"LICANTROPIA", de Tadeu Renato |

"LICANTROPIA", de Tadeu Renato

Pré-venda do livro "LICANTROPIA", de Tadeu Renato.Dramaturgia-poesia-prosa-visualidade.

Projeto por: Tadeu Renato
R$ 3.555,00
arrecadado
meta R$ 4.000,00

44
benfeitores

88%
arrecadado

7
dias restantes

PARCELE SEU PAGAMENTO EM ATÉ 6 VEZES

É tudo ou nada! Precisamos bater a meta até 31/07/2021 - 23:59

POR

Tadeu Renato

Tadeu Renato
R$ 25
Quero muito, mas tá apertado aqui...
7 benfeitores apoiando
Receba o livro em formato e-book por email.

01 disponível.
R$ 50
Amo ter o objeto livro nas mãos
12 benfeitores apoiando
Então você gosta de sentir o cheiro das folhas e brincar entre as páginas! Com esse apoio você recebe seu livro impresso, com frete incluso.
R$ 65
Manda umas palavras aí...
9 benfeitores apoiando
É aqui que você leva o livro impresso e com uma dedicatória exclusiva e com carinho feita para você!
R$ 85
Poesia? Pois é, poesia!
3 benfeitores apoiando
Faz assim: leva o livro impresso, com dedicatória exclusiva e ainda três cartões postais com poemas do Tadeu. Que acha?
R$ 100
Eu quero é mais palavras!
2 benfeitores apoiando
Quer dizer que você quer receber o livro impresso e com dedicatória? Mais o livro de poemas 'letras para melodias corporais'? Mais um cartão postal com poemas do autor? Então é aqui o seu lugar.
R$ 150
Estou viciado em ler os textos do Tadeu!
11 benfeitores apoiando
Ah, entendi! Você ama muito as palavras do Tadeu e quer mais livros... Pois nesse caso, você pode levar o LICANTROPIA, o LETRAS PARA MELODIAS CORPORAIS e mais LENZ, UM OUTRO. E de lambuja, um cartão postal com poemas do Tad. E tudo com dedicatória para você que está com vício no que ele escreve!

Não encontrou o que queria?

Apoie com qualquer valor

 

 

 

 

Escrito em 2011, LICANTROPIA foi um dos escolhidos para ser publicado na primeira edição da "A[L]BERTO - Revista da SP Escola de Teatro", voltada à dramaturgia contemporânea. No prefácio escrito por Sílvia Fernandes - teórica, crítica e professora da USP -, a pesquisadora escreve que Licantropia é "a tensão recorrente entre espaços limítrofes, íntimo e público, dado rural e cosmopolitismo, raiz regional e urbanidade, terra agreste e imaginário da metrópole, lobo e homem, que produz uma espécie de desterritorialização do sujeito da narrativa, marcado pela flutuação e pelo desregramento. O lobisomem é a figuração compósita de rural e urbano. (...) 'Licantropia' é híbrido de poesia, narrativa e diálogo".
A peça estava em fase de montagem quando veio a Pandemia, adiando sua estreia. Mas o desejo de ver o texto publicado é antigo e finalmente chegou a vez, com o trabalho do selo CESURA, do poeta, dramaturgo e editor Marcus Groza. Trabalho feito na luta de ver textos de dramaturgias contemporâneas circulando por aí. O livro vem com ilustrações do artista visual (e também poeta) Felipe Stefani, capa do designer e ator Murilo Thaveira, prefácio de Dione Carlos e posfácio de Alex Araújo, ambos dramaturgos. Equipe cheia de artistas inventivos, de linguagens híbridas como o próprio texto.
____________________________
 
1 - ENTRE O VÂO DAS DESORAS
 
MENINO

se não me fala a memória
invento
é assim mesmo que
era assim mesmo
mesmo que fosse de outro feitio era assim tinha a casa
azulada na janela
meu quarto
meu não
era deles quando eu cheguei
aqui no
tudo já era
tinha também um jardim onde
os lírios amarelos do meu pai
o terreno amarelírico terreno do meu pai
 
onde eu mijava escondido porque me dava vontade
de misturar os amarelos
depois o bairro que ainda nem era cidade
i n t e r i o r
tinha uma fazenda velha fincada entre as casas
feito uma borboleta no meio do concreto nascente
 
...
 
queria poder sair do quarto agora
mas andava
anda
por aqueles idos
um
que ninguém nunca viu
um demônio
matava quem achasse na frente um esfarrapado um degredado
filho de eva
nem missa acontecia direito
mas nem padre nem polícia nem prefeito
ninguém entendia
ninguém nunca viu
o filhodaputa que é lobisomem
eu tenho certeza
 
____________________________
 
A meta dessa pré-venda é financiar a revisão, diagramação, produção da capa, pedido de ISBN, ficha catalográfica e impressão do livro. 
 
O lançamento oficial do livro acontecerá em uma live no dia 06 de JULHO, aniversário de 40 anos do Tadeu! Ou seja: seu apoio pode ser um presente para ele, e você ainda leva um livro incrível, além de outros mimos: outros livros do autor e dedicatórias.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Tadeu Renato ainda não publicou nenhuma notícia.

 

 

 

 

Escrito em 2011, LICANTROPIA foi um dos escolhidos para ser publicado na primeira edição da "A[L]BERTO - Revista da SP Escola de Teatro", voltada à dramaturgia contemporânea. No prefácio escrito por Sílvia Fernandes - teórica, crítica e professora da USP -, a pesquisadora escreve que Licantropia é "a tensão recorrente entre espaços limítrofes, íntimo e público, dado rural e cosmopolitismo, raiz regional e urbanidade, terra agreste e imaginário da metrópole, lobo e homem, que produz uma espécie de desterritorialização do sujeito da narrativa, marcado pela flutuação e pelo desregramento. O lobisomem é a figuração compósita de rural e urbano. (...) 'Licantropia' é híbrido de poesia, narrativa e diálogo".
A peça estava em fase de montagem quando veio a Pandemia, adiando sua estreia. Mas o desejo de ver o texto publicado é antigo e finalmente chegou a vez, com o trabalho do selo CESURA, do poeta, dramaturgo e editor Marcus Groza. Trabalho feito na luta de ver textos de dramaturgias contemporâneas circulando por aí. O livro vem com ilustrações do artista visual (e também poeta) Felipe Stefani, capa do designer e ator Murilo Thaveira, prefácio de Dione Carlos e posfácio de Alex Araújo, ambos dramaturgos. Equipe cheia de artistas inventivos, de linguagens híbridas como o próprio texto.
____________________________
 
1 - ENTRE O VÂO DAS DESORAS
 
MENINO

se não me fala a memória
invento
é assim mesmo que
era assim mesmo
mesmo que fosse de outro feitio era assim tinha a casa
azulada na janela
meu quarto
meu não
era deles quando eu cheguei
aqui no
tudo já era
tinha também um jardim onde
os lírios amarelos do meu pai
o terreno amarelírico terreno do meu pai
 
onde eu mijava escondido porque me dava vontade
de misturar os amarelos
depois o bairro que ainda nem era cidade
i n t e r i o r
tinha uma fazenda velha fincada entre as casas
feito uma borboleta no meio do concreto nascente
 
...
 
queria poder sair do quarto agora
mas andava
anda
por aqueles idos
um
que ninguém nunca viu
um demônio
matava quem achasse na frente um esfarrapado um degredado
filho de eva
nem missa acontecia direito
mas nem padre nem polícia nem prefeito
ninguém entendia
ninguém nunca viu
o filhodaputa que é lobisomem
eu tenho certeza
 
____________________________
 
A meta dessa pré-venda é financiar a revisão, diagramação, produção da capa, pedido de ISBN, ficha catalográfica e impressão do livro. 
 
O lançamento oficial do livro acontecerá em uma live no dia 06 de JULHO, aniversário de 40 anos do Tadeu! Ou seja: seu apoio pode ser um presente para ele, e você ainda leva um livro incrível, além de outros mimos: outros livros do autor e dedicatórias.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Tadeu Renato ainda não publicou nenhuma notícia.