Favela Orgânica e o Ciclo do Alimento |

Favela Orgânica e o Ciclo do Alimento

O Favela Orgânica atua democratizando a comida de verdade dentro da favela e precisa de você para continuar esse trabalho na Babilônia e no Chapéu Mangueira

Projeto por: Regina Tchelly
R$ 41.300,00
arrecadado
meta R$ 30.000,00

556 benfeitores
apoiaram essa campanha

Conseguimos \o/

Obrigado a todos os Benfeitores por mais um projeto bem sucedido. Agora, acompanhe as novidades e comentários do projeto.

POR

Regina Tchelly

Regina Tchelly

R$ 10
Obrigaduuu
61 benfeitores apoiando
Vamos incluir seu nome nos nossos agradecimentos (em nossas redes sociais) e você vai receber um agradecimento especial por e-mail. Obrigaduuu, minha gente!
R$ 15
Agradecimento + receitinha especial
153 benfeitores apoiando
Além de constar nos nossos agradecimentos mais sinceros, você vai receber por e-mail uma receitinha especial selecionada diretamente do Cardápio Favela Orgânica, ou seja, com direito a aproveitamento integral dos alimentos e sabor inconfundível, tudo pra impressionar as visitas ;)
R$ 20
Agradecimento + mudinha do João
91 benfeitores apoiando
É isso ai, seu nome está garantido nos nossos agradecimentos e você ainda pode dar uma passadinha no nosso espaço (Babilônia) para retirar uma mudinha preparada com carinho pelo João, agricultor urbano local que atua nas Oficinas do Projeto. Vamos separar 100 mudinhas de ora-pro-nóbis e outras 10 de babosa. E não precisa se preocupar, elas virão com as instruções de como plantar e cuidar e ainda vamos indicar pra vocês alguns benefícios dessas belezuras!

5 disponíveis.
R$ 30
Copo Favela Orgânica
58 benfeitores apoiando
Essa é para os 50 primeiros sortudos! Vem buscar o seu copo exclusivo aqui no nosso espaço (Babilônia)! Esse copo é 100% a cara do Favela Orgânica! Quem faz essa arte é a Zezé, a artesã do Projeto que dá as aulas de artesanato do nosso curso. Pra buscar a gente combina tudo direitinho tá bem? Se não puder buscar a gente envia pra você pelos correios, mas o valor do frente não está incluso, tá bem?

14 disponíveis.
R$ 45
Avental Favela Orgânica
28 benfeitores apoiando
Pra cozinhar precisa ter muito estilo, e você acaba de garantir um avental exclusivo do Projeto! Agora sim, pode mostrar todas as suas habilidades culinárias sem medo de se sujar! O seu avental lindão estará disponível para retirada no nosso espaço (Babilônia) a partir de Dezembro, combinamos os detalhes pelo whatsapp ou e-mail. A gente também pode enviar pelo correio, mas ai você precisa arcar com o frete, tá bem?

indisponível.
R$ 60
Benfeitor Gaya
19 benfeitores apoiando
Venha descobrir os encantos dos Jardins da Babilônia em uma aula de Yoga como ferramenta para o seu despertar ecológico. Essa vivência tem a intenção de proporcionar uma experiência profunda de (re)conexão com os elementos da natureza, trabalhando de forma individual e coletiva. Em seguida, você tem a opção de alimentar o corpo e a alma no Favela Orgânica e/ou fazer uma trilha com guias locais (atividades opcionais não inclusas no vale, tá bem?). A Karina (@karinamarckmann) e a Ana Luiza (@analuiza_yogaeecologia) que facilitam essa vivência. Elas são professoras de Yoga e têm uma trajetória bonita na área ambiental. Para o agendamento, vamos disponibilizar TRÊS sábados, a serem definidos entre dez/19 e fev/20*. * Não haverá aulas no período festivo: Natal e Ano Novo.

01 disponível.
R$ 60
KIT Ciclo Orgânico
9 benfeitores apoiando
O Ciclo Orgânico (@cicloorganico) faz um trabalho lindo de muito amor e cuidado com a natureza e com as pessoas! Você separa os resíduos orgânicos nos baldinhos do projeto, eles coletam de bike destinam para a compostagem e você ainda recebe adubo orgânico de qualidade todo mês + sementinhas variadas! Como são parceiros de longa data estão mais uma vez ao nosso lado, o querido Lucas destinou 10 KITs (2kg de adubo + 300ml Chorume + Matrícula Grátis no Ciclo!) pra apoiar a gente! Basta retirar seu KIT no Parque do Martelo, Humaitá, fica na Rua Miguel Pereira, número 41. Os KITs estarão disponíveis a partir de Novembro de 2019, e podem ser retirados de Segunda a Sexta de 9h às 17h.

indisponível.
R$ 100
Shhhh! Receita ultrassecreta
68 benfeitores apoiando
É isso ai, você acabou de garantir a receita da famosa coxinha de caqui! Vai receber no conforto do seu lar o nosso e-mail com a descrição de todos os ingredientes e o passo-a-passo da receita. Com essa receita não tem pra ninguém, lembre-se de procurar cozinhar de acordo com a sazonalidade dos alimentos! E claro, não vamos nos esquecer de incluir você nos nossos agradecimentos mais especiais!

231 disponíveis.
R$ 120
Benfeitor Zen
1 benfeitor apoiando
Namastê! Além de estar na nossa lista de agradecimentos, você poderá fazer DUAS aulas de YOGA com as professoras Karina (@karinamarckmann) ou Ana Luiza (@analuiza_yogaeecologia). Para agendar, você pode escolher as seguintes opções: - terças e quintas* às 20h, em Ipanema (próximo à Praça General Osório) - terças e quintas*, 7h ou 8h, na Barra da Tijuca (próximo ao Barra Shopping) As aulas têm validade até o final de 2019! * Não haverá aulas no período festivo: Natal e Ano Novo. As aulas têm validade até o final do ano!

19 disponíveis.
R$ 150
Degustação com experiência sensorial
27 benfeitores apoiando
Essa é uma experiência única! Será um café da tarde no Jardim da Babilônia (espaço do Projeto que fica na comunidade da Babilônia, no Leme) comandado por Regina Tchelly! A proposta é explorar o universo dos cinco sentidos na alimentação! Vamos observar o ato de comer como uma experiência multissensorial, é o momento de desacelerar e apreciar a aparência do prato, reconhecer os cheiros, perceber as texturas, sentir a nuance de cada sabor, observar suas preferências e compreender melhor a nossa relação com o alimento! Serão duas turmas de 50 pessoas, uma no sábado e outra no domingo – final de semana de Novembro/2019 a ser definido.

68 disponíveis.
R$ 200
Encontro online com Regina Tchelly
9 benfeitores apoiando
É isso ai, um bate papo online (1 hora de duração) com Regina Tchelly! Você vai trocar uma ideia com a idealizadora do Favela Orgânica, conhecer mais sobre o projeto, aprender sobre aproveitamento integral e mostrar sua geladeira pra Regina inventar receitas com aquilo que estiver disponível! Será uma troca in-crí-vel, se prepare pra despertar sua criatividade culinária! São 20 encontros disponíveis e deverão ser agendados nos meses de Novembro e Dezembro de acordo com a disponibilidade de ambas as partes.

11 disponíveis.
R$ 800
Consultoria Chef Bel Litsek + cardápio
1 benfeitor apoiando
A Bel (@chef.bel.litsek) trabalha especialmente com a culinária vegetal, buscando a cura através de uma culinária consciente! Um trabalho lindo de viver! Se adquirir essa recompensa, você vai ter a Chef Bel Litsek na sua casa para um encontro presencial de 5 horas (tem que ser no Rio de Janeiro, tá gente?)! Nesse encontro, a Bel vai preparar receitas e dar uma consultoria particular sobre a preparação de um cardápio nutricionalmente equilibrado e muitíssimo saboroso, voltado para cozinha vegetal (vegetariana)! Além disso, a Chef vai te entregar um cardápio personalizado prontinho, e ficará disponível para consultas online caso haja qualquer dúvida! Quem selecionar essa recompensa poderá agendar o melhor dia e horário para o encontro presencial pelo whatsapp (21) 98173-5515. Não vai perder essa hein!
R$ 5.000
Leve a Regina Tchelly para sua empresa!
1 benfeitor apoiando
Essa é pra quem quer ter Regina Tchelly na sua empresa ou evento dando uma palestra única para até 150 pessoas! A Palestra trabalha aspectos motivacionais e relaciona o ciclo da vida e o ciclo do alimento de maneira singular! Claro, com toda simpatia e desenvoltura que só a Regina tem! Todos e todas vão se deliciar com essa palestra e sair com aprendizados pra levar pra vida pessoal e profissional! Gostou! Vamos agendar tudo por whatsapp, ok? O valor não inclui eventuais gastos com transporte (uber, voos, etc) e hospedagem (para palestras fora do município do Rio de Janeiro) que serão de responsabilidade de quem adquirir a recompensa.

5 disponíveis.

O projeto:

Há oito anos o Projeto Favela Orgânica atua nas comunidades da Babilônia e Chapéu Mangueira. Temos a missão de modificar a relação das pessoas com a comida, conscientizando sobre cada etapa do ciclo do alimento: começando no planejamento das compras, passando pelo preparo e chegando até o descarte adequado. O objetivo é despertar em cada indivíduo a responsabilidade pela construção de um mundo melhor, mais justo e saudável, modificar a cultura de consumo e desperdício e ampliar a visão sobre o alimento, ao valorizar cascas, talos e sementes.

Na edição de 2018 passaram pelo nosso espaço cerca de 100 pessoas, entre crianças, jovens e adultos! Os conhecimentos do curso oferecem alternativa de renda para os moradores, empoderamento para as mulheres, além de serem uma atividade saudável e produtiva para as crianças e jovens no tempo em que não estão na escola. Tudo isso tendo o alimento como ferramenta de transformação social!

Edição 2019: o ciclo do alimento e o ciclo da vida

Esse ano o Projeto vem enfrentando mudanças e desafios estruturantes, assim, diferente do funcionamento usual, optamos por adiar a realização do curso dentro da comunidade para o segundo semestre. O adiamento ocorreu para que pudéssemos reorganizar o curso e encontrar caminhos para torna-lo financeiramente sustentável.

Apesar das dificuldades e limitações – estruturais e financeiras –, iniciamos a turma de 2019 no último dia 26 de Agosto! E aqui estamos: abrindo essa campanha de financiamento coletivo para proporcionar a continuidade do nosso curso que trabalha com o ciclo da vida e ciclo do alimento, levando saberes sobre alimentação adequada, comida de verdade, aproveitamento integral dos alimentos e respeito à natureza para os moradores da Babilônia e do Chapéu Mangueira, na Zona Sul do Rio de Janeiro.

Porque apoiar a continuidade do curso:

Nós acreditamos que todas e todos devem ter acesso à alimentação de qualidade e em quantidade suficiente. No entanto, isso ainda é um problema pra muitas famílias no Brasil, já que a insegurança alimentar atinge cerca de 23% dos domicílios brasileiros (IBGE, 2013).

Na outra ponta está o desperdício! De acordo com dados da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO – Brasil), 28% dos alimentos se perdem no processo de produção agrícola e mais 28% são jogados no lixo após chegarem às casas dos consumidores. Isso significa comida de qualidade indo para o lixo!

Dessa forma, entendemos que a alimentação é mais que um ato corriqueiro; fazer escolhas alimentares conscientes e responsáveis é uma questão política e social! Por isso, temos a alimentação como uma ferramenta de transformação social e conscientização dos individuos!

Os 50 alunos da turma de 2019 irão aprender como reduzir o desperdício e economizar realizando o aproveitamento integral dos alimentos e vão desconstruir certos preconceitos alimentares ao provar novos alimentos, novas combinações e maneiras de preparo. As crianças irão perceber que é possível comer quitutes gostosos e mais saudáveis que os tradicionais salgadinhos industrializados. Além disso, a oficina de hortas vai ajudar a trabalhar as possibilidades de autonomia alimentar nos espaços urbanos: vasos, quintais, canteiros comunitários e outros. E na perspectiva de fechar o ciclo e devolver para a Terra o que a ela nos dá, os alunos aprenderão sobre a compostagem, uma maneira de aproveitar os resíduos orgânicos, reduzindo a destinação de resíduos para os aterros e produzindo composto orgânico de qualidade para uso próprio!

Metas pra que te quero...

 

 

Agora sim, fique por dentro da estrutura e conteúdo dos módulos:

A nossa Campanha Sabores e Saberes do Ciclo dos Alimentos vai viabilizar a realização de um conjunto de aulas que, através de uma abordagem interativa e acessível, proporcionam diferentes vivencias com os alimentos e auxiliam na construção de hábitos alimentares mais saudáveis na favela. Cada módulo terá 20 aulas, o curso tem um total de 100 aulas o que corresponde a 200 horas de aula, os encontros acontecem de Segunda a Sexta no Jardim da Babilônia. Em  todos os módulos o agricultor urbano local, João Batista, estará partilhando seus saberes sobre plantio, colheita, propriedades das ervas, reconhecimento e uso das PANC.

O conteúdo é acessível para públicos de todas as idades! Serão 50 moradores diretamente beneficiados com as aulas, esses serão multiplicadores do projeto dentro da comunidade, assim, esperamos que as ações ganhem ainda mais impacto dentro da Babilônia e Chapéu Mangueira! O avanço dos participantes será mensurado a partir de atividades que permitam que eles repliquem o que aprenderam usando a criatividade e propondo receitas, as aulas estão divididas em cinco módulos de trabalho, a saber:

:: DA SEMENTE AO TALO com Regina Tchelly

Aula de aproveitamento integral do alimento

É um módulo de introdução ao projeto como um todo, assim, sua missão é modificar a relação do ser humano com a alimentação, conscientizando as pessoas sobre as etapas do ciclo do alimento: desde o planejamento das compras passando pelo preparo do alimento até a destinação adequada de resíduos e rejeitos. Possibilita a criação de hábitos e práticas alimentares responsáveis em relação ao meio ambiente e saudáveis para famílias e comunidades. Ao participar das oficinas e palestras do projeto, é possível ampliar sua visão sobre o alimento, ao valorizar cascas, talos e sementes – que geralmente são descartados – como ingredientes e fontes de nutrientes. Enriquecendo sua cultura alimentar ao descobrir novos paladares e aumentando a qualidade de sua alimentação com a incorporação de novos pratos ao cotidiano. O objetivo é despertar em cada pessoa a responsabilidade pela construção de um mundo melhor, mais justo e saudável.

:: OFICINA DE HORTAS URBANAS com João Batista

Hortas urbanas: fazer e cuidar

Hora de colocar a mão na massa... quer dizer, na terra! Nesse conjunto de aulas, o agricultor urbano local, João, vai compartilhar conhecimentos teóricos e práticos que envolvem o cultivo de alimentos em ambientes urbanos utilizando pequenos terrenos, particulares ou coletivos, além de vasos e outros espaços. Os participantes vão aprender sobre as formas de plantio e todos os cuidados necessários para manter hortas urbanas em pequenos espaços, uma alternativa para garantir autonomia alimentar e melhor a condição de segurança alimentar das famílias na favela.

:: REUTILIZAR PARA NÃO POLUIR com Zezé

Artesanatos com materiais recicláveis

A oficina leva o participante a pensar suas práticas diárias de consumo e descarte. A partir das técnicas de decoupagem, decalque, colagem e craquelê, os residuos reciclaveis como a tetra pak, pet, vidro e outros, serão reutilizados de forma criativa levando os participantes a trabalhar sua imaginação, e com isso  desmistificar o sentido do Lixo, transformando-o em arte. A reutilização dos materiais visa geração de renda e redução resíduos. O conteúdo inclui a história da reciclagem, o reutilização consciente e fortalecimento econômico de práticas cooperativas de reciclagem.

:: ALQUIMIA COM AS CRIANÇAS com Regina Tchelly

Alimentos de Verdade – Tem criança na Cozinha

Essa oficina coloca as crianças na cozinha e procura fazer  versões  mais saudáveis dos alimentos que costumam consumir na favela. De forma criativa as crianças são introduzidas a novas práticas alimentares, são levadas a conhecer novos sabores e princípios básicos da cozinha - técnicas de corte, preparo de massas, doces e salgados. As crianças também aprenderão sobre Fotografia na Gatronomia, registrando seus pratos.

 

 

:: SER VIVA /ALIMENTO VIVO com Carla Forster

Da Germinação a Mesa

A oficina tem como objetivo proporcionar uma experiência de aprendizagem prática em relação aos alimentos naturais, onde os participantes possam livremente despertar o pensar, o tocar, o ver, o ouvir e o sentir em relação  ao corpo e os alimentos, tendo como base a germinação de sementes e a vivência de dinâmicas  sensoriais de troca e interação com o ambiente onde vivem. Os encontros proporcionarão o conhecimento do ecossistema humano e da relação com a natureza. Serão abordados temas como a origem dos alimentos, sazonalidade, germinação e produção de brotos comestíveis. Além disso, os participantes irão aprender a preparar receitas da Culinária Viva.

 

Regina Tchelly ainda não publicou nenhuma notícia.

O projeto:

Há oito anos o Projeto Favela Orgânica atua nas comunidades da Babilônia e Chapéu Mangueira. Temos a missão de modificar a relação das pessoas com a comida, conscientizando sobre cada etapa do ciclo do alimento: começando no planejamento das compras, passando pelo preparo e chegando até o descarte adequado. O objetivo é despertar em cada indivíduo a responsabilidade pela construção de um mundo melhor, mais justo e saudável, modificar a cultura de consumo e desperdício e ampliar a visão sobre o alimento, ao valorizar cascas, talos e sementes.

Na edição de 2018 passaram pelo nosso espaço cerca de 100 pessoas, entre crianças, jovens e adultos! Os conhecimentos do curso oferecem alternativa de renda para os moradores, empoderamento para as mulheres, além de serem uma atividade saudável e produtiva para as crianças e jovens no tempo em que não estão na escola. Tudo isso tendo o alimento como ferramenta de transformação social!

Edição 2019: o ciclo do alimento e o ciclo da vida

Esse ano o Projeto vem enfrentando mudanças e desafios estruturantes, assim, diferente do funcionamento usual, optamos por adiar a realização do curso dentro da comunidade para o segundo semestre. O adiamento ocorreu para que pudéssemos reorganizar o curso e encontrar caminhos para torna-lo financeiramente sustentável.

Apesar das dificuldades e limitações – estruturais e financeiras –, iniciamos a turma de 2019 no último dia 26 de Agosto! E aqui estamos: abrindo essa campanha de financiamento coletivo para proporcionar a continuidade do nosso curso que trabalha com o ciclo da vida e ciclo do alimento, levando saberes sobre alimentação adequada, comida de verdade, aproveitamento integral dos alimentos e respeito à natureza para os moradores da Babilônia e do Chapéu Mangueira, na Zona Sul do Rio de Janeiro.

Porque apoiar a continuidade do curso:

Nós acreditamos que todas e todos devem ter acesso à alimentação de qualidade e em quantidade suficiente. No entanto, isso ainda é um problema pra muitas famílias no Brasil, já que a insegurança alimentar atinge cerca de 23% dos domicílios brasileiros (IBGE, 2013).

Na outra ponta está o desperdício! De acordo com dados da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO – Brasil), 28% dos alimentos se perdem no processo de produção agrícola e mais 28% são jogados no lixo após chegarem às casas dos consumidores. Isso significa comida de qualidade indo para o lixo!

Dessa forma, entendemos que a alimentação é mais que um ato corriqueiro; fazer escolhas alimentares conscientes e responsáveis é uma questão política e social! Por isso, temos a alimentação como uma ferramenta de transformação social e conscientização dos individuos!

Os 50 alunos da turma de 2019 irão aprender como reduzir o desperdício e economizar realizando o aproveitamento integral dos alimentos e vão desconstruir certos preconceitos alimentares ao provar novos alimentos, novas combinações e maneiras de preparo. As crianças irão perceber que é possível comer quitutes gostosos e mais saudáveis que os tradicionais salgadinhos industrializados. Além disso, a oficina de hortas vai ajudar a trabalhar as possibilidades de autonomia alimentar nos espaços urbanos: vasos, quintais, canteiros comunitários e outros. E na perspectiva de fechar o ciclo e devolver para a Terra o que a ela nos dá, os alunos aprenderão sobre a compostagem, uma maneira de aproveitar os resíduos orgânicos, reduzindo a destinação de resíduos para os aterros e produzindo composto orgânico de qualidade para uso próprio!

Metas pra que te quero...

 

 

Agora sim, fique por dentro da estrutura e conteúdo dos módulos:

A nossa Campanha Sabores e Saberes do Ciclo dos Alimentos vai viabilizar a realização de um conjunto de aulas que, através de uma abordagem interativa e acessível, proporcionam diferentes vivencias com os alimentos e auxiliam na construção de hábitos alimentares mais saudáveis na favela. Cada módulo terá 20 aulas, o curso tem um total de 100 aulas o que corresponde a 200 horas de aula, os encontros acontecem de Segunda a Sexta no Jardim da Babilônia. Em  todos os módulos o agricultor urbano local, João Batista, estará partilhando seus saberes sobre plantio, colheita, propriedades das ervas, reconhecimento e uso das PANC.

O conteúdo é acessível para públicos de todas as idades! Serão 50 moradores diretamente beneficiados com as aulas, esses serão multiplicadores do projeto dentro da comunidade, assim, esperamos que as ações ganhem ainda mais impacto dentro da Babilônia e Chapéu Mangueira! O avanço dos participantes será mensurado a partir de atividades que permitam que eles repliquem o que aprenderam usando a criatividade e propondo receitas, as aulas estão divididas em cinco módulos de trabalho, a saber:

:: DA SEMENTE AO TALO com Regina Tchelly

Aula de aproveitamento integral do alimento

É um módulo de introdução ao projeto como um todo, assim, sua missão é modificar a relação do ser humano com a alimentação, conscientizando as pessoas sobre as etapas do ciclo do alimento: desde o planejamento das compras passando pelo preparo do alimento até a destinação adequada de resíduos e rejeitos. Possibilita a criação de hábitos e práticas alimentares responsáveis em relação ao meio ambiente e saudáveis para famílias e comunidades. Ao participar das oficinas e palestras do projeto, é possível ampliar sua visão sobre o alimento, ao valorizar cascas, talos e sementes – que geralmente são descartados – como ingredientes e fontes de nutrientes. Enriquecendo sua cultura alimentar ao descobrir novos paladares e aumentando a qualidade de sua alimentação com a incorporação de novos pratos ao cotidiano. O objetivo é despertar em cada pessoa a responsabilidade pela construção de um mundo melhor, mais justo e saudável.

:: OFICINA DE HORTAS URBANAS com João Batista

Hortas urbanas: fazer e cuidar

Hora de colocar a mão na massa... quer dizer, na terra! Nesse conjunto de aulas, o agricultor urbano local, João, vai compartilhar conhecimentos teóricos e práticos que envolvem o cultivo de alimentos em ambientes urbanos utilizando pequenos terrenos, particulares ou coletivos, além de vasos e outros espaços. Os participantes vão aprender sobre as formas de plantio e todos os cuidados necessários para manter hortas urbanas em pequenos espaços, uma alternativa para garantir autonomia alimentar e melhor a condição de segurança alimentar das famílias na favela.

:: REUTILIZAR PARA NÃO POLUIR com Zezé

Artesanatos com materiais recicláveis

A oficina leva o participante a pensar suas práticas diárias de consumo e descarte. A partir das técnicas de decoupagem, decalque, colagem e craquelê, os residuos reciclaveis como a tetra pak, pet, vidro e outros, serão reutilizados de forma criativa levando os participantes a trabalhar sua imaginação, e com isso  desmistificar o sentido do Lixo, transformando-o em arte. A reutilização dos materiais visa geração de renda e redução resíduos. O conteúdo inclui a história da reciclagem, o reutilização consciente e fortalecimento econômico de práticas cooperativas de reciclagem.

:: ALQUIMIA COM AS CRIANÇAS com Regina Tchelly

Alimentos de Verdade – Tem criança na Cozinha

Essa oficina coloca as crianças na cozinha e procura fazer  versões  mais saudáveis dos alimentos que costumam consumir na favela. De forma criativa as crianças são introduzidas a novas práticas alimentares, são levadas a conhecer novos sabores e princípios básicos da cozinha - técnicas de corte, preparo de massas, doces e salgados. As crianças também aprenderão sobre Fotografia na Gatronomia, registrando seus pratos.

 

 

:: SER VIVA /ALIMENTO VIVO com Carla Forster

Da Germinação a Mesa

A oficina tem como objetivo proporcionar uma experiência de aprendizagem prática em relação aos alimentos naturais, onde os participantes possam livremente despertar o pensar, o tocar, o ver, o ouvir e o sentir em relação  ao corpo e os alimentos, tendo como base a germinação de sementes e a vivência de dinâmicas  sensoriais de troca e interação com o ambiente onde vivem. Os encontros proporcionarão o conhecimento do ecossistema humano e da relação com a natureza. Serão abordados temas como a origem dos alimentos, sazonalidade, germinação e produção de brotos comestíveis. Além disso, os participantes irão aprender a preparar receitas da Culinária Viva.

 

Regina Tchelly ainda não publicou nenhuma notícia.