[AM] Mulheres da Amazônia |

[AM] Mulheres da Amazônia

Colabore com a Coletiva Banzeiro Feminista e faça com que a alimentação básica cheguem nas casas das mulheres amazônicas.

Projeto por: Aline Ribeiro de Oliveira
R$ 3.300,00
arrecadado
meta R$ 10.680,00

2
benfeitores

30%
arrecadado

5
dias restantes

PARCELE SEU PAGAMENTO EM ATÉ 6 VEZES

Ajude-nos a bater nossa meta até 12/07/2020 - 23:59


POR

Aline Ribeiro de Oliveira

Aline Ribeiro de Oliveira
R$ 20
Apoiar essa campanha com R$ 20
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 50
Apoiar essa campanha com R$ 50
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 80
Apoiar essa campanha com R$ 80
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 100
Apoiar essa campanha com R$ 100
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 200
Apoiar essa campanha com R$ 200
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 300
Apoiar essa campanha com R$ 300
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 500
Apoiar essa campanha com R$ 500
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 1.000
Apoiar essa campanha com R$ 1000
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pela sua colaboração!
R$ 3.000
Apoiar essa campanha com R$ 3000
Seja o primeiro a apoiar!
Obrigada pela sua colaboração!

Não encontrou o que queria?

Outro valor

A partir da verba arrecada iremos viabilizar a compra de cestas básicas para atender as demandas de mulheres e suas famílias em situações de vulnerabilidade socioeconômica. As cestas serão distribuídas em dois pontos, um será no Educandos e outro no Bairro de Petrópolis. Boa parte dessas mulheres já se encontram em um cadastro prévio que realizamos durante os meses de abril, Maio e Junho. Na entrega buscaremos utilizar todos os procedimentos indicados pelo ministério da saúde, como o uso de máscaras e álcool em gel, bem como a organização de horários para evitar aglomerações.

A Coletiva Banzeiro Feminista foi idealizada entre os anos de 2011 e 2012 na cidade de Manaus - Am. A Coletiva tem atuado ao longo dos anos na perspectiva feminista interseccional, levantando diversas bandeiras e realizando atividades culturais, formativas, serviços de apoio a comunidade de doações.

A coletiva tem atuado em parceria com a ong ICDSAM desde o ano de 2018, e juntos temos buscado apoiar diversas famílias. Esta parceria teve início no ano de 2018 quando ocorreu um incêndio que abalou extremamente a comunidade, na sede do ICDSAM as famílias foram acolhidas, juntas e juntos realizamos campanhas de arrecadação de donativos, móveis, eletrodomésticos e realizamos naquele período atividades culturais em parceria com artistas da região. Boa parte das nossas ações encontram-se registradas em nossas redes sociais.

O projeto pretende beneficiar mulheres e suas famílias nos bairros de Petrópolis e Educandos, entre outras comunidades, pois até então nossas doações não tem ficado apenas nos bairros que pensamos atuar inicialmente, já realizamos doações para áreas ribeirinhas, comunidades indígenas e outros bairros da cidade de Manaus, queremos também apoiar as famílias de pessoas em privação de liberdade.

Manaus possui um dos piores cenários do país no que se refere a covid-19, ele atingiu fortemente as famílias com as quais atuamos em parceria com o ICDSAM no bairro do Educandos, boa parte dessas famílias tem como fonte de renda o trabalho informal na feira que há no bairro, com as limitações que a pandemia gerou, manter a renda tornou-se ainda mais difícil. No bairro de Petrópolis, a realidade não é muito diferente, algumas trabalhadoras estão com seus salários atrasados e nós temos apoiado quando conseguimos cestas, algumas crianças e jovens tem ido às portas das casas pedir quilos de alimento e sempre que possível também buscamos apoiar com as cestas básicas. Múltiplas são as realidades as quais temos buscado apoiar, dessa forma, qualquer contribuição será extremamente bem-vinda para amenizar as perdas que o capitalismo, racismo, machismo, e a lgbtfobia já nos geram e que com o contexto da pandemia se agravaram.

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$30.000 seja alcançado.

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 4.000.000,00 (quatro milhões de reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo de iniciativas que enfrentem os efeitos do Coronavírus nas periferias urbanas brasileiras. Por se tratar de um Fundo Colaborativo e aberto a novos parceiros, o montante destinado a triplicação dos projetos pode ainda aumentar, possibilitando um número maior de iniciativas contempladas.

Aline Ribeiro de Oliveira ainda não publicou nenhuma notícia.

A partir da verba arrecada iremos viabilizar a compra de cestas básicas para atender as demandas de mulheres e suas famílias em situações de vulnerabilidade socioeconômica. As cestas serão distribuídas em dois pontos, um será no Educandos e outro no Bairro de Petrópolis. Boa parte dessas mulheres já se encontram em um cadastro prévio que realizamos durante os meses de abril, Maio e Junho. Na entrega buscaremos utilizar todos os procedimentos indicados pelo ministério da saúde, como o uso de máscaras e álcool em gel, bem como a organização de horários para evitar aglomerações.

A Coletiva Banzeiro Feminista foi idealizada entre os anos de 2011 e 2012 na cidade de Manaus - Am. A Coletiva tem atuado ao longo dos anos na perspectiva feminista interseccional, levantando diversas bandeiras e realizando atividades culturais, formativas, serviços de apoio a comunidade de doações.

A coletiva tem atuado em parceria com a ong ICDSAM desde o ano de 2018, e juntos temos buscado apoiar diversas famílias. Esta parceria teve início no ano de 2018 quando ocorreu um incêndio que abalou extremamente a comunidade, na sede do ICDSAM as famílias foram acolhidas, juntas e juntos realizamos campanhas de arrecadação de donativos, móveis, eletrodomésticos e realizamos naquele período atividades culturais em parceria com artistas da região. Boa parte das nossas ações encontram-se registradas em nossas redes sociais.

O projeto pretende beneficiar mulheres e suas famílias nos bairros de Petrópolis e Educandos, entre outras comunidades, pois até então nossas doações não tem ficado apenas nos bairros que pensamos atuar inicialmente, já realizamos doações para áreas ribeirinhas, comunidades indígenas e outros bairros da cidade de Manaus, queremos também apoiar as famílias de pessoas em privação de liberdade.

Manaus possui um dos piores cenários do país no que se refere a covid-19, ele atingiu fortemente as famílias com as quais atuamos em parceria com o ICDSAM no bairro do Educandos, boa parte dessas famílias tem como fonte de renda o trabalho informal na feira que há no bairro, com as limitações que a pandemia gerou, manter a renda tornou-se ainda mais difícil. No bairro de Petrópolis, a realidade não é muito diferente, algumas trabalhadoras estão com seus salários atrasados e nós temos apoiado quando conseguimos cestas, algumas crianças e jovens tem ido às portas das casas pedir quilos de alimento e sempre que possível também buscamos apoiar com as cestas básicas. Múltiplas são as realidades as quais temos buscado apoiar, dessa forma, qualquer contribuição será extremamente bem-vinda para amenizar as perdas que o capitalismo, racismo, machismo, e a lgbtfobia já nos geram e que com o contexto da pandemia se agravaram.

Match-funding é como uma vaquinha turbinada: uma nova modalidade de fomento, que mistura o financiamento coletivo (ou crowd-funding) com aporte de parceiros, que multiplicam a arrecadação. Para cada R$ 1 arrecadado pelos projetos selecionados por intermédio da plataforma da Benfeitoria, o Fundo Colaborativo Enfrente contribui com mais R$ 2, até que o valor de R$30.000 seja alcançado.

O Fundo Colaborativo Enfrente, composto pela Fundação Tide Setubal e demais parceiros (vide aba “Parceiros” em benfeitoria.com/enfrente) poderá aportar o total de mais R$ 4.000.000,00 (quatro milhões de reais) para triplicar a arrecadação de campanhas de financiamento coletivo de iniciativas que enfrentem os efeitos do Coronavírus nas periferias urbanas brasileiras. Por se tratar de um Fundo Colaborativo e aberto a novos parceiros, o montante destinado a triplicação dos projetos pode ainda aumentar, possibilitando um número maior de iniciativas contempladas.

Aline Ribeiro de Oliveira ainda não publicou nenhuma notícia.