Feliz Ano Novo - O Filme |

Feliz Ano Novo - O Filme

Adaptação da obra de Rubem Fonseca, Feliz Ano Novo narra a trajetória de personagens que vivem à margem da sociedade.

Projeto por: Guilherme Folly
R$ 11.450,00
arrecadado
meta R$ 10.000,00

94 benfeitores
apoiaram essa campanha

Conseguimos \o/

Obrigado a todos os Benfeitores por mais um projeto bem sucedido. Agora, acompanhe as novidades e comentários do projeto.

POR

Guilherme Folly

Guilherme Folly

Jornalista e cineasta graduado pelo Instituto Brasileiro de Audiovisual e formado em Vídeo pela Escola de Artes Visuais do Parque Lage, no Rio de Janeiro. Dirige, escreve roteiros e produz filmes de ficção, documentários e videoclipes.

R$ 20
Básica
45 benfeitores apoiando
Agradecimento oficial na Fanpage de Feliz Ano Novo – O Filme; + Nome nos agradecimentos dos créditos finais do filme.
R$ 40
Incentivo
21 benfeitores apoiando
Recompensas anteriores + EBook com fotos dos bastidores do filme e diário de bordo do diretor sobre a produção de Feliz Ano Novo – O Filme.
R$ 60
Apoio
16 benfeitores apoiando
Recompensas anteriores+ 01 par de convites para a pré-estreia oficial do filme na cidade do Rio de Janeiro; + 01 cartaz oficial do filme em formato digital. Custos com envio e passagens não inclusos.
R$ 100
Parceria
27 benfeitores apoiando
Recompensas anteriores+ Vídeo nominal de agradecimento da equipe e do elenco do filme; + Acesso online por tempo limitado à versão final de Feliz Ano Novo – O Filme.
R$ 250
Patrocínio
17 benfeitores apoiando
Recompensas anteriores+ 01 livro Feliz Ano Novo assinado pelo escritor Rubem Fonseca exclusivamente para esta campanha; + Seu nome como patrocinador oficial em todo o material de divulgação do filme, incluindo cartazes, capas de DVD e todo o conteúdo digital e impresso de Feliz Ano Novo - O Filme. Custos de envio não inclusos.

3 disponíveis.
R$ 400
Coprodução
3 benfeitores apoiando
Recompensas anteriores+ Acesso aos bastidores das filmagens; + Participação especial na principal sequência do filme. Custos de transporte e alimentação não inclusos.

6 disponíveis.


Feliz Ano Novo - O Filme é a adaptação autorizada do conto Feliz Ano Novo escrito pelo premiado autor brasileiro Rubem Fonseca e censurado pela ditadura militar em 1976. O curta-metragem narra a história de indivíduos marginalizados que sobrevivem em uma sociedade estigmatizada pela banalização da violência social e moral.


No dia 31 de dezembro, conscientes da situação marginal em que se encontram, Rato, Pereba e Zequinha atravessam as ruas do Rio de Janeiro com a intenção de cometer crimes. Os bandidos invadem uma casa de classe média alta, agem de forma perversa e roubam pertences valiosos a tempo de celebrar a virada do ano.

Os atores Junior Vieira, Marcus Liberato e Diogo Brandão como Zequinha, Pereba e Rato.

A violência é o fio condutor das ações em uma cidade partida onde as tensões sociais produzem desigualdade e exclusão social. A fidelidade à realidade dos centros urbanos brasileiros mantém a história criada por Rubem Fonseca, e adaptada pelo diretor e roteirista Guilherme Folly, extremamente atual.

A campanha de financiamento coletivo de Feliz Ano Novo – O Filme conta com exemplares do livro Feliz Ano Novo autografados por Rubem Fonseca exclusivamente para o crowdfunding. O projeto marca os 40 anos de lançamento da obra. 


O financiamento coletivo é uma tendência na produção artística e cultural em todo o mundo em que o público se torna colaborador e investe em iniciativas nas quais acredita e quer ver viabilizadas, transformando-se em agente cultural ativo por uma arte mais democrática. 

Para contribuir com a realização de Feliz Ano Novo – O Filme, escolha uma das cotas de participação pré-estabelecidas. Cada uma delas lhe dará direito a recompensas. Você também pode contribuir com quantias não estabelecidas através do e-mail: felizanonovofilme@gmail.com.


Capa do livro assinado por Rubem Fonseca.

Pessoas jurídicas também podem apoiar o projeto e se tornar patrocinadoras oficiais do filme através do e-mail: felizanonovofilme@gmail.com.

Compartilhe Feliz Ano Novo – O Filme nas redes sociais e fale com os seus amigos sobre o seu apoio a esta iniciativa. Ajude o projeto! Quanto mais pessoas apoiarem, mais chances o filme terá de ser realizado.




Produzir, finalizar e distribuir um filme no Brasil é caro, requer aportes financeiros generosos e o bom planejamento de suas etapas. Feliz Ano Novo – O Filme é uma produção independente e a sua campanha de financiamento coletivo tem o objetivo de arrecadar fundos para duas fases de sua produção: preparação e execução.

A preparação inclui todas as atividades de pré-produção do filme, como ensaios e preparação de elenco e o pagamento dos direitos autorais de adaptação. O valor total a ser captado para a fase de pré-produção do filme é de R$ 2.000,00.

 

Sua execução, fase em que o roteiro será filmado, terá custos com equipe técnica e elenco, totalizando 30 pessoas, entre técnicos de cinema e atores, equipamentos de filmagem, som e maquinaria, cenografia, figurinos, maquiagem, objetos de arte, locações, alimentação e transporte. Seu orçamento é de R$ 8.000,00.

Somadas as fases de pré-produção (agosto e setembro), produção do filme (outubro) e os custos das recompensas, o projeto chega à meta de R$ 10.000,00. Esse é o valor para que possamos colocar Feliz Ano Novo – O Filme na lata!


 
Acompanhe a pré-produção de Feliz Ano Novo – O Filme e tenha acesso ao seu conteúdo exclusivo na página oficial do filme no Facebook. Caso tenha dúvidas sobre o projeto e/ou outras formas de apoiá-lo, por favor, entre em contato.

www.facebook.com/felizanonovofilme
felizanonovofilme@gmail.com




Feliz Ano Novo – A Festa!

Em: 17/08/2015 11:38


Cartaz Promocional

Em: 27/07/2015 15:40



Ilustração: Alexandre Pimenta

#FELIZANONOVOCLIPPING

Em: 17/07/2015 16:52


FELIZ ANO NOVO – O ELENCO

Em: 17/07/2015 16:32



Diogo Brandão é Rato, condutor da trama e líder do bando criado por Rubem Fonseca. Primeiro ator selecionado para o elenco de Feliz Ano Novo – O Filme, Diogo é formado em Licenciatura Plena em Música pela Unirio e já integrou bandas de rock, samba e MPB com as quais realizou mais de 200 performances.
Como ator, se apresentou em diversos palcos do país com os espetáculos “Hoje é Dia de Rock”, “As Aventuras de Tom Sawyer”, “Otelo”, "Quando Se É Alguém” e “Dona Flor e Seus Dois Maridos”. No cinema, atuou no filme “A Suprema Felicidade”, de Arnaldo Jabour, e participou de diversas séries televisivas.



Marcus Liberato no papel de Pereba, braço direito de Rato.

Formado pelo Teatro Universitário da Universidade Federal de Minas Gerais em 2007, Marcus integra a Cia. Teatral Banquete Cultural, onde atua no espetáculo “Amor e Restos Humanos”, do autor canadense Brad Fraser, e faz parte do elenco da segunda peça do grupo ainda em processo de montagem intitulada “Áurea, A Lei da Velha Senhora”. Atuou na série "Subúrbia", da Rede Globo, e possui no currículo a participação em quatro curtas-metragens e um longa.



Júnior Vieira interpreta o personagem Zequinha.

Convidado para trabalhar na Cia. Inglesa Theatre Royal Stratford East em 2014, Junior ganhou o Prêmio Shell na categoria "Inovação" pelo trabalho realizado com o grupo no mesmo ano. O ator já participou da série "Clandestinos", da Rede Globo, da novela "Dona Xepa", da Rede Record, e atuou nos longas "Maré, Nossa História de Amor", de Lúcia Murat, e "Salve Geral", de Sérgio Rezende.




Feliz Ano Novo - O Filme é a adaptação autorizada do conto Feliz Ano Novo escrito pelo premiado autor brasileiro Rubem Fonseca e censurado pela ditadura militar em 1976. O curta-metragem narra a história de indivíduos marginalizados que sobrevivem em uma sociedade estigmatizada pela banalização da violência social e moral.


No dia 31 de dezembro, conscientes da situação marginal em que se encontram, Rato, Pereba e Zequinha atravessam as ruas do Rio de Janeiro com a intenção de cometer crimes. Os bandidos invadem uma casa de classe média alta, agem de forma perversa e roubam pertences valiosos a tempo de celebrar a virada do ano.

Os atores Junior Vieira, Marcus Liberato e Diogo Brandão como Zequinha, Pereba e Rato.

A violência é o fio condutor das ações em uma cidade partida onde as tensões sociais produzem desigualdade e exclusão social. A fidelidade à realidade dos centros urbanos brasileiros mantém a história criada por Rubem Fonseca, e adaptada pelo diretor e roteirista Guilherme Folly, extremamente atual.

A campanha de financiamento coletivo de Feliz Ano Novo – O Filme conta com exemplares do livro Feliz Ano Novo autografados por Rubem Fonseca exclusivamente para o crowdfunding. O projeto marca os 40 anos de lançamento da obra. 


O financiamento coletivo é uma tendência na produção artística e cultural em todo o mundo em que o público se torna colaborador e investe em iniciativas nas quais acredita e quer ver viabilizadas, transformando-se em agente cultural ativo por uma arte mais democrática. 

Para contribuir com a realização de Feliz Ano Novo – O Filme, escolha uma das cotas de participação pré-estabelecidas. Cada uma delas lhe dará direito a recompensas. Você também pode contribuir com quantias não estabelecidas através do e-mail: felizanonovofilme@gmail.com.


Capa do livro assinado por Rubem Fonseca.

Pessoas jurídicas também podem apoiar o projeto e se tornar patrocinadoras oficiais do filme através do e-mail: felizanonovofilme@gmail.com.

Compartilhe Feliz Ano Novo – O Filme nas redes sociais e fale com os seus amigos sobre o seu apoio a esta iniciativa. Ajude o projeto! Quanto mais pessoas apoiarem, mais chances o filme terá de ser realizado.




Produzir, finalizar e distribuir um filme no Brasil é caro, requer aportes financeiros generosos e o bom planejamento de suas etapas. Feliz Ano Novo – O Filme é uma produção independente e a sua campanha de financiamento coletivo tem o objetivo de arrecadar fundos para duas fases de sua produção: preparação e execução.

A preparação inclui todas as atividades de pré-produção do filme, como ensaios e preparação de elenco e o pagamento dos direitos autorais de adaptação. O valor total a ser captado para a fase de pré-produção do filme é de R$ 2.000,00.

 

Sua execução, fase em que o roteiro será filmado, terá custos com equipe técnica e elenco, totalizando 30 pessoas, entre técnicos de cinema e atores, equipamentos de filmagem, som e maquinaria, cenografia, figurinos, maquiagem, objetos de arte, locações, alimentação e transporte. Seu orçamento é de R$ 8.000,00.

Somadas as fases de pré-produção (agosto e setembro), produção do filme (outubro) e os custos das recompensas, o projeto chega à meta de R$ 10.000,00. Esse é o valor para que possamos colocar Feliz Ano Novo – O Filme na lata!


 
Acompanhe a pré-produção de Feliz Ano Novo – O Filme e tenha acesso ao seu conteúdo exclusivo na página oficial do filme no Facebook. Caso tenha dúvidas sobre o projeto e/ou outras formas de apoiá-lo, por favor, entre em contato.

www.facebook.com/felizanonovofilme
felizanonovofilme@gmail.com




Feliz Ano Novo – A Festa!

Em: 17/08/2015 11:38


Cartaz Promocional

Em: 27/07/2015 15:40



Ilustração: Alexandre Pimenta

#FELIZANONOVOCLIPPING

Em: 17/07/2015 16:52


FELIZ ANO NOVO – O ELENCO

Em: 17/07/2015 16:32



Diogo Brandão é Rato, condutor da trama e líder do bando criado por Rubem Fonseca. Primeiro ator selecionado para o elenco de Feliz Ano Novo – O Filme, Diogo é formado em Licenciatura Plena em Música pela Unirio e já integrou bandas de rock, samba e MPB com as quais realizou mais de 200 performances.
Como ator, se apresentou em diversos palcos do país com os espetáculos “Hoje é Dia de Rock”, “As Aventuras de Tom Sawyer”, “Otelo”, "Quando Se É Alguém” e “Dona Flor e Seus Dois Maridos”. No cinema, atuou no filme “A Suprema Felicidade”, de Arnaldo Jabour, e participou de diversas séries televisivas.



Marcus Liberato no papel de Pereba, braço direito de Rato.

Formado pelo Teatro Universitário da Universidade Federal de Minas Gerais em 2007, Marcus integra a Cia. Teatral Banquete Cultural, onde atua no espetáculo “Amor e Restos Humanos”, do autor canadense Brad Fraser, e faz parte do elenco da segunda peça do grupo ainda em processo de montagem intitulada “Áurea, A Lei da Velha Senhora”. Atuou na série "Subúrbia", da Rede Globo, e possui no currículo a participação em quatro curtas-metragens e um longa.



Júnior Vieira interpreta o personagem Zequinha.

Convidado para trabalhar na Cia. Inglesa Theatre Royal Stratford East em 2014, Junior ganhou o Prêmio Shell na categoria "Inovação" pelo trabalho realizado com o grupo no mesmo ano. O ator já participou da série "Clandestinos", da Rede Globo, da novela "Dona Xepa", da Rede Record, e atuou nos longas "Maré, Nossa História de Amor", de Lúcia Murat, e "Salve Geral", de Sérgio Rezende.