atingir às primeiras trezentas pessoas cadastradas pelo censo, priorizando: 

- Pessoas PCD ou com familiares PCD
- Pessoas que são principais responsáveis pela renda de sua família 
- Número de pessoas dependentes
- Pessoas que moram em casas alugadas
- Pessoas que não tiveram acesso ao Auxílio Emergencial do Governo Federal 
- Atender pessoas das cinco regiões do país

Na prática, o FAPAN realizará durante três meses repasses no valor de R$ 400,00/mês a cada beneficiária(o) direto em conta bancária. A proposta é ser uma renda complementar para a família para suas despesas mensais com concessionárias de serviço, alimentação, EPIs, remédios, dentre outras possibilidades a critério de cada beneficiária(o). 

Como o valor será utilizado: 

1 - Repasse do fundo para beneficiários: R$ 360.000,00

2 - Comissão benfeitoria: 3,5% + 4,5%

ASSSOCIAÇÃO DE PROFISSIONAIS DO AUDIOVISUAL NEGRO ainda não publicou nenhuma notícia.

Atualmente, as distintas regiões do país estão impactadas pela pandemia de COVID-19. Milhares de pessoas infectadas, dezenas de milhares de mortes e uma economia enfraquecida.

No setor da cultura, as incertezas são agravadas por uma forte instabilidade política que perdura há mais de dois anos e, atualmente, sem uma previsão da normalização das atividades.

A APAN (Associação de Profissionais do Audiovisual Negro) entende os riscos à saúde e impactos econômicos que o coronavírus causa e continuará causando à pessoas negras profissionais do audiovisual e, por isso, decidiu iniciar um Fundo de Amparo a Profissionais do Audiovisual Negro.

 

O Fundo de Amparo aos Profissionais do Audiovisual Negro é uma campanha da Associação de Profissionais do Audiovisual Negro (APAN), que arrecada recursos para garantia de itens de alimentação, moradia, remédios, produtos de limpeza e higiene aos profissionais negros do setor audiovisual impactados pela pandemia em todo o país sejam estas pessoas profissionais associadas ou não a Associação

A APAN tem como intuito promover a representatividade e efetividade na atuação de pessoas negras do setor audiovisual, permitindo acesso aos bens culturais por meio das ferramentas audiovisuais, em todos os elos da cadeia produtiva: concepção, produção, distribuição e exibição - a partir de uma perspectiva inclusiva, com atenção especial ao recorte racial e de gênero.

 

As recompensas ofertadas nesta campanha visam garantir que os colaboradores tenham acessoa à obras de pessoas associadas e compreendam a relevância das produções do audiovisual negro no debate sócio-político e na promoção de representatividade da comunidade negra.

 

Pensando, também, em nossos colaboradores também profissionais do audiovisual e cinema, ofertaremos consultorias de projetos de curta-metragem, longa-metragem ou série em desenvolvimento. As consultorias variam entre duas a quatro horas dependendo da modalidade do projeto e serão realizadas com profissionais pertencentes à Associação. 

Em março, iniciamos um formulário intitulado: CENSO DE PROFISSIONAIS DO AUDIOVISUAL NEGRO - AÇÕES ECONÔMICAS EMERGENCIAIS DIANTE A PANDEMIA DE COVID-19 , com o intuito de mapear a condição das pessoas negras do setor de audiovisual diante a pandemia e pensar em iniciativas que ofertassem apoio e promovessem justiça social a estes profissionais.

O censo recebeu mais de trezentas respostas e evidenciou a não perspectiva de trabalho de muitos e muitas a partir do mês de maio, bem como a ausência de reservas financeiras. Muitas pessoas moram em casa alugadas e são as principais reponsáveis pela renda familiar.

Neste contexto, que se iniciam as primeiras mobilizações frente ao FAPAN, incialmente, na tentativa de arrecadar doações diretas com fundações e instituições, mas perante o alto número de pessoas que sinalizaram a necessidade de recursos decide-se por uma campanha de financiamento coletivo buscando assim impactar mais famílias. 

Nossa primeira meta é atingir às primeiras trezentas pessoas cadastradas pelo censo, priorizando: 

- Pessoas PCD ou com familiares PCD
- Pessoas que são principais responsáveis pela renda de sua família 
- Número de pessoas dependentes
- Pessoas que moram em casas alugadas
- Pessoas que não tiveram acesso ao Auxílio Emergencial do Governo Federal 
- Atender pessoas das cinco regiões do país

Na prática, o FAPAN realizará durante três meses repasses no valor de R$ 400,00/mês a cada beneficiária(o) direto em conta bancária. A proposta é ser uma renda complementar para a família para suas despesas mensais com concessionárias de serviço, alimentação, EPIs, remédios, dentre outras possibilidades a critério de cada beneficiária(o). 

Como o valor será utilizado: 

1 - Repasse do fundo para beneficiários: R$ 360.000,00

2 - Comissão benfeitoria: 3,5% + 4,5%

ASSSOCIAÇÃO DE PROFISSIONAIS DO AUDIOVISUAL NEGRO ainda não publicou nenhuma notícia.