Maniva | Belém-Brasília |

Maniva | Belém-Brasília

Curta temporada do solo teatral Maniva em Belém (PA). Primeira visita do espetáculo brasiliense às suas origens paraenses.

Projeto por: Larissa Cristina Chaves de Souza Martins
R$ 8.115,00
arrecadado
meta R$ 6.810,00

101 benfeitores
apoiaram essa campanha

Conseguimos \o/

Obrigado a todos os Benfeitores por mais um projeto bem sucedido. Agora, acompanhe as novidades e comentários do projeto.

POR

Larissa Cristina Chaves de Souza Martins

Larissa Cristina Chaves de Souza Martins
R$ 10
De grão em grão!
14 benfeitores apoiando
Agradecimento verbal em cada uma das 2 sessões do espetáculo. Pode parecer pouco mas pra gente é bastante coisa :)
R$ 25
Teu nome escrito na nossa história!
23 benfeitores apoiando
Agradecimento verbal em cada uma das 2 sessões do espetáculo + agradecimento por escrito no programa do espetáculo + 1 adesivo exclusivo do projeto ;) Informações extras: - O adesivo poderá ser retirado em Belém ou em Brasília. Em Belém: a partir de 1 hora antes de cada uma das duas sessões, no local do espetáculo; Em Brasília: em local, data e horário a ser definido pelo Coletivo. - Casos excepcionais serão tratados diretamente com o Coletivo Maniva.
R$ 40
Maniva online!
33 benfeitores apoiando
Agradecimento verbal em cada uma das 2 sessões do espetáculo + agradecimento por escrito no programa do espetáculo + 2 adesivos exclusivos do projeto (artes gráficas diferentes) + *link de acesso para live exclusiva de transmissão de uma das 2 sessões * Você será consultado(a) sobre qual sua sessão de preferência ;) Informações extras: - Os adesivos poderão ser retirados em Belém ou em Brasília. Em Belém: a partir de 1 hora antes de cada uma das duas sessões, no local do espetáculo; Em Brasília: em local, data e horário a ser definido pelo Coletivo. - Casos excepcionais serão tratados diretamente com o Coletivo Maniva.
R$ 70
Senta na mesa com a gente!
11 benfeitores apoiando
Agradecimento verbal em cada uma das 2 sessões do espetáculo + agradecimento por escrito no programa do espetáculo + 3 adesivos exclusivos do projeto (artes gráficas diferentes) + *1 ingresso para assistir presencialmente uma apresentação no SESC Ver-o-Peso (Belém | PA) * Para usar essa recompensa integralmente (ingresso para sessão no Sesc Ver-o-Peso) você precisará estar em Belém no dia 17/01/2020. Informações extras: - Os adesivos poderão ser retirados em Belém ou em Brasília. Em Belém: a partir de 1 hora antes de cada uma das duas sessões, no local do espetáculo; Em Brasília: em local, data e horário a ser definido pelo Coletivo. - Casos excepcionais serão tratados diretamente com o Coletivo Maniva.

9 disponíveis.
R$ 120
Farinha da baguda!
19 benfeitores apoiando
Agradecimento verbal em cada uma das 2 sessões do espetáculo + agradecimento por escrito no programa do espetáculo + camiseta exclusiva do espetáculo + pack com 5 adesivos exclusivos (5 artes gráficas diferentes) + *link de acesso para live exclusiva de transmissão de uma das 2 sessões. *Você será consultado(a) sobre a sessão de sua preferência ;) Informações extras: - Os adesivos poderão ser retirados em Belém ou em Brasília. Em Belém: a partir de 1 hora antes de cada uma das duas sessões no local do espetáculo; Em Brasília: em local, data e horário a ser definido pelo Coletivo. - Casos excepcionais serão tratados diretamente com o Coletivo Maniva.
R$ 500
Ajudando a construir histórias!
2 benfeitores apoiando
Consultoria de dramaturgia, com Yuri Fidelis, destinada a provocações de elaboração, sugestões de aperfeiçoamento ou outras dinâmicas de colaboração para dramaturgias originais e mesmo orientação para adaptações teatrais. Duração de 3 horas, podendo ser realizada, presencial* ou virtualmente, para até 5 pessoas. A consultoria se trata de uma conversa em que você apresenta seu projeto ou ideia e vislumbraremos juntos a melhor maneira (técnica e artisticamente) de você comunicar ao seu público aquilo que deseja, no que diz respeito a linguagem da dramaturgia. * As consultorias presenciais poderão acontecer das seguintes maneiras: Em Brasília: data (em 2020), horário e local a ser definido juntamente com o Coletivo; Em Belém: nos dias 17 ou 18/01/2020, pela manhã ou tarde.

indisponível.
R$ 500
Clareando os caminhos!
Seja o primeiro a apoiar!
Consultoria de iluminação, com Larissa Souza, destinada a espetáculos teatrais, performances, eventos de pequeno a médio porte, shows musicais, recitais e demais projetos que possam ser realizados em edifícios teatrais. Duração de 3 horas, podendo ser realizada, presencial* ou virtualmente, para até 5 pessoas. A consultoria se trata de uma conversa em que você apresenta seu projeto ou ideia e vislumbraremos juntos a melhor maneira (técnica e artisticamente) de você comunicar ao seu público aquilo que deseja, no que diz respeito a linguagem da iluminação. * As consultorias presenciais poderão acontecer das seguintes maneiras: Em Brasília: data (em 2020), horário e local a ser definido juntamente com o Coletivo; Em Belém: nos dias 17 ou 18/01/2020, pela manhã ou tarde.

2 disponíveis.
R$ 700
Dividir pra somar!
Seja o primeiro a apoiar!
Consultoria com o Coletivo Maniva sobre processo criativo, estruturação dramatúrgica e produção independente a partir das experiências que vivemos durante a criação do espetáculo e nas iniciativas independentes de manutenção e circulação do trabalho. Duração de 4 horas, podendo ser realizada, presencial* ou virtualmente, para grupos de até 5 pessoas. Indicamos essa recompensa a grupos de teatro, grupos de criação/pesquisa artística, coletivos artísticos, performers ou grupos de pessoas envolvidas em quaisquer formas de processos criativos teatrais. * As consultorias presenciais poderão acontecer das seguintes maneiras: Em Brasília: data (em 2020), horário e local a ser definido juntamente com o Coletivo; Em Belém: nos dias 17 ou 18/01/2020, pela manhã ou tarde.

3 disponíveis.
R$ 1.000
Mexe essa maniçoba com a gente!
Seja o primeiro a apoiar!
Inclusão da logo da sua empresa ou negócio na régua exclusiva de parceiros do projeto. Esta régua constará no programa impresso, flyer virtual e banner a ser exibido nos locais e dias de apresentação. Além disso, mencionaremos sua empresa ou negócio (sempre que possível) em veiculações feitas via assessoria de imprensa e faremos questão de divulgar e agradecer sua empresa, como parceira, junto aos agradecimentos verbais de cada sessão. Informações extras: - Você se responsabilizará por nos passar um arquivo digital (vetorizado) da sua logo pronta pra uso ;)

4 disponíveis.

 

DE ONDE VIEMOS?


Somos um coletivo de artistas formado por brasilienses e pela atriz paraense, radicada em Brasília, Larissa Souza.

Em 2017 a gente se encontrou para um mergulho criativo no poema-peça inacabado "Os três mal-amados", de João Cabral de Melo Neto. O texto foi nosso ponto de partida para provocações que nos levaram a uma dramaturgia autoral essencialmente embasada em elementos do imaginário cultural e realidade paraenses. Larissa foi um elemento chave para que o tempero paraense conduzisse essa mistura de referências, que tanto se parece com a pluralidade cultural da capital do país.

A peça discute temas como relações de dependência e violência doméstica por meio de metáforas muito inspiradas na riqueza poética da escrita de João Cabral.

De lá pra cá, o espetáculo fez 2 temporadas independentes em Brasília.

 

 

O QUE É MANIVA?


Maniva é a folha da mandioca brava, muito conhecida por ser tóxica se ingerida na forma que é encontrada na natureza. É o ingrediente principal de um famoso prato da culinária paraense: a maniçoba. Pra ser comestível e não tóxica, a maniçoba precisa ser preparada após o cozimento da maniva por dias. Esse processo transforma a maniva, de ingrediente perigoso, em um prato de aparência duvidosa mas de sabor excepcional.

Mas Maniva também é o nome desse solo teatral que apresenta um recorte do cotidiano de uma mulher que decide preparar uma maniçoba para a pessoa amada e, durante esse preparo, vive um encontro consigo mesma.

O fato da maniçoba ser um prato com potencial tóxico ou excepcionalmente saboroso traz ao espetáculo a potência metafórica e poética de debater temas como violência doméstica e relações de dependência tanto pelo olhar do espectador quanto da pessoa dependente ou violentada.

Numa trajetória permeada pelo real e pelo sonho vão se revelando os abismos e sutilezas que habitam as entrelinhas do amar.

 

 

 

POR QUE BELÉM?


O desejo de levar o espetáculo pra Belém não é algo de agora! Desde que os contornos de dramaturgia foram criados, esse desejo já pulsava no coletivo. Isso porque acreditamos que o trabalho só tem a crescer com os olhares do público paraense, munidos de vivências e afetividade com a maniçoba. As questões sociais abordadas pela dramaturgia não estão regionalmente restritas às vivências femininas do Distrito Federal mas se estendem, além de qualquer fronteira, como questão humana também à vida paraense.

Num momento de sucateamento de órgãos e incentivos que promovam circulação artística, compreendemos que é urgente manter vivas as possibilidades de intercâmbio cultural que estreitem as trocas entre centro-oeste e norte.

Após várias tentativas independentes de circulação do espetáculo, conseguimos pautas para realização de 2 sessões no estado do Pará. Sendo uma delas em Belém (Sesc Ver-o-Peso) e uma em Castanhal (Sesc Castanhal).
 

O QUE NOS FALTA?


Uma série de coisas são necessárias para que uma iniciativa de intercâmbio cultural como essa aconteça. Produção, assessoria de imprensa, design gráfico, pautas nos teatros, alimentação, deslocamentos, locação de equipamento, mão de obra técnica, material de divulgação, etc. Felizmente a maior parte dessas demandas nós já conseguimos resolver internamente (com nossas próprias habilidades ou com parceiras de uma rede muito generosa de pessoas).

O Coletivo só não conseguiu ainda os recursos para viabilizar 2 coisas que são MUITO importantes pra materializarmos a execução desse projeto: translado (Brasília-Belém-Brasília) e hospedagem em terras paraenses.

Essa campanha surge como uma forma de viabilizarmos juntos a ida desse coletivo para Belém!

Para isso criamos 2 metas.

A primeira delas (META 1) busca apoiadores pra levantarmos o valor necessário para levarmos até Belém a equipe mínima para o espetáculo acontecer. Nessa meta contemplamos:

-Translado (Brasília-Belém-Brasília) para 4 pessoas, hospedagem para 4 pessoas, elaboração de recompensas e taxas de serviço da plataforma de financiamento coletivo.



A segunda delas (META 2) busca apoiadores pra levarmos mais um integrante, um dos diretores da peça que não viajará caso apenas a META 1 seja possível. Nessa meta contemplamos:

- Translado (Brasília-Belém-Brasília) para 5 pessoas, hospedagem para 5 pessoas, elaboração de recompensas e taxas de serviço da plataforma de financiamento coletivo.

FICHA TÉCNICA E SERVIÇO


Realização: Coletivo Maniva
Produção: Coletivo Maniva e Samia Oliveira
Direção: Rafael Toscano e Yuri Fidelis
Atuação: Larissa Souza
Direção musical: Thiago Gama
Concepção de iluminação: Luisa L'Abbate
Operação de luz: Ana Quintas
Assessoria de Imprensa: Laíra Mineura
Design Gráfico: Rafael Toscano
Registros fotográficos: Guilherme Ávila
Videomaker: Guilherme Ávila

Sinopse

A partir de “Os três Mal-Amados”, poema-peça inacabada de João Cabral de Melo Neto, Maniva apresenta um recorte da vida de uma mulher. Num ato apaixonado ela se põe a preparar uma maniçoba, prato típico da culinária paraense, e, durante esse preparo, vive um encontro consigo mesma. Numa trajetória permeada pelo real e onírico vão se revelando os abismos e sutilezas que habitam as entrelinhas do amar.

16 de janeiro de 2020
Sesc Castanhal
Castanhal | PA

17 de janeiro de 2020
Sesc Ver-o-Peso
Belém | PA


Avalie as recompensas dessa campanha de financiamento coletivo, apóie a produção teatral independente e faça parte dessa comunidade que nos possibilitará levar esse trabalho até Belém e Castanhal para realizarmos uma linda temporada e encurtarmos a distância Belém-Brasília.

:)

 

 

Larissa Cristina Chaves de Souza Martins ainda não publicou nenhuma notícia.

 

DE ONDE VIEMOS?


Somos um coletivo de artistas formado por brasilienses e pela atriz paraense, radicada em Brasília, Larissa Souza.

Em 2017 a gente se encontrou para um mergulho criativo no poema-peça inacabado "Os três mal-amados", de João Cabral de Melo Neto. O texto foi nosso ponto de partida para provocações que nos levaram a uma dramaturgia autoral essencialmente embasada em elementos do imaginário cultural e realidade paraenses. Larissa foi um elemento chave para que o tempero paraense conduzisse essa mistura de referências, que tanto se parece com a pluralidade cultural da capital do país.

A peça discute temas como relações de dependência e violência doméstica por meio de metáforas muito inspiradas na riqueza poética da escrita de João Cabral.

De lá pra cá, o espetáculo fez 2 temporadas independentes em Brasília.

 

 

O QUE É MANIVA?


Maniva é a folha da mandioca brava, muito conhecida por ser tóxica se ingerida na forma que é encontrada na natureza. É o ingrediente principal de um famoso prato da culinária paraense: a maniçoba. Pra ser comestível e não tóxica, a maniçoba precisa ser preparada após o cozimento da maniva por dias. Esse processo transforma a maniva, de ingrediente perigoso, em um prato de aparência duvidosa mas de sabor excepcional.

Mas Maniva também é o nome desse solo teatral que apresenta um recorte do cotidiano de uma mulher que decide preparar uma maniçoba para a pessoa amada e, durante esse preparo, vive um encontro consigo mesma.

O fato da maniçoba ser um prato com potencial tóxico ou excepcionalmente saboroso traz ao espetáculo a potência metafórica e poética de debater temas como violência doméstica e relações de dependência tanto pelo olhar do espectador quanto da pessoa dependente ou violentada.

Numa trajetória permeada pelo real e pelo sonho vão se revelando os abismos e sutilezas que habitam as entrelinhas do amar.

 

 

 

POR QUE BELÉM?


O desejo de levar o espetáculo pra Belém não é algo de agora! Desde que os contornos de dramaturgia foram criados, esse desejo já pulsava no coletivo. Isso porque acreditamos que o trabalho só tem a crescer com os olhares do público paraense, munidos de vivências e afetividade com a maniçoba. As questões sociais abordadas pela dramaturgia não estão regionalmente restritas às vivências femininas do Distrito Federal mas se estendem, além de qualquer fronteira, como questão humana também à vida paraense.

Num momento de sucateamento de órgãos e incentivos que promovam circulação artística, compreendemos que é urgente manter vivas as possibilidades de intercâmbio cultural que estreitem as trocas entre centro-oeste e norte.

Após várias tentativas independentes de circulação do espetáculo, conseguimos pautas para realização de 2 sessões no estado do Pará. Sendo uma delas em Belém (Sesc Ver-o-Peso) e uma em Castanhal (Sesc Castanhal).
 

O QUE NOS FALTA?


Uma série de coisas são necessárias para que uma iniciativa de intercâmbio cultural como essa aconteça. Produção, assessoria de imprensa, design gráfico, pautas nos teatros, alimentação, deslocamentos, locação de equipamento, mão de obra técnica, material de divulgação, etc. Felizmente a maior parte dessas demandas nós já conseguimos resolver internamente (com nossas próprias habilidades ou com parceiras de uma rede muito generosa de pessoas).

O Coletivo só não conseguiu ainda os recursos para viabilizar 2 coisas que são MUITO importantes pra materializarmos a execução desse projeto: translado (Brasília-Belém-Brasília) e hospedagem em terras paraenses.

Essa campanha surge como uma forma de viabilizarmos juntos a ida desse coletivo para Belém!

Para isso criamos 2 metas.

A primeira delas (META 1) busca apoiadores pra levantarmos o valor necessário para levarmos até Belém a equipe mínima para o espetáculo acontecer. Nessa meta contemplamos:

-Translado (Brasília-Belém-Brasília) para 4 pessoas, hospedagem para 4 pessoas, elaboração de recompensas e taxas de serviço da plataforma de financiamento coletivo.



A segunda delas (META 2) busca apoiadores pra levarmos mais um integrante, um dos diretores da peça que não viajará caso apenas a META 1 seja possível. Nessa meta contemplamos:

- Translado (Brasília-Belém-Brasília) para 5 pessoas, hospedagem para 5 pessoas, elaboração de recompensas e taxas de serviço da plataforma de financiamento coletivo.

FICHA TÉCNICA E SERVIÇO


Realização: Coletivo Maniva
Produção: Coletivo Maniva e Samia Oliveira
Direção: Rafael Toscano e Yuri Fidelis
Atuação: Larissa Souza
Direção musical: Thiago Gama
Concepção de iluminação: Luisa L'Abbate
Operação de luz: Ana Quintas
Assessoria de Imprensa: Laíra Mineura
Design Gráfico: Rafael Toscano
Registros fotográficos: Guilherme Ávila
Videomaker: Guilherme Ávila

Sinopse

A partir de “Os três Mal-Amados”, poema-peça inacabada de João Cabral de Melo Neto, Maniva apresenta um recorte da vida de uma mulher. Num ato apaixonado ela se põe a preparar uma maniçoba, prato típico da culinária paraense, e, durante esse preparo, vive um encontro consigo mesma. Numa trajetória permeada pelo real e onírico vão se revelando os abismos e sutilezas que habitam as entrelinhas do amar.

16 de janeiro de 2020
Sesc Castanhal
Castanhal | PA

17 de janeiro de 2020
Sesc Ver-o-Peso
Belém | PA


Avalie as recompensas dessa campanha de financiamento coletivo, apóie a produção teatral independente e faça parte dessa comunidade que nos possibilitará levar esse trabalho até Belém e Castanhal para realizarmos uma linda temporada e encurtarmos a distância Belém-Brasília.

:)

 

 

Larissa Cristina Chaves de Souza Martins ainda não publicou nenhuma notícia.