Aniversário Good Vibes - Aldeia Itakupé |

Aniversário Good Vibes - Aldeia Itakupé

Reflorestar a Mata Atlântica fortalecendo a cultura guarani: viva os povos indígenas! Campanha no ar até 10/09!

Projeto por: Amanda de Albuquerque
R$ 15.234,00
arrecadado
meta R$ 9.000,00

78 benfeitores
apoiaram essa campanha

Conseguimos \o/

Obrigado a todos os Benfeitores por mais um projeto bem sucedido. Agora, acompanhe as novidades e comentários do projeto.

POR

Amanda de Albuquerque

Amanda de Albuquerque

R$ 33
~ USD 9
16 benfeitores apoiando
- Good karma
R$ 66
~ USD 17
10 benfeitores apoiando
- Good karma - Agradecimento no vídeo
R$ 99
~ USD 25
25 benfeitores apoiando
- Good karma - 1 colar de sementes
R$ 222
~ USD 57
6 benfeitores apoiando
- Good karma - 1 pulseira de miçangas
R$ 333
~ USD 86
7 benfeitores apoiando
- Good karma - 1 colar de miçangas
R$ 555
~ USD 143
6 benfeitores apoiando
- Good karma - 1 bolsa de palha
R$ 666
~ USD 172
4 benfeitores apoiando
- Good karma - 1 bolsa de palha - 1 estadia de 3 noites no aconchego do meu lar no Rio de Janeiro
R$ 999
~ USD 258
Seja o primeiro a apoiar!
- Good karma - Pulseira de miçangas - Imersão de 3 dias na Aldeia Tekoa Itakupé.

Eu sou a Amanda de Albuquerque e é com muito orgulho que eu apresento o “Aniversário Good Vibes” de 2019. Esse ano temos uma edição muito especial. Na minha busca por me reconectar com minhas raízes brasilis, conheci o Mirim Ju Yan Guarany, um indígena que está carregando a bandeira de fortalecer a cultura dos guarani na aldeia Tekoa Itakupé, um polo de resistência indígena a poucos km do centro de São Paulo. Vamos nessa?

 

O QUE É O PROJETO “ANIVERSÁRIO GOOD VIBES”?

O projeto surgiu da ideia de usar a comemoração do aniversário para aproveitar a disponibilidade das pessoas em comprar presentes ou sair pra jantar, e reinvestir essa grana em um projeto de impacto social. Mais do que aproveitar a vontade de amigos em presentear o aniversariante, o projeto quer mostrar um caminho para as pessoas que querem espalhar good vibes por esse mundão, mas que não o fazem por não saber qual projeto apoiar. Muitas vezes não sabemos como o dinheiro doado será de fato usado e essa incerteza faz com que as pessoas decidam não colaborar. No "Aniversário Good Vibes", o aniversariante serve como uma ponte entre o projeto social e os apoiadores, que passam a ter uma pessoa de confiança para quebrar a inércia da não-ação. Show de bola!

 

SHOW! E QUAL O PLANO PARA ESSE ANO?

2019 tem sido um ano de muitos desafios. A cada dia vemos mais e mais notícias que nos fazem questionar nosso valor como povo brasilis nesse mundão. Sendo um dos maiores detentores de recursos naturais do mundo, é realmente muito agoniante ver a explosão dos números de desmatamento nestes últimos meses.O Brasil é o maior desmatador do mundo: entre em 2005 e 2018, foram 115mil km² de florestas derrubadas, área maior que todo território de Portugal! E a expectativa é que a taxa de desmatamento aumente ainda mais esse ano, atingindo 10mil km² e batendo o (triste) recorde desta década¹!

Para além de florestas, estamos em primeiro lugar falando de P-E-S-S-O-A-S! E, infelizmente, ataques a territórios indígenas não é coisa de hoje. Há séculos povos indígenas que aqui habitam vem resistindo (e re-existindo) a ataques de garimpeiros, madeireiros e seringueiros. Mais recentemente, o agronegócio vem fazendo uma triste festa nas nossas florestas, ainda que não tenham sido convidados. Destruição de matas, extinção de animais e contaminação de águas. A verdade é que são esses povos tradicionais que vem há muitos e muitos anos carregando uma bandeira que é de todos nós. SALVAR NOSSAS FLORESTAS É URGENTE!

E o universo nunca falha. Nunca. No meio de toda essa angústia ao acompanhar as notícias, eu conheci o Mirim Ju Yan Guarany, um guarani de São Paulo mas que actualmente se encontra em Brasília, buscando dar voz a esses povos tradicionais e nos apresentar outros modos de enxergar o mundo. Em julho, o Yan me apresentou à aldeia Tekoa Itakupe, situada no Pico do Jaraguá em São Paulo, onde pude conhecer projetos que eles tem realizado para promover e resgatar suas formas tradicionais de viver, garantindo a recuperação da Mata Atlântica e o fortalecimento dos saberes guarani. 

 

“Apesar de eles serem simbolicamente o nome do Brasil, eles não tem lugar nenhum para viverem nesse país. Terão que fazer esse lugar existir dia-a-dia. Não é uma conquista pronta e feita. E fazer isso expressando sua visão do mundo, sua potência como seres humanos, sua pluralidade e sua vontade de viver e ser feliz”. (Ailton Krenak)

 

TUDO LINDO! MAS AFINAL O QUE QUEREMOS FINANCIAR?

O pessoal da Itakupé trabalha com projetos de recuperação da Mata Atlântica há anos. No entanto, sem a infraestrutura necessária, esse trabalho tem sido limitado. Olhando para o início do ciclo de qualquer projeto de reflorestamento, a primeira coisa a ser feita é a construção de um viveiro. Com a criação de mudas nativas, esse viveiro permitirá um aumento considerável no número de árvores plantadas, expandindo a capacidade de recuperação da floresta.

Em segundo lugar, para que esse viveiro esteja funcionando plenamente é necessário o insumo mais básico da vida na Terra: ÁGUA! Assim, um sistema de irrigação será a nossa segunda meta. Considerando que o custo principal de um sistema de irrigação é a infraestrutura para canalizar e armazenar a água, será possível usar esse sistema não apenas no viveiro, mas também na “roça” da aldeia. Para quem ainda não parou para refletir, a roça feita pelos indígenas nada mais é do que os primórdios da agrofloresta. Ou seja, S2!

E por fim, vamos financiar a construção do teto da oca que já está quase pronta. Essa oca será um espaço muito importante de troca entre diferentes etnias que irão visitar a Tekoa Itakupe. Atualmente já existem diversas vivências na aldeia. No entanto, sem um espaço adequado para acomodar esses encontros, eles acabam ficando limitados na possibilidade de troca de saberes e experiências.

 

META 1: R$ 9.000 para criar um viveiro de plantas nativas da Mata Atlântica. (USD 2.250) 

META 2: R$ 12.000 para construir um sistema de irrigação para o viveiro e a agrofloresta (roça) (USD 3.000)

META 3: R$ 6.000 para finalizar a construção da oca que será usada como espaço de troca de experiências em saberes tradicionais  (USD 1.500)

TOTAL: R$ 9.000 + R$ 12.000 + R$ 6.000 = R$ 27.000
(USD 6.750)

 

AS RECOMPENSAS

Aqui ao lado da página vocês vão ver algumas cotas pré-definidas para contribuir, em que cada cota tem uma recompensa associada. Acreditamos que as pessoas colaboram porque acreditam no projeto e, então, queremos deixar um pedacinho com vocês! Separamos recompensas muito especiais, elaboradas na própria Tekoa Itakupé.

  • Colar de sementes

  • Pulseira de miçangas

  • Bolsa de palha

  • Vivência na aldeia

 

 TUDO OU NADA!

Por fim e não menos importante, para os navegantes de primeira, temos que alertar para uma regra crucial do crowdfunding: o "Tudo ou Nada". É bem simples. Se o projeto bater a meta 1 dentro do deadline, a grana que cada um colaborou vai de fato ser utilizada para a apoiar os projetos na Tekoa Itakupé. No entanto, contudo, porém, todavia... caso o projeto não alcance 100% da meta 1, todo o dinheiro é devolvido (integralmente!) para os colaboradores e o projeto é inviabilizado. E jamais queremos isso, né? Então além da colaboração financeira, contamos com vocês também para divulgar o projeto com familiares, amigos, periquito e papagaio! Cantem aos quatro ventos sobre a Tekoa Itakupe para podermos garantir que nossas florestas seguirão safe’n’sound nas mãos desses guardiões!

 
 

TAMOS JUNTOS?

Quem quiser colar no rolê, é só clicar em "APOIAR ESTA CAMPANHA" ali em cima e escolher o valor da contribuição. É fácil, rápido e a mãe Terra agradece! Já não é tempo de se abater e paralisar pelas bad news. Chegou a hora de mudar. Good vibes here we go! 


O nosso deadline é dia 10/09 (terça-feira)!

 

 

QUER SE JUNTAR À REDE ANIVERSÁRIO GOOD VIBES?
O movimento Aniversário Good Vibes está crescendo e esse é o 4º projeto desse ano.  Desde seu início em 2014, já realizamos 16 edições, mobilizando 1000 pessoas e arrecadando um total de R$ 131.992! Gostou da ideia e quer fazer parte dessa corrente de good vibes? Manda um alô para aniversariogoodvibes@gmail.com que nós vamos trocar figurinhas para te ajudar a criar uma comemoração de aniversário verdadeiramente impactante. Tenha certeza que alguma good vibes, por mais micro que seja, é melhor que nenhuma good! 

 

THINK LOCAL. ACT GLOBAL!


Beijos mil no coração.
Seguimos juntos!

 

----------------------------

¹ https://forbes.uol.com.br/wp-content/uploads/2018/11/gra%CC%81fico-1-1.jpg

Eu sou a Amanda de Albuquerque e é com muito orgulho que eu apresento o “Aniversário Good Vibes” de 2019. Esse ano temos uma edição muito especial. Na minha busca por me reconectar com minhas raízes brasilis, conheci o Mirim Ju Yan Guarany, um indígena que está carregando a bandeira de fortalecer a cultura dos guarani na aldeia Tekoa Itakupé, um polo de resistência indígena a poucos km do centro de São Paulo. Vamos nessa?

 

O QUE É O PROJETO “ANIVERSÁRIO GOOD VIBES”?

O projeto surgiu da ideia de usar a comemoração do aniversário para aproveitar a disponibilidade das pessoas em comprar presentes ou sair pra jantar, e reinvestir essa grana em um projeto de impacto social. Mais do que aproveitar a vontade de amigos em presentear o aniversariante, o projeto quer mostrar um caminho para as pessoas que querem espalhar good vibes por esse mundão, mas que não o fazem por não saber qual projeto apoiar. Muitas vezes não sabemos como o dinheiro doado será de fato usado e essa incerteza faz com que as pessoas decidam não colaborar. No "Aniversário Good Vibes", o aniversariante serve como uma ponte entre o projeto social e os apoiadores, que passam a ter uma pessoa de confiança para quebrar a inércia da não-ação. Show de bola!

 

SHOW! E QUAL O PLANO PARA ESSE ANO?

2019 tem sido um ano de muitos desafios. A cada dia vemos mais e mais notícias que nos fazem questionar nosso valor como povo brasilis nesse mundão. Sendo um dos maiores detentores de recursos naturais do mundo, é realmente muito agoniante ver a explosão dos números de desmatamento nestes últimos meses.O Brasil é o maior desmatador do mundo: entre em 2005 e 2018, foram 115mil km² de florestas derrubadas, área maior que todo território de Portugal! E a expectativa é que a taxa de desmatamento aumente ainda mais esse ano, atingindo 10mil km² e batendo o (triste) recorde desta década¹!

Para além de florestas, estamos em primeiro lugar falando de P-E-S-S-O-A-S! E, infelizmente, ataques a territórios indígenas não é coisa de hoje. Há séculos povos indígenas que aqui habitam vem resistindo (e re-existindo) a ataques de garimpeiros, madeireiros e seringueiros. Mais recentemente, o agronegócio vem fazendo uma triste festa nas nossas florestas, ainda que não tenham sido convidados. Destruição de matas, extinção de animais e contaminação de águas. A verdade é que são esses povos tradicionais que vem há muitos e muitos anos carregando uma bandeira que é de todos nós. SALVAR NOSSAS FLORESTAS É URGENTE!

E o universo nunca falha. Nunca. No meio de toda essa angústia ao acompanhar as notícias, eu conheci o Mirim Ju Yan Guarany, um guarani de São Paulo mas que actualmente se encontra em Brasília, buscando dar voz a esses povos tradicionais e nos apresentar outros modos de enxergar o mundo. Em julho, o Yan me apresentou à aldeia Tekoa Itakupe, situada no Pico do Jaraguá em São Paulo, onde pude conhecer projetos que eles tem realizado para promover e resgatar suas formas tradicionais de viver, garantindo a recuperação da Mata Atlântica e o fortalecimento dos saberes guarani. 

 

“Apesar de eles serem simbolicamente o nome do Brasil, eles não tem lugar nenhum para viverem nesse país. Terão que fazer esse lugar existir dia-a-dia. Não é uma conquista pronta e feita. E fazer isso expressando sua visão do mundo, sua potência como seres humanos, sua pluralidade e sua vontade de viver e ser feliz”. (Ailton Krenak)

 

TUDO LINDO! MAS AFINAL O QUE QUEREMOS FINANCIAR?

O pessoal da Itakupé trabalha com projetos de recuperação da Mata Atlântica há anos. No entanto, sem a infraestrutura necessária, esse trabalho tem sido limitado. Olhando para o início do ciclo de qualquer projeto de reflorestamento, a primeira coisa a ser feita é a construção de um viveiro. Com a criação de mudas nativas, esse viveiro permitirá um aumento considerável no número de árvores plantadas, expandindo a capacidade de recuperação da floresta.

Em segundo lugar, para que esse viveiro esteja funcionando plenamente é necessário o insumo mais básico da vida na Terra: ÁGUA! Assim, um sistema de irrigação será a nossa segunda meta. Considerando que o custo principal de um sistema de irrigação é a infraestrutura para canalizar e armazenar a água, será possível usar esse sistema não apenas no viveiro, mas também na “roça” da aldeia. Para quem ainda não parou para refletir, a roça feita pelos indígenas nada mais é do que os primórdios da agrofloresta. Ou seja, S2!

E por fim, vamos financiar a construção do teto da oca que já está quase pronta. Essa oca será um espaço muito importante de troca entre diferentes etnias que irão visitar a Tekoa Itakupe. Atualmente já existem diversas vivências na aldeia. No entanto, sem um espaço adequado para acomodar esses encontros, eles acabam ficando limitados na possibilidade de troca de saberes e experiências.

 

META 1: R$ 9.000 para criar um viveiro de plantas nativas da Mata Atlântica. (USD 2.250) 

META 2: R$ 12.000 para construir um sistema de irrigação para o viveiro e a agrofloresta (roça) (USD 3.000)

META 3: R$ 6.000 para finalizar a construção da oca que será usada como espaço de troca de experiências em saberes tradicionais  (USD 1.500)

TOTAL: R$ 9.000 + R$ 12.000 + R$ 6.000 = R$ 27.000
(USD 6.750)

 

AS RECOMPENSAS

Aqui ao lado da página vocês vão ver algumas cotas pré-definidas para contribuir, em que cada cota tem uma recompensa associada. Acreditamos que as pessoas colaboram porque acreditam no projeto e, então, queremos deixar um pedacinho com vocês! Separamos recompensas muito especiais, elaboradas na própria Tekoa Itakupé.

  • Colar de sementes

  • Pulseira de miçangas

  • Bolsa de palha

  • Vivência na aldeia

 

 TUDO OU NADA!

Por fim e não menos importante, para os navegantes de primeira, temos que alertar para uma regra crucial do crowdfunding: o "Tudo ou Nada". É bem simples. Se o projeto bater a meta 1 dentro do deadline, a grana que cada um colaborou vai de fato ser utilizada para a apoiar os projetos na Tekoa Itakupé. No entanto, contudo, porém, todavia... caso o projeto não alcance 100% da meta 1, todo o dinheiro é devolvido (integralmente!) para os colaboradores e o projeto é inviabilizado. E jamais queremos isso, né? Então além da colaboração financeira, contamos com vocês também para divulgar o projeto com familiares, amigos, periquito e papagaio! Cantem aos quatro ventos sobre a Tekoa Itakupe para podermos garantir que nossas florestas seguirão safe’n’sound nas mãos desses guardiões!

 
 

TAMOS JUNTOS?

Quem quiser colar no rolê, é só clicar em "APOIAR ESTA CAMPANHA" ali em cima e escolher o valor da contribuição. É fácil, rápido e a mãe Terra agradece! Já não é tempo de se abater e paralisar pelas bad news. Chegou a hora de mudar. Good vibes here we go! 


O nosso deadline é dia 10/09 (terça-feira)!

 

 

QUER SE JUNTAR À REDE ANIVERSÁRIO GOOD VIBES?
O movimento Aniversário Good Vibes está crescendo e esse é o 4º projeto desse ano.  Desde seu início em 2014, já realizamos 16 edições, mobilizando 1000 pessoas e arrecadando um total de R$ 131.992! Gostou da ideia e quer fazer parte dessa corrente de good vibes? Manda um alô para aniversariogoodvibes@gmail.com que nós vamos trocar figurinhas para te ajudar a criar uma comemoração de aniversário verdadeiramente impactante. Tenha certeza que alguma good vibes, por mais micro que seja, é melhor que nenhuma good! 

 

THINK LOCAL. ACT GLOBAL!


Beijos mil no coração.
Seguimos juntos!

 

----------------------------

¹ https://forbes.uol.com.br/wp-content/uploads/2018/11/gra%CC%81fico-1-1.jpg

Amanda de Albuquerque ainda não publicou nenhuma notícia.