[RJ] Quentinhas da Resistência |

[RJ] Quentinhas da Resistência

Nos ajude a alimentar dezenas de famílias em situação de vulnerabilidade devido à pandemia do Coronavírus, através de doações regulares de quentinhas.

Projeto por: Moda Brigadeiro e Caipirinha
R$ 32.820,00
arrecadado
meta R$ 29.500,00

73
benfeitores

111%
arrecadado

2
dias restantes

PARCELE SEU PAGAMENTO EM ATÉ 6 VEZES

A primeira meta foi batida! Nossa arrecadação continua até 30/05/2020 - 23:59


POR

Moda Brigadeiro e Caipirinha

Moda Brigadeiro e Caipirinha
R$ 20
máscaras hype
9 benfeitores apoiando
máscaras de tecido duplo com estampas exclusivas favela hype. Previsão de entrega: estarão disponíveis para retirada na loja durante o tempo de entrega das quentinhas..

285 disponíveis.
R$ 50
Apoie essa campanha com R$ 50!
7 benfeitores apoiando
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 80
Apoie essa campanha com R$ 80!
4 benfeitores apoiando
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 100
Apoie essa campanha com R$ 100!
5 benfeitores apoiando
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 200
Apoie essa campanha com R$ 200!
4 benfeitores apoiando
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 300
Apoie essa campanha com R$ 300!
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 500
Apoie essa campanha com R$ 500!
3 benfeitores apoiando
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 1.000
Apoie essa campanha com R$ 1000!
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 3.000
Apoie essa campanha com R$ 3000!
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pela sua colaboração!

Não encontrou o que queria?

Outro valor

Ao longo do mês de junho distribuiremos cerca de 3000 quentinhas para pessoas em situação de vulnerabilidade social, ajudando a contornar o risco de fome entre os desfavorecidos em período de pandemia e quarentena. Para tal, desenvolvemos o projeto Favela Hype: quentinhas da resistência, que acontece em quatro fases:

  1. Mapeamento de pessoas em situação de vulnerabilidade social

Com a ajuda do Centro Municipal de Saúde Ernani Agrícola, mapearemos idosos acamados, mães e trabalhadores informais que por conta do isolamento social não podem produzir renda. Essa lista servirá para direcionarmos as doações às comunidades do entorno do bairro Santa Teresa, Rio de Janeiro. Contaremos também com a ajuda de associações de moradores para facilitar a distribuição das quentinhas para essas pessoas.

  1. Captação de doações de alimentos por parte de indivíduos e grupos de pequenos agricultores + compra de insumos complementares

Na primeira fase, acionaremos nossas redes para captar doações de alimentos orgânicos ou de agricultura familiar que irão enriquecer as quentinhas a serem doadas.

Após a fase de captação, avaliaremos o que foi recebido e montaremos o cardápio que será servido diariamente ao longo dos 24 dias úteis de trabalho.

Assim, listaremos os itens necessários ao cardápio que não tenham sido contemplados pelas doações e os compraremos para a complementação das quentinhas.

  1. Preparo das quentinhas

Nossa equipe produzirá as quentinhas previstas pelo cardápio ao longo dos 24 dias úteis de trabalho, em regime de 6 dias por semana, totalizando 125 unidades por dia. Em resumo, alimentaremos cerca de 125 pessoas por dia ao longo de quatro semanas.

Nossa equipe estará preparada para produzir com o máximo de biosegurança possível, através do uso de máscaras individuais que serão trocadas a cada 4 horas de trabalho, luvas descartáveis e uso frequente de álcool 70% para desinfecção de bancadas e utensílios de cozinha. O mesmo cuidado será estendido ao processo de entrega.

Utilizaremos alimentos de qualidade em um cardápio balanceado para reforçar a imunidade das pessoas atendidas, entendendo este como um importante elemento de prevenção à contração do vírus.

  1. Entrega das quentinhas com veículo próprio

A Favela Hype dispõe de uma kombi customizada com a identidade da marca que será utilizada para realizar as entregas diárias de quentinha.

Teremos um motorista dedicado a essa função durante o período, que também estará instruído quanto às precauções relacionadas a contração ou transmissão do vírus, através do uso constante e cuidadoso de máscaras, luvas e álcool 70% para higienização das superfícies do automóvel.

Além disso, aproveitaremos o contato diário com essa população para levar informação de medidas protetivas. Dentro do possível, distribuiremos também máscaras artesanais e produtos de higiene junto às quentinhas, uma vez que nossa base serve também para captar doações dessa natureza.

Sou Kananda Soares, estilista, idealizadora e gestora da marca Favela Hype e tenho atuado por quase duas décadas no setor de Moda e Design, diretamente envolvida no desenvolvimento de produtos, na capacitação de costureiras e o no gerenciamento de linhas de produção em escala industrial, não somente em meu atelier, mas também em cooperativas de favelas e presídios cariocas.

 Há cerca de 3 anos a Favela Hype ganhou um endereço físico no bairro de Santa Teresa, no Rio de Janeiro, onde desenvolvemos nosso próprio restaurante, até então usado para atender nossos clientes também nessa frente. Na Favela Hype, seja na linha gastronômica ou da moda, sempre priorizamos o desenvolvimento de profissionais mulheres, negras e periféricas, conectadas com os valores da marca.

 Sendo assim, as “Quentinhas da Resistência” são um esforço em disponibilizarmos nossos equipamentos e mão de obra para o fornecimento de alimentação para indivíduos e famílias em situação de vulnerabilidade, impactando-as positivamente ao mesmo tempo em que trabalharemos afinadas aos nossos valores e propósito.

 E contamos também com o importante apoio dos parceiros das Associação de Moradores locais e dos agentes de saúde do Centro Municipal de Saúde Ernani Agrícola, vizinhos ao nosso ambiente de trabalho e residência.

Atenderemos as comunidades Santo Amaro, morro da coroa e prazeres onde encontram-se idosos acamados, mães e trabalhadores informais que, por conta do isolamento social, não podem produzir a renda necessária à subsistência de suas famílias ao longo do período de isolamento social.

Diante desse cenário, entendemos que garantir o almoço diário dessas famílias, ao longo de 4 semanas, será uma importante ajuda em suas jornadas de enfrentamento ao Coronavírus, uma vez que aliviará parte de seus gastos com alimentação no período, ao mesmo tempo em que reforçará a saúde de todos os entendes familiares.

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$30.000 seja alcançado.

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 4.000.000,00 (quatro milhões de reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo de iniciativas que enfrentem os efeitos do Coronavírus nas periferias urbanas brasileiras. Por se tratar de um Fundo Colaborativo e aberto a novos parceiros, o montante destinado a triplicação dos projetos pode ainda aumentar, possibilitando um número maior de iniciativas contempladas.

Moda Brigadeiro e Caipirinha ainda não publicou nenhuma notícia.

Ao longo do mês de junho distribuiremos cerca de 3000 quentinhas para pessoas em situação de vulnerabilidade social, ajudando a contornar o risco de fome entre os desfavorecidos em período de pandemia e quarentena. Para tal, desenvolvemos o projeto Favela Hype: quentinhas da resistência, que acontece em quatro fases:

  1. Mapeamento de pessoas em situação de vulnerabilidade social

Com a ajuda do Centro Municipal de Saúde Ernani Agrícola, mapearemos idosos acamados, mães e trabalhadores informais que por conta do isolamento social não podem produzir renda. Essa lista servirá para direcionarmos as doações às comunidades do entorno do bairro Santa Teresa, Rio de Janeiro. Contaremos também com a ajuda de associações de moradores para facilitar a distribuição das quentinhas para essas pessoas.

  1. Captação de doações de alimentos por parte de indivíduos e grupos de pequenos agricultores + compra de insumos complementares

Na primeira fase, acionaremos nossas redes para captar doações de alimentos orgânicos ou de agricultura familiar que irão enriquecer as quentinhas a serem doadas.

Após a fase de captação, avaliaremos o que foi recebido e montaremos o cardápio que será servido diariamente ao longo dos 24 dias úteis de trabalho.

Assim, listaremos os itens necessários ao cardápio que não tenham sido contemplados pelas doações e os compraremos para a complementação das quentinhas.

  1. Preparo das quentinhas

Nossa equipe produzirá as quentinhas previstas pelo cardápio ao longo dos 24 dias úteis de trabalho, em regime de 6 dias por semana, totalizando 125 unidades por dia. Em resumo, alimentaremos cerca de 125 pessoas por dia ao longo de quatro semanas.

Nossa equipe estará preparada para produzir com o máximo de biosegurança possível, através do uso de máscaras individuais que serão trocadas a cada 4 horas de trabalho, luvas descartáveis e uso frequente de álcool 70% para desinfecção de bancadas e utensílios de cozinha. O mesmo cuidado será estendido ao processo de entrega.

Utilizaremos alimentos de qualidade em um cardápio balanceado para reforçar a imunidade das pessoas atendidas, entendendo este como um importante elemento de prevenção à contração do vírus.

  1. Entrega das quentinhas com veículo próprio

A Favela Hype dispõe de uma kombi customizada com a identidade da marca que será utilizada para realizar as entregas diárias de quentinha.

Teremos um motorista dedicado a essa função durante o período, que também estará instruído quanto às precauções relacionadas a contração ou transmissão do vírus, através do uso constante e cuidadoso de máscaras, luvas e álcool 70% para higienização das superfícies do automóvel.

Além disso, aproveitaremos o contato diário com essa população para levar informação de medidas protetivas. Dentro do possível, distribuiremos também máscaras artesanais e produtos de higiene junto às quentinhas, uma vez que nossa base serve também para captar doações dessa natureza.

Sou Kananda Soares, estilista, idealizadora e gestora da marca Favela Hype e tenho atuado por quase duas décadas no setor de Moda e Design, diretamente envolvida no desenvolvimento de produtos, na capacitação de costureiras e o no gerenciamento de linhas de produção em escala industrial, não somente em meu atelier, mas também em cooperativas de favelas e presídios cariocas.

 Há cerca de 3 anos a Favela Hype ganhou um endereço físico no bairro de Santa Teresa, no Rio de Janeiro, onde desenvolvemos nosso próprio restaurante, até então usado para atender nossos clientes também nessa frente. Na Favela Hype, seja na linha gastronômica ou da moda, sempre priorizamos o desenvolvimento de profissionais mulheres, negras e periféricas, conectadas com os valores da marca.

 Sendo assim, as “Quentinhas da Resistência” são um esforço em disponibilizarmos nossos equipamentos e mão de obra para o fornecimento de alimentação para indivíduos e famílias em situação de vulnerabilidade, impactando-as positivamente ao mesmo tempo em que trabalharemos afinadas aos nossos valores e propósito.

 E contamos também com o importante apoio dos parceiros das Associação de Moradores locais e dos agentes de saúde do Centro Municipal de Saúde Ernani Agrícola, vizinhos ao nosso ambiente de trabalho e residência.

Atenderemos as comunidades Santo Amaro, morro da coroa e prazeres onde encontram-se idosos acamados, mães e trabalhadores informais que, por conta do isolamento social, não podem produzir a renda necessária à subsistência de suas famílias ao longo do período de isolamento social.

Diante desse cenário, entendemos que garantir o almoço diário dessas famílias, ao longo de 4 semanas, será uma importante ajuda em suas jornadas de enfrentamento ao Coronavírus, uma vez que aliviará parte de seus gastos com alimentação no período, ao mesmo tempo em que reforçará a saúde de todos os entendes familiares.

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$30.000 seja alcançado.

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 4.000.000,00 (quatro milhões de reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo de iniciativas que enfrentem os efeitos do Coronavírus nas periferias urbanas brasileiras. Por se tratar de um Fundo Colaborativo e aberto a novos parceiros, o montante destinado a triplicação dos projetos pode ainda aumentar, possibilitando um número maior de iniciativas contempladas.

Moda Brigadeiro e Caipirinha ainda não publicou nenhuma notícia.