Impactando Vidas Pretas |

Impactando Vidas Pretas

Colabore com transferência de renda e fomento para dezenas de famílias em estado de vulnerabilidade, devido as medidas de quarentena no combate ao Covid-19

Projeto por: Movimento Black Money - Afreektech
R$ 162.688,00
arrecadado
meta R$ 200.000,00

2437
benfeitores

81%
arrecadado

8
dias restantes

PARCELE SEU PAGAMENTO EM ATÉ 6 VEZES

A primeira meta foi batida! Nossa arrecadação continua até 19/07/2020 - 23:59

POR

Movimento Black Money - Afreektech

Movimento Black Money - Afreektech
R$ 25
Milton Santos
231 benfeitores apoiando
Ao participante que colaborar com 25 reais o nome constará em um agradecimento cheio de afeto em nossos posts nas redes sociais (facebook, Instagram e LinkedIn) e no Blogpost de agradecimento no site do Movimento Black Money (http://www.movimentoblackmoney.com.br).
R$ 50
Luiza Barros
217 benfeitores apoiando
Ao participante que colaborar com 50 reais além do nome no post de agradecimento em nossas redes sociais (facebook, Instagram e LinkedIn) e site do Movimento Black Money (http://www.movimentoblackmoney.com.br), também terá seu nome mencionado em um vídeo de agradecimento produzido por nossa equipe.
R$ 125
Abdias do Nascimento
104 benfeitores apoiando
Ao participante que colaborar com 125 reais terá o nome mencionado no vídeo de agradecimento e ainda terá acesso a um ebook exclusivo sobre Empreendedorismo e Modelagem de Negócios para tirar a sua ideia do papel.
R$ 350
Claudia Silva
14 benfeitores apoiando
Ao participante que colaborar com 350 reais realizaremos 1 (um) encontro para Mentoria profissional com um dos fundadores do Movimento Black Money (objetivo de carreira ou empreendimento) em sala virtual com no máximo 3 pessoas (01 hora de duração).
R$ 650
Marielle Franco
5 benfeitores apoiando
Ao participante que colaborar com 650 reais realizaremos 2 (dois) encontros para Mentoria profissional com um dos fundadores do Movimento Black Money (objetivo de carreira ou empreendimento) em sala virtual com no máximo 3 pessoas (01 hora de duração cada).
R$ 1.000
Frente Negra Brasileira
6 benfeitores apoiando
Ao participante que colaborar com 1000 reais realizaremos 2 (dois) encontros para Mentoria profissional com um dos fundadores do Movimento Black Money (objetivo de carreira ou empreendimento) _ ONLINE em sessão individual , 01 hora de duração cada.
R$ 30.000
Impactando Vidas Negras
Seja o primeiro a apoiar!
Seu nome (ou da sua empresa) em e-mail marketing especial de agradecimento aos apoiadores, em nossas publicações nas redes sociais, site do MBM e também no vídeo especial de agradecimento + Caneca , Squezze e Camiseta MBM + 1 palestra ( 50 min. online ou presencial SP ou RJ) com Nina Silva. Obs.: Custos de deslocamentos e estadia não estão inclusos na proposta.

Não encontrou o que queria?

Outro valor

Estamos vivendo momentos de apreensão, insegurança e instabilidade. No Brasil temos centenas de milhares de pessoas infectadas, dezenas de milhares de mortes e uma economia passando por grandes oscilações.

Enquanto você lê esse texto, milhões de brasileiros estão pensando em como pagar as suas contas no fim do mês, se ainda terão um emprego no futuro e, em casos mais graves, se vão conseguir colocar um prato de comida na mesa de casa. A crise do COVID-19 serviu para agravar a situação da comunidade negra que encabeça a lista dos desempregados e das vitimas letais da doença.

Por entendemos os riscos com a saúde e impactos econômicos que o coronavírus causa e continuará causando nessa parcela da população desejamos compartilhar a participação do Movimento Black Money com nossa campanha “Impactando Vidas Pretas”.

O Impactando Vidas Pretas é uma iniciativa de caráter emergencial para atender, preferencialmente, famílias negras lideradas por mães solos e afro empreendedores, um projeto de transferência de renda e fomento, buscando auxiliar famílias que estão desassistidas, por conta de todas as medidas de quarentena e afastamento social que estão sendo tomadas.

"Cesta básica ajuda, mas é, de novo, o asfalto dizendo para a favela o que ela tem direito a consumir. Mais efetivo seria transferir renda diretamente para que os moradores de favelas comprassem o que precisam", Renato Meirelles

Da realidade dos fatos:

A pesquisa do Data Favela apontou que 7 em cada 10 famílias afirmam já terem tido a renda diminuída desde o início da pandemia e das medidas preventivas do alastramento do vírus, e que 79% já começaram a cortar gastos por conta da crise provocada pela Covid -19. Ao todo, 1.142 pessoas foram entrevistadas, em 262 favelas de todas as regiões do país. A margem de erro é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Os resultados do levantamento evidenciam que esse contingente, maior do que a população da cidade de São Paulo, por exemplo, enfrentará, para além da questão de saúde pública —agravada pelos ambientes domésticos minúsculos e pela falta de saneamento básico generalizada—, o desafio econômico da sobrevivência, com menos dinheiro ou mesmo sem ele.

São pessoas como a diarista Alda Pereira, 56, moradora da favela de Heliópolis, na zona sul de São Paulo, que desde esta segunda-feira (23) começou a sentir o efeito da crise causada pelo coronavírus. Na noite de domingo, ela recebeu a notícia de que estava dispensada da única casa em que fazia faxina, o que lhe rendia R$ 800 por mês. “Foi um baque, fui demitida pelo ‘zap’. Fácil, né?”, diz ela que não conta com nenhum tipo de rede de proteção social do Estado.

Nunca foi tão importante e tão urgente nos unirmos em uma causa.

Com o intuito de prover as necessidades básicas das famílias (desejamos alcançar ao menos 40), serão distribuídos R$320,00 para cada uma das beneficiadas por um prazo mínimo de 2 meses (ao alcançarmos a meta mínima do programa).

O Movimento Black Money é um hub de inovação para inserção e autonomia da comunidade negra na era digital junto a transformação do ecossistema empreendedor negro,com foco em comunicação, educação e geração de negócios pretos. Tendo como diferencial o fomento do letramento identitário e do mindset de inovação ao ecossistema afroempreendedor, estimulamos o espírito inovador de empreendedores e jovens negros para a criação de diferenciais competitivos no mercado.

Acredito que haverá um choque entre os oprimidos e aqueles que oprimem. Acredito que haverá um choque entre aqueles que querem liberdade, justiça e igualdade para todos e aqueles que querem continuar os sistemas de exploração. ” Malcolm X

Colabore também compartilhando com a sua rede de contatos.

É hora de agir!

Somos uma Rede Negra de fortalecimento e justiça social para circulação de capital (intelectual/econômico) dentro da comunidade unindo consumo consciente, inovação, afroempreendimentos e educação para população negra.

"É necessário observar que para proteger de verdade as pessoas que mais precisam, precisamos de uma renda básica de emergência mensal de ao menos R$300 reais por pessoa, por 6 meses, que contemple as 77 milhões de pessoas mais pobres do Brasil - aquelas que têm renda familiar inferior a 3 salários mínimos." Douglas Belchior. 

 

Movimento Black Money - Afreektech ainda não publicou nenhuma notícia.

Estamos vivendo momentos de apreensão, insegurança e instabilidade. No Brasil temos centenas de milhares de pessoas infectadas, dezenas de milhares de mortes e uma economia passando por grandes oscilações.

Enquanto você lê esse texto, milhões de brasileiros estão pensando em como pagar as suas contas no fim do mês, se ainda terão um emprego no futuro e, em casos mais graves, se vão conseguir colocar um prato de comida na mesa de casa. A crise do COVID-19 serviu para agravar a situação da comunidade negra que encabeça a lista dos desempregados e das vitimas letais da doença.

Por entendemos os riscos com a saúde e impactos econômicos que o coronavírus causa e continuará causando nessa parcela da população desejamos compartilhar a participação do Movimento Black Money com nossa campanha “Impactando Vidas Pretas”.

O Impactando Vidas Pretas é uma iniciativa de caráter emergencial para atender, preferencialmente, famílias negras lideradas por mães solos e afro empreendedores, um projeto de transferência de renda e fomento, buscando auxiliar famílias que estão desassistidas, por conta de todas as medidas de quarentena e afastamento social que estão sendo tomadas.

"Cesta básica ajuda, mas é, de novo, o asfalto dizendo para a favela o que ela tem direito a consumir. Mais efetivo seria transferir renda diretamente para que os moradores de favelas comprassem o que precisam", Renato Meirelles

Da realidade dos fatos:

A pesquisa do Data Favela apontou que 7 em cada 10 famílias afirmam já terem tido a renda diminuída desde o início da pandemia e das medidas preventivas do alastramento do vírus, e que 79% já começaram a cortar gastos por conta da crise provocada pela Covid -19. Ao todo, 1.142 pessoas foram entrevistadas, em 262 favelas de todas as regiões do país. A margem de erro é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Os resultados do levantamento evidenciam que esse contingente, maior do que a população da cidade de São Paulo, por exemplo, enfrentará, para além da questão de saúde pública —agravada pelos ambientes domésticos minúsculos e pela falta de saneamento básico generalizada—, o desafio econômico da sobrevivência, com menos dinheiro ou mesmo sem ele.

São pessoas como a diarista Alda Pereira, 56, moradora da favela de Heliópolis, na zona sul de São Paulo, que desde esta segunda-feira (23) começou a sentir o efeito da crise causada pelo coronavírus. Na noite de domingo, ela recebeu a notícia de que estava dispensada da única casa em que fazia faxina, o que lhe rendia R$ 800 por mês. “Foi um baque, fui demitida pelo ‘zap’. Fácil, né?”, diz ela que não conta com nenhum tipo de rede de proteção social do Estado.

Nunca foi tão importante e tão urgente nos unirmos em uma causa.

Com o intuito de prover as necessidades básicas das famílias (desejamos alcançar ao menos 40), serão distribuídos R$320,00 para cada uma das beneficiadas por um prazo mínimo de 2 meses (ao alcançarmos a meta mínima do programa).

O Movimento Black Money é um hub de inovação para inserção e autonomia da comunidade negra na era digital junto a transformação do ecossistema empreendedor negro,com foco em comunicação, educação e geração de negócios pretos. Tendo como diferencial o fomento do letramento identitário e do mindset de inovação ao ecossistema afroempreendedor, estimulamos o espírito inovador de empreendedores e jovens negros para a criação de diferenciais competitivos no mercado.

Acredito que haverá um choque entre os oprimidos e aqueles que oprimem. Acredito que haverá um choque entre aqueles que querem liberdade, justiça e igualdade para todos e aqueles que querem continuar os sistemas de exploração. ” Malcolm X

Colabore também compartilhando com a sua rede de contatos.

É hora de agir!

Somos uma Rede Negra de fortalecimento e justiça social para circulação de capital (intelectual/econômico) dentro da comunidade unindo consumo consciente, inovação, afroempreendimentos e educação para população negra.

"É necessário observar que para proteger de verdade as pessoas que mais precisam, precisamos de uma renda básica de emergência mensal de ao menos R$300 reais por pessoa, por 6 meses, que contemple as 77 milhões de pessoas mais pobres do Brasil - aquelas que têm renda familiar inferior a 3 salários mínimos." Douglas Belchior. 

 

Movimento Black Money - Afreektech ainda não publicou nenhuma notícia.